Queda de 31,6% no faturamento · 06/04/2020 - 13h48

CNC projeta queda de R$ 738 milhões nas vendas da Páscoa por coronavírus


Compartilhar Tweet 1



Com a crise do coronavírus, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estima que as vendas da Páscoa em 2020, uma das mais importantes datas do comércio brasileiro, registrem uma queda histórica de 31,6% em relação a 2019, o que representaria uma perda de R$ 738 milhões. De acordo com o estudo, o faturamento do varejo deve alcançar R$ 1,598 bilhões esse ano, contra R$ 2,336 bi no período passado.

Segundo o presidente da CNC, José Roberto Tadros, o cenário, inimaginável no início do ano, é resultado das restrições ao consumo impostas pelo isolamento social. "Os efeitos da pandemia de Covid-19 restringiram dramaticamente o fluxo de consumidores nas lojas. Há registro de quedas de 35% no comércio de rua e de 50% nos shopping centers ao longo do mês passado (março)", destaca.

Com relação aos impactos econômicos, Fabio Bentes, economista da CNC responsável pelo trabalho, chama atenção para o aumento do dólar e a aversão ao crédito, por parte do consumidor, para o consumo dos produtos considerados não essenciais, por mais que sejam fatores que, normalmente, não ajudem a alavancar a renda. "Estes acabam sendo problemas de menor magnitude perto dos efeitos negativos que a crise deverá provocar sobre o mercado de trabalho e, consequentemente, sobre a confiança dos consumidores quanto ao consumo não essencial", conclui.


Fonte: AsCom

Comentários