Política nacional de atenção básica -

Censo das UBSs: 100% dos municípios do Piauí fizeram adesão e Sesapi reforça sobre 2ª etapa

O Piauí teve 100% de adesão dos seus municípios ao censo das UBSs do Ministério da Saúde. A primeira etapa foi iniciada no mês de maio, onde os gestores municipais precisaram demonstrar o interesse, através da plataforma e-Gestor, em participar do censo. O Censo Nacional das Unidades Básicas de Saúde tem como objetivo principal aprimorar a política nacional de atenção básica, fortalecendo programas e investimentos da atenção primária à saúde, para garantir que os usuários tenham suas necessidades atendidas pelos serviços.

Foto: Governo do PiauíGoverno do Piauí
Governo do Piauí


Os profissionais de saúde que atuam nas UBSs  devem agora dar início à segunda etapa do censo, onde os profissionais devem, através da plataforma e-Gestor, preencher o questionário disponibilizado pelo Ministério da Saúde com informações sobre as unidades básicas onde atuam.

Segundo Bhassia Barroso, gerente de Atenção Primária à Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), a participação de todos os municípios no cadastro da primeira etapa foi uma grande vitória para a atenção primária do estado. Ela reitera que o mesmo afinco é necessário nas próximas etapas do processo.

“Temos agora um questionário que deverá ser preenchido por todos aqueles que foram cadastrados no censo. São questões sobre estrutura das UBSs, serviços prestados, equipamentos contidos nas unidades, entre outros pontos que ajudarão o Ministério a entender melhor a realidade das nossas UBSs”, fala a gerente. 

O censo visa identificar as demandas e desafios enfrentados pelos profissionais das UBSs e gestores locais,  orientando soluções para os principais gargalos que impedem o acesso, a qualidade e a integralidade dos serviços prestados na Atenção Primária à Saúde (APS). O objetivo é coletar dados referentes à composição das equipes de APS, às condições de infraestrutura, à saúde digital, ao acesso a métodos diagnósticos e medicamentos e à promoção da saúde por meio de ações intersetoriais e comunitárias.

A superintendente de atenção primária à saúde e municípios da Sesapi, Leila Santos, destaca que o censo busca estimular melhorias na atenção primária e que participar corretamente permitirá uma evolução em todas as cidades piauienses dos serviços prestados nas UBSs.

“Essas informações permitiram que o Ministério da Saúde tenha dados confiáveis sobre as condições das nossas UBSs e as de todo o Brasil, permitindo assim que sejam organizados, de forma mais adequada, trabalhos voltados para a melhoria da atenção primária. Tendo essas melhorias em vista, é essencial que todos os municípios do Piauí sigam participando do censo, assim como 100% deles aderiram ao cadastro da primeira etapa”, fala a superintendente.

Fonte: Governo do Piauí

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco