Transmissão pela UFPI TV · 25/05/2022 - 09h42

Acontece nesta quinta o último “Esquenta Salipi” com o tema "Tropicália e Torquato Neto"


Compartilhar Tweet 1



Nesta quinta-feira (26/05) acontece o último “Esquenta Salipi”, apresentando o tema Semana de Arte de 1922: Tropicália e Torquato Neto. O Esquenta contará com a participação do professor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Arão Paranaguá de Santana, e do professor adjunto da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Feliciano Bezerra. A live será transmitida pelo canal UFPI TV no youtube, a partir das 18h00, neste link.

A live é mediada pelo Vice-Reitor, Viriato Campelo, acompanhado pelo Presidente da Fundação Quixote, Kássio Gomes. A programação especial tem como intuito trazer essas discussões para o Salão do Livro do Piauí (Salipi 2022) e apresentar a importância da semana de arte para a cultura do país.

Saiba mais sobre os convidados

Arão Paranaguá de Santana é doutor em Artes e pós-doutor em Cultura Visual, mestre em Educação e licenciado em Artes, publicou sete livros e vários capítulos em coletâneas e artigos em revistas especializadas. 

Feliciano Bezerra é graduado em Letras pela UFPI, mestre e doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Ele publicou os seguintes livros: A Escrita do Torquato Neto (2004); Teoria das Comunicações e Novas Tecnologias (2012); Literatura, História e Cultura Afro-Brasileira e Africana (2014).

Os esquentas

As comemorações do centenário da Semana de Arte Moderna de 1922, marco do movimento modernista brasileiro, é tema de uma série de debates promovidos pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) e a Fundação Quixote. As lives do “Esquenta Salipi” percorreram por temas diversos, como arquitetura, música, teatro, Semana de Arte de 22, Tropicália e Torquato Neto.

O primeiro “Esquenta Salipi” teve como discussão: A música em torno da Semana de Arte Moderna de 22. O convidado Lívio Tragtenberg debateu sobre como as culturas letradas, os literatos e a música erudita não se conectam com o restante da cidade e as periferias, acabando por gerar uma fragmentação histórica. 

Nesse sentido, a professora e maestrina de música, Alba Bonfim, reforça a importância do evento e convida aos interessados pelo assunto a comparecer ao Salipi 2022.  

Durante o segundo esquenta, o tema abordado foi Arquitetura e a Semana de Arte Moderna com o palestrante Guilherme Wisnik. O evento provocou reflexões sobre o legado arquitetônico e a influência da Semana de Arte de 22 no processo de modernização da cultura brasileira. 

A coordenadora do curso de Arquitetura e Urbanismo da UFPI, Juliana Lopes Aragão, conta que a arquitetura do Brasil foi construída pelo olhar estrangeiro, desse modo a Semana de 22 trouxe um olhar voltado para as raízes no sentido de buscar uma identidade nas construções. “Depois da semana de arte a arquitetura se revelou como uma bandeira modernista com uma matriz voltada para a imersão nas raízes”, explica.  

A terceira live debateu o Teatro em torno da Semana de Arte Moderna de 22. O especialista em teatro, professor Narciso Telles foi o convidado. Na ocasião, ele revisitou a relação do teatro com a semana de arte. 

A professora de inglês e coordenadora do projeto de extensão em teatro “Os Federais”, Érica Rodrigues Fontes, destaca que o teatro e a semana de 22 não estão interconectados, porém a interpretação teatral foi uma grande receptora do pensamento modernista. "O Esquenta Salipi traz vários momentos e pensamentos da semana de 22", pontua.

Salipi 2022

Em vinte anos de existência, está será a nona edição do Salão do Livro do Piauí (Salipi) sediada no Espaço Rosa dos Ventos da UFPI. Realizado de 3 a 12 de junho, o evento terá sua primeira edição inteiramente presencial desde o início da pandemia. Mais uma vez, a UFPI reafirma seu compromisso em divulgar a cultura piauiense na correalização do maior evento cultural e literário do estado.

 

PostMídia (99) 8175-5041


Fonte: UFPI

Comentários