Há previsão na lei orçamentária -

W. Dias diz que manutenção de imposto zero sobre combustível será discutido só após posse de Lula

Foto: Roque de Sá/Agência SenadoPEC da Transição deverá ser apresentada após o feriado, diz Wellington Dias
_Senador Eleito Wellington Dias

Em entrevista ao site G1, o senador eleito Wellington Dias (PT), coordenador dos ajustes no orçamento para o ano de 2023 do governo de transição de Luiz Inácio Lula da Silva, disse que a decisão sobre a continuação de impostos zerados sobre os combustíveis ficará para o próximo ano. 

O petista falou que a manutenção do Pis/Cofins zerado sobre gasolina e óleo diesel é uma decisão que o presidente eleito Lula somente tratará após a posse. 

A um custo de R$ 52,9 bilhões, valor que o governo deixará de arrecadar em 2023, o governo de Jair Bolsonaro enviou em agosto último a proposta de lei orçamentária ao Congresso Nacional prevendo desonerações de Pis/Cofin e Cide sobre gasolina, etanol e gás veicular, além de desoneração de Pis/Cofins sobre diesel, gás de cozinha e querosene de aviação. 

A medida provisória aprovada pelo governo Bolsonaro prevê desoneração apenas para esse ano de 2022.

Comentários