Inquérito Civil · 23/02/2021 - 23h57 | Última atualização em 24/02/2021 - 00h23

Promotor segue investigando suposto superfaturamento em notas fiscais do hospital de Campo Maior


Compartilhar Tweet 1



Devido ao término do prazo para a tramitação da notícia de fato sobre suposto superfaturamento em notas fiscais de contratos envolvendo o Hospital de Campo Maior e a empresa Med Plus, o promotor de Justiça Maurício de Souza instaurou inquérito civil "tendo em mira a colheita de elementos de veracidade e comprovação dos fatos tratados na notícia em lume".

O promotor informa que o Hospital Regional de Campo Maior encaminhou cópia de notas de empenho, atos de liquidação e de pagamentos em nome da empresa Med Plus, mas que as solicitações de informações ao TCE e ao setor de perícias da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ) para análise acerca da ocorrência de superfaturamento nos pagamentos à referida empresa ainda não acusaram respostas.

Há suspeitas de suposto superfaturamento "notadamente nos fios de sutura, algodão, etc".

Comentários