Mais Suspeitas · 30/03/2020 - 14h37

Prefeitura pagou locadora alvo da Polícia Federal sem que empresa fornecesse veículos


Compartilhar Tweet 1



NÃO HOUVE FISCALIZAÇÃO

Além da Multikar e da C2, alvos da Polícia Federal na Operação Topique, a Prefeitura de Campo Maior também repassou dinheiro à empresa RJ Locadora de Veículos Eirelle EPP, outro alvo na mesma investigação.

No caso da RJ, os serviços foram totalmente subcontratados, o que segundo relatório técnico do Tribunal de Contas do Estado (TCE) era contratualmente vedado. 

“Ao analisar a listagem de veículos locados disponibilizada pelo jurisdicionado foi possível verificar que não consta nenhum veículo cuja propriedade é da empresa RJ Locadora de Veículos Eireli EPP, o que permite inferir que houve a subcontratação total, procedimento desautorizado, consoante asseverado na avença celebrada entre as partes, Cláusula Quarta – Obrigações da Contratada, item V”, traz relatório técnico da Corte de Contas.

- Clique e leia matéria completa


Comentários