Transporte Escolar · 12/10/2021 - 17h04 | Última atualização em 12/10/2021 - 17h07

“Os gestores têm que entender que os alunos não são gado”, diz conselheiro substituto do TCE


Compartilhar Tweet 1



_Conselheiro Substituto Jaylson Campelo (Imagem: Reprodução)
_Conselheiro Substituto Jaylson Campelo (Imagem: Reprodução) 

ABAIXO À VIDA DE GADO

O conselheiro substituto Jaylson Campelo, do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI), estava a relatar a prestação de contas de gestão da prefeitura de Inhuma referente ao ano de 2018, gestão do ex-prefeito Antônio Rufino da Silva Júnior, quando alertou aos gestores piauienses. 

"Existe um [ponto] que eu dou uma atenção toda especial: os veículos inadequados para o transporte escolar. Então os gestores têm que entender que os alunos não são gado. São gente. É difícil? É difícil. É o comum no interior transportar em lotações, em caminhonetes abertas? É. É o costume. Mas é um costume errado. Não é porque seja um costume que nós devamos permanecer com ele. Nos dias atuais não é mais concebível de forma nenhuma os alunos serem transportados da forma que foram", falou.

As contas, à unanimidade, foram aprovadas, com ressalvas, com aplicação de multa de 1.000 UFRs ao então gestor.

Comentários