Acúmulo no 1º DP · 04/06/2019 - 22h17

Ministério Público do Piauí quer saber o destino de 16 mil Boletins de Ocorrência


Compartilhar Tweet 1



 

O Grupo de Atuação Especial de Controle Externo da Atividade Policial (GACEP)- sim, ele existe e está ativo no Ministério Público do Piauí (MPPI) - abriu procedimento administrativo de auxílio ao promotor de Justiça titular da 48º Promotoria de Justiça de Teresina, Elói Pereira de Sousa Júnior, para apurar a falta estrutural e de pessoal no 1º Distrito Policial da capital.

A entrada do GACEP no caso ocorre depois do acúmulo de 16.844 Boletins de Ocorrência registrados na unidade policial pela Corregedoria de Polícia Civil.

O que impressiona é que desses, só houve instauração de 455 "procedimentos policiais". O que faz suscitar algumas importantes perguntas: como a Polícia decide o que deve e o que não deve ser investigado? É por ordem de registro dos Boletins ou por ‘importância’ do caso? Ou 'importância' de quem os denuncia?

- Clique e leia matéria completa

Comentários