A eficiência da gestora · 21/08/2019 - 21h40

Exclusivo: TCU desconfia de servidora da Secretaria de Saúde do Piauí dona de clínica


Compartilhar Tweet 1



UMA EFICIÊNCIA SÓ

Um recente acórdão do plenário do Tribunal de Contas da União (TCU) ajuda a jogar luz sobre o que teria ocorrido na meteórica habilitação de uma clínica particular como Centro Especializado em Reabilitação IV na região de Picos - algo que nem na capital Teresina tem. A rapidez para tal procedimento, em nome do atendimento da pessoa com deficiência, também joga suspeitas sobre uma integrante dos quadros da Secretaria de Saúde. Trata-se de Patrícia Maria Santos Batista. Ela seria proprietária da Associação Isac Batista (APAAS), a clínica agraciada com a habilitação.

“(...) a senhora Patrícia Batista acumulava funções de Diretora da Secretaria de (...) Estado de Saúde do Piauí e de Coordenadora da Comissão Intergestores Bipartite daquele estado, seria também dirigente da APAAS, situação potencialmente ensejadora de conflito de interesses, conforme relato do Denasus-PI”, traz acórdão do TCU

Leia matéria completa


Comentários