Educação · 21/10/2021 - 18h11

Empresa de servidora de Castelo do Piauí já recebeu R$ 5,2 milhões da prefeitura em 4 anos


Compartilhar Tweet 1



__Servidora da prefeitura de Castelo do Piauí ao lado do seu esposo (Reprodução de Autos)
_Servidora da prefeitura de Castelo do Piauí ao lado do seu esposo (Reprodução de Autos)  

MERENDA ESCOLAR

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) aprovou tomada de contas especial para apurar responsáveis e eventual dano ao erário em quatro licitações do município de Castelo do Piauí vencidas de forma suspeita pela empresa M. Abreu & Oliveira LTDA, o Comercial Neto, que tem como um dos sócios Magnólia de Abreu Lima, apontada pelas autoridades como que sendo Coordenadora de Educação Infantil do mesmo município, o que infringe a legislação brasileira. Ao todo já teriam sido pagos a esta empresa de gêneros alimentícios e mereda escolar a cifra exata de R$ 5.266.014,82 entre os anos de 2017 e 2020, segundo informações técnicas do Tribunal de Contas. 

- Clique e leia matéria completa

Comentários