Sob Investigação · 02/11/2020 - 17h16

Dois contratos suspeitos de Alto Longá representam 69% do orçamento do município em 2020


Compartilhar Tweet 1



Dois contratos oriundos de pregões presenciais realizados pelo município de Alto Longá, que são alvo do Tribunal de Contas do Estado e da Polícia Federal, representaram 67% do orçamento do município no ano de 2020, “se forem desconsideradas as despesas com pagamento de pessoal e encargos sociais”, segundo o Ministério Público de Contas. 

“As duas contratações em apreço somam R$ 10.581.645,00 (dez milhões, quinhentos e oitenta e um mil, seiscentos e quarenta e cinco reais), o que representa 35,27% (trinta e cinco inteiros e vinte e sete centésimos percentuais) do orçamento do município para 2020. Se forem desconsideradas as despesas com pagamento de pessoal e encargos sociais os contratos em comento representam 67,16% (sessenta e sete inteiros e dezesseis centésimos percentuais) do orçamento do município para 2020”, destacou o procurador do MPC Márcio André Madeira de Vasconcelos. 

- Veja matéria completa


Comentários