Incômodo · 04/05/2020 - 14h24

Alvo do GAECO pede retirada da tornozeleira alegando não ter sinal em sua fazenda


Compartilhar Tweet 1



__A esposa do prefeito, Risaglia Lino, com ele ao fundo, em foto que ganhou as redes sociais recentemente (Imagem: Reprodução)
__A esposa do prefeito, Risaglia Lino, com ele ao fundo, em foto que ganhou as redes sociais recentemente (Imagem: Reprodução)  

O prefeito de Bertolínia Luciano Fonseca (PT), afastado de suas funções após ser alvo da Operação Bacuri - do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), pediu a retirada da tornozeleira eletrônica. O gestor estava preso e obteve liberdade provisória.

Na nova petição o político alegou que o adereço não tem funcionalidade em sua fazenda, para onde pediu para ser transferido em petição acatada pelo desembargador Pedro de Alcântara Macêdo, do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI).

- Clique e leia matéria completa


Comentários