Sabe o que é Anime Josei? · 22/02/2020 - 14h21 | Última atualização em 22/02/2020 - 15h45

Lista | Conheça os principais gêneros de animes


Compartilhar Tweet 1



 

 

A indústria de animes para os japoneses não está indo bem. Segundo Associação de Animações Japonesas (AJA), desde 2013 que a indústria dentro do território nipônico estagnou. Um dos motivos, segundo ainda a própria AJA, foi a transição da TV para serviços onlines que por incrível que pareça, eles não souberam compreender direito como a coisa funcionaria. Mas em contraponto a isso, no mercado externo a coisa explodiu. E não estamos falando dos últimos dez anos, como analisou o relatório acima, mas desde meados dos anos 80 que os animes japoneses ganham o mundo.

 

Ainda utilizando os dados da AJA, o mercado externo para os animes cresceu 171,9% desde 2013 para atingir um recorde em 2016, passando de 282,3 bilhões de ienes (cerca de US$ 2,631 bilhões) em 2013 para 767,6 bilhões de ienes (cerca de US$ 7,154 bilhões) em 2016. Para entender melhor esses dados, clique aqui.

 

Como observado, a cultura pop japonesa hoje é poderosa principalmente por causa das animações – Dragon Ball, Naruto, One Piece são nomes conhecidos e falados em qualquer língua ao redor do globo. Veja, Cowboy Bebop virará uma série live action; Patinadores russos mundialmente famosos fazem homenagens a Sailor Moon. De vez em quando, Kanye West avalia o quão massivamente ele foi impactado por Akira!

 

O mundo consome anime e tudo que esteja envolvido com este produto de uma forma quase doentia.

 

Esse mês, a Netflix nos presentou com animações do Studio Ghibli. 21 filmes entrarão no serviço de streaming. Este mês, fevereiro, entraram no serviço O Castelo no Céu (1986), Meu Amigo Totoro (1988), O Serviço de Entregas da Kiki (1989), Memórias de Ontem (1991), Porco Rosso: O Último Herói Romântico (1992), Eu Posso Ouvir o Oceano (1993) e Contos de Terramar (2006), mas todos os filmes estarão no catálogo até abril.

 

Porém, apesar de serem do mesmo estúdio de animação, cada anime produzido pelo pessoal do Ghibli tem gêneros incomuns. Então para compreendermos melhor hoje quais gêneros a indústria de animes mais produz, criei essa lista.

 

Outro ponto importante na explicação é sobre como o ocidente trata e considera o que vem e o que é gênero dentro do mundo dos animes japoneses. Gênero, por exemplo, opera exclusivamente dentro do conceito anime, os japoneses os classificam por gênero de categoria demográfica ou grupo de pessoas. Por isso, não podemos considerar que as animações ocidentais estejam no mesmo patamar, referência ou a ficção de gênero como um todo, melhor falando, o anime é um ecossistema de narrativa fora de si que deve ser entendido como tal. É por isso que estou aqui com os principais gêneros encontrados dentro dos animes, para todas as suas necessidades de desmistificação. Aqui tudo claro, certo? Se a resposta foi afirmativa, sente-se, relaxe e prepare-se.

 

Com vocês, os principais gêneros de animes atualmente:


 

Shonen

 

Quando você pensa em anime, o que vem à sua mente provavelmente será um shonen ou um robô gigante. My Hero Academia, Dragon Ball Z, Slam Dunk – todos animes incríveis, apesar de serem longos, são todos animes shonen. Que ao pé da letra significa “para meninos”, tornando-o mais uma categoria demográfica do que um gênero. Na era do anime como exportação, no entanto, o termo ganhou conotações de gênero que não podem ser ignoradas. Quando uma criança ama Bleach e quer ler e consumir mais produtos do gênero, já que a indústria faz justamente assim com seus mangás e animes shonen.


 

O anime Shonen abrange uma enorme variedade de subgêneros: esportes, fantasia, ficção científica e até histórias de terror. Compare algo como Tengen Toppa Gurren Lagann, uma história de robô gigante, contra Eyeshield 21, que conta como um time de futebol do ensino médio tenta conquistar o país. Eles apresentam motivos, histórias e cenários muito diferentes, e, no entanto, ambos são solidamente divertidos e incríveis. O que os une, e qualquer anime shonen, é o foco nos personagens juvenis que, muitas vezes está procurando se tornar o melhor, corrigir um passado ruim e / ou proteger aqueles que amam. São histórias cheias de paixão e idealistas sobre a juventude, ação e coração. Não é de admirar que shonen seja o gênero mais popular do mercado.


 

Dragon Ball, One Piece, Naruto, Cavaleiros do Zodíaco, My Hero Academia. Tudo farinha do mesmo saco.


 

Shoujo

 

 

Sailor Moon, Sakura Cardcaptor, Fruits Basket e Nana podem variar em termos de história, mas todas essas séries são do gênero shoujo. “Shoujo” é literalmente “Mulher Jovem”, mas que foi exportado e distorcido pelo tempo para funcionar como um gênero dentro da indústria de anime. Assim, o anime shoujo varia muito em termos e quais se pode classificar. Sailor Moon é um bom exemplo do que estamos falando, assim como outras histórias mágicas de jovens heroínas em trajes fabulosos que combatem o mal com poderes fantásticos. O mesmo acontece com A Rosa de Versailles, um drama histórico ambientado na época da Maria Antonieta, The Heart of Thomas, uma história de amor entre dois meninos, e o Ouran High School Host Club, uma comédia escolar.


 

Mas o que de fato une esses diversos subgêneros animados para serem considerado um Shoujo? Um dos elementos principais para responder isso, sejam histórias que abordem e tenham mais ênfase nos relacionamentos amorosos. No entanto, esse interesse no que conecta as pessoas vai além do amor romântico. Séries como Tokyo Mew Mew e Nana podem envolver triângulos amorosos, casais em destaque e fandoms, mas os relacionamentos platônicos ainda funcionam neste gênero, especialmente quando se trata de amizades entre garotas. Além disso, os motivos visuais de shoujo são surpreendentemente diferentes, mais detalhados e cores mais suaves.

 

Ore Monogatari!!, Akatsuki no Yona e Ao Haru Ride são belos exemplos desse gênero com os citados acima.

 

Seinen


 

 

Se você não gosta de personagens românticos, heróis adolescentes dando golpes com nomes barulhentos e procura por uma opção mais séria, bem-vindo ao mundo do anime Seinen.

 

Tecnicamente, seinen se resume em “anime para homens jovens”. Na prática, isso se traduz em uma ampla variedade de histórias que podem retratar níveis de violência e sexualidade para um público mais adulto, tem histórias com uma moral mais obscura e personagens que não são exemplos para ninguém. Anime como Black Lagoon e Ghost in the Shell contam enredos de personagens que vivem às margens da sociedade e num mundo violento. Essas não são histórias de pessoas que procuram salvar o mundo – na verdade, elas geralmente são sobre pessoas que tentaram, falharam e agora vivem nos destroços desse sonho. Mas não pense que tudo é triste e sombrio: embora o crime, a ação, o horror psicológico e as opiniões particularmente obscuras da ficção científica e da fantasia estejam frequentemente, a comédia também aparece nesse gênero.

 

Berserk, Mushishi, One Punch-Man são animes diferentes, porém fazem parte do gênero Seinen.


 

Josei


 

O gênero preferido do editor Pikachu-Sama. Há mangás para meninas, cheios das primeiras paixões e segredos escolares, e há o josei: mangá para mulheres que querem ir além de problemas do ensino médio. No gênero Josei o anime trata assuntos mais polêmicos da vida adulta. As histórias tendem mais para a realidade, com elementos melancólicos e às vezes dramáticos.


 

Mas isso não quer dizer que anime Josei seja um caso inteiramente melancólico – pelo contrário. É no gênero Josei que animes lembram mais novelas do que apenas crianças soltando poderes pelas mãos, são enredos que falam que vida pode encontrar alegria transcendente e humor. Outro grande de destaque são as histórias “BL”, ou "Boys 'Love": romances entre personagens masculinos que podem, dentro dos ambientes mais maduros, ser retratados com uma sexualidade explícita. O mercado de mangás Josei vende bastante também fora do Japão.


 

Natsuyuki Rendezvous, Shouwa Genroku Rakugo Shinjuu, Kuragehime e Sakamichi no Apollon são todos do mesmo gênero.


 

Ecchi


 

"Ecchi" é uma palavra bastante flexível quando falamos de anime. Pode ser usado como um adjetivo, para descrever algo sexual de uma maneira que denota maldade – como descrever uma revista erótica como algo “sujo”. Pode ser um substantivo, aplicado a alguém que é um pouco pervertido.

 

Há uma grande distinção a ser considerada quando se trata de ecchi: o anime pode ser sexy, mas jamais pornográfico. Claro, o anime ecchi gira sempre em torno do sexo, mas aqui funciona mais como uma ferramenta para seduzir. Novamente, anime ecchi não representa atos sexuais reais e sem censura, nem é desprovido de desenvolvimento de enredo ou personagem, existem muitas séries ecchi que são tão amadas por sua construção e história quanto por suas calcinhas. Outro detalhe marcante é que o humor faz parte tanto quanto saias curtas. Sim, ecchi é realmente um gênero divertido de assistir, só não veja com sua mãe por perto.

 

Kill la Kill é um anime com muita ação, Shokugei no Souma é um anime com muita comédia, Love Hina é um anime com comédia, ação e muitas garotas. Todos eles, apesar de serem distintos são anime ecchi.


 

Harem


 

 

Animes desse gênero estão sempre em alta. Normalmente, as séries do gênero harém centram-se em torno de um cara comum, entre 15 e 30 anos. Ele provavelmente está um pouco perdido no mundo sem saber o que quer na vida, nutrindo uma paixão que ainda não conseguiu. Do nada, ele descobre que é o escolhido ou herdeiro de um destino fantástico, normalmente vai trabalhar numa escola só de garotas lindas. Todos, desde a mais excêntrica até a mais recatada, querem desesperadamente estar com ele.

 

Harem basicamente costura entre os outros gêneros de anime, principalmente quando o assunto é humor. Mas não pense que anime harém é um assunto totalmente masculino. As séries "harém reverso", na qual vários meninos disputam os afetos de uma garota, é uma minoria pequena, mas poderosa, dentro do gênero, Ouran High School Host Club, Akatsuki no Yona, Uta no Prince-Sama são exemplos vivos e incríveis de anime dessa categoria.

 

Rosario To Vampire, To LOVE-Ru e Sora no Otoshimono são clássicos e são anime Harem.

 

Isekai


 

Você não pode falar sobre ficção ou fantasia sem falar sobre o conceito de escapismo. O anime Isekai leva esse conceito para outro nível, construindo um gênero inteiramente em torno de pessoas comuns sendo levadas para mundos fantásticos. Às vezes, eles estão familiarizados com os mundos em questão, às vezes podem trazer alguma coisa do nosso mundo, às vezes reencarnam como um slime. Mas uma coisa é sempre a mesma, o enredo conta como eles eram uma pessoa comum em nosso mundo e, agora, em virtude de serem transportados para uma terra de fantasia, tornaram-se extraordinários.


 

Anime Isekai explodiu mais ou menos em 2010 e todo ano, algum anime desse gênero precisa ser lançado. No Game No Life, Tensei shitara Slime Datta Ken e Re: Zero fazem bastante sucesso. Mas anime isekai é algo antigo: Fushigi Yugi, Magic Knights Rayearth e até A Viagem de Chihiro do Studio Ghibli fazem parte desse gênero. Além disso, nem todo isekai se desenvolve de acordo com temas relativamente óbvios. Hataraku Mao-sama!, por exemplo, é sobre o próprio Satanás vim para nosso mundo e aqui ele sofrer para conseguir ligar uma máquina de batatas fritas. Isekai, além de qualquer coisa, é tudo sobre assistir um peixe fora d'água se acostumar com um novo oceano, e essa é uma premissa fantasticamente flexível.


 

Mecha

 

 

Basicamente quando se pensa em anime, vem em nossa cabeça um robô gigante não é? O gênero Mecha, é um conceito criado por essa indústria. Animações como Mazinger Z e Robô Gigante prepararam muito bem uma geração de artistas que criaram e produziram Patlabor, Full Metal Panic!, por exemplo ou o vasto universo da série Mobile Suit Gundam, que criou a base para animes como Darling the FRANXX. A premissa de anime mecha é simples e geralmente gira em torno de pilotos impetuosos em enormes robôs, lutando pelo que é certo.


 

Dentro do mundo mecha como gênero, existem histórias que são chamadas de “super robôs”, que buscam se parecer o mais próximo de um humano-mesmo ele sendo gigantesco e histórias de “robôs reais”, que se aproximam mais das limitações do nosso mundo. Algumas séries misturam os dois – Neon Genesis Evangelion, famoso por recriar não só o gênero mecha –, aborda isso ricamente. Alguns, como Code Geass, mostram mechas beirando a seres mágicos e habilidades quase infinitas. Outros, como o Armored Trooper VOTOMS, encontram brilho nos detalhes da ficção científica militar.


 

Slice of Life

 

 

O gênero já explica que tipo de anime você assistirá. Slice of Life é um gênero que contém histórias sobre como um indivíduo ou grupo vivem. Aqui o importante são os detalhes, uma refeição ou uma cerimônia de chá será mostrada completamente. É apenas a vida sendo vivida.


 

Apesar de parecer simples, é um gênero que absorve todos os fãs que consumiram anime na infância e que ao chegar na vida adulta, ainda mantém fiel a indústria. “Life” pode significar algo como K-On!, Um anime sobre um clube do ensino médio dedicado a fazer música. Mas também pode abraçar da mesma forma o lendário e clássico “Serviço de Entrega da Kiki”. Essa é a beleza do gênero Slice of Life: é preciso uma abordagem íntima, mesmo que essa abordagem esteja sendo usada em pessoas e lugares muito únicos. Anime como The Melancholy of Haruhi Suzumiya, Dragon Maid e Aria: The Animation incluem fenômenos sobrenaturais, dragões, viagens no tempo e vida em outros planetas – e, no entanto, cada um é sobre um pedaço de vida. Sempre será sobre pessoas, vivendo a vida, um dia de cada vez. Às vezes com dragões.

 

Kodomomuke


 

Anime kodomonuke não tão conhecidos no ocidente. Em suma, esse gênero produz desenhos educativos para crianças. Algumas séries kodomomuke são conhecidas no ocidente. Pokemon, Hamtaro e Yo-Kai Watch são exemplos do que estou falando, mas com certeza o mais importante e famoso é do gato Doraemon.Alguns podem não gostar de assistir material para crianças, mas tenha certeza que todos são bem divertidos. Afinal, onde mais você vai assistir um pão de feijão vermelho antropomórfico combater um germe alienígena gigante cuja maior fraqueza é o sabão?

No meio dos anos 2000 a globo exibiu um anime chamado Popolocrois e até hoje é um dos mais lindos que já assisti. Ele é um belo exemplo de Kodomomuke.


 

Iyashikei


 

Iyashikei é o anime que tem uma função muito interessante: ele faz o telespectador revigorar as forças e a vontade de viver. Tradução literal de Iyashikei é cura. Muitas vezes, o gênero é confundido com Slice of Life, mas sua principal característica são os fundos maravilhosamente pintados, cenas suaves da natureza, pessoas trabalhando juntas em busca de um objetivo maior. É como tomar um banho quente quando chegamos de um dia cansativo de trabalho, estudos e filhos.


 

A variedades de animes aqui é um pouco complexa, então não existe um elemento base que seja parecidos em todos os títulos. Um acampamento, estrelado por um grupo de meninas que gostam de fazer isso, uma trilha sonora é divertida e gentil, uma comédia sem exageros e a criação de uma atmosfera acolhedora é o objetivo claro de toda a produção Iyashikei. Iyashikei não se refere a nenhum elemento ou característica em particular, mas a uma emoção.


 

Natsume's Book Of Friends, Barakamon e Laid Back Camp são exemplos belíssimos do gênero e que recomendo bastante.

 

Para saber mais, clique aqui.


Comentários