Exclusividade 180 Graus -

Especial | Tudo que você precisa saber sobre o Superman (Parte I)

 

Quando a Anne Cortese me pediu para escrever sobre o Superman, nem ela e eu sabiam que o material final daria até para lançar um livro, por isso, decidimos não fazer um vídeo, pois ficaria enorme e várias partes. Um trabalho de edição enorme. Falar do Superman para mim é algo que me remete à infância, aquele garoto que no final dos anos 80 assistiu o filme e viu aquele homem vestido de azul voando, levantando helicópteros e salvando a terra. Ele é meu herói preferido, quase uma religião. Então este trabalho demorou semanas para ser escrito e talvez seja o melhor texto em Português sobre o Superman que leram na vida, sintam-se privilegiados e felizes que tenha sido eu a escrever algo tão legal ao super herói que começou tudo e que hoje é desprezado por tantos.

Antes de irmos ao Kal-El e suas aventuras, precisamos contextualizar as coisas no seu devido lugar, então vamos para uma aula de História.

 

Aarte sequencial, que significa contar histórias por meio de figuras, faz parte da história da humanidade assim que compreendeu rudimentarmente como era viver em sociedade. Ler era um privilégio da Alta Sociedade e Clero por séculos, então essa forma de arte foi importante para se contar uma história para as massas e foi mais ou menos assim até o século 19.

No século 19 a arte sequencial se consolidou como uma forma de produção cultural que visava se tornar um bem de consumo de uma grande quantidade de leitores: a cultura de massa. Isso porque antes a ideia de cultura e educação era associada à classe alta da sociedade, como disse acima. Assim, no contexto onde o capitalismo se firmou como modo de produção dominante, surgiram as “Histórias em quadrinhos”.

O termo “história em quadrinhos” só foi utilizado a partir do início do século XX, quando foram inseridos balões nos desenhos com as falas dos personagens. Com a produção dos jornais, como meio de comunicação, essa arte passou a ser parte integrante da indústria jornalística na forma de tiras de humor chamada comic strips e, dessa forma, tornou-se parte do cotidiano da população e, devido ao sucesso de público, as tiras passaram a ter espaço próprio no jornal, o chamado caderno dominical, que, por sua vez, foi o precursor material dos comic books.

Comic Book Cover For Woo Woo Bird - New York Herald (1909-1910)
Comic Book Cover For Woo Woo Bird - New York Herald (1909-1910) 

 

Os comic books foram o berço dos quadrinhos de super-heróis. Impressos em papel barato, os comics foram relegados à mesma categoria da literatura pulp(polpa em inglês, termo derivado do papel de polpa, mais barato), classificada automaticamente por seu continente em detrimento de seu conteúdo. No entanto, os quadrinhos perduraram. Os super-heróis foram criados e recriados seguidamente e a recriação constante impulsionou a formação de um universo de narrativas sem barreiras midiáticas, ou seja, forjou um elo universal entre as diferentes mídias que compõem as narrativas de super-heróis.  

A partir daí as HQs se tornaram fenômeno em todo o mundo, consolidando o seu consumo entre crianças e jovens, principalmente, com o surgimento dos super-heróis, sobretudo o Superman em 1938. Isso marcou o começo da conhecida era de ouro dos gibis.

E a história dos comic books de super-heróis começa em 1938 com a publicação de Action Comics #1.

Action Comics #1, 1938.
Action Comics #1, 1938. 

 

O que é Herói, Super Herói e Anti-herói

O termo “herói” nas histórias em quadrinhos é utilizado para definir aquele que se diferencia dos demais personagens por seus valores morais e suas ações extraordinárias. Ele se dedica a lutar por uma causa nobre. É dotado de qualidades como força, inteligência e ética. Segue um código de conduta exemplar e é incorruptível. Liberdade, fraternidade, justiça, coragem, sacrifício etc., são alguns dos ideais dignos que guiam o herói em sua jornada com motivações sempre moralmente e eticamente justas. 

 

A diferença entre Herói e Super-herói é que este possui habilidades incomuns para os humanos, o nascimento da definição “super-herói” se confunde com o lançamento das HQs do Superman, pois este foi o primeiro herói dotado de habilidades especiais como: super força, velocidade, visão de calor entre outros. Há rumores de que a palavra “super-herói” tenha sido derivada do próprio nome do personagem: super de Superman.

Anti-herói, por sua vez, é o termo que define aquele que contraria a concepção do herói tradicional. Ele até pode defender uma causa justa em favor de outros, mas suas intenções ou motivações não são nobres. Agem por motivos muitas vezes egoístas e não seguem um código de conduta. Alguns optam por matar seus inimigos intencionalmente ao contrário dos heróis que não matam. Para os anti-heróisjustiça e vingançasão palavras que se confundem. Vale ressaltar que anti-herói não é vilão, ele só não possui os mesmos atributos, principalmente éticos, que os heróis. O mais famoso anti-herói que conhecemos é o Batman.

 

Superman: O que todo mundo já sabe sobre ele.

Nascido no fictício planeta Krypton, o pequeno Kal-elfoi colocado em uma espaçonave ainda bebê por seus pais Jor-el e Lara e enviado à Terra momentos antes da explosão e destruição daquele mundo. O bebê foi enviado primeiro por proteção de sua vida, e segundo, com a missão de impedir que a Terra tivesse o mesmo destino que seu planeta natal. 

A nave aterrissou na cidade de Smallville, no Kansas, estado dos Estados Unidos da América, onde a criança foi encontrada pelo casal de fazendeiros Jonathan Kent e Marta Kent que a adotaram e batizaram-lhe com o nome humano Clark Kent.

 

À medida que ia crescendo, o jovem Clark foi desenvolvendo habilidades incomuns para os humanos como super força, velocidade, resistência, invulnerabilidade, sopro congelante e super sopro, super audição, poderes extra-sensoriais e visuais, longevidade, capacidade de voar, inteligência e regeneração. Tais habilidades lhe eram concedidas pela exposição à luz do sol.    

Ao chegar à fase adulta, Clark vai morar na cidade de Metrópoles onde passou a trabalhar como repórter no jornal Planeta Diário. Decidiu então usar seus poderes em prol da paz e justiça do mundo. Adotou um uniforme colante azul e vermelho com um enorme “S” no peito, botas e capa. Assim, pôde aparecer em público sem ser reconhecido. Após sua primeira aparição a repórterLois Lane, sua futura esposa, o chama por Superman. Essa é a introdução original escrita em 1938. 

Primeira Página da Action Comics #1 (1938)
Primeira Página da Action Comics #1 (1938) 

 

A primeira história do Superman foi publicada em 1938 e consagrou o início da Era de Ouro das HQs. É o super-herói mais importante e popular porque é o marco de diversas peculiaridades como o primeiro herói a possuir uma identidade secreta e o primeiro a ser chamado de super-herói. Só por curiosidade, ele não foi o primeiro super-herói a voar, pois no início ele apenas saltava muito alto. Esse feito ficou por conta de outro super-herói, que se tornaria o principal concorrente do Superman nas bancas, o Shazam. Só tiveram a ideia que ele voava apenas em 1941.

Dois grandes fatos históricos contextualizam o surgimento das HQs do Superman. O primeiro é a quebra da bolsa de Nova York, em 1929, sendo que nove anos depois a população americana ainda sentia os efeitos da crise econômica. O segundo, e talvez mais importante influenciador do surgimento do super-herói, é a Segunda Guerra Mundial que teve seu início apenas um ano depois, em 1939. Ou seja, as histórias do Superman foram lançadas no período pré-guerra, onde já se ouvia os rumores e se conhecia as ideologias disseminadas por Adolf Hitler, a superioridade ariana, justificando o holocausto em busca de uma única raça superior e evoluída.

 

O Superman é exatamente o contrário do 'super-homem' nazista, pois ele é dotado dos valores cristão, talvez aí esteja justificada a história de Clark ser análoga à de Jesus Cristo, pois, assim como Jesus, ele, filho único, foi enviado à Terra com a missão de ser o salvador da humanidade. Nota-se também como outra referência o nome Cryptoniano de Clark, Kal-el, e de seu pai, Jor-el, onde a terminação “el” é usada em vários nomes cristãos significando Deus, como em Emanuel, nome bíblico de Jesus, que significa Deus conosco. 

Fim da Primeira Parte 

Fonte: Pikachu Sama

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco