Mestre das Artes · 01/08/2017 - 09h33

Nonato Oliveira ministra oficina de arte a detentas da Penitenciária Feminina

Nonato Oliveira ministra oficina de arte a detentas da Penitenciária Feminina


Compartilhar Tweet 1



Nonato Oliveira ministra oficina de arte a detentas da Penitenciária Feminina

A pintura é uma das atividades trabalhadas dentro do processo de ressocialização através da arte

O artista plástico Nonato Oliveira ministrou, nesta segunda-feira (31), uma oficina de pintura para reeducandas da Penitenciária Feminina de Teresina. A aula foi organizada pela Secretaria de Justiça do Piauí (Sejus), por meio da Coordenação de Projetos Artísticos.

A pintura é uma das atividades trabalhadas dentro do processo de ressocialização através da arte e é desenvolvida dentro dos presídios junto com outras expressões artísticas, como o teatro, o cinema, música e o artesanato.

"É muito importante pessoas que, neste momento, estão numa situação de prisão fazerem um trabalho de arte, ao invés de estarem cometendo alguma coisa errada. A arte vai ajudar elas a mudar de vida", assinala Nonato Oliveira.

Nonato, um dos mais importantes e renomados artistas do Piauí, retrata, em sua obra, o cotidiano e a cultura do povo nordestino. O artista, que teve contato com Pablo Picasso, tem telas expostas em vários estados e em países como Espanha e Portugal.

A reeducanda Edilene Pereira, 35, destaca que a experiência foi "espetacular". "É a primeira vez na vida que fico próxima de um artista como o senhor Nonato. É gratificante pra gente, porque é cultura, traz paz pra gente, aqui dentro, e espero que ele venha mais vezes", diz.

O coordenador de Projetos Artísticos da Sejus, Valdsom Braga, observa que "Nonato Oliveira é um ícone da arte piauiense. Oportunizar que essas mulheres interajam com os artistas com uma história de vida de superação é mostrar a elas a possibilidade de um futuro melhor".

Nonato Oliveira vai ser homenageado na peça teatral Abayomi, que será apresentada pelos grupos de teatro Espelho da Realidade (Penitenciária Irmão Guido) e Mulheres de Aço e de Flores (Penitenciária Feminina), no dia 16 de agosto, no Parque da Cidadania, Teresina.

Abayomi tratará sobre a cultura afro-brasileira, escravidão, preconceito, discriminação e outras questões sociais do passado e atuais. Durante a oficina com Nonato Oliveira, as próprias reeducandas pintaram telas que serão usadas como cenário no novo espetáculo teatral.