Otimize sua empresa virtual · 30/03/2021 - 11h10

SEO On Page: como fazer do zero?


Compartilhar Tweet 1



O SEO On Page é uma parte fundamental do SEO voltado para as medidas que podem ser tomadas em uma determinada página. Portanto, estamos falando de alterações de detalhes nas páginas de modo individual, visando subir no ranking dos buscadores.

Em tradução literal, SEO significa Otimização para Mecanismos de Busca. Ou seja, é um conjunto de ações que torna o conteúdo do site mais agradável aos olhos dos robôs do Google e demais buscadores.

Todavia, vale lembrar que a cada dia que passa, o Google fica mais próximo de seu ideal: responder perguntas completas em seu console, não apenas um acumulado de palavras-chave.

Portanto, há uma forte tendência de pesquisas como “melhor tênis corrida” se tornarem “qual o melhor tênis para corrida”, o que afeta diretamente a estruturação das otimizações para os buscadores.

Ficou interessado neste assunto? Não deixe de ler todo o conteúdo!

O que é SEO On Page?

Uma página é composta por vários elementos: conteúdo escrito, materiais gráficos e assim por diante. Além disso, cada elemento possui um identificador na programação da página, o que também é algo importante de ser revisado.

No caso, as imagens apresentam uma descrição “oculta” denominada atributo alt da imagem. Essa descrição não é vista pelos usuários, mas sim pelos mecanismos de busca. Seu principal uso é facilitar o trabalho na hora de responder uma pergunta do usuário.

Além disso, há uma hierarquia de títulos dentro do material escrito. Vale lembrar que a linguagem consiste de uma sequência lógica e, como tal, o conteúdo precisa estar particionado de forma lógica — respeitando as posições que facilitem a rápida absorção do conteúdo escrito.

Ou seja, se um título maior for “Os melhores carros do mundo”, mas um título menor, logo abaixo desse maior, for “O avião mais rápido do mundo”, com certeza o algoritmo vai ranquear seu conteúdo muito mal.

Enfim, SEO On Page diz respeito a todos os elementos que não extrapolam a página em questão.

No que consiste os ajustes de SEO On Page?

Como ficou claro pela seção anterior, SEO On Page cuida apenas dos elementos internos da página. Há também SEO Off Page, backlinks e muitos outros fatores de ranqueamento que não serão discutidos neste conteúdo. Para maiores detalhes, vale consultar empresas especialistas neste ramo, como a Planejador Web.

Em resumo, são da competência do SEO On Page os seguintes elementos:

  • Título da página;
  • Meta description;
  • Link da página;
  • Uso de títulos e subtítulos;
  • Links internos e externos;
  • Linguagem acessível
  • Imagens.

Vamos ver todos esses tópicos com mais detalhes!

Título da página

O título da página é o conteúdo escrito que vai aparecer no navegador do usuário assim que ele entrar em uma determinada página. Portanto, não é, necessariamente, o título do conteúdo. É importante que contenha a palavra-chave trabalhada na página, assim como resuma seu conteúdo em 5 palavras ou menos.

Meta description

A meta description é o conteúdo escrito que vai aparecer logo abaixo do link do conteúdo, na resposta do buscador. O Google já informou que essa parte não pesa em nada para o SEO, de maneira direta; todavia, ela pode induzir o usuário a entrar na página, e quanto mais visualizações, melhor o ranqueamento do conteúdo.

Link da página (URL)

A URL da página é o link pelo qual o usuário adentra o conteúdo. Em geral, ele fica no formato “www.site.com.br/URL_da_página”. É importante que a URL seja bem definida e que pelo menos contenha a palavra-chave. É interessante manter a URL com menos de 5 palavras, seguindo o mesmo princípio do título da página.

Uso de título e subtítulos no conteúdo

O uso de títulos e subtítulos no conteúdo é feito visando organizar o material escrito de forma lógica. Ou seja, facilitar na absorção do conteúdo pelo usuário, além de colaborar para a sequência de raciocínio. Por exemplo, podemos pensar no seguinte: o H1 ficará com o título do conteúdo; o H2 com seus títulos secundários; já os H3 são usados para segmentar os H2, evitando ultrapassar 300 palavras por título.

Links internos e externos

Os mecanismos de busca querem apenas uma coisa: uma resposta para uma pergunta feita em seu console. Portanto, ela precisa ser completa e, para isso, precisa apontar para outros conteúdos. Esse é o trabalho dos links internos e externos. A diferença entre eles é que o primeiro aponta para páginas dentro do próprio site, e o segundo apenas para páginas fora do site.

Linguagem acessível

A linguagem precisa ser acessível de acordo com a persona elaborada para o conteúdo. Além disso, listas em bullet points facilitam muito na hora de absorver as informações contidas no texto. Em geral, a linguagem é mais simples que a culta, mas depende de seu público-alvo.

Imagens

Por fim, as imagens são importantíssimas para o SEO On Page. Vale lembrar que precisam estar alinhadas com o conteúdo, e que seu atributo alt precisa contar a palavra-chave principal.

Prontinho, agora você consegue trabalhar o SEO On Page de uma página do zero!

 

Comentários