W.Dias foi prestigiar o evento · 14/11/2017 - 18h25

No Pernambuco, empresário João Claudino recebe título de cidadania


Compartilhar Tweet 1



O empresário João Claudino Fernandes, dono do Grupo Claudino, está nesta terça-feira (14/11) em Recife (PE), onde será homenageado com título de cidadania pernambucana, em solenidade na Assembleia Legislativa daquele estado.

A honraria foi proposta pelo deputado Waldemar Borges.

Da solenidade participam o governador do Pernambuco, Paulo Câmara, o governador do Piauí, Wellington Dias, o senador Elmano Férrer, o ex-senador João Vicente Claudino, o empresário João Marcelo Claudino, os deputados piauienses Nerinho e Janainna Marques, dentre outras autoridades.

João Claudino nasceu no Rio Grande do Norte, mas iniciou sua história no ramo comercial em 1949, na Paraíba. Sua família se radicou no Piauí em 1968, e a capital Teresina hoje abriga a matriz do Armazém Paraíba e a sede da maioria das empresas do Grupo Claudino.

A relação das empresas do grupo com pernambuco iniciaram ainda na década de 60, quando os pólo têxtil no estado abastecia a produção da Industria de Roupas Guadalajara.

 


Compartilhar Tweet 1



Natural de União (PI), a senadora Regina Sousa (PT) recebeu na noite desta segunda-feira (13/11) título de cidadania teresinense, na Câmara de Vereadores da capital. A honraria foi proposta e entregue pela vereadora Teresinha Medeiros (PSL), em solenidade que contou com a presença do governador Wellington Dias (PT), da vice-governadora Margarete Coelho (PP), secretários de governo e deputados estaduais, além de vereadores, da família da senadora e de militantes apoiadores de Regina.

 - Fotos: Fábio Carvalho

"É uma confirmação do meu sentimento. Já me sinto teresinense, moro aqui há quase 50 anos, cheguei aqui com 22 anos para entrar na faculdade. Saí da roça e passei direito para Parnaíba, fui fazer ensino fundamental e médio, e vim para cá, fazer vestibular, e nunca mais saí daqui. Trabalho, estudos, militância política e sindical, minha história se confunde um pouco com a de Teresina", diz a senadora ao comentar sobre a honraria recebida.

Em entrevista, o governador Wellington Dias afirmou que Regina tem bastante trabalho prestado por Teresina, e destacou o trabalho da petista com a organização sindical, dos movimentos de mulheres, grupos de estudantes, bancários e pessoas que atuam na área da juventude. "E o próprio trabalho que desenvolveu em diferentes áreas. Na Assembleia Legislativa, aqui na Câmara, na Câmara Federal, como secretária de administração, e isso tudo fez com que tivesse um amadurecimento muito forte", afirma.

A senadora foi também homenageada por Margarete Coelho, que destacou o trabalho de Regina na Comissão de Direitos Humanos do Senado. Ela entregou à petista uma miniatura da mascote Massinha, símbolo da campanha de combate à violência sexual contra crianças e adolescentes. "Entrego hoje dizendo, cuide das meninas, cuide das mulheres, cuide dos vulneráveis do nosso Piauí", pediu a vice-governadora.

 


Compartilhar Tweet 1



O governador do Maranhão, Flávio Dino, recebeu em sessão solene na manhã desta segunda-feira (13/11) na Assembleia Legislativa, título de cidadania piauiense proposto pelo presidente da Alepi, deputado Themistocles Filho. Foi ainda agraciado com a medalha do Mérito Renascença, concedida pelo governo do Piauí, e entregue pelo governador Wellington Dias.

Em pronunciamento, agradecendo as honrarias recebidas, Flávio Dino destacou as semelhanças entre maranhenses e piauienses, e as ligações econômicas entre os estados. Elogiou o governo W.Dias por apresentar ao povo “um caminho para o desenvolvimento”, e disse que se inspira no trabalho do governador petista.

Comentou ainda, que mesmo que no governo Lula o Piauí e o Maranhão tenham sido grandemente beneficiados, os demais estados da Federação e a União têm ainda uma dívida histórica com os dois estados e o Nordeste.

O governador Wellington Dias elogiou a iniciativa da Assembleia Legislativa para a concessão do título de cidadania, e relembrou sua história com o governador maranhense. "Tive o privilégio de conhecer Flávio Dino ainda como advogado, sempre uma pessoa de muita responsabilidade, e ele certamente levou isso para o momento em que foi atuar como juiz. Acompanhei sua atuação no parlamento e agora como governador", destacou o petista.

E como chefes do Executivo, atuam juntos desde 2015. Dias elogiou o engajamento de Dino no Fórum dos Governadores, sempre trabalhando a pauta Brasil, e considerando os interesses do Nordeste, e em especial do Piauí e Maranhão.

"Não se trata de título de apenas pelo cargo. Há real merecimento. Comemorou essa homenagem e destaco o papel do governador nesse momento em que vivemos"", disse Wellington.

 

Votação será nesta quarta, 1º · 31/10/2017 - 16h32

Impostos | Quatro deputados voltarão à Alepi para votarem proposta do governo


Compartilhar Tweet 1



Após a decisão da bancada do PP - agora Progressistas - em votar contra a proposta de aumento de impostos, o Karnak decidiu reagir e exonerou quatro dos deputados que estão licenciados, à frente de secretarias e coordenadoria, para voltarem à Alepi e votarem pela aprovação do projeto, na sessão desta quarta-feira (01/11).

Com a manobra, reassumem os mandatos os deputados Santana (PMDB), Pablo Santos (PMDB), Gessivaldo Isaias (PRB) e Flávio Nogueira Jr (PDT), que estão à frente da Sasc, Fundação Hospitalar, Setre e Turismo, respectivamente.

Apesar de perder os votos favoráveis de Ismar Marques (PSB) e Mauro Tapety (PMDB), o governo consegue tirar da jogada os suplentes progressistas BSá Filho e Belê Medeiros.

Na bancada ficará apenas Júlio Arcoverde (PP).

Apesar da necessária exoneração, já publicadas nos Diário Oficial do Estado desta terça-feira (31), os deputados assumem novamente os cargos no governo após a votação.

Comissão

Antes de entrar na pauta do plenário, a proposta passará ainda pela Comissão de Finanças da Alepi, com sessão marcada para ter início às 9h. Lá, são membros, o deputado Severo Eulálio (PMDB), presidente da Comissão e que na sua ausência será substituído por João Mádison, o deputado Luciano Nunes (PSDB), vice-presidente da Comissão, e ainda os deputados Cícero Magalhães (PT), Fernando Monteiro (PRTB), Júlio Arcoverde (PP), Rubem Martins (PSB) e Dr Pessoa (PSD).

Mesmo com recuo do governo · 24/10/2017 - 15h53

Parecer | Relator não considera o recuo do governo sobre a energia


Compartilhar Tweet 1



Mesmo com a promessa do governo do Estado de que recuaria da proposta de reajuste da alíquota de imposto incidente sob a energia elétrica, o relatório do deputado estadual Fernando Monteiro (PRTB), na Comissão de Constituição de Justiça, trazia análise favorável a este item do projeto inicial.

Deputado Fernando Monteiro, relator na CCJ do projeto para o reajuste de ICMS, proposto pelo governo
Deputado Fernando Monteiro, relator na CCJ do projeto para o reajuste de ICMS, proposto pelo governo    Foto: Divulgação/Alepi

A situação observada pelos deputados de oposição foi vista como uma manobra da base aliada.

Apesar do texto, o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado João de Deus, garantiu que o recuo está de pé, mas que a equipe econômica do estado não tinha mais como ceder nos demais reajustes propostos (combustível, fumo, bebidas e serviços de telecomunicações).

A expectativa é que na quinta-feira (26/10), caso a discussão não seja novamente obstruída pela oposição, a proposta seja votada na CCJ, onde o governo tem maioria de votos.

 

Em reunião na sede da APPM · 23/10/2017 - 11h17

Municípios | Bancada federal debate crise financeira com prefeitos


Compartilhar Tweet 1



Deputados da bancada federal do Piauí se reúnem nesta segunda-feira (23/10) com mais de 80 prefeitos, na sede da Associação Piauiense de Municípios (APPM), para tratar sobre a crise financeira nos municípios.

Participam da reunião os deputados Júlio César (PSD), Marcelo Castro (PMDB), Assis Carvalho (PT) e Paes Landim (PTB), e ainda o deputado estadual Georgiano Neto (PSD).

Júlio César destaca que o Governo Federal tem transferido muita responsabilidade para os municípios, mas os recursos que estão sendo repassados não são suficientes, sendo na maioria das vezes repassados sem integralidade.

Além do encontro desta manhã, os prefeitos devem participar à tarde de palestra com o deputado federal, Luiz Carlos Hauly, relator da Reforma Tributária.

 


Compartilhar Tweet 1



A Procuradoria-geral de Justiça de São Paulo abriu um procedimento para apurar sobre as declarações do promotor de Justiça Avelino Grota, do Ministério Público Estadual de SP, feitas em um grupo no Facebook. 

Grota fez diversos comentários sobre pobres, negros e babás.

A informação é do site Estadão, que em reportagem menciona sobre a afirmativa do promotor, que o texto é uma ironia contra a decisão que arquivou investigação sobre a exigência de clubes paulistanos para que as babás usem roupa branca.

O texto escrito pelo promotor foi publicado no grupo MP/SP Livre, em agosto.

"Pobre, em regra, é feio; babá, em regra, é pobre; logo, babá, em regra, é feia", diz logo no início da publicação, que no álbum abaixo pode ser lida na íntegra.

 

Furacão 'categoria 13' · 22/09/2017 - 10h57

A quebradeira em Vereda Grande


Compartilhar Tweet 1



O Sindicato dos Agentes Penitenciários compartilhou com a imprensa imagens da depredação na penitenciária de Vereda Grande, em Floriano, resultado da ação de detentos que se amotinaram no início da tarde desta quinta-feira (21/09).

As fotos foram encaminhadas com a mensagem de clara ironia.

“Furacão Daniel, de categoria 13, passou ontem pela Vereda”.

Para a Sejus, os danos são de “média proporção”.

 

Presidente apontado como líder · 14/09/2017 - 18h08 | Última atualização em 15/09/2017 - 14h51

Organização criminosa: Janot apresenta segunda denúncia contra Temer


Compartilhar Tweet 1



  Foto: Beto Barata/PR

Rodrigo Janot apresentou no final da tarde desta quinta-feira (14/09), ao Supremo Tribunal Federal, uma segunda denúncia contra Michel Temer.

Além do presidente, são alvos da denúncia Eduardo Cunha, Henrique Alves, Geddel Vieira Lima, Rodrigo Loures, Eliseu Padilha e Moreira Franco, membros do grupo chamado “PMDB na Câmara”.

Temer é acusado de liderar o grupo e foi denunciado por obstrução da justiça e organização criminosa.

A procuradoria baseia a denúncia em investigação da Polícia Federal, nas delações de Lúcio Funaro e dos executivos da J&F, e outros depoimentos.

Assim como na primeira denúncia, o pedido de investigação feito pela procuradoria será apreciado pelo Plenário da Câmara Federal. Na primeira ocasião, a votação da maioria foi por suspender o andamento da denúncia.