Comando da saúde · 18/05/2020 - 10h52 | Última atualização em 18/05/2020 - 17h45

Wellington Dias ao El País: 'Seguir a ciência no Brasil é uma proibição'


Compartilhar Tweet 1



Também na entrevista ao El País, Wellington Dias (PT) comentou sobre as trocas no comando do Ministério da Saúde desde o início da pandemia do novo coronavírus. O governador do Piauí avalia que a principal derrota é a da ciência.

— Para mim, quem caiu não foi o ministro Mandetta. Quem caiu não foi o ministro Nelson Teich. Quem caiu foi a ciência. Seguir a ciência no Brasil é uma proibição — afirmou.

Dias lamentou ainda a ausência de um plano unificado para o enfrentamento da crise em saúde, mesmo estando o Brasil em quarto lugar no número de casos de coronavírus no planeta.

    Foto: Divulgação/CCOM

Sobre o uso da cloroquina no tratamento de pacientes com Covid-19, incentivada pelo presidente Jair Bolsonaro, Wellington defende a autonomia do médico na prescrição do tratamento. 

— O Governo caminha para fazer o uso da cloroquina como a grande salvação, quando, na verdade, nós já temos no Brasil inteiro protocolos que seguem a ciência, onde o médico tem a autonomia de ministrar a medicação, o tratamento e os exames que ele entender adequado — avalia o governador.

Leia a íntegra da entrevista ao El País


Comentários