Mexe com a proporcional · 09/03/2014 - 12h27

Saída de Jesus Rodrigues prejudica Paes Landim; querem botar o Merlong

Saída de Jesus Rodrigues prejudica Paes Landim; querem botar o Merlong


Compartilhar Tweet 1



A retirada da candidatura a reeleição do deputado federal Jesus Rodrigues (PT) mexeu não só com a cúpula do seu partido. Mexeu com alguns aliados. Isso por conta da chapa proporcional que o lado do pré-candidato a governador, senador Wellington Dias (PT), pretende montar.

É que a chapa deve entrar com nomes fortes para estas Eleições 2014 no que diz respeito à candidatura para a Câmara Federal. Nomes como Iracema Portela (PP) e Paes Landim (PTB) disputarão a reeleição. E aí surge justamente o nome que motivou a desistência de Jesus: Rejane Dias (PT), a mulher de W.Dias.

Nos bastidores já se especula que ela vai ser a grande puxadora de voto, mas vai 'tomar' esses votos de muita gente dessa chapa. Até porque a chapa adversária tem muito mais nomes (e tão fortes quanto), como Átila Lira (PSB), Júlio César (PSD), Marllos Sampaio (PMDB) e os novatos Paulo Márcio (PMDB) e Heráclito Fortes (PSB).

Com a saída de Jesus, comenta-se que a chapa proporcional de W.Dias não chegaria aos 500 mil votos que se estuda para eleger pelo menos três ou dois nomes, dentro das dez vagas. Por conta disso surgiu a informação neste final de semana que o nome a ser colocado será o de Merlong Solano (PT), que sempre fez dobradinha com Jesus. Será que vinga?!