Vítima de acidente na BR-343 · 01/08/2019 - 11h19 | Última atualização em 01/08/2019 - 11h49

Políticos lamentam a morte de Capitão Anderson; ALEPI aprova voto de pesar


Compartilhar Tweet 1



A morte trágica do presidente do PSL em Teresina, Capitão Anderson, ocorrida na manhã desta quinta-feira (1º/08), comoveu militantes e políticos, que nas redes sociais, têm prestado homenagem ao militar.

"Um jovem, presidente da Associação dos Bombeiros do Piauí e do PSL, prestou relevantes serviços para a segurança pública do nosso estado", comentou o prefeito Firmino Filho.


Na abertura da sessão plenária, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho, comentou sobre a morte do capitão e leu requerimento apresentado à Casa para que fosse aprovado voto de pesar. O vereador Neto do Angelim, de Teresina, manifestou profundo pesar pela morte precoce do capitão. "Neste momento de dor, desejo forças para toda a família e amigos", comentou o secretário de Segurança, Fábio Abreu.

Adriana Sousa, diretora do Departamento de Saúde Digital do Ministério da Saúde, destacou o capitão como "grande lutador pela renovação política". 

Ex-candidata a deputada federal, Major Elizete destacou o desejo de Capitão Anderson em conquistar mandato eletivo. "Embora não concordasse com todas as suas propostas ou com a forma com que as defendia, eu admirava sua força de vontade e sua garra em lutar pelo que cria", pontou. O senador Elmano Férrer também divulgou nota de pesar.

Ainda ontem, em seu perfil no Instagram, Capitão Anderson publicou um vídeo ao lado de Jair Bolsonaro, gravado em 2017, em que mandam um recado a todos os militares piauienses.

O acidente que matou o militar ocorreu na BR-343 quando, em uma curva, o veículo onde ele estava saiu da pista, colidindo em uma árvore. Anderson seguia para Parnaíba, onde se reuniria com o prefeito Mão Santa, para tratar da visita do presidente Bolsonaro, prevista para 14 de agosto.


Comentários