Comparou com os shoppings · 10/09/2019 - 15h28 | Última atualização em 10/09/2019 - 16h43

Para vereadora, culpar Inthegra por quebradeira no comércio é politicagem


Compartilhar Tweet 1



A vereadora Graça Amorim  (PMB) vê como “politicagem” o discurso de que o sistema Inthegra está “quebrando” os comerciantes do bairro Dirceu e de outras avenidas de Teresina, que ganharam corredores exclusivos. Rechaçou a argumentação sobre a falta de estacionamento e comparou com a situação dos shoppings da capital, onde lojistas também estão fechando as portas.

“Dizer que essa justificativa de que os comerciantes estão quebrando por conta dessa estação que foi feita lá, balela pura, e politicagem barata. Se tu entra no Teresina Shopping, tem um andar todinho com as lojas fechadas. E lá tem estacionamento particular. Tu entra no Riverside, que tem estacionamento particular, e as lojas tudo fechadas. No Rio Poty, do mesmo jeito. As lojas estão fechadas pela quebradeira do país”, defendeu a vereadora.

Graça diz que é solidária com os comerciantes, mas não concorda em culpar o novo sistema de transporte público da capital. Além de ressaltar o lado dos usuários dos ônibus, ela diz que estacionar em avenida não é defesa que se faça. 

“Agora, estacionar em avenida, é a primeira vez que eu estou vendo defesa no mundo. Em todo lugar avenida é para tráfego de carros e não para estacionamento. E o que estamos vendo aqui é a defesa de estacionar e passar o dia todinho lá parado”, reclama.

No Plenário, nesta terça-feira (10), ela informou que a Superintendência de Desenvolvimento Urbano da zona Sudeste já articula uma reunião entre comerciantes e a prefeitura de Teresina, para tratar da questão que, na semana passada, veio à tona após um protesto com donos de lojas da Avenida Principal do Dirceu.


Comentários