Oposição questiona pregão · 09/10/2019 - 17h32 | Última atualização em 09/10/2019 - 21h36

Montezuma fala sobre licitação de transporte escolar e diz que PF nunca foi na Semec


Compartilhar Tweet 1



O secretário de Educação do município, Kleber Montezuma, e o secretário de Administração, Raimundo Nonato Moura, estiveram na manhã desta quarta-feira (09/10) na Câmara de Vereadores de Teresina, após solicitação da líder do prefeito, vereadora Graça Amorim, para dar detalhes sobre o Pregão Eletrônico destinado à contratação de empresa especializada no serviço de transporte escolar, que irá atender cerca de 15 mil alunos na capital.

    Foto: Apoliana Oliveira/180graus

O processo tem sido questionado por parlamentares da oposição, especialmente por conta das recentes operações realizadas pela Polícia Federal que tiveram como alvo um esquema de desvio de recursos de transporte escolar, em contratos firmados pelo governo do estado. 

"Foi bem esclarecedora [a reunião], embora todos saibam que o edital é público, ele está no sistema da prefeitura de Teresina, que foi encaminhado com antecedência para o Tribunal de Contas, mas devido essas operações que estão tendo no estado, há insinuações contra o município por vereadores de oposição. E aqui foi mostrada a transparência do processo", defende Graça Amorim.

Em entrevista, Montezuma reforçou que o certame se dá de forma transparente, e ainda alfinetou vereadores petistas ao dizer que a Polícia Federal nunca esteve na SEMEC.

    Foto: Apoliana Oliveira/180graus

"Mostramos que o que nós fazemos, fazemos com transparência, com lisura, de forma aberta. Os nossos processos são todos registrados no Tribunal de Contas do Estado, são publicados no Diário Oficial da Prefeitura, Diário Oficial da União, e também são acompanhados pelos vereadores, sindicatos e pela própria imprensa"

Ainda segundo Montezuma, vite empresas já pegaram o edital. "Isso é muito bom, mostra que vai haver competição, disputa", ressalta. 


Comentários