Vídeo liberado pelo STF · 22/05/2020 - 18h49 | Última atualização em 22/05/2020 - 21h25

Em reunião ministerial, Damares cita decreto de Wellington ao fazer críticas a governadores


Compartilhar Tweet 1



Durante a fatídica reunião ministerial da equipe de Jair Bolsonaro, exposta após decisão do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal - no processo que apura suposta interferência do presidente na Polícia Federal, após denúncia do ex-ministro Sérgio Moro - a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, cita decreto assinado pelo governador do Piauí, Wellington Dias (PT), por conta da pandemia do novo coronavírus. 

Damares começa criticando suposta "violação de direitos humanos" praticada por governadores e prefeitos, com a edição de decretos, por conta do Covid-19 e sugere "pegar pesado" contra tais medidas.

"O governador Wellington, agora, ontem, determinou que a polícia poderá entrar nas casas. Vocês não imaginam o que ele vai fazer! Poderá entrar na casa", diz a ministra.

"Ele assina?", questiona Bolsonaro.

"Assinou. A polícia poderá entrar na casa sem mandado. Então, assim, as maiores violações estão acontecendo nesses dias. Então, nós estamos fazendo um enfrentamento, mais de cinco procedimentos o nosso ministério já tomou iniciativa e nós tamos pedindo inclusive a prisão de alguns governadores", completa Damares.


Comentários