Caso "Mensalinho do Twitter" · 03/10/2019 - 08h56 | Última atualização em 03/10/2019 - 16h50

Deputada do PSL pede convocação de W.Dias pela CPMI das Fake News


Compartilhar Tweet 1



A deputada Caroline de Toni (PSL/SC) apresentou requerimento na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News, em que pede a convocação do governador Wellington Dias (PT). Ela quer explicações do petista sobre o esquema de compra de influenciadores digitais, na época da campanha de 2018, que ficou conhecido como "mensalinho do Twitter".

    Deputada Caroline de Toni, do PSL

Na época, W.Dias foi apontado como um dos beneficiados pelo esquema.

A reunião da Comissão que analisaria esse e outros 40 pedidos de convocação aconteceria ontem, quarta-feira (02), mas foi adiada em razão da continuidade da votação da Reforma da Previdência.

Os requerimentos da deputada Caroline incluem ainda pedidos de convocação da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), dos ex-ministros Antônio Palocci e Luiz Marinho, do ex-governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, e da deputada Gleisi Hoffman (PT).

Mensalinho

O esquema de compra de influencers foi denunciado no Twitter por uma das pessoas contactadas para realizar posts positivos em favor do governador piauiense. "Divulgar" e "enaltecer" era a ordem dada no e-mail cujos prints a usuária @pppholanda publicou na rede social.

A influenciadora teria se negado a divulgar posts em favor de W.Dias ao dizer que não o conhecia. "Nunca foi aceitar receber dinheiro para fazer ou opinar algo que não acredito", ela disse. 

O caso chegou a ser denunciado na Justiça Eleitoral no Piauí. Na época, W.Dias negou que tivesse conhecimento do esquema.


Comentários