O fiel... · 03/02/2019 - 23h03 | Última atualização em 04/02/2019 - 17h40

Chamado de arrogante, Renan Calheiros expõe jornalista e depois apaga tweet


Compartilhar Tweet 1



Contrariado por uma nota da jornalista Dora Kramer, de Veja, o senador Renan Calheiros desceu o nível no Twitter e colocou a colunista numa situação bastante constrangedora, acusando-a de tê-lo assediado.

Ontem, Renan saiu derrotado da eleição para a presidência do Senado. Antes mesmo do fim da votação, talvez prevendo a derrota, o senador retirou sua candidatura, facilitando a vitória de Davi Alcolumbre (DEM).

No artigo "Ocaso dos caciques", Dora afirma que Renan foi vítima da "própria arrogância".

"A @DoraKramer (Veja) acha que sou arrogante. Não sou. Sou casado e por isso sempre fugi do seu assédio", diz o senador no post que foi apagado horas depois.

A sequência da publicação é opressiva.

Caso Mônica Veloso

Após o tweet, muitos internautas lembraram que em maio de 2007 a revista Veja revelava o famoso caso envolvendo o senador Renan com a jornalista Mônica Veloso, apontada como affair do político. 

Na época,  Calheiros acabou sendo denunciado pela PGR por ter recebido recursos do lobista Cláudio Gontijo, da empreiteira Mendes Júnior, para pagar a pensão a uma filha que teve fora do casamento com a jornalista. Em troca, o senador apresentava emendas que beneficiariam a construtora. 

No ano passado, a 2º turma do STF acabou inocentando Renan da acusação de peculato. 


Comentários