Doutrinação de crianças · 11/02/2019 - 10h02 | Última atualização em 11/02/2019 - 11h44

Após reportagem, Regina diz que Record recebe dinheiro público para falar mal do MST


Compartilhar Tweet 1



A vice-governadora do Piauí, Regina Sousa (PT) acusou a Rede Record de estar recebendo dinheiro público para falar mal do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, o MST.

A declaração, feita no Twitter, vem em reação à reportagem exibida pelo Domingo Espetacular de ontem, questionando o envolvimento de crianças em movimentos políticos e ideológicos.

"Até parece que estão preocupados com as crianças", questiona a vice-governadora. "Os meninos do MST sabem mais de história do Brasil que a repórter da Record", completa.

Intitulada "A polêmica dos Sem Terrinha", a reportagem mostra diversos vídeos que circulam na internet mostrando o envolvimento de crianças e adolescente sem movimentos liderados pelo MST, questionando a doutrinação dos menores.

Após a exibição da reportagem, o movimento divulgou nota de repúdio, acusando a emissora de distorcer as informações. "Tem como único objetivo manipular a opinião pública e fortalecer o processo de criminalização de organizações populares, que lutam pela defesa de seus direitos", diz a nota.

 


Comentários