Ocupação das UTIs é de 61% · 25/05/2020 - 10h15

53% dos leitos com respiradores estão ocupados no Piauí


Compartilhar Tweet 1



A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) informa, através do Boletim Epidemiológico Covid-19, que até 19h30 deste domingo (24/05), 53,3% dos leitos com respiradores destinados a pacientes infectados pelo novo coronavírus estavam ocupados.

Ao todo, são 291 leitos com respiradores, sendo 136 ainda disponíveis.

Já a ocupação das Unidades de Terapia Intensiva chegou 61%, do total de 246 .

A Sesapi informa ainda que há 486 pessoas com suspeita de Covid-19 internadas no Piauí.

Altas médicas somam 374.

Casos

O último boletim divulgado pela Sesapi aponta que o estado acumula o registro de 3.550 casos de infecção pelo novo coronavírus.

Há registros da doença em ao menos 139 cidades.

110 pessoas morreram após contrair o vírus.

Comentar
Ministro está internado · 25/05/2020 - 09h21

Dias Toffoli testa negativo para Covid-19, mas fará contraprova


Compartilhar Tweet 1



O exame realizado pelo ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal, para detecção de infecção por Covid-19, deu negativo.

Internado desde o último sábado (23) para drenagem de um abscesso, o ministro apresentou sintomas que sugeriram contágio pela doença. Segundo a assessoria do STF, ele será submetido a exame de contraprova, para descartar um 'falso negativo'.

Seu quadro de saúde nesta manhã é estável. Ele respira sem suporte de aparelhos e teve melhora nos sintomas respiratórios.

    Foto: Fellipe Sampaio /SCO/STF

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Na noite desta sexta-feira (22/05), o governador Wellington Dias (PT) respondeu a ministra Damares Alves, da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, que fez crítica a decreto assinado pelo petista durante reunião ministerial realizada no dia 22 de abril, exposta após decisão do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, em processo que investiga denuncia sobre suposta interferência de Jair Bolsonaro na Polícia Federal.

Na gravação, Damares fala em mandar prender governadores e prefeitos ao falar em "abusos" que estariam sendo cometidos com a adoção de certas medidas no combate ao coronavírus.

E cita decreto assinado por W.Dias, que liberava o acesso de forças policiais a residências

Sobre as críticas, o governador afirmou que é "lamentável a declaração da ministra" e que Damares sempre foi tratada com respeito no Piauí. "Eu entrego a Deus para que cuide dela".

Em relação ao decreto, ele explica que a norma foi editada com base na Lei Federal 13.979/2020. "Mandaram uma minuta e eu assinei de boa fé. A OAB nos alertou e imediatamente fiz a alteração. No Piauí, a área da segurança só entra numa casa para salvar vidas", justificou.

Comentar
Vídeo liberado pelo STF · 22/05/2020 - 18h49 | Última atualização em 22/05/2020 - 21h25

Em reunião ministerial, Damares cita decreto de Wellington ao fazer críticas a governadores


Compartilhar Tweet 1



Durante a fatídica reunião ministerial da equipe de Jair Bolsonaro, exposta após decisão do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal - no processo que apura suposta interferência do presidente na Polícia Federal, após denúncia do ex-ministro Sérgio Moro - a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, cita decreto assinado pelo governador do Piauí, Wellington Dias (PT), por conta da pandemia do novo coronavírus. 

Damares começa criticando suposta "violação de direitos humanos" praticada por governadores e prefeitos, com a edição de decretos, por conta do Covid-19 e sugere "pegar pesado" contra tais medidas.

"O governador Wellington, agora, ontem, determinou que a polícia poderá entrar nas casas. Vocês não imaginam o que ele vai fazer! Poderá entrar na casa", diz a ministra.

"Ele assina?", questiona Bolsonaro.

"Assinou. A polícia poderá entrar na casa sem mandado. Então, assim, as maiores violações estão acontecendo nesses dias. Então, nós estamos fazendo um enfrentamento, mais de cinco procedimentos o nosso ministério já tomou iniciativa e nós tamos pedindo inclusive a prisão de alguns governadores", completa Damares.

Comentar
Debate socorro aos estados · 21/05/2020 - 10h12 | Última atualização em 21/05/2020 - 11h08

Bolsonaro se reúne com governadores por videoconferência


Compartilhar Tweet 1



O presidente Jair Bolsonaro se reuniu nesta quinta-feira (21/05), por videoconferência, com os governadores de todo país, para tratar de projetos de interesse dos estados, e da unificação de um plano para enfrentar a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Também participaram da reunião o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, o ministro da Economia, Paulo Guedes, o chefe da Casa Civil, Braga Netto, dentre outros membros da equipe de Bolsonaro.

Wellington Dias, governador do Piauí, participa da reunião.

Logo na abertura do encontro, presidente pediu apoio dos governadores para garantir o congelamento dos salários de servidores públicos até 31 de dezembro de 2021, como contrapartida de apoio financeiro aos estados e prefeituras, na ordem de R$ 60 bilhões.

"Temos que trabalhar em conjunto a sanção de um projeto, que é a continuidade de outras leis de há pouco aprovadas, de um auxílio, de um socorro aos senhores governadores de aproximadamente 60 bilhões de reais, também extensivo a prefeitos (...) Nesse projeto, que a gente pede o apoio aos senhores, é a manutenção de um veto muito importante, que foi largamente discutido, que atinge parte dos servidores públicos", afirmou Bolsonaro destacando que essa seria a "cota de sacrifício" dos servidores nesta crise.

A expectativa dos governadores é que a primeira parcela deste auxílio seja repassado ainda neste mês de maio.

Pelo projeto, dos R$ 60 bilhões, R$ 30 bilhões vão para os estados e R$ 20 bilhões para os municípios. Os outros R$ 10 bilhões serão destinados às áreas da saúde da assistência social, para ações de combate ao coronavírus.

Comentar
Medida para reduzir despesa · 21/05/2020 - 09h42 | Última atualização em 21/05/2020 - 14h44

Publicado decreto que reduz salário de Wellington e Regina em 15%


Compartilhar Tweet 1



Foi publicado no Diário Oficial do Estado o decreto que impõe a redução de 15% no salário do governador Wellington Dias e da vice-governadora Regina Sousa.

A medida visa reduzir despesa com pessoal para o enfrentamento dos impactos negativos nas finanças públicas decorrentes da pandemia do Covid-19.

    Foto: Jorge Bastos/CCOM

O mesmo decreto, que tem efeitos a partir de 1º de maio, reduz também em 15% a gratificação de representação por secretários de Estado, presidentes e diretores de fundações e autarquias estaduais, e superintendentes, e dos que ocupam cargos comissionados com função de chefia, direção ou assessoramento.

Haverá ainda corte de 50% nos valores pagos por indenização de transporte.

O adicional de férias relativo ao ano de 2020, será pago no contracheque referente ao mês de dezembro deste ano.

Os cortes não atingem agentes públicos das áreas de saúde, segurança e assistência social que estejam diretamente evolvidos no combate à pandemia, nem servidores cujo vencimento bruto seja igual ou inferior a R$ 1.250,00.

- Clique aqui para ler a íntegra do decreto

Comentar
Combate ao coronavírus · 20/05/2020 - 11h32 | Última atualização em 20/05/2020 - 15h24

Criticado por 'alarmismo', Firmino rebate: "Não posso ser irresponsável"


Compartilhar Tweet 1



Ao divulgar as recentes ações da prefeitura no combate ao Covid-19, o prefeito Firmino Filho (PSDB) aproveitou para rebater críticas sobre a suposta postura alarmista da gestão durante a pandemia. No desabafo, ele afirma que gostaria de dar mais notícias boas, mas que o momento é de trabalhar duro em busca de resultados.

"Algumas pessoas pedindo pra eu mudar o disco, parar de alarmismo. Dar mais notícias boas. Gente, até queria. Mas não posso ser irresponsável. Durmo e acordo avaliando e analisando a doença na cidade, estudando o que pode ser feito. E fazendo. Acabamos de entregar o nosso hospital de campanha, o primeiro do Piauí. Nossa rede de assistência à COVID-19 está organizada e será completa com a chegada dos 70 respiradores que compramos da Turquia. Agora, não adianta apenas rezar para um milagre se a gente não trabalha duro", publicou no Twitter.

Firmino destaca que a prefeitura de Teresina tem sido pioneira vem várias ações, e reconhecida pela ação rápida e organizada para promoção do isolamento. Porém, cobrou esforço da população, em especial daqueles que desejam voltar à vida normal.

"Não adianta nada disso se o esforço coletivo pelo isolamento não for entendido como nossa maior arma contra a pandemia. Quem conseguir se isolar melhor primeiro, volta à vida normal primeiro. Também queria que fosse diferente, mas é assim em todo mundo. Não adianta pensar que seria diferente em Teresina", ressalta. 

 

Comentar
Comemorado em dezembro · 19/05/2020 - 13h19 | Última atualização em 19/05/2020 - 17h43

Firmino envia à Câmara projeto para antecipar feriado de Nossa Senhora da Conceição


Compartilhar Tweet 1



O prefeito Firmino Filho (PSDB) encaminhou à Câmara de Vereadores de Teresina Projeto de Lei que autoriza a antecipação do feriado de Nossa Senhora da Conceição, que é comemorado no dia 8 de dezembro, para a próxima sexta-feira, dia 22 de maio.

A mudança é mais uma medida adotada pela prefeitura para a promoção do isolamento social, como forma de evitar a disseminação do novo coronavírus.

Em live com jornalistas, no início da tarde desta terça-feira (19/05), Firmino explicou que a Igreja Católica foi consultada e concordou com a mudança.

"Acabei de assinar o Projeto de Lei, enviado para a Câmara de Vereadores, para trazer lá do dia 8 de dezembro o nosso último feriado municipal disponível, que é o de Nossa Senhora da Conceição. Antes de fazer isso nós consultamos a Igreja Católica, o vigário geral e o arcebispo de Teresina. Como houve a concordância deles, a gente enviou [o projeto] para a Câmara, para que a gente possa antecipar o feriado para essa sexta-feira", disse.

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O governador Wellington Dias (PT) divulga agora, em live através do YouTube, os resultados obtidos com a adoção de medidas para promoção do isolamento social no Piauí, no último fim de semana.

Além da antecipação do feriado do Dia do Piauí para o dia 15 de maio, o governo também suspendeu o funcionamento de diversos setores, mesmo os essenciais, e decretou 'lei seca', para reduzir a circulação de pessoas e a incidência de acidentes.

 

Comentar
Comando da saúde · 18/05/2020 - 10h52 | Última atualização em 18/05/2020 - 17h45

Wellington Dias ao El País: 'Seguir a ciência no Brasil é uma proibição'


Compartilhar Tweet 1



Também na entrevista ao El País, Wellington Dias (PT) comentou sobre as trocas no comando do Ministério da Saúde desde o início da pandemia do novo coronavírus. O governador do Piauí avalia que a principal derrota é a da ciência.

— Para mim, quem caiu não foi o ministro Mandetta. Quem caiu não foi o ministro Nelson Teich. Quem caiu foi a ciência. Seguir a ciência no Brasil é uma proibição — afirmou.

Dias lamentou ainda a ausência de um plano unificado para o enfrentamento da crise em saúde, mesmo estando o Brasil em quarto lugar no número de casos de coronavírus no planeta.

    Foto: Divulgação/CCOM

Sobre o uso da cloroquina no tratamento de pacientes com Covid-19, incentivada pelo presidente Jair Bolsonaro, Wellington defende a autonomia do médico na prescrição do tratamento. 

— O Governo caminha para fazer o uso da cloroquina como a grande salvação, quando, na verdade, nós já temos no Brasil inteiro protocolos que seguem a ciência, onde o médico tem a autonomia de ministrar a medicação, o tratamento e os exames que ele entender adequado — avalia o governador.

Leia a íntegra da entrevista ao El País

Comentar
Diálogo com outros poderes · 18/05/2020 - 10h37 | Última atualização em 18/05/2020 - 18h12

Em entrevista ao El País, W.Dias diz que não será fácil para Bolsonaro concluir o mandato


Compartilhar Tweet 1



Em entrevista concedida ao El País, divulgada nesta segunda-feira (18/05), o governador Wellington Dias (PT) fez uma avaliação do governo Bolsonaro e considera que será difícil para o presidente concluir o mandato.

— Não será fácil para ele, pelo estilo, nem para o Brasil. Porque, mais do que qualquer período de nossa República, nós precisamos de um presidente com capacidade de articulação, de integração — afirmou Dias, mencionando ainda a dificuldade do presidente em manter diálogo com os demais poderes.

Questionado sobre o tempo em que o governo Bolsonaro ainda resiste, Wellington não quis estimar e disse que isso cabe ao Congresso Nacional e ao Supremo Tribunal Federal.

    Foto: Carolina Antunes/PR

Clique e leia a íntegra da entrevista

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Ao publicar no Twitter vídeo sobre a visita à cidade de Floriano, ocorrida nesta quinta-feira (14/05), a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, acabou escrevendo que esteve em Floresta (PI).

A correção ela fez já no tuíte seguinte e informou aos seguidores que foi traída pelo corretor do celular.

Ontem, Damares visitou Floriano para conhecer o tratamento usado pela equipe médica do Hospital Regional Tibério Nunes em pacientes com Covid-19, com uso da cloroquina, associada a outros medicamentos.

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O senador Ciro Nogueira (Progressistas) outra vez usou o Twitter para fazer elogios ao trabalho do prefeito Firmino Filho (PSDB), em meio à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

E também questionou como estaria a cidade se à frente da Prefeitura de Teresina houvesse um gestor incapaz ou despreparado, num momento tão grave.

"Teresina tem um senhor prefeito! Disso não há dúvidas, mas me pergunto: o que seria de nossa cidade se não tivéssemos um gestor capaz e preparado como o Firmino Filho? Assim, penso que teremos, nós que amamos nossa cidade e nosso Piauí, valorizar nossas escolhas numa eleição", publicou.

 

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Foram divulgados na tarde desta quarta-feira (13/05) os resultados dos exames realizados pelo presidente Jair Bolsonaro, para detecção de infecção pelo novo coronavírus. 

Os resultados foram enviados pela Advocacia-Geral da União para o Supremo Tribunal Federal (STF), após ação ajuizada pelo jornal O Estado de São Paulo, e tornados públicos após determinação do ministro Ricardo Lewandowski, relator do pedido.

Nos exames, realizados em março, foram usados nomes de terceiros. Segundo a AGU, para preservar a imagem e a privacidade do presidente e por questão de segurança. Mas o CPF e a data de nascimento que constam nos laudos são de Bolsonaro.

Os nomes que aparecem são de Airton Guedes e Rafael Augusto Alves da Costa Ferraz. 

 

Comentar
'Governo não enxerga Picos' · 12/05/2020 - 16h35 | Última atualização em 12/05/2020 - 17h27

Em meio à pandemia, Glauber Silva cobra mais investimentos na saúde de Picos


Compartilhar Tweet 1



Em meio à pandemia do novo coronavírus, o advogado e pré-candidato a prefeito de Picos, Glauber Silva (PDT), demonstrou preocupação com a falta de investimentos em saúde, tanto na rede municipal, como na rede estadual, responsável pela administração do Hospital Regional Justino Luz. A unidade é referência no atendimento de pacientes infectados pelo Covid-19 na região que aglomera mais de 40 municípios.

 O advogado e pré-candidato Glauber Silva
O advogado e pré-candidato Glauber Silva    Foto: Grande Picos

"Nas nossas lives nas redes sociais até elogiei algumas ações do poder público [municipal], no tocante à normatização, edição de decretos em consonância com a Organização Mundial da Saúde, com o governador, orientando a população. Mas o grande problema é a falta de investimentos na saúde. Isso nas três esferas. O governo federal manda poucos recursos, não enxerga picos como uma cidade que aglomera 45 municípios da região. O governo do estado, esse que não enxerga Picos", disse em conversa com o blog, por telefone.

O advogado diz ter recebido denúncias de agentes comunitários sobre a falta de EPIs para visitar residências - até mesmo máscaras - e sobre o funcionamento precário dos postos de saúde. "E tem essa questão do Hospital Regional que é histórica. Há dois anos instalaram as 10 UTIs, mas que não supre a necessidade da população, que morrem por falta de espaço", completa.

Problemas que tem levado os picoenses e moradores de cidades vizinhas a buscar atendimento em Floriano ou Oeiras, afirma Glauber. "São municípios menores, mas onde parece que a saúde funciona. Até hoje, não conseguiram sequer tirar a ala pediátrica do Hospital Regional, que deveria ser exclusivo para atendimento de pessoas com Covid-19. Estamos aqui apavorados".

Segundo dados oficiais da Secretaria Estadual de Saúde, Picos registra 61 casos confirmados de coronavírus e 3 óbitos provocados pela doença.

Comentar
Equipamentos e diretrizes · 12/05/2020 - 10h34 | Última atualização em 12/05/2020 - 10h41

Firmino cobra melhor diálogo do Ministério da Saúde com prefeitos


Compartilhar Tweet 1



Na entrevista concedida à GloboNews, nesta terça-feira (12/05), o prefeito Firmino Filho cobrou do governo federal diretrizes e protocolos que orientem a atuação de estados e municípios para uma eventual retomada das atividades econômicas, e disse que desde a posse de Nelson Teich no Ministério da Saúde, a Frente Nacional de Prefeitos tenta, sem sucesso, contato com o gestor.

— Desde a posse do ministro da Saúde, a Frente Nacional de Prefeitos tem buscado ter uma reunião com o ministro, justamente para debater o quadro atual, a necessidade de maior apoio do Ministério da Saúde, por exemplo, no fornecimento de EPIs, no fornecimento de testes, e assim como também no fornecimento de respiradores, de ventiladores mecânicos, mas infelizmente até agora nós não conseguimos nenhum tipo de reunião com o ministro — diz. 

Com a pressão para a retomada das atividades econômicas e a necessidade de debate com os diversos setores sobre como isso será feito, já que o risco de contágio pela doença com a quebra do isolamento social ainda é alto, Firmino defende que esse diálogo precisa de diretrizes claras por parte do governo federal. 

— Mas essas diretrizes, elas têm que ser debatidas, e elas precisa, obviamente, respeitar os parâmetros locais. Uma é a questão do R0, que é a taxa de propagação e de infecção do vírus e a capacidade de disponível de leitos de UTIs, e também a imunidade de rebanho. E estamos abertos ao diálogo para criar em conjunto diretrizes e protocolos para serem usados na eventual retomada — explica o prefeito.

Comentar
Comenta decreto de Bolsonaro · 12/05/2020 - 09h44 | Última atualização em 12/05/2020 - 20h24

Para Firmino, não é oportuno ampliar lista dos serviços essenciais em Teresina


Compartilhar Tweet 1



O prefeito Firmino Filho (PSDB) afirmou que não seguirá o decreto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), assinado nesta segunda-feira (11/05), que incluiu academias, salões de beleza e barbearias no rol dos serviços essenciais durante a pandemia.

— Estamos em um momento muito ruim, basicamente com o crescimento na quantidade de pessoas positivadas [para Covid-19] na cidade, e entendemos que não é oportuno nós ampliarmos a quantidade de serviços que sejam considerados essenciais — disse em entrevista à GloboNews.

 

Comentar
Serviço essencial · 12/05/2020 - 08h31 | Última atualização em 12/05/2020 - 20h22

Salões e academias continuam fechados no Piauí, mesmo após decreto de Bolsonaro


Compartilhar Tweet 1



O governador Wellington Dias (PT) afirmou que o funcionamento de academias de ginástica, salões de beleza e barbearias continua suspenso no Piauí, mesmo após novo decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, que incluiu esse tipo de estabelecimento no rol dos serviços considerados essenciais enquanto durar a pandemia do novo coronavírus. 

— Considerando academias, salões de beleza e barbearias como serviços essenciais, destaco que, aqui no Piauí, seguiremos com nossos decretos estaduais. Estes serviços permanecem fechados — informou.

Mesmo sendo um decreto federal, o Supremo Tribunal Federal já decidiu que estados e municípios têm autonomia para fixar regras próprias na promoção do isolamento. 

Dias reforçou ainda que as medidas de isolamento no estado são baseadas na ciência, sendo até o momento consideradas como a "melhor alternativa" para evitar a disseminação do Covid-19.

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O presidente Jair Bolsonaro informou nesta segunda-feira (11/05) que assinou decreto ampliando a lista de serviços considerados essenciais, incluindo academias de ginástica, salões de beleza e barbearias.

"Academia é vida. As pessoas vão aumentando o colesterol, tem problema de estresse", disse o presidente em entrevista concedida na portaria do Palácio do Alvorada, justificando que com o retorno do funcionamento das academias as pessoas terão uma vida mais saudável.

Pontuou ainda que fazer cabelo é unha é "questão de higiene".

Comentar
Novo coronavírus · 11/05/2020 - 13h12 | Última atualização em 11/05/2020 - 17h02

W.Dias vai recorrer ao 'lockdown' se ocupação de leitos passar de 50%


Compartilhar Tweet 1



O governador Wellington Dias (PT) afirmou, durante entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira (11/05), que se a ocupação dos leitos destinados a pacientes com Covid-19 passar dos 50%, irá apresentar Comitê de Organização Emergencial (COE) a proposta para decreto de 'lockdown' (fechamento total) nas áreas onde o isolamento não estiver sendo seguido como o ideal.

Serão considerados não só os leitos de Unidade de Terapia Intensiva, mas também leitos de estabilização e/ou com respiradores, nas redes pública e privada.

Até o momento, afirma W.Dias, a ocupação está em torno de 38%.

— Se a gente permanecer neste patamar, não há necessidade. A não ser que haja uma situação mais grave em algum município — explica o governador. 

A dificuldade para ampliar a rede de atendimento aos pacientes com Covid-19, diz o governador, se dá pela dificuldade de adquirir novos respiradores, necessários para pacientes com quadro mais grave da doença.

O Piauí já iniciou diversos processo de compra destes equipamentos, mas a maioria foi frustrada pelos fornecedores. Por conta da alta procura no mercado mundial, os equipamentos também tiveram aumento nos preços, sendo cobrado valores abusivos que podem chegar a R$ 25 mil por um único respirador. 

Outra preocupação é com o rápido crescimento no número de hospitalizações. Levando em conta projeções da Secretaria de Saúde, com base em dados de pesquisa sorológica realizada na última semana, em duas semanas, mais de 1 mil pessoas precisarão de leitos de UTI.

 

Comentar
Pesquisa do Amostragem · 11/05/2020 - 12h35 | Última atualização em 11/05/2020 - 12h39

Ao vivo: W.Dias divulga dados de pesquisa sobre o contágio do coronavírus no Piauí


Compartilhar Tweet 1



Acompanhe ao vivo a coletiva do governador Wellington Dias (PT), que apresenta dados da nova pesquisa sorológica realizada pelo Instituto Amostragem, no Piauí, para identificar a taxa de contágio do novo coronavírus no estado.

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O governador Wellington Dias (PT) vai apresentar nesta segunda-feira (11) o resultado da nova pesquisa sorológica realidada pelo Instituto Amostragem, para detectar a taxa de infecção do novo coronavírus no Piauí.

Na coletiva virtual, marcada para 12h, também será apresentado um panorama da ocupação de leitos na rede hospitalar.

Haverá transmissão através redes sociais, nos perfis oficiais do governo e de Wellington, e no YouTube do Governo do Piauí.

Comentar
Novo decreto da prefeitura · 09/05/2020 - 15h30 | Última atualização em 09/05/2020 - 17h22

Covid-19: empresas em funcionamento na capital terão 15 dias para testar funcionários


Compartilhar Tweet 1



Ampliada às 16h23

Um novo decreto editado pela prefeitura de Teresina impõe às empresas do setores em funcionamento que realizem a testagem de seus funcionários para o novo coronavírus. 

A intenção, explica o prefeito Firmino Filho, é evitar que supermercados, farmácias e postos de gasolina, por exemplo, sejam pontos de disseminação da doença, que já infectou 733 pessoas e matou 19 pessoas na cidade.

Os testes devem ser custeados pelas próprias empresas, que ficarão livres para contratação de laboratório. 

As empresas terão prazo de 15 dias para se adequar à norma, apresentando nota fiscal ou comprovação do serviço prestado pelo laboratório. O decreto não exige testagem periódica, mas os resultados dos testes deverão ser reportados à prefeitura, através da Fundação Municipal de Saúde.

O decreto obriga ainda que as empresas prestem informações, por meio de formulário na internet (http://testecovid19.fms.pmt.pi.gov.br), do quadro sintomático de seus funcionários.

Aqueles colaboradores que estejam desempenhando suas funções na suas residências ou no sistema de teletrabalho não necessitarão serem testados.

A exigência vale para estabelecimentos comerciais, industriais, prestação de serviços, órgãos e instituições públicas, que tenham 31 ou mais funcionários. Para os que tem menos de 31 funcionários, a realização dos testes é apenas recomendada.

Setores que irão reabrir 

Em relação aos setores que retomarão funcionamento nos próximos dias, a exemplo de ambulatórios, escritórios de advocacia e empresa de contabilidade, a reabertura só estará autorizada com comprovação da testagem de todos os seus funcionários.

Estabelecimentos que descumprirem o decreto ficarão sujeitos à interdição total das atividades e cassação de alvará de localização e funcionamento.

Comentar
Com aumento do movimento · 09/05/2020 - 15h18 | Última atualização em 09/05/2020 - 15h19

Firmino cogita implementar rodízio de veículos no Centro de Teresina


Compartilhar Tweet 1



O prefeito Firmino Filho (PSDB) admitiu a possibilidade de adotar rodízio nas ruas e avenidas do Centro de Teresina.

A medida tem sido considerada em razão do aumento do fluxo de veículos na região, já que muitos comerciantes estão descumprido o decreto de isolamento emitido pela PMT, e abrindo lojas “na surdina”.

Se adotado o rodízio, em metade da semana irão circular veículos em placa de final par, e na outra metade os de placa com final ímpar. 

Comentar
Senador faz queixa no Twitter · 09/05/2020 - 09h40 | Última atualização em 09/05/2020 - 09h51

Ciro Nogueira: disputa entre Florentino e Assis pelo comando da saúde prejudica gestão


Compartilhar Tweet 1



O senador Ciro Nogueira (Progressistas) demonstrou insatisfação e preocupação com a disputa política entre Florentino Neto, secretário de Saúde, e o deputado Assis Carvalho, pelo comando da Sesapi. 

No Twitter, Ciro lamentou que a rivalidade política esteja “prejudicado muito a gestão” em meio à pandemia do novo coronavírus, que já matou 38 pessoas no Piauí. 

— Em tempos de pandemia não há espaço para disputas políticas ou de poder — publicou o senador.

Disse ainda que o foco no momento é salvar vidas.

— Temos é que salvar vidas, em especial dos que mais precisam e dependem do serviço público — completou. 

 

Comentar