Após TJ sequestrar valores · 18/12/2018 - 11h12 | Última atualização em 18/12/2018 - 14h28

Estado quer pagar ICMS devido às prefeituras em cinco parcelas


Compartilhar Tweet 1



O valor deduzido da conta do ICMS que é rateado entre as prefeituras piauienses, quando do sequestro de R$ 48 milhões autorizado pelo Tribunal de Justiça das contas do Estado, até agora não foi recomposto.

São R$ 24 milhões, que chegariam às contas das prefeituras no mês de outubro.

Apesar de todos os apelos, os gestores - que estão no limite do prazo para o pagamento do 13º salário - ainda sofrem para corrigir esse déficit. Mas, se depender do Estado, somente em 2019 os prefeitos vão começar a "ver a cor" deste dinheiro.

A proposta da Fazenda Estadual é pagar o devido às prefeituras em cinco parcelas, a começar por janeiro.

"Isso compromete muito as contas", avalia o secretário de Finanças da Prefeitura de Teresina, Francisco Canindé.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O jornalista Zózimo Tavares vai lançar nesta quarta-feira (19/12) o livro “Alberto Silva: uma biografia”.

A publicação reúne um trabalho de pesquisa conduzido há mais de 25 anos e chega ao público exatamente no ano do centenário do ex-governador.

Traz detalhes sobre a atuação política, os dois governos Alberto Silva e ainda entrevistas com políticos contemporâneos.

O lançamento será às 12h, no Salão Nobre da Assembleia Legislativa do Piauí.

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O economista Marcos Cintra, que vai comandar a secretaria especial da Receita Federal no âmbito do ministério da Economia, afirmou que Paulo Guedes deu à equipe uma meta para redução de até 50% nos recursos repassados para o Sistema S.

Apesar de gradual, a redução deve iniciar "imediatamente". Para uma plateia de empresários, na Federação das Industrias do Rio de Janeiro, chegou a usar a expressão "meter a faca".

“Muito que o Sistema S faz pode ser feito pelo mercado de forma competitiva. Preservamos as atividades com características de bens públicos”, explica.

Cintra falou ainda sobre a intenção do governo de desonerar a folha de salário das empresas, a fim de estimular a geração de empregos. “Nossa prioridade”, completa.

Veja a matéria completa em Estadão.

Comentar
Falta de quórum no TRE-PI · 17/12/2018 - 17h02 | Última atualização em 17/12/2018 - 17h07

TRE | Ações que pedem a cassação de Gil Carlos ficam para a pauta de 2019


Compartilhar Tweet 1



As duas ações que tramitam no Tribunal Regional Eleitoral, pedindo a cassação do prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos (PT), foram adiadas para a pauta de 2019.

Elas serão apreciadas na sessão plenária desta segunda-feira (17/12), mas por falta de quórum - diante da ausência justificada do desembargador Hilo de Almeida Sousa - não houve deliberação.

Agora, só em 25 de janeiro.

Uma das ações é de autoria do Ministério Público Eleitoral, que acusa Gil Carlos por conduta vedada e abuso de poder. A segunda ação, que tramita em sede de recurso, já resultou na cassação do prefeito em 1ª instância, por decisão do juiz Maurício Machado Ribeiro.

Comentar
Entrevista ao SBT · 17/12/2018 - 08h35 | Última atualização em 17/12/2018 - 14h47

Temer faz elogios a Dilma e afirma que aceita convites para palestras


Compartilhar Tweet 1



Em entrevista exibida nesta madrugada pelo programa Poder em Foco, do SBT, o presidente Michel Temer elogiou a sua antecessora, Dilma Rousseff, de quem foi vice-presidente. Ao minimizar os protestos recebidos, num movimento que ficou conhecido como "Fora Temer", ele disse que chegar ao poder foi uma questão natural.

"Eu apanhei o governo numa situação de muita contestação. Quando o presidente é impedido, assume o vice", disse.

Sobre a petista, apontou-a como "uma senhora correta, honesta".

"Eu não tenho essa impressão de que ela seja alguém que chegou ao governo para se apropriar das coisas públicas. Nunca tive essa impressão e confesso que continuo não tendo", completou.

Ao falar do futuro governo Jair Bolsonaro, colocou-se de forma positiva. Avaliou que a reforma da Previdência deva ser votada há no início de 2019.

Diante do fim do mandato e das denúncias as quais enfrenta, diz que nem ele nem seus advogados nutrem preocupação. E menciona as negativas do Congresso para abertura de processo de impeachment contra ele como favoráveis. Em 2019, deixou caminho aberto até para palestras. "Na vida pública eu já fiz tudo que tinha de fazer. Quero voltar para São Paulo. Se me chamarem para fazer palestras, eu vou. Eu vou ter tempo, né?".

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Duas ações que pedem a cassação do prefeito Gil Carlos, de São João do Piauí - atual presidente da APPM - estão na pauta desta segunda-feira (17/12) do Plenário do Tribunal Regional Eleitoral.

Uma delas, movida pelo candidato derrotado na campanha passada, Alexandre Mendonça, na qual Gil é acusado de conduta vedada e abuso de poder político e econômico. A segunda ação é do Ministério Público, que também acusa o prefeito de abuso de poder.

Na pauta estão ainda duas ações contra o prefeito de Piripiri, Luíz Menezes, uma delas com pedido de cassação pela distribuição de combustível e abadás, transporte irregular de eleitores e o beneficiamento de eleitores com expedição de receitas médicas.

Será analisada ainda ação do MPE contra a deputada estadual Flora Izabel (PT), com pedido de cassação, por suspeita de compra de votos.

Comentar
Apoio na Câmara Federal · 14/12/2018 - 16h50 | Última atualização em 14/12/2018 - 17h42

Fábio Sérvio se alia a rival de W.Dias em passo importante para liderar oposição ao PT no Piauí


Compartilhar Tweet 1



Disposto a se consolidar como líder da base de Jair Bolsonaro no Piauí, o ex-candidato a governador e presidente regional do PSL, Fábio Sérvio, deu um passo importante para também conduzir a oposição ao Partido dos Trabalhadores e ao governo Wellington Dias. Nesta quinta-feira (13/12) ele se reuniu com a jornalista Joice Hasselmann, anunciando que juntos irão fiscalizar e denunciar os petistas por estas bandas.

A deputada federal eleita por São Paulo se comprometeu ainda a ajudar Sérvio nas demandas de interesse do Piauí na Câmara Federal, intercedendo junto ao governo Bolsonaro por políticas publicas que beneficiem os piauienses.

Uma das principais missões, segundo Fábio Sérvio, é abrir a caixa preta das contas públicas do país, que considera possível graças à configuração ministerial anunciada pelo futuro presidente. Em relação ao Nordeste, destaca o combate à corrupção como essencial na melhoria de vida da população.

"É muito bom contar com a deputada Joice Hasselmann para dar voz às necessidades do meu estado na Câmara e junto ao governo federal. Ela tem o espírito de justiça combativa e a coragem que inspirou a maior votação de uma deputada na história do Brasil. Joice é deputada do meu partido, tem laços com o estado, portanto, é também deputada federal do Piauí", diz o publicitário, apontando a futura congressista como a 11º representante do estado na Câmara.

Se não fraquejar no caminho - como apostam raposas da velha política descrentes em Sérvio - ele tem tudo para assumir a verdadeira oposição a Wellington Dias, que nunca despertou em sua plenitude. Wilson Martins perdeu por duas vezes essa oportunidade. Firmino Filho - ainda o maior líder do PSDB no estado - nunca foi visto como oposição. Elmano Férrer, que debandou da base aliada, foi um fracasso na última eleição.

Mas ao lado de Joice, que já travou embates importantes com Wellington, Regina Sousa e cia, Sérvio tem tudo para se acostumar e endurecer o discurso - hoje um tanto destoante - contra os petistas piauienses.

Abaixo, um dos contundentes vídeos de Joice contra o governador do Piauí, um dos mais compartilhados na web no último ano

 

Comentar
R$ 2,5 bilhões só em 2018 · 13/12/2018 - 21h30 | Última atualização em 13/12/2018 - 21h34

Bolsonaro critica valor 'absurdo' pago pela Caixa em publicidade e quer revisar contratos


Compartilhar Tweet 1



Jair Bolsonaro usou o Twitter para anunciar que irá revisar todos os contratos de patrocínio e publicidade da Caixa Econômica Federal.

O presidente eleito ainda apontou como "absurdo" os gastos na ordem de R$ 2,5 bilhões ao longo de 2018.

A revisão dos contratos irá ainda alcançar, segundo Bolsonaro, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), do Banco do Brasil, da Secretaria Especial de Comunicação da Presidência da República.

"Assim como já estamos fazendo em diversos setores, iremos rever todos esses contratos", ressaltou o presidente eleito.

O atual presidente da Caixa é o piauiense radicado Nelson de Souza, cuja indicação foi reivindicada pelo senador Ciro Nogueira (PP), quando Gilberto Ochi deixou o cargo para assumir o Ministério da Saúde no governo Temer.


 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



A advogada Geórgia Nunes - que foi eleita Conselheira Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, pela seccional do Piauí - vai reassumir a chefia da Procuradoria-Geral do Município de Teresina.

O retorno da advogada foi anunciado pelo prefeito Firmino Filho (PSDB), pelo Twitter. "Ela já retomará o trabalho na segunda-feira, dia 17 de dezembro", disse.

Na campanha eleitoral, Geórgia trabalhou para candidatos como o senador Ciro Nogueira (PP). Logo em seguida entrou na campanha da OAB Piauí, quando chegou a se lançar candidata à presidência da seccional, mas na véspera aderiu ao grupo de Celso Barros, que acabou eleito.


 

Comentar
PARTIDO ABRE DIÁLOGO · 13/12/2018 - 08h52 | Última atualização em 13/12/2018 - 09h02

Iracema posa com Bolsonaro em encontro com a bancada do PP na Câmara


Compartilhar Tweet 1



A deputada federal Iracema Portella participou da reunião ocorrida ontem, da bancada do Progressistas na Câmara com o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). 

Durante o encontro, o encarregado de falar pela bancada foi o deputado Arthur Lira, que colocou o partido à disposição para discutir matérias de interesse do Brasil. Manifestou ainda que o partido não está ressentido por ter ficado de fora do primeiro escalão do governo.

Na campanha, o presidente do Progressistas, senador Ciro Nogueira, liberou os deputados para votarem no candidato à presidência de sua preferência. Aqui no Piauí, Ciro subiu no palanque de Haddad e do PT, ao lado de Wellington Dias. 

"Na conversa com os deputados, o presidente destacou que não poderá governar sozinho e que conta com a ajuda do Congresso para fazer o país avançar", publicou Iracema sobre o encontro com o presidente eleito.

Comentar
Filho posta vídeo no Instagram · 12/12/2018 - 17h48 | Última atualização em 12/12/2018 - 17h55

Bolsonaro faz flexão e pratica tiro durante visita ao COT


Compartilhar Tweet 1



O Comando de Operações Táticas (COT) da Polícia Federal, localizado em Brasília, recebeu nesta quarta-feira (12/12) a visita do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). 

Durante a visita, que ocorreu por volta de 8h30, Bolsonaro posou para fotos ao lado dos integrantes do COT e fez flexão junto com os policiais. Um vídeo postado pelo filho, Eduardo Bolsonaro, mostra o presidente eleito praticando tiro.

"Me sinto extremamente honrado em ser o primeiro presidente eleito do Brasil a visitar ao COT", publicou o político no Twitter.

Ainda na agenda de hoje, o Jair teve reunião com a bancada do DEM e almoçou com colegas da turma da Academia Militar das Agulhas Negras.


 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado Themístocles Filho, quer aproveitar a próxima segunda-feira (17/12) para reunir os deputados estaduais na Casa, a fim de votar o Orçamento do Estado para 2019.

Na data acontece a diplomação dos parlamentares eleitos, quando o presidente acredita que será possível reunir quórum - até mesmo na Comissão de Fiscalização e Controle, Finanças e Tributação - para análise da matéria.

Lembrando que, regimentalmente, a Casa somente poderá entrar em recesso após a votação do Orçamento. 

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Após a reunião do Fórum dos Governadores, realizada nesta quarta-feira (12/12) em Brasília, o governador Wellington Dias (PT) anunciou que já em fevereiro, os secretários estaduais de Segurança e Justiça irão se reunir para debater ações integradas no país.

    Foto: André Oliveira

No encontro de hoje, que teve a presença do futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, do vice-presidente eleito, Hamilton Mourão, dos presidentes do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, e do Superior Tribunal de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, bem como o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, Dias apresentou uma proposta focada na atuação da segurança pública através de um sistema único.

Como explica, fez um resgate de questões já debatidas, como o Fundo Nacional de Segurança e a integração dos níveis de segurança. Destaque também para o uso da tecnologia no combate à criminalidade. Para o governador, o importante é focar em políticas que possam estipular metas para cada estado.

Comentar
Escolhas do futuro ministro · 12/12/2018 - 15h17 | Última atualização em 12/12/2018 - 16h48

Procuradores da Fazenda se rebelam contra Paulo Guedes


Compartilhar Tweet 1



A pretensão do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, em nomear o atual presidente do BNDES, Marcelo de Siqueira, para a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) vem provocando uma rebelião entre os procuradores da Fazenda.

Segundo a reportagem de Estadão, o fato de Siqueira não ser funcionário da PGFN causa insegurança, e até comparam que seria como colocar "um general do Exército para comandar a Marinha".

Assim, pelo menos 80 procuradores estariam dispostos a deixar os cargos, e já teriam até anunciado à equipe de transição que, caso a intenção de Guedes seja posta em prática, saem imediatamente.

Número que, de acordo com o presidente do Sindicato Nacional dos Procuradores da Fazenda, Achiles Frias, pode chegar a 300. "Assim que Siqueira for nomeado, ninguém vai trabalhar com ele. Não vai ter ninguém para trabalhar com ele. Eles [os procuradores] não se sentirão confortáveis para trabalhar com uma pessoa que não sabe o trabalho que nós fazemos", disse ao Estadão.

A equipe a ser formada por Guedes enfrenta também problemas com os servidores da Receita Federal, que ao longo dos anos fizeram mobilizações históricas que afetaram a arrecadação e despachos aduaneiros em portos e aeroportos. O incômodo é com fato de o órgão passar a integrar o terceiro escalão, sob o comando do futuro secretário-geral de Arrecadação, Marcos Cintra.

Leia a matéria completa em Estadão.

Comentar
Na Câmara de Vereadores · 12/12/2018 - 09h44 | Última atualização em 12/12/2018 - 10h55

Audiência para debater falência da Celebração Eventos será na sexta, 14


Compartilhar Tweet 1



A audiência pública que aconteceria ontem na Câmara de Vereadores de Teresina, para tratar sobre a falência da empresa Celebração Eventos, acabou sendo adiada por conta da tumultuada sessão que apreciou o projeto de lei para regularização do Uber. 

Proposta pelo vereador Joaquim do Arroz (PRP), com coautoria do vereador Deolindo Moura (PT), o encontro será na sexta-feira (14/12), às 9h, no Plenário da Casa.

Os parlamentares querem discutir, na presença do Ministério Público e dos formandos que tinham serviços contratados com a empresa, uma forma de amenizar os prejuízos às vítimas.

Ao todo, 108 turmas foram prejudicadas.

Comentar
Demandas na área de segurança · 12/12/2018 - 09h18 | Última atualização em 12/12/2018 - 10h55

W.Dias participa em Brasília do Fórum dos Governadores, com a presença de Sérgio Moro


Compartilhar Tweet 1



O governador Wellington Dias (PT) participa nesta quarta-feira (12/12), em Brasília, da segunda reunião dos governadores eleitos e reeleitos para o mandato 2019/2022. Desta vez, o encontro que acontece na sede do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, tem a presença do futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, que ouvirá dos líderes estaduais propostas para a área da segurança pública.

A reunião foi aberta pelo governador eleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), que destacou o momento como de grande importância. "Não tem nenhum estado que não esteja passando por um problema de segurança gravíssimo", avalia.

Além de Moro, participam ainda do encontro os presidentes do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, e do Superior Tribunal de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, bem como o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann.

Comentar
Empresa divulga nota · 11/12/2018 - 16h43 | Última atualização em 11/12/2018 - 16h48

Uber critica decisão da CMT e diz que motoristas podem seguir na plataforma


Compartilhar Tweet 1



A Uber se manifestou também através de nota sobre a aprovação do PL 190/2018, de autoria da Prefeitura de Teresina, para a regulamentação do transporte individual de passageiros através de aplicativo, que foi apreciado hoje pela Câmara de Vereadores.

Analisou a decisão do Legislativo como ato "contra a vontade da população e contra o direito ao trabalho de milhares de pessoas". Diz que com o PL, a capital é a única "de toda a América Latina a decidir pela inviabilização do transporte individual privado na cidade".

Compara Teresina com Fortaleza, Recife e São Paulo, ao falar da limitação da quantidade de motoristas, avaliando que a proposta tira "oportunidade de geração de renda e prejudica diretamente a mobilidade da cidade".

Na nota, a empresa diz que continuará à disposição da cidade e ressalta: "Nesse momento, é importante salientar que todos os motoristas parceiros que aceitam e cumprem os termos e condições da Uber poderão continuar dirigindo conosco".

PROJETO POLÊMICO
O projeto aprovado traz pontos de muita divergência. A começar pela limitação no número de motoristas cadastrados, que há princípio terá como parâmetro o número de taxistas que prestam serviço na capital, pouco mais de 2 mil. 
Prevê ainda que os veículos cadastrados nas plataformas tenham no máximo 8 anos de uso e que sejam emplacados em Teresina, permitindo prazo de até um ano para essas adequações. Foi aprovada ainda a exigência de identificação dos veículos, que foi flexibilizada com a proposta de um adesivo removível.

CONFUSÃO E AGRESSÕES
Antes mesmo do início da sessão, houve confusão entre taxistas e motoristas de aplicativo. Uma mulher, que trabalha via app, chegou a ser agredida. Um vídeo feito no momento da confusão mostra homens se agredindo com socos e empurrões, e no meio disso uma mulher, que portava um cartaz. Diante do tumulto a Polícia Militar foi acionada.

Comentar
Câmara aprova projeto · 11/12/2018 - 16h17 | Última atualização em 11/12/2018 - 16h27

99 considera que limitar número de motoristas é retrocesso na mobilidade urbana


Compartilhar Tweet 1



Também operando em Teresina com serviço de transporte individual de passageiros, a empresa 99 se manifestou em nota sobre a aprovação do Projeto de Lei 190/2018, que passou hoje pelo Plenário da Câmara de Vereadores. 
"Projeto inviabilizará por completo o setor de aplicativos de mobilidade em Teresina, colocando a cidade na contramão de todas as demais capitais do país", diz a empresa.

O principal ponto questionado é a limitação de motorista de aplicativos. "A limitação como está prevista eliminaria imediatamente de 6 a 8 mil motoristas das plataformas. O serviço prestado por esses motoristas resultam em uma renda de cerca de 120 milhões de reais ao ano", argumenta.

Diz ainda que a proposta vai contra a Constituição, considerando dois votos proferidos no Supremo Tribunal Federal, contrários à criação de barreiras de entrada de motoristas. "A 99 reconhece, ainda, a importância do setor para o bom funcionamento da cidade e melhorias nas condições de vida das famílias de Teresina. Por isso, a empresa reafirma seu compromisso em permanecer ao lado dos motoristas parceiros na batalha por uma regulamentação justa e viável para todos".

VOTAÇÃO NA CÂMARA
Na tumultuada sessão de hoje na Câmara, a proposta foi aprovada em primeira e segunda votação, sendo a definitiva por 20 votos a favor e apenas 1 contrário, com três abstenções registradas. 

O projeto aprovado traz pontos de muita divergência. A começar pela limitação no número de motoristas cadastrados, que há princípio terá como parâmetro o número de taxistas que prestam serviço na capital, pouco mais de 2 mil. 

Prevê ainda que os veículos cadastrados nas plataformas tenham no máximo 8 anos de uso e que sejam emplacados em Teresina, permitindo prazo de até um ano para essas adequações. Foi aprovada ainda a exigência de identificação dos veículos, que foi flexibilizada com a proposta de um adesivo removível.


Fonte: AsCom
Comentar
"São Paulo chamou o Meirelles" · 11/12/2018 - 15h54

Meirelles é indicado por Doria para secretaria de Fazenda e Planejamento de SP


Compartilhar Tweet 1



O governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB) confirmou a indicação de Henrique Meirelles para a secretaria de Fazenda e Planejamento. O anúncio foi feito nesta terça-feira (11/12), em vídeo publicado na página do tucano.

"São Paulo fez aquilo que o Brasil desejaria fazer. Chamou o Meirelels, e ele aceitou", diz Doria.

Meirelles é o 20º nome a ser confirmado, fechando assim o time de secretários de João Doria. É também o sexto ministro de Temer a ser indicado pelo futuro governador de São Paulo.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O ministro Admar Gonzaga Neto chamou atenção durante a solenidade de diplomação de Jair Bolsonaro, no Tribunal Superior Eleitoral, ao virar as costas para a plateia.

Ocorre que ao ser anunciada a execução do Hino Nacional, o ministro voltou-se para a bandeira do Brasil, que estava bem atrás dele, o colocando de costas para as câmeras e para a plateia. 

Nas redes sociais, o assunto foi logo motivo de comentários e a página do TSE teve de esclarecer a situação, já que alguns suspeitavam de protesto contra o presidente eleito. 





 

Comentar
Solenidade no auditório do TJ · 10/12/2018 - 16h17 | Última atualização em 10/12/2018 - 17h43

Diplomação dos eleitos no Piauí vai acontecer na próxima segunda-feira, 17


Compartilhar Tweet 1



O desembargador Sebastião Ribeiro Martins confirmou para a próxima segunda-feira, dia 17 de dezembro, a cerimônia de diplomação dos candidatos eleitos no Piauí, em outubro passado.

A cerimônia, conduzida pelo Tribunal Regional Eleitoral, irá acontecer no auditório do Tribunal de Justiça do Piauí, a partir das 19h.

Serão diplomados o governador reeleito e a vice-governadora eleita, além de senadores, deputados federais e estaduais, e seus respectivos suplentes.

Imagens da diplomação de Wellington Dias, em 2014, quando foi eleito para o terceiro mandato
Imagens da diplomação de Wellington Dias, em 2014, quando foi eleito para o terceiro mandato    Foto: Arquivo/180graus

 

Comentar
Sessão solene no TSE · 10/12/2018 - 15h30 | Última atualização em 10/12/2018 - 16h14

Vídeo | Reveja a transmissão da cerimônia de diplomação de Jair Bolsonaro


Compartilhar Tweet 1



Por volta de 16h30 (Horário de Brasília), em cerimônia realizada no Tribunal Superior Eleitoral, o presidente da República eleito, Jair Messias Bolsonaro (PSL) foi diplomado pela ministra Rosa Weber, ao lado do vice-presidente eleito, Hamilton Mourão (PRTB).

O ato formal confirma que os candidatos cumpriram todos os requisitos para exercer o mandato e poderão tomar posse.  

Para a cerimônia, Bolsonaro e Mourão foram conduzidos ao plenário pelos ministros Luís Roberto Barroso e Tarcísio Vieira de Carvalho. O Hino Nacional foi executado, em seguida, pela Banda dos Fuzileiros Navais.

Na mesa da solenidade estão autoridades como a procuradora-geral eleitoral, Rachel Dodge, e o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Carlos Lamachia, além dos presidentes da Câmara Federal e do Senado, Rodrigo Maia (DEM) e Renan Calheiros (MDB).

Comentar
Valor era pago em aluguel · 10/12/2018 - 15h07 | Última atualização em 10/12/2018 - 16h13

TRE vai economizar R$ 500 mil ao ano com novo Fórum Eleitoral de Teresina


Compartilhar Tweet 1



De acordo com o desembargador Sebastião Ribeiro Martins, que preside o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí, a inauguração do novo Fórum Eleitoral de Teresina irá possibilitar a economia de até R$ 500 mil por ano, hoje gastos com o aluguel de imóveis que abrigam, por exemplo, a Central de Atendimento ao Eleitor.

Localizado na Avenida Marechal Castelo Branco, o novo fórum irá abrigar as cinco zonas eleitorais da capital e ainda a Central de Atendimento. Tem espaço ainda para abrigar mais três zonas que possam ser criadas no futuro e auditório com capacidade para 250 pessoas.

Economia ainda, diz o desembargador, com segurança armada. Já que as urnas hoje guardadas no interior - com segurança 24 horas - serão agora mantidas no depósito do fórum eleitoral. 

"Esse prédio é de vital importância para a Justiça Eleitoral do Piauí", destaca o presidente do TRE.

O terreno que hoje abriga o Fórum foi doado pelo governo do Estado, com autorização da Assembleia Legislativa do Piauí

Inauguração

A inauguração do prédio aconteceu na manhã desta segunda-feira (10/12) com a presença de diversas autoridades do estado, como o governador Wellington Dias (PT), a vice-governadora e deputada federal eleita Margarete Coelho (PP), o prefeito Firmino Filho (PSDB), o presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho (MDB), e ainda o presidente do Tribunal de Justiça do Piauí, desembargador Erivan Lopes, o procurador eleitoral Patrício Noé da Fonseca, e outros.

 

Comentar
Leitor faz sugestão · 10/12/2018 - 11h52 | Última atualização em 10/12/2018 - 12h16

Comissão de senadores quer visitar Lula, mas e a maternidade Evangelina Rosa?


Compartilhar Tweet 1



A sugestão é de um leitor do blog, ao comentar matéria sobre a comitiva de senadores que pretende visitar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"Por que não uma comitiva para ver a Maternidade Evangelina Rosa? Está precisando de atenção do poder público", diz.

E com razão.

A pretensa visita ao petista - preso na Polícia Federal em Curitiba desde abril - é liderada pela senadora piauiense Regina Sousa, futura vice-governadora do Piauí.

Sobre a maternidade, está sob interdição ética do Conselho Regional de Medicina, diante da grave crise que resulta na alta mortalidade de recém-nascidos e mães e também na falta de insumos e medicamentos na unidade.

 

Comentar
Diálogo com os partidos · 10/12/2018 - 11h39 | Última atualização em 10/12/2018 - 17h43

W.Dias defende consenso por 'chapa única' na eleição da Mesa Diretora da Assembleia


Compartilhar Tweet 1



O governador Wellington Dias (PT) defendeu que haja entendimento na eleição que irá definir a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Piauí. Em entrevista nesta segunda-feira (10/12) reconheceu a existência de dois deputados no páreo - que seriam Themístocles Filho (MDB) e Hélio Isaías (PP) - e pontuou que apesar da intenção de dialogar pelo consenso, a decisão será dos parlamentares.

"Pelo que me disseram tinham seis [candidatos] e chegaram ao entendimento e agora tem dois. Há possibilidade muito grande de pelo diálogo ter o entendimento que possa resultar em chapa única para a Assembleia Legislativa", disse.

Apesar do clima de rivalidade, que coloca de um lado o MDB e do outro Progressistas e PT, o governador pede que os parlamentares não percam a capacidade de diálogo. "É sempre bom buscar o entendimento", reforça.

E, mais uma vez, garante que não irá tomar partido na disputa. "A Assembleia vai atuar de forma livre, pela vontade da maioria. Os dois [Themísticles e Hélio] estiveram comigo na defesa deste projeto de Piauí. Diálogo nós teremos, mas a palavra final é de cada um dos 30 parlamentares".

Comentar