Zoo aguarda decisão do Ibama · 15/07/2020 - 10h33

Sem soro no país, serpente apreendida no DF pode ser sacrificada


Compartilhar Tweet 1



As serpentes contrabandeadas resgatadas pela Polícia Militar no Distrito Federal estão na Fundação Jardim Zoológico de Brasília aguardando uma decisão do Ibama sobre a destinação. As informações são do Metrópoles.

Conhecida como víbora-verde-de-vogel, a Trimeresurus vogeli é uma espécie encontrada na Ásia e não há antídoto para o veneno dela no Brasil. Por enquanto, o animal segue no serpentário do Zoológico de Brasília e passa por um período de quarentena.

Se não for possível importar o soro do exterior, os especialistas não descartam a eutanásia. O biólogo e diretor de répteis e anfíbios do Zoológico de Brasília, Carlos Eduardo Nóbrega, explica que a serpente está sendo mantida em uma caixa, que fica dentro de um recinto, com intuito de evitar qualquer risco ao animal ou integrante da equipe.

O diretor de repteis do zoo, detalha que, por ser um predador de cadeia e com veneno altamente potente, o veneno da víbora pode levar um ser humano adulto a óbito.

Segundo os especialistas do Zoo, se o animal for eutanasiado ele será destinado para pesquisas em universidades para estudem a parte interna e ajudem em pesquisas futuras sobre o próprio veneno.

O Instituto Butantan, em São Paulo, foi procurado para comentar sobre a possibilidade de a víbora-verde-vogel ser sacrificada, bem como questionar a possibilidade de o réptil ser levado para o local, mas ainda não obteve resposta.

    Reprodução / Shutterstock

 


Comentários