Teens

Confira a previsão · 19/04/2017 - 14h51

Harry Potter: Segundo teoria, morte de Dumbledore estava prevista no 3º livro

Harry Potter: Segundo teoria, morte de Dumbledore estava prevista no 3º livro


Compartilhar Tweet 1



A franquia Harry Potter pode estar em seu último suspiro literário -- afinal, hoje a obra de J. K. Rowling sobrevive graças à peça-continuação e ao livro Harry Potter e a Criança Amaldiçoada --, mas ainda temos diversas teorias mirabolantes para descobrir e compartilhar.

A mais recente, publicada pelo usuário do Reddit xAnuq, mostra que Rowling já sabia desde 1999 que Alvo Dumbledore, diretor de Hogwarts, iria morrer na série. No livro Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, o protagonista decide passar o Natal com Rony. Por conta disso, eles todos são convidados para um jantar com Dumbledore, Sibila Trelawney -- a professora de adivinhação julgada como louca por muitos -- e outros personagens da trama.

Quando a professora de adivinhação se junta à mesa de 12 pessoas, ela surta, nega a se juntar e afirma: "se eu me sentar, nós seremos 13! Nada poderia dar mais azar. Nunca se esqueça que quando 13 jantam juntos, o primeiro a se levantar será o primeiro a morrer".

Ninguém dá muita atenção à professora, mas a sua adivinhação faz sentido. Na época, muitos não perceberam, mas a 13ª pessoa sentada à mesa era ninguém menos do que Pedro Pettigrew, que estava em sua versão de animago como o rato de estimação de Rony, dentro do bolso do amigo ruivo de Harry. Infelizmente, as palavras de Sibila acabam se realizando, e Dumbledore, de fato, é o primeiro da mesa a morrer.

Esse não é o único momento que a profecia se realiza: em a Ordem da Fênix, Sirius está em uma mesa jantando com outras 12 pessoas, e é assassinado por Belatrix Lestrange. E e Harry Potter e as Relíquias da Morte, os companheiros da Ordem estão reunidos após a morte de Alastor Moody, e Lupin é o primeiro a levantar. Mais tarde na trama, o bruxo também morre na Batalha de Hogwarts.


Fonte: IGN Brasil