180graus

Uma curiosa conclusão - 27/08/2015 às 11h10

Estudo descobre qual é o melhor horário para fazer sexo; confira

Boa Vista - Brisa Sul - Academia

Quando você está apaixonada e não consegue se imaginar longe do parceiro nem por alguns segundos, a ideia de manter a intimidade e transar o tempo todo é tentadora. Especialmente no início de namoro, quando a paixão parece tomar conta da mente e do corpo. Infelizmente, a correria do dia a dia não nos garante tal disponibilidade.

Se o relógio costuma definir suas atividades cotidianas e você possui hora certa para acordar, chegar ao trabalho e dormir, já chegou a pensar qual seria o melhor horário para fazer sexo? Pois saiba que um grupo de pesquisadores decidiu investigar o assunto e chegou a uma curiosa conclusão.

De acordo com um estudo publicado pelo jornal “Daily Mail”, o melhor horário para fazer sexo é às 05h48min da manhã. O número exato foi indicado através da análise de que homens e mulheres possuem picos de excitação diferentes durante o dia, mas que existe uma janela de tempo que contempla ambos.

Durante a noite, os níveis de testosterona estão em torno de 25% a 50% mais elevados do que no resto do dia e como o hormônio é um dos principais responsáveis pela excitação sexual, a regra valeria para ambos os sexos.

Além da questão hormonal, o horário é indicado como ideal para o sexo porque o casal está mentalmente menos ocupado com as preocupações e exigências da vida, garantindo relaxamento e maior disponibilidade para o contato íntimo.

Concordamos que o horário pode exigir que você coloque o despertador para tocar antes do que o habitual, mas pode valer a pena. Afinal, se você pode chegar um pouco mais tarde no trabalho, ainda pode tirar uma soneca extra após os momentos quentes com o parceiro e encarar o dia com mais disposição e alegria.

Fonte: Com informações do Bolsa de Mulher

Publicado Por: Lanna Pontes

Para apimentar a relação - 25/08/2015 às 12h19

5 melhores truques sexuais de todos os tempos: você precisa aprendê-los

Boa Vista - Brisa Sul - Academia

Inovar com diferentes posições do Kama Sutra, apostar em fantasias eróticas e até mesmo escolher lugares inusitados para transar são conselhos comuns para quem quer apimentar a relação. No entanto, se você considera as opções complexas de mais, saiba que algumas dicas bastante simples são capazes de levar o sexo a outro patamar. Conheça os 5 melhores truques sexuais de todos os tempos que você precisa colocar em prática:

1 - Saiba que sua língua não é apenas uma boa ferramenta para beijos quentes. Você pode usá-la bem durante o sexo oral, lambendo o pênis do parceiro por completo, fazendo movimentos circulares e acariciando toda a região.

2 - Aposte na variação de temperatura na hora do sexo oral. Use uma pedrinha de gelo ao redor do pênis para deixar o parceiro arrepiado e, logo em seguida, aqueça o membro com o calor de sua boca.

3 - Outra boa opção para enlouquecer o parceiro no sexo oral é chupar uma bala de menta antes de introduzir o pênis na sua boca. Ele vai gostar da sensação refrescante e quente proporcionada pelo ato.

4 - Apostar em guloseimas na hora da transa não chega a ser um truque novo, mas é sempre eficaz. Chantilly, mel, chocolate e morangos podem ser passados pelo corpo e ingeridos de forma bastante sensual.

5 - Óleos de bebê também são bons companheiros na hora do sexo. Eles podem ser inicialmente usados em uma massagem relaxante e esquentar o clima quando aplicado sobre o pênis do companheiro para uma masturbação a dois.

Fonte: Com informações do Bolsa de Mulher

Publicado Por: Davi Brito

Prolongar o ato sexual - 21/08/2015 às 09h33

Karezza é técnica que propõe sexo sem orgasmo; você toparia?

Boa Vista - Brisa Sul - Academia

Você já se imaginou fazendo sexo com o objetivo de não gozar? Essa é a ideia do Karezza, método que busca prolongar o ato sexual valorizando o afeto entre o casal, mas sem orgasmo. Carícias, sexo oral e penetração são permitidos, mas se sentir que está chegando "lá", pare e recomece.

A técnica originou-se do tantra, prática hinduísta, e o termo foi cunhado pela obstetra norte-americana Alice Stockham, no final do século 19. A diferença entre as duas práticas sexuais, segundo o mestre Victor Lino, diretor da escola Prakriti Yoga, em São Paulo, é que, no tantra, os orgasmos são permitidos.

Karezza vem da palavra italiana "carezza", que significa carícia e, apesar de antiga, não é muito conhecida no Brasil. "A população do Ocidente não consegue mudar o padrão de busca pelo orgasmo. O sexo, na maioria das vezes, serve como um tipo de descarga e, consequentemente, termina com o clímax", afirma o psicólogo Oswaldo Martins Rodrigues Jr., terapeuta sexual e diretor do Inpasex (Instituto Paulista de Sexualidade).

Esse tipo de sexo não permite chegar ao ápice do prazer para evitar a exaustão corporal --e energética-- e o fim do momento a dois rapidamente. "A busca pelo orgasmo virou uma obsessão. Em todos os lugares, é possível encontrar fórmulas para 'chegar lá'. Nada contra uma rapidinha, mas ter disposição para surpreender e prolongar as sensações de prazer é algo que enriquece a relação e as descobertas sexuais", declara a terapeuta sexual Margareth dos Reis.

Além disso, Rodrigues Jr. diz que, com o tempo, a prática pode ser grande aliada de homens que sofrem com a ejaculação precoce, por exemplo, e outras disfunções sexuais. "Técnicas semelhantes têm sido utilizadas nos últimos 60 anos para tratamento de modo a validar a ideia que o prazer não depende do orgasmo", diz o especialista, alertando que ainda não existem estudos a respeito.

Qualquer casal pode praticar e é importante frisar que os adeptos do Karezza também podem ter relações com orgasmo --uma experiência não impede a outra. "Pares com vínculo afetivo aproveitarão mais esse tipo de experiência, que exige muita dedicação. Toda e qualquer técnica erótica é positiva para um casal, mas confiança e igualdade de objetivos são requisitos básicos para a eficiência do método. Ambos precisam estar dispostos", afirma Oswaldo Martins Rodrigues Jr., do Inpasex.

Por mais difícil que possa parecer, o Karezza tem benefícios, como resgatar o desejo de relações aparentemente fracassadas sexualmente e ampliar o autoconhecimento físico e sexual. "Com o passar do tempo, os casais abandonam a dedicação ao outro e essa é uma técnica que investe na manutenção erótica da vida a dois. Na maioria dos casos, em relacionamentos longos, o momento da transa se torna algo automático e sem intimidade. A finalidade do Karezza é reverter essa situação, explorando a aproximação entre as pessoas e, assim, recuperar o carinho e a sedução", diz a terapeuta sexual Margareth dos Reis.

A afirmação da especialista é comprovada pela experiência de Carlos Camacho, 58 anos. Aposentado, o brasileiro vive na Escócia e conheceu o método na Europa. Segundo ele, que se relaciona com uma mulher que mora no Brasil, a técnica os faz sentir-se mais conectados do que o sexo comum.

"Conheço casais europeus que tiveram o desejo revitalizado após começarem a praticar. Amigos que pensavam não sentir mais nada pelo par descobriram novidades com o Karezza, novas inspirações e recuperaram os relacionamentos. É uma experiência incrível e que pode durar horas a fio", afirma.

Para quem acredita que a relação esfriou entre quatro paredes, o Karezza traz novidades. "As pessoas aprendem a variar o ritmo e a conduzir uma excitação que não alcance o clímax. Os movimentos nesse tipo de sexo precisam ser mais suaves e as posições e toques menos intensos. A atividade vai acumular e fazer crescer a energia sexual, deixando o casal ainda mais excitado e com disposição para curtir o sexo a dois mais vezes", fala a terapeuta sexual Margareth dos Reis.

E completa: "Para os homens talvez seja mais difícil identificar o momento de pausa no início da prática. Mas, ao prestar atenção no processo de excitação, você consegue estender o prazer por mais tempo, o que, na verdade, é o desejo de todos".

Fonte: Com informações da Uol

Publicado Por: Lanna Pontes

Consciência e tranquilidade - 15/08/2015 às 07h13

7 coisas que você precisa saber se decidir fazer sexo anal pela primeira vez

Boa Vista - Brisa Sul - Academia

Por mais que uma mulher seja experiente na cama, quando se trata em praticar sexo anal pela primeira vez fará com que ela tenha as mesmas dúvidas, anseios e medos como se fosse perder a virgindade novamente. Repleta de tabus, a posição pode ser bastante prazerosa se realizada com consciência e tranquilidade. Conheça 7 coisas que você precisa saber se decidir fazer sexo anal pela primeira vez:

Você pode sentir sim um certo desconforto ou dor na primeira vez. Muitas vezes, o incômodo está relacionado a tensões do momento você não precisa descartar a prática logo de cara. Tente relaxar, apostar em um bom lubrificante e pedir que o parceiro massageie a região com os dedos antes da penetração.

Além de iniciar as carícias no ânus com língua e dedos, a mulher pode fazer “testes” experimentando pequenos vibradores na região até se sentir mais confortável, relaxada e excitada para receber o pênis do parceiro.

Vale ainda lembrar que, assim como o sexo vaginal, o sexo anal pode trazer diferentes sensações de acordo com o parceiro. Se sua primeira tentativa não foi agradável, ela pode ser prazerosa com outro homem. Tudo varia de acordo com o tamanho do pênis e a forma como o companheiro conduz a penetração.

O mais indicado é que a mulher tenha sua primeira relação sexual anal com um parceiro em que confie de verdade. Por ser uma região mais delicada, calma, gentileza e respeito do companheiro no ato são essenciais para o prazer feminino.

Coma algo antes de praticar sexo anal, mas não em excesso. Estômago vazio ou cheio demais provocam sensações desagradáveis durante a prática.

Se você for praticar sexo anal e vaginal durante a relação, saiba que a camisinha deve ser trocada nas diferentes práticas para evitar contaminação.

Tente manter a região o mais limpo possível antes de realizar o sexo anal, lavando bem o ânus com água e sabão durante o banho. Médicos afirmam que fazer lavagem com duchas internas frequentemente pode causar danos à saúde.

Fonte: Com informações do Bolsa de Mulher

Publicado Por: Lanna Pontes

Essencial para o prazer - 13/08/2015 às 10h09

Conselhos para a mulher aproveitar melhor quando recebe sexo oral

Boa Vista - Brisa Sul - Academia

Essencial para o prazer feminino, o sexo oral é uma das carícias preferidas pelas mulheres e nunca fica de fora da lista de práticas que ajudam na hora de atingir o orgasmo. Se você deseja sentir ainda mais prazer no momento em que recebe a carícia, vale conhecer alguns conselhos para tirar todo proveito da situação com seu parceiro:

Saiba que nem sempre o sexo oral precisa durar muito tempo para ser satisfatório. Durante uma rapidinha, uma carícia mais apressada, mas intensa, pode ser igualmente prazerosa do que uma longa sessão.

Colocar uma almofada sob a região lombar, elevando o púbis, pode fazer com que a mulher sinta ainda mais prazer durante o sexo oral. A posição confortável garante um novo ângulo ao parceiro, que pode explorar diferentes regiões da sua área íntima.

Aprenda a guiar seu parceiro enquanto recebe sexo oral, pedindo por carícias mais rápidas, mais ou menos intensas, de acordo com sua preferência.

Se você deseja ser sempre presenteada com uma boa sessão de sexo oral, saiba que também precisará realizar a prática com o parceiro. Afinal, nada mais justo.

Relaxe e se entregue ao momento, sem ficar encanada ou pensando no que o parceiro pode achar da aparência da sua vagina.

Para aproveitar ao máximo o momento e fazer com que o parceiro permaneça bastante tempo acariciando sua região íntima com a boca, vale apostar na posição de 69, em que ambos proporcionam prazer um ao outro ao mesmo tempo.

Fonte: Com informações do Bolsa de Mulher

Publicado Por: Lanna Pontes

Carregando, por favor aguarde...
LIKE HR
Caminho para o Sucesso
WS Construtora - Alto das Palmeiras
WX - Village Leste
DREAM PARK ABC
VAL PRAEIRO HELICONIA
THREVO PIATZ
Últimas Notícias
09h04 Monique: 'Eu usava perfume de homem para não sentir cheiro de mulher' 08h53 Professor da UFPI pesquisa os fatores que levam ao fracasso escolar 08h47 Prefeitura de União investe em saúde bucal 08h29 Capitais sem o aplicativo Uber se antecipam e discutem vetar o serviço 08h10 Ministro do STF quer multar Dilma por fazer propaganda em pronunciamento 07h54 Exame constata edema, e Gabigol desfalca o Santos contra o Cruzeiro 07h30 Real e Barça encaram equipes andaluzes na 2ª rodada do Espanhol 07h04 Flu surpreende Maracanã em final sub-20 e supera até média no Carioca 06h54 Zé Dirceu vai ficar em silêncio na CPI da Petrobras, diz defesa do ex-ministro 06h34 Ministério Público Eleitoral é favorável ao registro da 'Rede Sustentabilidade' 06h08 Lei que obriga atendimento prioritário a diabéticos é sancionada por W.Dias 04h33 Fernando Baiano é o ‘novo delator’ citado por AlbertoYoussef 04h11 CPI da Petrobras aprova convocação de Dirceu, Marcelo Odebrecht e Zelada 04h02 Prefeito de Pimenteiras fala sobre manifestação dos prefeitos. Ouça agora 04h01 Continuação 03h58 Continuação 03h51 Lei Maria da Penha é abordada de forma lúdica nas escolas municipais 03h32 FMS realiza ação de promoção em saúde no Cerâmica Cil 03h07 Copa Piauí: EC Flamengo estreia com o Caiçara no Albertão domingo(30),17h 03h03 Stand de Teresina é bem visitado durante o Festival Maria Isabel 02h56 Laudo da PF conclui que a evolução de patrimônio de Zé Dirceu é incompatível 02h33 PF indicia o ex-diretor da Eletronuclear preso em fase da Operação Lava Jato 02h07 Ministro confirma a proposta de novo imposto para financiamento da saúde 01h55 SupremoTribunal Federal reconhece a validade de delação do doleiro Youssef 01h34 MPF denuncia coronel Ustra por morte de dirigente na ditadura