180graus

Fique atento aos sinais - 28/11/2014 às 16h58

Dez motivos que podem impedir a mulher de chegar ao orgasmo

O orgasmo é o pico do prazer sexual. Mas, para muitas mulheres, o clímax é difícil de ser atingido (e algumas nunca conseguiram). "Toda mulher pode sentir e sabe reconhecer um orgasmo", afirma Amaury Mendes Júnior, ginecologista, terapeuta sexual e professor do ambulatório de sexologia da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). "As dificuldades começam a aparecer se ela foi reprimida durante a infância e a juventude e, por isso, não reconhece o seu corpo como fonte de prazer. Nesses casos, o estímulo do parceiro pode ser essencial para que ela se solte e seja feliz sexualmente".

EDUCAÇÃO REPRESSORA: de acordo com a sexóloga Walkíria Fernandes, a primeira condição para que a mulher consiga atingir o orgasmo é o fato de encarar o sexo como algo bom, prazeroso e de seu direito. Se, na infância, foi ensinado a ela que o ato sexual é algo sujo e proibido, um bloqueio será formado. "Assimilando desta forma, fica difícil haver entrega ao desejo e, com certeza, isso impedirá o orgasmo". A especialista afirma, ainda, que, muitas vezes, a educação repressora leva a mulher a contrair disfunções sexuais, como o vaginismo (dor na penetração), já que não consegue se esquecer dos ensinamentos absorvidos na infância e na adolescência.

NÃO CONHECER O PRÓPRIO CORPO: não se conhecer sexualmente pode impedir que o orgasmo aconteça, já que você não sabe qual parte do corpo é mais sensível e o que traz prazer. "A mulher não é tão estimulada a se masturbar quanto o homem, mas precisa entender que isso é fundamental. Só assim, explorando o corpo, se tocando, ela perceberá as sensações que lhe agradam", explica Amaury Mendes Júnior, ginecologista e terapeuta sexual. A sexóloga Walkíria Fernandes afirma que, quando a mulher sabe o que gosta, é capaz de mostrar ao parceiro como e onde prefere ser tocada. "Além disso, durante a penetração, pode buscar o estímulo no clitóris, por exemplo, para levá-la ao orgasmo de maneira mais intensa".

ESTRESSE: o sexo é algo que exige energia e entrega total para que a satisfação aconteça. E se a mulher está estressada, consequentemente, fica impaciente, cansada e pouco disponível para momentos de intimidade. "Quando a relação sexual ocorre com a mulher nessas condições, dificilmente ela conseguirá se concentrar, devido às diversas coisas que ocupam sua cabeça e a excitação não acontecerá", diz a sexóloga Walkíria Fernandes. Segundo a terapeuta sexual Paula Napolitano, o estresse libera cortisol no corpo, substância que interfere em neurotransmissores responsáveis pelas sensações de prazer, como a dopamina e a endorfina. "O desejo fica totalmente inibido, o que atrapalha na lubrificação vaginal e dificulta o orgasmo".

PRESSÃO DO PARCEIRO: segundo o ginecologista e terapeuta sexual Amaury Mendes Júnior, para muitos homens, o orgasmo feminino é uma espécie de prêmio. E a pressão do parceiro sobre a mulher pode virar um problema para que ela alcance o clímax. "A pressão é explícita e a mulher fica preocupada, agoniada, e acaba não conseguindo se entregar ao prazer. Quando o assunto é sexo, quanto mais tentamos chegar a uma resposta, mais longe de nós ela fica", fala. O especialista acrescenta que é preciso conversar sobre o tema, pois pode ser fruto de uma insegurança do homem que acha que, se a parceira não gozar, há algo de errado com ele.

VERGONHA DO PRÓPRIO CORPO: esse problema vem acompanhado de baixa autoestima e, para ser feliz sexualmente, assim como em outros aspectos da vida, é preciso estar bem consigo mesma. De acordo com a sexóloga Walkíria Fernandes, esse tipo de sentimento impede o orgasmo feminino, uma vez que a mulher, presa à insegurança, não conseguirá deixar a tensão de lado. "A mulher que sente vergonha de ficar nua na frente do parceiro, quando fica, se retrai, não consegue aproveitar o ato sexual e alcançar a excitação. Consequentemente, não chegará ao orgasmo".

FALTA DE DIÁLOGO COM O PARCEIRO: não ter liberdade e intimidade para falar sobre sexo com quem você tem relações sexuais pode inibir o orgasmo, pois não conseguir expressar o que lhe dá prazer deixa a mulher insegura e mais ansiosa. "O diálogo costuma ser o maior afrodisíaco para a relação a dois. O casal fica mais íntimo", afirma a sexóloga Walkíria Fernandes. Para a terapeuta sexual Paula Napolitano, conhecer as preferências do par é um grande desafio e, nessa hora, a intimidade pode ser a grande aliada. "Você pode se perguntar como gostaria que o seu parceiro falasse sobre isso ou demonstrar na hora da transa com o próprio corpo, usando as mãos, por exemplo", sugere.

CICLO MENSTRUAL: cada mulher reage de uma forma aos hormônios durante o mês, mas é quase certo que todas terão queda de libido durante a TPM (tensão pré-menstrual). "A semana que antecede a menstruação é a pior para que elas cheguem ao orgasmo. E o motivo é simples: enquanto na ovulação os hormônios estão a toda --e a excitação também--, nessa fase eles entram em queda e o desejo sexual vai junto. Além disso, a perda de serotonina e endorfina, hormônios do bem-estar, trazem variação de humor e concentração, entre outras coisas, como displasia (dor nas mamas) e retenção de líquido, que podem tornar o sexo doloroso", explica o ginecologista e terapeuta sexual Amaury Mendes Júnior.

EXPERIÊNCIAS NEGATIVAS: abuso sexual ou moral pode dificultar o orgasmo feminino no futuro. De acordo com a terapeuta Paula Napolitano, depois de passar por experiências ruins, a autoestima pode baixar e desencadear disfunções sexuais como consequência do medo de repetir o que passou. "Muitas mulheres chegam ao consultório achando que o problema é físico, por não conseguirem atingir o clímax e, na verdade, é emocional", fala. Outra consequência é passar a fingir o orgasmo sempre, por achar que não vai conseguir, já que naquela vez, no passado, foi ruim e não aconteceu. "Quando a mulher finge o orgasmo, fica mais preocupada em mostrar ao parceiro que está se satisfazendo do que em tirar proveito das suas reais sensações. A excitação e o orgasmo dependem da entrega ao ato sexual. Se é algo fingido, ela não está se entregando, está apenas representando", afirma a sexóloga Walkíria Fernandes.

ANSIEDADE: segundo a terapeuta sexual Paula Napolitano, a ansiedade mais comum na área da sexualidade é em relação ao próprio desempenho na cama, ligada também à preocupação de o orgasmo acontecer ou não. "Esse tipo de angústia pode dificultar a vida sexual de maneira geral, mas ficar pensando se você vai conseguir chegar 'lá' a impede de se concentrar e sentir a excitação. Dessa forma, a chance de não atingir o que tanto anseia acaba sendo muito grande", explica.

REMÉDIOS E ÁLCOOL: alguns anticoncepcionais e antidepressivos podem ter como efeito colateral a queda do desejo sexual, mas é algo muito particular. Por isso, é fundamental o acompanhamento médico. "Sempre que o uso de medicamentos constantes for necessário, é importante o período de adaptação. E se influenciar nas respostas sexuais, verifique com o especialista se o remédio pode ser substituído", fala a sexóloga Walkíria Fernandes. Já o álcool interfere no sistema nervoso central, diminuindo a ação dos hormônios responsáveis pelo prazer, o que dificulta a lubrificação e o orgasmo.

Fonte: Com informações do UOL Sexo

Publicado Por: Fábio Carvalho

Não deixe de praticar - 28/11/2014 às 16h54

Cinco benefícios do sexo para deixar a sua vida melhor

Uma boa transa pode contribuir na melhoria de seu bem-estar. Quando é com quem amamos, os benefícios corporais são ainda maiores. São alterações que ocorrem no ato sexual, mas têm um efeito prolongado sobre o organismo.

Só é preciso entrar no clima para que esses benefícios ocorram. Por exemplo, foi comprovado cientificamente que a dor de cabeça pode ser aliviada com o ato sexual, que se for feito de pé ou sentado, com a cabeça na vertical, facilitará a oxigenação cerebral.

Uma boa transa alivia o estresse, pois os sistemas endócrino e muscular são ativados para o prazer, agindo como um antídoto para a adrenalina que é descarregada no corpo quando se está estressada.

A pele se torna mais lisa e brilhante, pois o prazer favorece a produção de estrogênio e do colágeno natural. A temperatura corporal sobe, havendo sudorese e um fluxo de sangue para a superfície da pele. Mais irrigada e estimulada, a pele resiste melhor ao envelhecimento.

Verifique como as mulheres ficam mais radiantes quando estão amando. O sexo melhora até o humor, pois provoca uma sensação de relaxamento e bem-estar. Portanto, minhas lindas, não discutam, façam amor.

Fonte: Com informações do UOL Sexo

Publicado Por: Fábio Carvalho

Dificuldade em relacionar-se - 25/11/2014 às 08h18

Nasceu para ficar solteira? Cientistas descobrem gene que torna pessoa ruim de namoro

Se você está solteira e todos a sua volta parecem estar felizes em um relacionamento, o problema pode estar em seu DNA. De acordo com um estudo de cientistas chineses, um gene seria responsável por deixar a pessoa menos confortável do que outras para desfrutar da companhia íntima de um parceiro. A consequência é rompimento após rompimento.

Para chegar ao resultado, os cientistas da Universidade de Pequim testaram amostras de cabelos de 600 estudantes chineses. Eles analisaram o gene chamado 5-HTA1, que possui duas versões: G (60% dos voluntários estavam solteiros) e C (50% estavam em um relacionamento). Fatores como aparência e saúde não foram levados em conta no estudo.

Os estudantes identificados com a versão G, também chamada de singleton, produzem menos serotonina, um neurotransmissor que influencia no humor e na sensação de felicidade. Os cientistas descobriram que estas pessoas encontram mais dificuldades para se aproximar de outros e são mais propensas a sofrerem de depressão.

"Como o pessimismo é prejudicial para a formação, qualidade e estabilidade de relacionamentos, esta conexão entre a versão G e problemas psicológicos pode influenciar carreiras, relacionamentos e levar ao fracasso", escreveram os pesquisadores no jornal "Scientific Report".

Apesar do prognóstico negativo para as pessoas com o singleton, os cientistas afirmaram que a versão G tem pouca influência na maior parte dos casos.

 

Fonte: com informações do G1

Publicado Por: Ricardo Caetano

Pronta para mandar? - 23/11/2014 às 12h55

Dicas de mensagens de texto ousadas para enlouquecer parceiro

Os homens adoram ser surpreendidos. Se você é tímida ou quer deixá-lo ansioso para te encontrar, aposte em ideias de mensagens de texto ousadas que vão deixá-lo enlouquecido:

Conte o que está vestindo
Ele vai adorar saber que você está usando a sua lingerie preferida (ou que você não está usando nada). Conte para ele os detalhes e dê sinais nada sutis sobre querer encontrá-lo mais tarde.

Diga o que quer fazer
Aposte no sensorial e conte exatamente o que você gostaria de fazer, como dar um beijo apaixonado ou coisas mais quentes durante o sexo. Acredite: ele vai adorar e não vai precisar de muitos detalhes para fantasiar.

Fale sobre preliminares
Se você vai encontrar com ele mais tarde, diga o que você está preparando para antes da hora H. Isso vai deixá-lo ainda mais ansioso para te ver e, por consequência, o encontro será ainda melhor.

Comente sobre a noite passada
Se vocês ficaram juntos no dia interior, deixe claro o que achou do desempenho: fale que mal pode esperar para repetir a dose.

Fale sobre o que você gosta
Mandar uma mensagem de texto dizendo o que mais gostaria que ele fizesse com você vai ter um efeito instantâneo, principalmente se o encontro for mais tarde.

Peça sugestões
Diga que está pronta para o que ele quiser fazer com você. Isso vai colocar a imaginação do gato para funcionar e, de quebra, proporcionar uma noite ainda melhor.

Fonte: Com informações do UOL

Publicado Por: Fábio Carvalho

Está afim de praticar? - 23/11/2014 às 12h53

Você sabe o que é zentai? Fetiche japonês tem adeptos no Brasil

Ter a possibilidade de ser anônimo e se exibir ao mesmo tempo é um dos prazeres que move os adeptos do zentai. O fetiche consiste em usar uma roupa feita de elastano que cobre o corpo inteiro, dos pés à cabeça.

O traje surgiu no Japão, como parte do figurino de performances de dança e teatro, e vem ganhando adeptos pelo mundo, inclusive no Brasil. No programa Amor & Sexo, da Rede Globo, a apresentadora Fernanda Lima chegou a ter um assistente de palco chamado Zentai, caracterizado com as típicas vestimentas colantes.

Nero Salazar, alter ego de Pedro (nome fictício), 21 anos, morador do Rio de Janeiro, teve sua primeira experiência com o zentai há quatro anos e diz que, além do anonimato, gosta do seu visual quando veste o traje. "O prazer é de se conhecer, esquecer seus defeitos físicos e imaginar que eles fazem de você algo único, perfeito", explica ele.

Pedro diz que está um pouco acima do peso, o que se torna menos perceptível com o zentai. "A malha modela o corpo e me dá uma aparência de homem parrudo. Eu me sinto mais sexy", explica Pedro, também criador da página Zentai Morph Brasil no Facebook.

O aspecto estético do fetiche também é relevante para os integrantes do Tokyo Zentai Club, que existe há cinco anos no Japão e reúne 125 membros. O grupo participa de eventos, sessões de fotos e encontros. "O corpo fica bonito com o zentai e há muitas variações de cores e estilos de tecido, o que pode ser bastante elegante", afirma Seiwa Tamura, 37, um dos participantes.

Apesar da forma ser um atrativo importante para os praticantes do zentai, não é apenas essa característica que os seduz. Paradoxalmente, criar uma identidade secreta por meio da roupa permite ir além do físico no contato com os outros. "Ficar anônimo faz com que a gente seja uma pessoa diferente ou mais real", diz Tamura.

Para o psicólogo Diego Henrique Viviani, especialista em psicoterapia com enfoque na sexualidade e integrante do grupo de estudos e pesquisas do Inpasex (Instituto Paulista de Sexualidade), uma das motivações para a prática é justamente ser reconhecido pelo que se tem a oferecer emocional e afetivamente, e não somente pela aparência. "A pessoa é notada, mas não identificada. E, por esse motivo, as sensações podem ser tornar mais intensas", acredita.

Mesmo que as relações sexuais nem sempre se efetivem entre os adeptos do zentai, o prazer e a sensualidade fazem parte do jogo. "O apelo sexual faz parte da brincadeira, mas há várias sensações e prazeres que são diferentes para cada um", conta o integrante do Tokyo Zentai Club.

"Seja qual for a motivação, o comportamento fetichista está associado a algum tipo de prazer sexual, mesmo que não envolva o coito", esclarece Diego Viviani.

Fonte: Com informações do UOL

Publicado Por: Fábio Carvalho

Carregando, por favor aguarde...
Últimas Notícias
17h20 FPM de R$ 248.272,04 a mais é o que a prefeitura de Ipiranga vai receber em dezembro 17h20 FPM de R$ 248.272,04 a mais é o que a prefeitura de Itaueira vai receber em dezembro 17h15 O deputado federal Assis Carvalho (PT) está envolvido em mais uma investigação 17h15 O Ministério da Saúde liberou o resultado da Avaliação Externa do PMAQ do Município de S. Mendes 17h08 Filha de Zeca Pagodinho é vendedora de biquínis em loja no shopping do Rio 17h04 Repasse do FPM aumenta, veja quanto Itainópolis ganhará 17h04 Decoração de Natal do Lagoas do Norte será entregue no dia 01/12 17h01 Repasse de R$ 248.272,04 é o que a prefeitura de Isaías Coelho vai receber de FPM em dezembro 16h59 Corre! Saiu o 1º trailer de 'Star Wars: Episódio VII - O Despertar da Força' 16h58 Dez motivos que podem impedir a mulher de chegar ao orgasmo 16h54 Cinco benefícios do sexo para deixar a sua vida melhor 16h54 Começou o 19º Festbandas no Palácio da Musica; veja atrações de hoje 16h40 Inhuma receberá em dezembro R$ 248.272,04 a mais de FPM 16h35 MPF pede explicações de Assis e da Sesapi sobre convênio para hospital 16h35 Ministério da Saúde divulga novos números da Aids no Brasil 16h31 Golpe da 'ligação premiada' faz mais uma vítima no interior do PI; confira! 16h29 Acontece neste sábado(29) a 8ª Caranguejada do Beto Loyola no Salomé Bar 16h28 5° BPM forma mais 146 alunos no PROERD 16h26 População reclama da quantidade de ruas sem luz da cidade 16h21 Motocicleta recuperada em Itaipava do Grajaú é entregue a proprietária 16h20 Mulher Maçã vai apresentar reality em que vencedor fará sexo explícito 16h20 Taça Teresina Sub 15 entra na quarta rodada 16h19 A prefeitura Municipal de Oeiras abriu oficialmente o I Fórum Econômico do Vale do Canindé 16h07 Diarista perde mil reais em golpe de 'ligação premiada' em Cocal 16h04 Jureminha e Piauí decidem final do Campeonato Municipal de Clubes de Oeiras
CNH