Cirurgia de 'labioplastia' · 07/07/2017 às 10h39 | Última atualização em 07/07/2017 às 10h39

Crianças procuram cirurgia íntima e tendência preocupa médicos

Crianças procuram cirurgia íntima e tendência preocupa médicos


Compartilhar Tweet 1



Um novo tipo de cirurgia está cada vez mais sendo procurada por mulheres em todo o mundo. Denominada de ‘labioplastia’, a cirurgia tem a finalidade de reduzir o tamanho dos lábios vaginais, e está sendo cada vez tendo adeptas à cirurgia ao redor do mundo. Um levantamento da ‘Dall’Ago & Manfrim’ mostrou que apenas no Brasil o aumento na procura pelo procedimento foi 250%.

Segundo reportagem realizada pela BBC, mostrou que além de mulheres adultas estarem realizando a cirurgia íntima, meninas de apenas 11 anos já estão procurando especialistas para realizarem este tipo de cirurgia. Os registros do Sistema Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS) apontam que cerca de 200 mulheres com menos de 18 anos fizeram ‘labioplastia’ entre 2015 e 2016.

Segundo a médica Paquita de Zulueta, durante entrevista à BBC, relevou que o motivo maior das crianças de 11, 12 ou 13 anos estarem procurando realizar este tipo de cirurgia é devido ao fato de acreditarem que há algo errado com sua vulva, seja por ela ter formato, ou tamanho errado, que resulta em nojo sobre ela. A percepção das crianças é que seus pequenos lábios deveriam ser invisíveis, quase como uma Barbie, mas a realidade é que há muita variação, revelou a médica.

A preocupação maior dos especialistas da área é que com a realização da ‘labioplastia’ de forma tão precoce, possa prejudicar o desenvolvimento do corpo, visto que é comum que lábios pareçam salientes neste período, já que eles simplesmente se desenvolveram primeiro. O crescimento pode vir a normalizar o tamanho dos lábios, o que torna a cirurgia desnecessária e pode criar um problema mais sério, como assimetria ou cicatrizes.

A NHS recomenda que meninas com menos de 18 anos não realizem o procedimento, com a exceção de deformidades ou um grande impacto psicológico ou físico.

Fonte: Com informações de Notícias ao Minuto