180graus

PÕE EM RISCO - 03/09/2012 às 05h42

TSE abre brecha para 'Ficha Suja' ser candidato este ano

Na quinta-feira (30), os ministros do TSE, por unanimidade, aceitaram um recurso

BRVOX VAGA
COLEGIO CEV
Conserv
GUIA DOS PARLAMENTARES II
Casa na praia
ROSMANNY

Uma recente decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) põe em risco a aplicação da Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135/10) para casos de reprovação de contas de políticos e gestores públicos. Na avaliação do coordenador do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), o juiz eleitoral Márlon Reis, esse é o dispositivo de maior eficácia das novas regras de inelegibilidade previstas na Lei da Ficha Limpa. E a decisão do TSE o coloca seriamente em risco.

Na quinta-feira (30), os ministros do TSE, por unanimidade, aceitaram recurso do candidato a vereador em Foz do Iguaçu (PR) Valdir de Souza (PMDB). Ele foi inicialmente barrado pela Justiça Eleitoral, já que teve suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) quando presidiu o Conselho Municipal de Esportes e Recreação da cidade.

Na visão dos ministros, ele não poderia ter sido barrado, pois o acórdão do TCE-PR não determinou devolução de recursos ao erário nem multa como punição. Também não fez menção a prejuízos à Administração Pública em decorrência dos empenhos sem dotação orçamentária. A candidatura do peemedebista foi contestada pelo Ministério Público Eleitoral (MPE).

Com base na alínea G da Lei da Ficha Limpa, o registro dele foi impugnado e, depois, rejeitado. O trecho da norma diz que ficam inelegíveis por oito anos aqueles que tiverem suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável que configurem ato doloso de improbidade administrativa. Para o TSE, o caso de Valdir de Souza não se encaixava no disposto na lei, pelo fato de o TCE não ter lhe imposto punição. Para os ministros do TSE, isso demonstraria não ter havido uma intenção dolosa, de realmente prejudicar o erário.

Erro gravíssimo

Para o coordenador do MCCE, Márlon Reis, o TSE cometeu um “erro gravíssimo”. Na visão dele, que é juiz eleitoral no Maranhão, a corte superior está fazendo uma leitura equivocada do que é dolo em matéria eleitoral, confundindo com matéria penal. “Quando o administrador deixa de praticar uma licitação, ele não é negligente, ele pratica uma omissão dolosa. São lições absolutamente primárias de direito eleitoral que o TSE está ignorando”, analisou.

Para Márlon, a prevalecer a decisão do TSE, boa parte das candidaturas que seriam impugnadas sobreviverão, diminuindo enormemente a eficácia da lei. Por causa disso, o MCCE marcou uma reunião emergencial em Brasília para discutir o assunto para a próxima quarta-feira (5). O coletivo de entidades espera que a posição seja revertida por atitude do próprio TSE após “diálogo com a sociedade”. “O TSE teve muitas vezes que amadurecer esse entendimento, o que é normal nos tribunais. Nós esperamos que, a partir de um diálogo com a sociedade, que o próprio TSE reveja esse entendimento”, disse Reis.

No entanto, caso a corte não reveja o entendimento – o que neste momento parece improvável por ter sido uma decisão unânime – é preciso provocar os ministros judicialmente. Ou seja, o Ministério Público Eleitoral precisa apresentar um recurso contra a postura de quinta-feira. Para Márlon, existe a possibilidade de o caso até parar no Supremo Tribunal Federal (STF).

Publicado Por: Allisson Paixão

Últimas Notícias
18h53 Fora dos planos do Inter, Jorge Henrique pode acertar com o Vasco 18h46 Após elogios ao 'bumbum perfeito', Paolla comenta cenas de minissérie 18h37 Trio invade mercadinho e mata mulher após desferir 8 facadas contra a vítima 18h36 Espanhol faz gol e coloca time na semi do Mundial de handebol 18h29 MP/PI realiza Audiência Pública em Cristino Castro 18h24 CNJ cobra TJ-PI ações voltadas para o combate à violência contra a mulher 18h21 Parnaíba Shopping apresenta Amaury Jucá nesta quinta-feira 18h19 Mototaxistas 'clandestinos' farão manifestação em frente à CMT 18h17 Parlamentar faz reivindicação por pavimentação de via 18h14 Site lança aplicativo para lojistas no marketplace 18h10 Escola da rede municipal de Oeiras se destaca no IDEB 18h10 Coordenação da Campanha da Fraternidade realizará estudo de tema 18h09 Paolla Oliveira de fio dental quase 'quebra' a internet; reveja cena e memes 18h07 MPE-PI firma acordo para sanar graves irregularidades em hospital do interior 18h04 Apresentado no Estudiantes, Álvaro agradece São Paulo e realiza sonho 18h04 Equipe dos professores realizam encontro pedagógico 17h56 Conceição Portela assume interinamente a Secretaria Municipal de Saúde 17h54 Hanseníase: Quanto antes você descobrir, mais cedo vai se curar 17h52 Vagner Love aceita reduzir salário, e Timão busca acordo com o atacante 17h36 Operação no litoral apreende armas, munição e drogas; 2 foram baleados 17h35 Estudo associa puberdade precoce ao consumo de bebidas com açúcar 17h33 Comitê Gestor do TJ-PI discute ajustes no Planejamento Estratégico em reunião 17h31 Camaleões são atraídos por vendedora em parada na Avenida Maranhão. Foto 17h30 Vídeo íntimo de Luana Costa, ex-Gata do Brasil, vaza na web: 'Tô arrasada' 17h05 Faculdade R.Sá divulga relação com 3ª lista de aprovados no vestibular 2015.1
CURSO DE INGLES
CNH

Mais Lidas

    Enquete

    Qual você considera ser a principal causa da violência no Piauí?

    Total de Votos: 126

    Válida de 28/01/2015 a 04/02/2015

    180graus no Instagramno Instagram