180graus

PÕE EM RISCO - 03/09/2012 às 05h42

TSE abre brecha para 'Ficha Suja' ser candidato este ano

Na quinta-feira (30), os ministros do TSE, por unanimidade, aceitaram um recurso

ISLAMAR
MELHORES IMOVEIS
VANGUARDA
INOCOOP

Uma recente decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) põe em risco a aplicação da Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135/10) para casos de reprovação de contas de políticos e gestores públicos. Na avaliação do coordenador do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), o juiz eleitoral Márlon Reis, esse é o dispositivo de maior eficácia das novas regras de inelegibilidade previstas na Lei da Ficha Limpa. E a decisão do TSE o coloca seriamente em risco.

Na quinta-feira (30), os ministros do TSE, por unanimidade, aceitaram recurso do candidato a vereador em Foz do Iguaçu (PR) Valdir de Souza (PMDB). Ele foi inicialmente barrado pela Justiça Eleitoral, já que teve suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) quando presidiu o Conselho Municipal de Esportes e Recreação da cidade.

Na visão dos ministros, ele não poderia ter sido barrado, pois o acórdão do TCE-PR não determinou devolução de recursos ao erário nem multa como punição. Também não fez menção a prejuízos à Administração Pública em decorrência dos empenhos sem dotação orçamentária. A candidatura do peemedebista foi contestada pelo Ministério Público Eleitoral (MPE).

Com base na alínea G da Lei da Ficha Limpa, o registro dele foi impugnado e, depois, rejeitado. O trecho da norma diz que ficam inelegíveis por oito anos aqueles que tiverem suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável que configurem ato doloso de improbidade administrativa. Para o TSE, o caso de Valdir de Souza não se encaixava no disposto na lei, pelo fato de o TCE não ter lhe imposto punição. Para os ministros do TSE, isso demonstraria não ter havido uma intenção dolosa, de realmente prejudicar o erário.

Erro gravíssimo

Para o coordenador do MCCE, Márlon Reis, o TSE cometeu um “erro gravíssimo”. Na visão dele, que é juiz eleitoral no Maranhão, a corte superior está fazendo uma leitura equivocada do que é dolo em matéria eleitoral, confundindo com matéria penal. “Quando o administrador deixa de praticar uma licitação, ele não é negligente, ele pratica uma omissão dolosa. São lições absolutamente primárias de direito eleitoral que o TSE está ignorando”, analisou.

Para Márlon, a prevalecer a decisão do TSE, boa parte das candidaturas que seriam impugnadas sobreviverão, diminuindo enormemente a eficácia da lei. Por causa disso, o MCCE marcou uma reunião emergencial em Brasília para discutir o assunto para a próxima quarta-feira (5). O coletivo de entidades espera que a posição seja revertida por atitude do próprio TSE após “diálogo com a sociedade”. “O TSE teve muitas vezes que amadurecer esse entendimento, o que é normal nos tribunais. Nós esperamos que, a partir de um diálogo com a sociedade, que o próprio TSE reveja esse entendimento”, disse Reis.

No entanto, caso a corte não reveja o entendimento – o que neste momento parece improvável por ter sido uma decisão unânime – é preciso provocar os ministros judicialmente. Ou seja, o Ministério Público Eleitoral precisa apresentar um recurso contra a postura de quinta-feira. Para Márlon, existe a possibilidade de o caso até parar no Supremo Tribunal Federal (STF).

Publicado Por: Allisson Paixão

VANGUARDA
STARTUP WEEKEND
INOCOOP
GUIA DE FESTAS
Últimas Notícias
18h30 MESA Diretora da ALEPI decide não pagar salários de suplentes 18h09 Tetracampeão Fernando Fernandes faz ensaio sensual com a namorada 18h04 Iracema Portella participa da posse dos novos secretários em Teresina 18h00 Prefeito de Prata Antônio Parambú compareceu à solenidade de posse dos novos secretários do estado 17h56 Dilma diz que governo pode incluir o Minha Casa Melhor em programa federal 17h55 Alergia ou intolerância ao alimento? Veja as diferenças entre as duas 17h54 MPE propõe ação contra ex-gestores da Secretaria de Justiça e Construtora 17h47 Tribunais se mobilizam para acelerar julgamento de crimes contra a mulher 17h47 Homem se arrasta por 15 metros no asfalto após colidir com animal na BR 235 em Santa Filomena 17h46 Sema realiza homenagem ao Dia Internacional da Mulher servidora dia (09/02) 17h43 Júlio César tentou estender 'PEC da Bengala' para demais, mas foi vencido 17h41 Cobertura de galeria na zona Leste é deteriorada e vira risco a motoristas 17h40 Ex-prefeito de São João do Arraial assume secretaria do Desenvolvimento Rural 17h36 Prefeito Venício do Ó compareceu à solenidade de posse dos novos secretários do estado no Karnak 17h33 'Seduc' inicia a seleção para professor do Projovem Campo - Saberes da Terra 17h33 Sentença de menores que mataram segurança de filho de W. Dias sai até próxima quinta 17h32 TJ-PI faz planejamento estratégico e define metas para próximos cinco anos 17h28 Com 'boas lingeries' Carol Castro posa para ensaio de uma marca,Veja fotos 17h28 Por que dormir sem escovar os dentes faz tão mal para a sua saúde bucal? 17h27 DPE-PI realiza sorteio para 8º Curso Básico de Inteligência Penitenciária 17h17 Participe do 1º encontro de Empreendedores da Beleza de Beneditinos,veja programação 17h17 Dupla assalta padaria no PI e vigia é alvejado; funcionária foi espancada 17h16 Mover Profetico em Teresina com Marcos Feliciano, aguardem! 17h13 Lua e estrela de Canoa Quebrada são destruídos pela maré alta. Amplie 17h13 Prefeito Odival Andrade marca presença no Karnak
FESTA FACIL
VANGUARDA
ISLAMAR
STARTUP WEEKEND

Mais Lidas

    Imobiliaria

    Enquete

    Os 10 deputados federais completaram o primeiro mês na Câmara. Até agora, qual deles você acha que mais se destacou?

    Total de Votos: 636

    Válida de 04/03/2015 a 11/03/2015

    GUIA DE FESTAS
    Dantas Imobiliaria

    180graus no Instagramno Instagram

    INOCOOP
    STARTUP WEEKEND