180graus

PÕE EM RISCO - 03/09/2012 às 05h42

TSE abre brecha para 'Ficha Suja' ser candidato este ano

Na quinta-feira (30), os ministros do TSE, por unanimidade, aceitaram um recurso

Vestibular
Kangaco
Artcores
MUNICIPIO CONTABILIDADE
COLEGIO CEV
Kangaço

Uma recente decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) põe em risco a aplicação da Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135/10) para casos de reprovação de contas de políticos e gestores públicos. Na avaliação do coordenador do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), o juiz eleitoral Márlon Reis, esse é o dispositivo de maior eficácia das novas regras de inelegibilidade previstas na Lei da Ficha Limpa. E a decisão do TSE o coloca seriamente em risco.

Na quinta-feira (30), os ministros do TSE, por unanimidade, aceitaram recurso do candidato a vereador em Foz do Iguaçu (PR) Valdir de Souza (PMDB). Ele foi inicialmente barrado pela Justiça Eleitoral, já que teve suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) quando presidiu o Conselho Municipal de Esportes e Recreação da cidade.

Na visão dos ministros, ele não poderia ter sido barrado, pois o acórdão do TCE-PR não determinou devolução de recursos ao erário nem multa como punição. Também não fez menção a prejuízos à Administração Pública em decorrência dos empenhos sem dotação orçamentária. A candidatura do peemedebista foi contestada pelo Ministério Público Eleitoral (MPE).

Com base na alínea G da Lei da Ficha Limpa, o registro dele foi impugnado e, depois, rejeitado. O trecho da norma diz que ficam inelegíveis por oito anos aqueles que tiverem suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável que configurem ato doloso de improbidade administrativa. Para o TSE, o caso de Valdir de Souza não se encaixava no disposto na lei, pelo fato de o TCE não ter lhe imposto punição. Para os ministros do TSE, isso demonstraria não ter havido uma intenção dolosa, de realmente prejudicar o erário.

Erro gravíssimo

Para o coordenador do MCCE, Márlon Reis, o TSE cometeu um “erro gravíssimo”. Na visão dele, que é juiz eleitoral no Maranhão, a corte superior está fazendo uma leitura equivocada do que é dolo em matéria eleitoral, confundindo com matéria penal. “Quando o administrador deixa de praticar uma licitação, ele não é negligente, ele pratica uma omissão dolosa. São lições absolutamente primárias de direito eleitoral que o TSE está ignorando”, analisou.

Para Márlon, a prevalecer a decisão do TSE, boa parte das candidaturas que seriam impugnadas sobreviverão, diminuindo enormemente a eficácia da lei. Por causa disso, o MCCE marcou uma reunião emergencial em Brasília para discutir o assunto para a próxima quarta-feira (5). O coletivo de entidades espera que a posição seja revertida por atitude do próprio TSE após “diálogo com a sociedade”. “O TSE teve muitas vezes que amadurecer esse entendimento, o que é normal nos tribunais. Nós esperamos que, a partir de um diálogo com a sociedade, que o próprio TSE reveja esse entendimento”, disse Reis.

No entanto, caso a corte não reveja o entendimento – o que neste momento parece improvável por ter sido uma decisão unânime – é preciso provocar os ministros judicialmente. Ou seja, o Ministério Público Eleitoral precisa apresentar um recurso contra a postura de quinta-feira. Para Márlon, existe a possibilidade de o caso até parar no Supremo Tribunal Federal (STF).

Publicado Por: Allisson Paixão

Últimas Notícias
10h28 Aberta as inscrições para o Seminário Estadual do SPC 2014 10h27 FETEG-PI empossa nova diretoria do STR de N. S. dos Remédios 10h16 Palestras e Atividades Artísticas no mês de aniversário do Centro Espírita Paulo de Tarso 10h15 Porta de vidro de agência do BB no Piauí é quebrada e polícia investiga 09h54 Governo apoia e prestigia a 8ª Feira do Livro de São Luís 09h46 Inicia-se neste sábado (01) a I Copa União de Futsal em Campo Largo do Piaui 09h45 Clube Kart da Ilha realiza evento noturno de kart 09h40 Idoso de 73 anos é encontrado morto dentro de casa em Ribamar 09h29 Crianças entram no clima do Halloween para aprender a língua inglesa 09h04 Raonic bombardeia no saque, vence Federer e vai à semifinal em Paris 08h55 Em Imperatriz, Flávio Dino agradece votos e reafirma compromissos com a região 08h54 Hamilton lidera primeiro treino livre nos Estados Unidos; Nasr supera Massa 08h50 Documentários: Brasil tem dois filmes na pré-lista do Oscar 08h46 McDonald's tem mês com piores vendas globais em uma década 08h45 Prefeitura debate plano de resíduos sólidos na OAB/MA 08h45 'O Brasil perdeu o medo do PT', diz Aécio Neves para revista Veja 08h41 Ex-affair de Neymar, Jordane posa nua na madrugada de Paris; fotos! 08h33 Policial tenta separar briga, mas acaba ferido e atinge agressor nos testículos 08h30 GTA participa de Exposição de Segurança em Raposa 08h29 Brasileirão 2014 ficará sem festa da CBF; nem Sportv fará cerimônia 08h26 Zé Filho baixa pacote de contenção de gastos com veículos, telefonia e viagens 08h15 Sindhosp elogia indicação de Marcos Pacheco para Saúde 08h15 Jovem morre com pelo menos três facadas na região Norte do Estado 08h11 Inpi prorroga inscrições para 140 vagas; salário chega a R$ 7.421,60 08h09 Delicada demais para lutar? Ela prova que não após assalto a levar ao MMA

Mais lidas

    Enquete

    Qual o maior desafio que a presidente Dilma Rousseff terá em seu novo mandato?

    Total de Votos: 1,010

    Válida de 27/10/2014 a 03/11/2014

    DR ANTONIO CARLOS

    180graus no Instagramno Instagram

    MUNICIPIO CONTABILIDADE