Política

Parlamentar defende Marcelo · 24/01/2014 às 07h05

'Se somos a arca de Noé, o PT é o dilúvio', rebate deputado a críticas petistas

Segundo ele, a arca foi feita para salvar o mundo e o dilúvio para destruir


Compartilhar Tweet 1



A presidente regional do PT, Regina Sousa usou o espaço na imprensa há poucos dias para criticar o bloco governista afirmando que está parecendo a “arca de Noé” por conta da sua dimensão que envolve aproximadamente 20 partidos políticos e tem o apoio tanto do Governo do Estado quanto da Prefeitura de Teresina.

O deputado estadual Antônio Félix rebateu a petista. “Se somos a arca de Noé, o PT é o dilúvio”, revidou o parlamentar, pois segundo ele, a arca foi feita para salvar o mundo e o dilúvio para destruir.

Conforme a tradição bíblica, Deus decidiu destruir o mundo por causa da perversidade humana, mas poupou Noé, o único homem justo da Terra em sua geração, mandando-lhe construir uma arca para salvar sua família e representantes de todos os animais e aves. Em sentido estrito, Dilúvio, segundo diversas mitologias, foi uma terrível inundação que teria coberto todo o mundo, ou ao menos terras ancestrais de determinados povos.

Antônio Félix disse que os petistas não podem criticar os atuais adversários, pois já se aliou a todos eles. “Quer dizer que só serve se tiver do lado deles?”, questiona.

Regina Sousa torce para que o Wellington Dias (PT) seja eleito para assumir a vaga de senador, já que é a suplente do petista. Wellington está encontrando dificuldades para formar sua chapa. Até o momento ainda não encontrou ninguém que queira para pleitear a vaga de vice-governador. Há inclusive informações de que o próprio senador João Vicente Claudino desista de ser candidato a reeleição, o que inviabilizaria ainda mais o bloco petista.

O deputado afirma que no grupo governista já está praticamente definido com os pré-candidatos a governador Marcelo Castro (PMDB), a vice-governador Silvio Mendes (PSDB) e para o senado Wilson Martins (PSB).

Fonte: Com informações da Assessoria