180graus

Suposta prática de nepotismo - 11/01/2017 às 18h01

MP faz recomendação para que prefeito exonere parentes

Promotor afirma que fará reclamação junto ao STF, caso recomendação não seja acatada

Venha para o Hotel Delta em Parnaíba
Maria Brasileira - Limpeza e cuidados
Vem pro Podium
Cadastre-se
Você no controle do Processo
Semana da Enfermagem
Vem pro Podium!
Vem pro Podium!

Por Apoliana Oliveira

O promotor Mario Alexandre Costa Normando, da promotoria de São Pedro do Piauí, expediu recomendação para que o prefeito José Maria Ribeiro de Aquino Júnior, o Júnior Bill, exonere todos os parentes de até terceiro grau que foram nomeados para compor sua equipe de gestão no município.

Além da esposa Ana Thaysa Coelho, nomeada para a secretaria de Assistência Social, o prefeito nomeou ainda os irmãos Daniel Lúcio e Ana Lourdes Lúcio, para a presidência da Comissão de Licitação e a secretaria de Saúde, respectivamente, além de Ana Gabriele, que é filha do vice-prefeito de São Pedro, e foi nomeada para assumir a secretaria de Agricultura.

Na recomendação, publicada no Diário da Justiça, o promotor estipula prazo de 15 dias para a exoneração dos ocupantes de cargos comissionados, que sejam parentes do prefeito, ou do vice-prefeito. No mesmo prazo, foi recomendado ainda a rescisão dos contratos firmados com pessoas que sejam parentes dos gestores, bem como que a gestão se abstenha de fazer a contratação de pessoas que se enquadrem dentro da irregularidade apontada pelo MP.

Mario Alexandre endossa que “nepotismo é prática incompatível com o conjunto de normas éticas abraçadas pela sociedade brasileira e pela moralidade administrativa; que é uma forma de favorecimento intolerável em face da impessoalidade administrativa; e que, sendo praticado reiteradamente, beneficiando parentes em detrimento da utilização de critérios técnicos para o preenchimento dos cargos e funções públicas de alta relevância, constitui ofensa à eficiência administrativa necessária no serviço público”.

- O prefeito Júnior Bill, em registro feito durante evento na APPM, em Teresina. Foto: 180graus/Arquivosao pedro.JPG

O promotor menciona ainda a Súmula Vinculante nº13, editada pelo Supremo Tribunal Federal, cujo texto traz que “a nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica, investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança, ou, ainda, de função gratificada na Administração Pública direta e indireta, em qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos municípios, compreendido o ajuste mediante designações recíprocas, viola a Constituição Federal”.

Cita ainda a Lei Municipal número 228/2006, que em seu art. 1º e 2º veda a contratação e nomeação de parentes do chefe e vice do executivo municipal, além de cônjuges ou companheiros.

O Ministério Público afirmou ainda que tomará as medidas legais necessárias para assegurar a implementação da recomendação, caso ela não seja acatada, através do ajuizamento de inquérito civil público por improbidade administrativa e reclamação perante o STF. A prefeitura tem prazo de 10 dias para responder se irá ou não acatar a recomendação.

DECRETO DE EMERGÊNCIA
No início do mês o 180graus noticiou que o prefeito Júnior Bill decretou estado de emergência no município. No decreto, assinado no dia 2 de janeiro, ele menciona a precariedade das instalações físicas de prédios da administração, escolas, hospitais, postos de saúde e o péssimo estado de conservação da frota veicular e maquinário oficial.

O salário dos servidores está em atraso, tanto de efetivos como terceirizados, e a nova gestão sequer dispões de dados sobre as áreas da administração, seja em relação às finanças, saúde e educação, "dificultando o implemento de decisões gerenciais e o planejamento de ações".

Os serviços de limpeza estão parados na cidade. Hospital e postos de saúde estão há três meses sem funcionar, "faltando inclusive medicamentos, insumos, equipamentos hospitalares para a continuidade do tratamento dos pacientes hospitalizados".

MP CONTESTA EMERGÊNCIA
Agora o decreto está sendo contestado pelo vereador Napoleão Cortez Filho, presidente da Câmara Municipal. Ele acionou o Tribunal de Contas do Estado alegando ser ilegal o documento assinado pelo prefeito, já que fatos alegados para a decretação de emergência não seriam condizentes com a verdade. Mesmo antes de ser provocada pelo vereador, a Corte de Contas já havia informado que iria fiscalizar a situação nas cidades com decreto editado pelos novos gestores, a fim de evitar ilegalidades e o abuso contra a Lei de Licitações.

Ainda sobre o decreto, o mesmo promotor Mário Alexandre também recomendou que o documento seja tornado sem efeito, já que as aparentes irregularidades não foram indicadas pela comissão de transição. Lembra que "fato de o município ter decretado emergência ou estado de calamidade não implica, por si só, a dispensabilidade
de toda e qualquer licitação", e pede que todos os procedimentos licitatórios sejam realizados consoante a lei.

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


Vem pro Podium!
Vem pro Podium
Vem pro Podium
Teresina Participativa
Vem pro Podium!
PM TO - Vem pro Podium!
Cadastre-se
PM BA - Vem pro Podium!
Vem pro Podium
Últimas Notícias
18h48 Mulher tem a vida transformada em um inferno por denúncia anônima de tráfico de drogas 18h35 Continua as homenagens as Mães em toda a rede Municipal de Educação 18h21 A cada 45 minutos, uma pessoa se suicida no Brasil, dizem especialistas 18h17 Senado poderá votar na terça-feira PEC do foro privilegiado e seis MPs 18h07 Mais de 80 casais celebram união em casamento comunitário do Ação Global 18h04 Defesa diz que Aécio nunca usou bloqueador de celulares encontrado pela PF 17h58 Sessão de ‘Mulher-Maravilha’ só para mulheres causa controvérsia 17h50 Saída para a crise no país exige nome legitimado pelo povo, defende W.Dias 17h33 Espaço aéreo: conheça as regras para drones, aeromodelos e balões 17h29 Maçonaria brasileira se organiza em torno do progressismo e pede renuncia de Michel Temer 17h16 Prefeitura de Pio IX emite nota técnica sobre surto de meningite 17h05 Firmino Filho tranquiliza seguidores após ser internado: 'Enfim, em casa' 17h04 Empossados a nova diretoria do PT de Miguel Alves 17h03 Caçamba tomba após perder o freio e motorista morre no Norte do Piauí 17h02 20 concursos oferecem salários de até R$ 21,3 mil em várias regiões do Brasil 17h01 Homem morre ao ter cabeça esmagada por uma carreta na BR 230 em Floriano 16h43 Pai e filho caem de moto e morrem atropelados por ônibus 16h34 Semam distribui mudas no Parque da Cidadania durante o Ação Global 16h04 Anatel deverá bloquear os celulares que não tenham certificação;confira 15h19 Confira cinco boas razões para deixar o sexo fora de água 15h14 Descubra com que idade a mulher sente mais prazer no sexo 14h47 Novo poster da série Castlevania faz homenagem ao game 14h45 The Rock transformaria Game of Thrones em filme de comédia 14h39 O coordenador de Comunicação numa entrevista com Devan Eugênio no Eugênio Show 14h35 Famosos arrasam nos looks para a festa de 15 anos de ex-Chiquititas

Vem pro Podium
Vem pro Podium
Vem pro Podium!
Teresina Participativa
Vem pro Podium!

Mais Lidas

    Podium - Professores Dir. Constitucional

    Enquete

    Você aprova a decisão da CCJ do Senado em diminuir as vagas para deputados piauienses?

    Total de Votos: 913

    Válida de 2017-04-06 17:08:00.0 a 2017-04-30

    Vem pro Podium!
    Suas ideias podem melhorar Teresina
    Podium - Professor Atualidades

    180graus no Instagramno Instagram

    Podium - Professores Dir. Constitucional