Política

Após votação da denúncia · 10/08/2017 - 14h51

Heráclito Fortes está chateado com os que atacam o presidente Temer

Parlamentar mostra que PMDB recebeu R$ 651 milhões em emendas, e o PT foi o segundo, R$ 473 milhões


Compartilhar Tweet 1



Por Rômulo Rocha - De Brasília

O deputado federal Heráclito Fortes (PSB) divulgou a lista de emendas liberadas por partido visando por fim às imputações de parlamentares da oposição, entre eles os do PT, de que o presidente Michel Temer (PMDB) montou um “balcão de negócios” no Congresso Nacional para não ver prosperar, pelo menos quando à frente do mandato, a denúncia por corrupção apresentada pelo procurador-geral da República Rodrigo Janot.

O deputado disse que lhe “irrita muito ver alguns companheiros da oposição, do PT principalmente, virem a esta tribuna para dizer que, na votação do processo de Michel Temer, houve uma negociata e um balcão de negócios”.

E continuou: “não há nada mais fora de propósito, sr. presidente, do que isso; não há nada mais falso do que isso. Dirijo-me aos que estão em casa nos ouvindo. Estou entregando à taquigrafia tabela com dados sobre a real situação das emendas liberadas até agora, e peço que conste dos anais. Aí, sr. presidente, vamos ter algumas surpresas. Não vou individualizar. Não tenho vocação para dedurismo. Quero apenas mostrar que o que aconteceu, na realidade, não foi bem assim".

Abaixo a lista de liberação de emendas por partido, segundo levantamento apresentado pelo deputado Heráclito Fortes:__________

- “o PMDB, 651 milhões de reais”;
- “o PT, o grande perseguido, 473 milhões de reais”;
- “o PSDB, 443 milhões de reais”;
- “o PP, 380 milhões de reais”;
- “o PR, 314 milhões de reais”;
- “o PSD, 305 milhões de reais”;
- “o PSB, 274 milhões de reais”;
- “o DEM recebeu 202 milhões de reais”;
- “o PRB, 164 milhões de reais”;
- “o PDT, 146 milhões de reais”;
- “o Podemos, 101 milhões de reais”;
- “o Solidariedade, 93 milhões de reais”.
- “o PCdoB, 69 milhões de reais”;
- “o PPS, 59 milhões de reais”;
- “o PHS, 40 milhões de reais”;
- “o PROS, 39 milhões de reais”;
- “o PV, 29 milhões de reais”;
- “o PTdoB, 28 milhões de reais”;
- “a REDE, 26 milhões de reais”;
- “o PEN, 19 milhões de reais”;
- “o PSOL, 15 milhões de reais”.