180graus

Homofóbico igualzinho ao pai - 30/06/2011 às 01h10

Filho de Bolsonaro fala no Twitter: 'Chupa viadada'; entenda a briga

'Viva a Liberdade de Expressão. Parabéns Brasil', escreveu, comemorando salvação do pai

Campo Maior
Floriano
Paulistana
CasteloDoPiaui
Picos
Beneditinos
BuritiDosLopes
Urucui
Riacho Frio
Agua Branca
Cajueiro da Praia
Curimata

"CHuUuuupa Viadada" (sic). Assim o vereador do Rio Carlos Bolsonaro (PP) comemorou nesta quarta-feira, pelo microblog Twitter, o arquivamento da representação contra seu pai, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), no Conselho de Ética da Câmara.

A representação contra Bolsonaro, de autoria do PSOL, dizia que ele foi racista ao responder uma pergunta feita pela cantora Preta Gil, durante o programa "CQC", da TV Band, em março.

Ao ser questionado qual seria a reação dele se seu filho se apaixonasse por uma negra, o parlamentar respondeu: "Preta, não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Eu não corro esse risco e meus filhos foram muito bem educados. E não viveram em ambiente como lamentavelmente é o teu".

"CHuUuuupa Viadada. Bolsonaro absolvido!!!! Viva a Liberdade d Expressão. Parabéns Brasil! [sic]", afirmou Carlos Bolsonaro em seu perfil no Twitter.

O parlamentar postou diversos outros comentários, rebatendo as críticas que recebeu dos internautas: "Desejar minha morte é o menor dos elogios q tenho lido no twitter. Rs! Pregam a Liberdade d Expressão, só a deles, a minha ñ. Ditadura Gay!"; "Atenção Boiolas, p/ infelicidade d vcs, eu sou hétero!".

REJEITADO
Por 10 votos a 7, o Conselho de Ética da Câmara rejeitou hoje a representação contra Jair Bolsonaro. A maioria dos integrantes do colegiado entendeu que o deputado tem o direito de expressar a sua opinião e portanto votou contra o relatório de Sérgio Brito (PSC-BA), que pedia a abertura do processo. Durante a sessão, Bolsonaro trocou acusações com Jean Wyllys (PSOL-RJ) e Chico Alencar (PSOL-RJ).

Wyllys disse que Bolsonaro tinha que limpar sua boca para lhe dirigir a palavra. "Tenho orgulho de ser chamado de veado por outro veado. E o sr. tem que lavar a boca, pois sou homossexual com "h" maiúsculo, de homem, coisa que o sr. não é", afirmou. Os gays chegaram a dizer: "Filho de homofóbico, homofóbico é".

Wyllys disse que Bolsonaro usou da homofobia, que não é crime, para justificar o crime de racismo.

Além da fala no "CQC", outro fato citado na representação foi a briga entre Bolsonaro e a senadora Marinor Brito (PSOL-PA), na Comissão de Direitos Humanos do Senado.

Após a retirada do projeto que criminaliza a homofobia da pauta de votação, enquanto a relatora da proposta, Marta Suplicy (PT-SP), concedia entrevista à imprensa, Bolsonaro exibiu um panfleto contra a ampliação dos direitos dos homossexuais, o que irritou Marinor, que chegou a bater na mão do deputado.

Marinor tentou impedir que Bolsonaro exibisse o panfleto e o chamou de homofóbico, o que acabou resultando em discussão.

Jean Wyllys deixou o Conselho logo após a polêmica, mas Chico e Bolsonaro chegaram a trocar ofensas. O representado chamou o colega do PSOL de "mentiroso, imoral". "Vou tirar você [Chico] do armário", disse Bolsonaro.

"Tá nervoso é? Isso é diversionismo", respondeu Chico Alencar.

Sérgio Brito, relator do caso, se disse surpreso e lamentou o fato de a atitude de Bolsonaro poder continuar a mesma, sem nenhum tipo de punição.

Publicado Por: Allisson Paixão

Últimas Notícias
03h06 Advogada piauiense se destaca na coordenação de campanhas em Brasília 02h55 Guardas são afastados após flagra com dinheiro de origem não explicada 02h38 Militar aposentado é encontrado morto dentro de casa 02h03 Repórter é atingido por bala de borracha durante protesto 01h20 'Acho que sou o primeiro cara galã gordinho do Brasil', brinca Alexandre Nero 01h20 Comício: prefeito Gustavo recepciona governador Zé Filho em uma visita a União 01h03 Em resposta aos fãs, Bruna Marquezine afasta volta com Neymar 00h30 'Latinete' Ariany Nogueira volta aos palcos após se recuperar de tiro 00h08 Sophia Abrahão debocha de torcedores do São Paulo em rede social: 'Bambis' 23h56 Prefeita Patrícia Leal pede reforço policial para cidade de Altos 23h55 Vereadores protestam contra a falta de água em Imperatriz 23h54 15 homens tentam de incêndiar ônibus na Campina em Ribamar 23h32 Corregedores-Gerais do Ministério Público fazem encontro no Piauí 23h06 DATAMAX: W.Dias 48%, Zé Filho 38% e Mão Santa com 7% 23h02 Defensoria do PI inicia processo para escolher novo Ouvidor Geral do estado 22h58 Semana Move Brasil promove atividades físicas em todo país 22h57 Relatório Justiça em Números 2014 será lançado nesta terça-feira, em Brasília 22h44 Sem sorteio, CBF confirma os confrontos das oitavas de final da Série D 22h36 CRAS faz homenagem aos idosos de Domingos Mourão 22h31 TJ-PI amplia divulgação das práticas de ‘Mediação e Conciliação’ 22h20 Elmano garante trabalhar para ampliar o ‘Luz para Todos’ no Piauí 22h08 Muitos gols marcam abertura do Campeonato Altoense de Futebol 21h46 Grande torneio de Futebol no Estádio Municipal Joaquim de Félix em Paes Landim 21h46 Praça de Eventos de Oeiras deve receber Ipês-rosa 21h40 THE:Jovem sai para comprar lanche e é assassinado com tiro na cabeça
Mesário Voluntário