180graus

Homofóbico igualzinho ao pai - 30/06/2011 às 01h10

Filho de Bolsonaro fala no Twitter: 'Chupa viadada'; entenda a briga

'Viva a Liberdade de Expressão. Parabéns Brasil', escreveu, comemorando salvação do pai

Maria Brasileira - Limpeza e cuidados
Teresina Participativa
Você no controle do Processo

"CHuUuuupa Viadada" (sic). Assim o vereador do Rio Carlos Bolsonaro (PP) comemorou nesta quarta-feira, pelo microblog Twitter, o arquivamento da representação contra seu pai, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), no Conselho de Ética da Câmara.

A representação contra Bolsonaro, de autoria do PSOL, dizia que ele foi racista ao responder uma pergunta feita pela cantora Preta Gil, durante o programa "CQC", da TV Band, em março.

Ao ser questionado qual seria a reação dele se seu filho se apaixonasse por uma negra, o parlamentar respondeu: "Preta, não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Eu não corro esse risco e meus filhos foram muito bem educados. E não viveram em ambiente como lamentavelmente é o teu".

"CHuUuuupa Viadada. Bolsonaro absolvido!!!! Viva a Liberdade d Expressão. Parabéns Brasil! [sic]", afirmou Carlos Bolsonaro em seu perfil no Twitter.

O parlamentar postou diversos outros comentários, rebatendo as críticas que recebeu dos internautas: "Desejar minha morte é o menor dos elogios q tenho lido no twitter. Rs! Pregam a Liberdade d Expressão, só a deles, a minha ñ. Ditadura Gay!"; "Atenção Boiolas, p/ infelicidade d vcs, eu sou hétero!".

REJEITADO
Por 10 votos a 7, o Conselho de Ética da Câmara rejeitou hoje a representação contra Jair Bolsonaro. A maioria dos integrantes do colegiado entendeu que o deputado tem o direito de expressar a sua opinião e portanto votou contra o relatório de Sérgio Brito (PSC-BA), que pedia a abertura do processo. Durante a sessão, Bolsonaro trocou acusações com Jean Wyllys (PSOL-RJ) e Chico Alencar (PSOL-RJ).

Wyllys disse que Bolsonaro tinha que limpar sua boca para lhe dirigir a palavra. "Tenho orgulho de ser chamado de veado por outro veado. E o sr. tem que lavar a boca, pois sou homossexual com "h" maiúsculo, de homem, coisa que o sr. não é", afirmou. Os gays chegaram a dizer: "Filho de homofóbico, homofóbico é".

Wyllys disse que Bolsonaro usou da homofobia, que não é crime, para justificar o crime de racismo.

Além da fala no "CQC", outro fato citado na representação foi a briga entre Bolsonaro e a senadora Marinor Brito (PSOL-PA), na Comissão de Direitos Humanos do Senado.

Após a retirada do projeto que criminaliza a homofobia da pauta de votação, enquanto a relatora da proposta, Marta Suplicy (PT-SP), concedia entrevista à imprensa, Bolsonaro exibiu um panfleto contra a ampliação dos direitos dos homossexuais, o que irritou Marinor, que chegou a bater na mão do deputado.

Marinor tentou impedir que Bolsonaro exibisse o panfleto e o chamou de homofóbico, o que acabou resultando em discussão.

Jean Wyllys deixou o Conselho logo após a polêmica, mas Chico e Bolsonaro chegaram a trocar ofensas. O representado chamou o colega do PSOL de "mentiroso, imoral". "Vou tirar você [Chico] do armário", disse Bolsonaro.

"Tá nervoso é? Isso é diversionismo", respondeu Chico Alencar.

Sérgio Brito, relator do caso, se disse surpreso e lamentou o fato de a atitude de Bolsonaro poder continuar a mesma, sem nenhum tipo de punição.

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


Terrazzo Poti
Teresina Participativa
Podium PMPI
Podium PM-MA
Últimas Notícias
00h44 Federação de Futebol ajusta rodada final de classificação do returno 21h59 Acompanhando Lula, W.Dias se reúne com lideranças indígenas em Brasília 21h32 Indígenas lançam flechas conta PMs em protesto em frente ao Congresso 21h17 Câmara Municipal aprova projeto de reforma administrativa em Oeiras 19h54 Secretaria de saúde ao lado da Secretaria de Educação realizam atividade do–PSE na E. Raio de Luz 19h36 Secretaria de saúde em parceria com Secretaria de Educação realiza atividade do–PSE 19h01 Secretaria Municipal de Assistência Social através do SCFV comemora a Páscoa dos Idosos 18h29 Piauiense perde 15 kg com corrida de rua e comemora mudança de vida 18h22 Robert desafia que promotor aponte 'Ali Babá e 40 ladrões' 18h12 Nunca na história deste país, vimos uma eleição como vamos ver a de 2018 18h02 MP questiona exigências constantes no edital de certame da PM do Piauí 17h56 Prefeitura de Cocal antecipa pagamento de servidores para esta terça (25) 17h50 Ação de chapa Dilma-Temer voltará a ser julgada em maio, diz Mendes 17h45 Adolescente de 17 anos é dopada e estuprada no Interior do Piauí 17h27 Estudo revela que maioria dos alunos não entraram em universidade por falta de dinheiro 17h27 Texto base da reforma trabalhista é aprovado por comissão na Câmara 17h18 Durante votação em comissão, PSB libera voto na reforma trabalhista 17h04 FFP altera data e horário dos jogos da última rodada do returno do Piauiense 17h02 'Canal Educação' inicia o preparatório para Enem no próximo sábado, dia 29 17h01 Homem morre em acidente ao puxar volante de veículo conduzido pela esposa 16h31 Doria vai cortar ponto de quem aderir à greve geral 16h29 Seduc fecha parceria com Fundação Lemann para melhorar ensino no PI 16h23 Confira a programação de palestras de maio na Federação Espírita Piauiense 16h19 Castelenses participam do lançamento do Identidade Jovem pela Conjuv 16h09 Elmano defende cláusula de barreira como respeito ao bolso do eleitor

Teresina Participativa

Mais Lidas


    Enquete

    Você aprova a decisão da CCJ do Senado em diminuir as vagas para deputados piauienses?

    Total de Votos: 796

    Válida de 2017-04-06 17:08:00.0 a 2017-04-30

    Teresina Participativa
    Teresina Participativa

    180graus no Instagramno Instagram