180graus

Polêmicas na câmara - 19/12/2013 às 07h24

Defensor da 'cura gay', Feliciano sai da Comissão de Direitos Humanos

Ele causou polêmica com a votação do projeto apelidado de 'cura gay'

VAGA VENDAS
MUNICIPIO CONTABILIDADE
TELHAS MAFRENSE

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), encerrou nesta quarta-feira, 18, sua gestão com a aprovação de propostas consideradas homofóbicas e sob críticas de militantes da área. As pautas, porém, não avançaram fora da comissão, que neste ano ficou sob controle da bancada evangélica da Casa.

O primeiro enfrentamento promovido por Feliciano na cadeira de presidente foi a votação do projeto apelidado de "cura gay", que suspendia resolução do Conselho Federal de Psicologia (CFP) que proibiu profissionais da área de oferecer tratamento para homossexualidade. O deputado conseguiu comandar a aprovação do projeto no colegiado em meio às manifestações de junho, mas os líderes da Casa levaram a proposta imediatamente a plenário para rejeitá-la com esmagadora maioria e mostrar que a Casa não referendava a atuação.

Após o revés, a comissão refluiu e só no fim de novembro temas polêmicos voltaram à pauta. Foi aprovada uma proposta de plebiscito para decidir sobre a união civil de pessoas do mesmo sexo, na tentativa de reverter decisão favorável do Supremo Tribunal Federal.

A comissão votou também a suspensão da decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que obriga os cartórios a celebrar casamentos de homossexuais. Foi aprovado um parecer contrário a um projeto que visava tornar lei que companheiros homossexuais de servidores e beneficiários da Previdência Social passariam a ser considerados dependentes.

Todas as propostas estão paralisadas em outros colegiados. A do plebiscito está na Comissão de Finanças e Tributação, a que susta a decisão do CNJ não tem nem relator definido na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e o projeto sobre benefícios previdenciários passará ainda por três comissões.

Nesta quarta, no capítulo final de sua gestão - após o recesso, em fevereiro, outro parlamentar será eleito para o posto -, a comissão aprovou um projeto que eliminou a homofobia do rol de atos passíveis de serem considerados crime de discriminação. Em nova tentativa de negar a acusação de racismo, Feliciano conseguiu aprovar um parecer de sua autoria sobre o projeto da presidente Dilma Rousseff que institui cotas raciais de 20% no funcionalismo público. O deputado incluiu a reserva de 75% dessas vagas para quem estudou em escola pública e estendeu a previsão de cotas para os cargos de confiança.

BALANÇO
Acusado de racismo e homofobia, Feliciano fez um balanço positivo de sua atuação e disse que a produção só não foi maior pelo fato de partidos como o PT e o PSOL terem abandonado o colegiado.

Feliciano chegou à presidência da comissão em março, apesar de protestos de movimentos sociais e deputados com atuação na área por declarações nas redes sociais. O pastor tinha dito que "os africanos são amaldiçoados" e que "a podridão de sentimentos dos homoafetivos leva ao ódio, ao crime, a rejeição". Com apoio da bancada evangélica, resistiu à pressão e ficou no posto. Feliciano disse que o debate sobre direitos humanos parou de ser feito para "beneficiar um ou dois grupos".

O deputado afirmou que teria disposição para disputar uma vaga ao Senado, mas demonstrou medo de enfrentar nomes como José Serra (PSDB) ou Gilberto Kassab (PSD). Ele preferiria enfrentar apenas o senador Eduardo Suplicy (PT).

Fonte: Com informações de Estadão

Publicado Por: Apoliana Oliveira

Últimas Notícias
07h34 Pelada! Ex-BBB Vanessa Mesquita compartilha fotos tomando banho 07h33 PI: Motoclista fica em estado grave após colisão com caminhão; fotos 07h30 Operação Lei Seca flagra 11 casos de embriaguez ao volante no fim de semana 07h28 Homem morre após grave colisão de moto; teria batido com um caminhão 07h24 Veja dicas para negociar salário inicial, destacando habilidades e crescendo 07h17 ANP multa Petrobras em R$5,6 mi por falha na medição de produção 07h15 Ex-presidente nega desvio de R$ 16 milhões na Cruz Vermelha 07h10 ESTELIONATÁRIO aplica golpe e leva R$ 3 mil do BB no PI 07h09 Chay Suede fala sobre escalação para próxima novela: 'melhor impossível' 07h05 Colisão de moto e caminhão em São Mateus causa duas mortes 07h04 Carro blindado salva Fernanda Torres de assalto à mão armada 07h03 Candidato Elmano defende políticas públicas para pessoas com deficiência 07h00 Centrinho promove “Pizzalestra” no dia 08 de agosto 07h00 Sílvio se reúne com Aécio para discutir novas estratégias para superarem o PT 06h16 MPF entra com ação na Justiça contra criação de cargos comissionados no TRT-PI 06h03 Yasmin Brunet toma semente de maconha: 'Não posso ser mal vista por isso' 06h02 Ronaldinho, agora sem clube, pode ir para Boca Juniors ou Fluminense 06h01 Adolescente é amarrada e abusada sexualmente; vídeo vaza via WhatsApp 06h00 Prefeitura realiza obras de melhoria da iluminação na Cidade Operária 05h01 Regina rebateu Madison e falou que ele é uma indicação de Mão Santa 04h50 Dilma Rousseff nega medidas erradas no combate à inflação 04h25 Palmeiras deve arcar com R$ 45 mil após cadeiras quebradas em Itaquera 04h00 Adele faz terapia com fotógrafo para perder medo de ser clicada 03h54 Band sofre para manter profissionais assediados por SBT e Record 03h29 Retorno do 'Castelo Rá-Tim-Bum' amplia audiência da Cultura
Curso in company
ControlX
ControlX

Enquete

E agora qual dessas 20 maiores cidade do Piauí você acha que tem mais HOMEM FEIO?

Total de Votos: 23

Válida de 29/07/2014 a 05/08/2014

Mais lidas

    TELHAS MAFRENSE
    IRRITEC
    CONSTRUTORA HIDROS

    180graus no Instagramno Instagram