180graus

Polêmicas na câmara - 19/12/2013 às 07h24

Defensor da 'cura gay', Feliciano sai da Comissão de Direitos Humanos

Ele causou polêmica com a votação do projeto apelidado de 'cura gay'

comserv
Terrazzo Poti
Tintas e Tonners compatíveis com várias marcas
Maria Brasileira - Limpeza e cuidados
Islamar-Semana Santa
Hotel Delta - Semana Santa





O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), encerrou nesta quarta-feira, 18, sua gestão com a aprovação de propostas consideradas homofóbicas e sob críticas de militantes da área. As pautas, porém, não avançaram fora da comissão, que neste ano ficou sob controle da bancada evangélica da Casa.

O primeiro enfrentamento promovido por Feliciano na cadeira de presidente foi a votação do projeto apelidado de "cura gay", que suspendia resolução do Conselho Federal de Psicologia (CFP) que proibiu profissionais da área de oferecer tratamento para homossexualidade. O deputado conseguiu comandar a aprovação do projeto no colegiado em meio às manifestações de junho, mas os líderes da Casa levaram a proposta imediatamente a plenário para rejeitá-la com esmagadora maioria e mostrar que a Casa não referendava a atuação.

Após o revés, a comissão refluiu e só no fim de novembro temas polêmicos voltaram à pauta. Foi aprovada uma proposta de plebiscito para decidir sobre a união civil de pessoas do mesmo sexo, na tentativa de reverter decisão favorável do Supremo Tribunal Federal.

A comissão votou também a suspensão da decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que obriga os cartórios a celebrar casamentos de homossexuais. Foi aprovado um parecer contrário a um projeto que visava tornar lei que companheiros homossexuais de servidores e beneficiários da Previdência Social passariam a ser considerados dependentes.

Todas as propostas estão paralisadas em outros colegiados. A do plebiscito está na Comissão de Finanças e Tributação, a que susta a decisão do CNJ não tem nem relator definido na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e o projeto sobre benefícios previdenciários passará ainda por três comissões.

Nesta quarta, no capítulo final de sua gestão - após o recesso, em fevereiro, outro parlamentar será eleito para o posto -, a comissão aprovou um projeto que eliminou a homofobia do rol de atos passíveis de serem considerados crime de discriminação. Em nova tentativa de negar a acusação de racismo, Feliciano conseguiu aprovar um parecer de sua autoria sobre o projeto da presidente Dilma Rousseff que institui cotas raciais de 20% no funcionalismo público. O deputado incluiu a reserva de 75% dessas vagas para quem estudou em escola pública e estendeu a previsão de cotas para os cargos de confiança.

BALANÇO
Acusado de racismo e homofobia, Feliciano fez um balanço positivo de sua atuação e disse que a produção só não foi maior pelo fato de partidos como o PT e o PSOL terem abandonado o colegiado.

Feliciano chegou à presidência da comissão em março, apesar de protestos de movimentos sociais e deputados com atuação na área por declarações nas redes sociais. O pastor tinha dito que "os africanos são amaldiçoados" e que "a podridão de sentimentos dos homoafetivos leva ao ódio, ao crime, a rejeição". Com apoio da bancada evangélica, resistiu à pressão e ficou no posto. Feliciano disse que o debate sobre direitos humanos parou de ser feito para "beneficiar um ou dois grupos".

O deputado afirmou que teria disposição para disputar uma vaga ao Senado, mas demonstrou medo de enfrentar nomes como José Serra (PSDB) ou Gilberto Kassab (PSD). Ele preferiria enfrentar apenas o senador Eduardo Suplicy (PT).

Fonte: Com informações de Estadão

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


Terrazzo Poti
Preratório PM-PI
Antônio das Neves - Peritos Associados
Últimas Notícias
17h52 Adolescente denuncia mãe após ela obrigá-lo a deixar o celular para estudar 17h51 Profissionais protestaram contra Projeto da Reforma Trabalhista 17h47 Decreto do governo estadual prevê a redução de despesas em até 30% 17h39 Primeiro satélite geoestacionário brasileiro será lançado no final de abril 17h38 TRE-PI julga como não prestadas as contas do PRTB e PPS 17h32 Guarda Municipal fez 31 apreensões de droga em parques 17h30 Saiba como melhorar o sexo usando as bolinhas tailandesas 17h26 Sesi inicia cadastro de adesão para empresas que queiram aderir a campanha de vacinação contra gripe 17h19 Desembargador mantém sessão do Tribunal do Júri que julgará advogado 17h15 Moto com chassi alterado é apreendido pela PRF no norte do Piauí 17h14 Dupla de criminosos assalta grande loja no interior do Piauí 17h06 Artesão piauiense Mestre Expedito presenteia Fátima Bernardes com arte santeira 17h04 Fla-Piauí apresenta atacante e meia no 1º treino coletivo de Nivaldo Lancuna 17h03 19º sorteio da 'Nota Piauiense' que vai ocorrer na quinta (30), terá novidades 17h03 Dia do Autismo será lembrado neste domingo (02) com caminhada em Teresina 17h00 Wellington Dias lidera com folga porque fala direto com o povo piauiense, mas... 16h51 Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Floriano, realiza assembleia com servidores 16h33 Conheça alguns truques para não ter dor no sexo anal 16h32 Defensoria pública de Jaicós garante proteção integral a mulher violentada pelo ex 16h27 Homem é condenado por homicídio praticado em 2004 16h21 Hospital de Urgência de Teresina (HUT) realiza I Semana de Prevenção de Quedas 16h21 Livro de advogado do Piauí destaca polêmicas e entendimentos sobre o CDC 16h20 Prefeito Davinelson participa de reunião com superintendente da PRF e fala sobre alargamento de BR 16h16 Ator que interpretou o Ranger Verde original foi expulso da pré-estreia de Power Rangers 16h14 Recursos do Cartão Reforma só serão repassados aos beneficiados em maio

Elegante é ter você em nossa companhia!
Tintas e Tonners compatíveis com várias marcas
Antônio das Neves - Peritos Associados

Mais Lidas


    Enquete

    Qual foi o melhor carnaval do Piauí em 2017?

    Total de Votos: 1244

    Válida de 2017-03-02 09:43:00.0 a 2017-03-23

    comserv

    180graus no Instagramno Instagram