180graus

Dados divulgados pelo CNJ - 15/01/2014 às 09h29

CNJ mostra que número de presos no Brasil aumentou para 584 mil em 2013

Aumento foi 6,56% desde dezembro de 2012, quando o número de presos era de 548 mil

180 & Gracom - Maratona
Cev- Maio
Coren- Enfermagem
180 - Vende-se Hilux
IEMP - Prof. Ana Cristina
Dr. Raimundo Junior
Coren Enfermagem
Phocus Galerie
Alves e Alves- (Dr. Daniel)
Cofen- Enfermagem





No ano passado, 36 mil homens e mulheres engrossaram a população carcerária brasileira, que atingiu, em dezembro de 2013, o total de 584 mil detentos, segundo o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Justiça. O aumento foi 6,56% desde dezembro de 2012, quando o número de presos era de 548 mil.

Já em relação aos últimos cinco anos, o aumento foi de 29,42% a partir de 2008, quando o Brasil tinha 451.219 presos. Desde então, 132.781 pessoas ingressaram no sistema carcerário nacional.

O novo contingente de presos no país foi divulgado no último dia 10, em matéria publicada no site do Ministério da Justiça sobre os diferentes tipos de unidades prisionais. O texto, porém, não traz a atualização do número de vagas nas unidades prisionais. Na página do ministério na internet, o último dado disponível é de dezembro de 2012, quando havia apenas 310.687 vagas para um total de 548 mil presos. Ou seja, um déficit de 237.313 vagas.

Ainda segundo os dados de 2012, quase metade da população carcerária (48,9%) era de condenados e acusados por crimes contra o patrimônio, como furto, roubo, extorsão, receptação e estelionato. Outros 25,21% estavam presos por tráfico de drogas.

Por outro lado, apenas 11,81% se encontravam presos, em 2012, pelos chamados crimes contra a pessoa, como homicídio, sequestro e cárcere privado. Isso em um país onde a taxa de homicídios é de 29 por 100 mil habitantes, muito superior à média mundial, de 8,8 por 100 mil, segundo a Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp), executada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em parceria com o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e o Ministério da Justiça.

ONU- Relatório do Grupo de Trabalho sobre Detenção Arbitrária (GTDA) da Organização das Nações Unidas (ONU), que visitou o Brasil em março de 2013, atesta que o uso excessivo da prisão é uma das principais causas da superpopulação carcerária do país. Segundo o documento, isso ocorre em função da baixa aplicação, pelo Poder Judiciário, de medidas cautelares substitutivas à prisão, previstas na Lei 12.403, em vigor desde julho de 2011.

“Apesar de a emenda ao Código de Processo Penal em 2011 permitir a aplicação de medidas alternativas à detenção, o Grupo de Trabalho observou que não houve redução substancial no uso da detenção desde a introdução da emenda”, diz o relatório do GTDA.

“Nos casos em que medidas como fianças são aplicáveis, detentos não têm condições de arcar com a quantia necessária. O Grupo de Trabalho tomou conhecimento de que a privação de liberdade era imposta mesmo em situações em que o delito era considerado de menor gravidade, como furtos não violentos ou o não pagamento de pensão alimentícia, o que desperta sérias preocupações quanto à aplicação do princípio de proporcionalidade”, critica o documento.

O GTDA também apontou como causa da superpopulação carcerária a lentidão na tramitação dos processos, o que leva muitas pessoas a ficarem presas por tempo superior ao necessário. “O Grupo de Trabalho foi recorrentemente informado que o acúmulo de casos nos tribunais causa atrasos substanciais e sérios para os julgamentos. Apelos a tribunais superiores também demoram um longo período para serem apreciados”, avaliou o GTDA.

O relatório também enumerou iniciativas consideradas importantes para a prevenção e o combate às prisões ilegais. O Mutirão Carcerário do CNJ, por exemplo, é citado no seguinte trecho: "O Grupo de Trabalho observou ainda a existência de boas práticas que possuem o potencial de ser reforçadas, com vistas à maior proteção do direito de não ser privado de liberdade arbitrariamente. Incluem-se aí instituições já existentes, como o Mutirão do Conselho Nacional de Justiça, que visita prisões e auxiliou, em anos anteriores, na libertação de vários detentos que estavam ilegalmente presos. Mutirões independentes similares poderão ser úteis na proteção contra detenção arbitrária se forem estabelecidos em nível estadual".

Fonte: Com informações da Assessoria

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


Carvalho e Oliveira (Wildson de Almeida)
Terno e Cia
Alves e Alves (Dr. Daniel)
Phocus Galerie
180 & Gracom - Maratona
UNIMED DIA DAS MÃES
Panificadora Canindé
vaga pesquisadores
Marquinhos do Pará
Casa do Cartucho
Últimas Notícias
01h44 Desembargador critica atuação do Blog Bastidores 23h06 Garantido espaço para crianças no Festival de Inverno 22h44 Atletismo o esporte natural, conheça um pouco dessa modalidade olímpica 22h30 Os usuários do CAPS I de Simplício Mendes tiveram uma tarde de lazer em sítio na Zona Rural 22h16 Secretaria Municipal de Saúde de Simplício Mendes contrata mais médicos para nossa população 20h42 Membros do Cras e Conselho tutelar orientam alunos sobre o abuso sexual de crianças e adolescentes. 19h18 Modelo Tara Linaker mostra as suas curvas naturais em ensaio no Brasil 18h52 Secretária de Educação se reúne com Gestores da Educação 18h27 Prefeita Gadocha participa de novenário ao sagrado Coração no interior de Canavieira 18h16 Desembargador voltou atrás em decisão que mandou pagar a CAXÉ 18h04 Vídeo registra momento em que Brad Pitt salva garotinha de multidão de fãs 17h59 Comissão convoca ministro da Justiça para audiência após pedido de Regina 17h56 Atriz pornô é presa nos EUA e sua foto da habilitação é surpreendente 17h53 Em busca de novos usuários, Twitter altera contagem de 140 caracteres 17h53 Gilmar Mendes defende Jucá e diz que não viu tentativa de barrar a Lava Lato 17h50 UESPI: governo gasta mais com terceirizados 17h46 Saiba por que você não deve fazer sexo na frente da sua Smat TV 17h46 'Assassinado com crueldade e frieza', diz irmã de fã de Ana Hickmann 17h43 Concurso da Prefeitura de Picos é adiado e provas acontecerão em agosto 17h35 Clínicas de Teresina criam dificuldades para os pacientes com plano de saúde 17h32 Morsa afoga homem que invadiu jaula em zoológico para fazer selfie 17h31 Setre e Sine participam pela 1ª vez da Cidade Junina no Rio Poty Shopping 17h24 Palestras e ações culturais marcaram últimos três dias da semana do bebê em Vila Nova 17h17 Gualberto de Sousa ensina a criar layouts sem ilustração ou fotografias 17h12 Projetos prestes a serem aprovados no Congresso podem prejudicar a LOTEPI

Conplan
Dr. Raimundo Junior
Terno e Cia
Alves e Alves (Dr. Daniel)
Phocus Galerie
Dr. Wildson de Almeida

Mais Lidas


    Enquete

    Cai o primeiro ministro do novo governo em apenas 12 dias. Na sua opinião, Michel Temer consegue terminar seu mandato?

    Total de Votos: 23

    Válida de 24/05/2016 a 31/05/2016

    Phocus Galerie - Eventos
    Casa do cartucho
    vaga pesquisadores
    180 & Gracom - Maratona
    Terno e Cia
    ZikaZero
    Alves e Alves (Dr. Daniel)
    Profº Márcio Lima - Dia da Mudança
    Dr. Raimundo Junior
    Dr. Diogo Caldas(Escritório de advocacia)

    180graus no Instagramno Instagram

    Panificadora Canindé
    sunset