180graus

Dados divulgados pelo CNJ - 15/01/2014 às 09h29

CNJ mostra que número de presos no Brasil aumentou para 584 mil em 2013

Aumento foi 6,56% desde dezembro de 2012, quando o número de presos era de 548 mil

Chevrolet
Vestibular
Casa do Cartucho
Kangaco

No ano passado, 36 mil homens e mulheres engrossaram a população carcerária brasileira, que atingiu, em dezembro de 2013, o total de 584 mil detentos, segundo o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Justiça. O aumento foi 6,56% desde dezembro de 2012, quando o número de presos era de 548 mil.

Já em relação aos últimos cinco anos, o aumento foi de 29,42% a partir de 2008, quando o Brasil tinha 451.219 presos. Desde então, 132.781 pessoas ingressaram no sistema carcerário nacional.

O novo contingente de presos no país foi divulgado no último dia 10, em matéria publicada no site do Ministério da Justiça sobre os diferentes tipos de unidades prisionais. O texto, porém, não traz a atualização do número de vagas nas unidades prisionais. Na página do ministério na internet, o último dado disponível é de dezembro de 2012, quando havia apenas 310.687 vagas para um total de 548 mil presos. Ou seja, um déficit de 237.313 vagas.

Ainda segundo os dados de 2012, quase metade da população carcerária (48,9%) era de condenados e acusados por crimes contra o patrimônio, como furto, roubo, extorsão, receptação e estelionato. Outros 25,21% estavam presos por tráfico de drogas.

Por outro lado, apenas 11,81% se encontravam presos, em 2012, pelos chamados crimes contra a pessoa, como homicídio, sequestro e cárcere privado. Isso em um país onde a taxa de homicídios é de 29 por 100 mil habitantes, muito superior à média mundial, de 8,8 por 100 mil, segundo a Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp), executada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em parceria com o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e o Ministério da Justiça.

ONU- Relatório do Grupo de Trabalho sobre Detenção Arbitrária (GTDA) da Organização das Nações Unidas (ONU), que visitou o Brasil em março de 2013, atesta que o uso excessivo da prisão é uma das principais causas da superpopulação carcerária do país. Segundo o documento, isso ocorre em função da baixa aplicação, pelo Poder Judiciário, de medidas cautelares substitutivas à prisão, previstas na Lei 12.403, em vigor desde julho de 2011.

“Apesar de a emenda ao Código de Processo Penal em 2011 permitir a aplicação de medidas alternativas à detenção, o Grupo de Trabalho observou que não houve redução substancial no uso da detenção desde a introdução da emenda”, diz o relatório do GTDA.

“Nos casos em que medidas como fianças são aplicáveis, detentos não têm condições de arcar com a quantia necessária. O Grupo de Trabalho tomou conhecimento de que a privação de liberdade era imposta mesmo em situações em que o delito era considerado de menor gravidade, como furtos não violentos ou o não pagamento de pensão alimentícia, o que desperta sérias preocupações quanto à aplicação do princípio de proporcionalidade”, critica o documento.

O GTDA também apontou como causa da superpopulação carcerária a lentidão na tramitação dos processos, o que leva muitas pessoas a ficarem presas por tempo superior ao necessário. “O Grupo de Trabalho foi recorrentemente informado que o acúmulo de casos nos tribunais causa atrasos substanciais e sérios para os julgamentos. Apelos a tribunais superiores também demoram um longo período para serem apreciados”, avaliou o GTDA.

O relatório também enumerou iniciativas consideradas importantes para a prevenção e o combate às prisões ilegais. O Mutirão Carcerário do CNJ, por exemplo, é citado no seguinte trecho: "O Grupo de Trabalho observou ainda a existência de boas práticas que possuem o potencial de ser reforçadas, com vistas à maior proteção do direito de não ser privado de liberdade arbitrariamente. Incluem-se aí instituições já existentes, como o Mutirão do Conselho Nacional de Justiça, que visita prisões e auxiliou, em anos anteriores, na libertação de vários detentos que estavam ilegalmente presos. Mutirões independentes similares poderão ser úteis na proteção contra detenção arbitrária se forem estabelecidos em nível estadual".

Fonte: Com informações da Assessoria

Publicado Por: Daniel Silva

Últimas Notícias
14h00 Prefeitos de Itaueira e Floriano se juntam em carreata para apoiar a candidatura da Dilma. 13h55 MPMA move ação contra prefeitura por irregularidades em contratos de licitação 13h51 Metrô colide e arrasta carro na zona Sudeste da capital; ficou destruído 13h45 Eliziane realiza mobilização de apoio à Aécio Neves no Maranhão 13h33 Justiça funciona em regime de plantão a partir das 14h desta sexta 13h27 Jovem de 18 anos é morto com três tiros na Vila Alcione em Ribamar 13h14 Piauiense é novamente convocado para a seleção brasileira; veja a lista 13h13 TRE-PI alerta que só a Justiça Eleitoral autoriza transporte de eleitor domingo 13h11 Balé da Cidade apresenta o show 'Transformers' no Projeto 6ª às 6 13h09 Contrato 'secreto' de Neymar prevê bônus pela Bola de Ouro, diz jornal 13h07 Abertura oficial das atividades na Academia da Saúde da avenida José Miguel 13h05 Volkswagen lança versão mais em conta do Gol a partir de R$ 27.990 13h04 'A Fazenda 7': Peoa revela que Paquitas não podiam dizer que namoravam 13h01 Faculdade Santo Agostinho inicia as inscrições para vestibular 2015;confira 13h00 Idoso compra celulares pela internet e recebe coco e refrigerante no lugar 13h00 Homem é preso acusado de compor quadrilha que rouba animais no PI 12h58 AGESPISA suspende Licitação milionária após denúncia 12h46 No interior, W. Dias ataca tucanos e pede que povo lembre do governo FHC 12h30 Promotora investiga prefeito de Queimada Nova Celso Nunes 12h07 Agreste e Carrasco disputam título da 3ª divisão do Campeonato Altoense de Futebol nesta sexta 12h05 Nefrologia Multidisciplinar realiza aulas inaugurais no Maranhão, Tocantins e Rio de Janeiro 12h03 Homens são presos acusados de furto em Teresina; dois deles são menores 12h02 Miss Brasil diz à jornal que é virgem e que Neymar já a chamou para sair 12h00 Zona rural de Corrente ganhará escola modelo 11h57 Secretaria de Segurança proíbe venda de bebidas alcoólicas durante segundo turno das eleições
TRE

Enquete

Na sua opinião, dos novos deputados estaduais eleitos, qual realizará o melhor trabalho?

Total de Votos: 780

Válida de 21/10/2014 a 28/10/2014

Mais lidas

    180graus no Instagramno Instagram