180graus

Dados divulgados pelo CNJ - 15/01/2014 às 09h29

CNJ mostra que número de presos no Brasil aumentou para 584 mil em 2013

Aumento foi 6,56% desde dezembro de 2012, quando o número de presos era de 548 mil

Maria Brasileira - Limpeza e cuidados
Você no controle do Processo
comserv





No ano passado, 36 mil homens e mulheres engrossaram a população carcerária brasileira, que atingiu, em dezembro de 2013, o total de 584 mil detentos, segundo o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Justiça. O aumento foi 6,56% desde dezembro de 2012, quando o número de presos era de 548 mil.

Já em relação aos últimos cinco anos, o aumento foi de 29,42% a partir de 2008, quando o Brasil tinha 451.219 presos. Desde então, 132.781 pessoas ingressaram no sistema carcerário nacional.

O novo contingente de presos no país foi divulgado no último dia 10, em matéria publicada no site do Ministério da Justiça sobre os diferentes tipos de unidades prisionais. O texto, porém, não traz a atualização do número de vagas nas unidades prisionais. Na página do ministério na internet, o último dado disponível é de dezembro de 2012, quando havia apenas 310.687 vagas para um total de 548 mil presos. Ou seja, um déficit de 237.313 vagas.

Ainda segundo os dados de 2012, quase metade da população carcerária (48,9%) era de condenados e acusados por crimes contra o patrimônio, como furto, roubo, extorsão, receptação e estelionato. Outros 25,21% estavam presos por tráfico de drogas.

Por outro lado, apenas 11,81% se encontravam presos, em 2012, pelos chamados crimes contra a pessoa, como homicídio, sequestro e cárcere privado. Isso em um país onde a taxa de homicídios é de 29 por 100 mil habitantes, muito superior à média mundial, de 8,8 por 100 mil, segundo a Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp), executada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em parceria com o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e o Ministério da Justiça.

ONU- Relatório do Grupo de Trabalho sobre Detenção Arbitrária (GTDA) da Organização das Nações Unidas (ONU), que visitou o Brasil em março de 2013, atesta que o uso excessivo da prisão é uma das principais causas da superpopulação carcerária do país. Segundo o documento, isso ocorre em função da baixa aplicação, pelo Poder Judiciário, de medidas cautelares substitutivas à prisão, previstas na Lei 12.403, em vigor desde julho de 2011.

“Apesar de a emenda ao Código de Processo Penal em 2011 permitir a aplicação de medidas alternativas à detenção, o Grupo de Trabalho observou que não houve redução substancial no uso da detenção desde a introdução da emenda”, diz o relatório do GTDA.

“Nos casos em que medidas como fianças são aplicáveis, detentos não têm condições de arcar com a quantia necessária. O Grupo de Trabalho tomou conhecimento de que a privação de liberdade era imposta mesmo em situações em que o delito era considerado de menor gravidade, como furtos não violentos ou o não pagamento de pensão alimentícia, o que desperta sérias preocupações quanto à aplicação do princípio de proporcionalidade”, critica o documento.

O GTDA também apontou como causa da superpopulação carcerária a lentidão na tramitação dos processos, o que leva muitas pessoas a ficarem presas por tempo superior ao necessário. “O Grupo de Trabalho foi recorrentemente informado que o acúmulo de casos nos tribunais causa atrasos substanciais e sérios para os julgamentos. Apelos a tribunais superiores também demoram um longo período para serem apreciados”, avaliou o GTDA.

O relatório também enumerou iniciativas consideradas importantes para a prevenção e o combate às prisões ilegais. O Mutirão Carcerário do CNJ, por exemplo, é citado no seguinte trecho: "O Grupo de Trabalho observou ainda a existência de boas práticas que possuem o potencial de ser reforçadas, com vistas à maior proteção do direito de não ser privado de liberdade arbitrariamente. Incluem-se aí instituições já existentes, como o Mutirão do Conselho Nacional de Justiça, que visita prisões e auxiliou, em anos anteriores, na libertação de vários detentos que estavam ilegalmente presos. Mutirões independentes similares poderão ser úteis na proteção contra detenção arbitrária se forem estabelecidos em nível estadual".

Fonte: Com informações da Assessoria

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


Teresina 165 anos
Quer mudar de vida?
Matemática e Raciocínio Lógico no Podium
Matemática Básica
Tire sua CNH com a Autoescola Gallantys
Assist. Administrativo UFMA
Casa do Cartucho
Aux. Administrativo UFMA
Últimas Notícias
03h17 Cruzeiro e Flamengo vão decidir o título de 2017 02h03 Prefeitura intensifica limpeza e manutenção de praças e logradouros públicos 01h41 Prefeito Ângelo leva água para comunidade no município de Sebastião Leal. 01h27 Agricultores rurais de União participam de palestra sobre o Programa Sertão Irrigado 01h20 Primeira dama Lendinalva presenteia o SCFV com novos instrumentos musicais 01h09 Praça do Amor se transforma em cartão-postal de Parnaíba 01h01 Um golpe no Hino de Campo Maior 23h42 Patrimônio estreia novo 'showroom' e apresenta novidades para Teresina 23h26 Sebastião leal se transforma em canteiro de obras 21h18 Polícia prende suspeitos de matar jovem após festa no PI 21h17 Professor Gilbert Gaertner II fará palestra sobre sonho de estudar no exterior 21h12 51 concursos oferecem salários de até R$ 26,1 mil em várias regiões do Brasil 21h07 Comissão especial conclui votação e antecipa fim das coligações partidárias 20h36 Número de mortos em naufrágio no Rio Xingu sobe para dez 20h32 Festival da Cajuína reúne produtores na capital durante três dias 20h31 Uespi lança edital com mais de mil vagas para especializações nesta quinta (24) 20h30 Secretário Estadual Fábio Abreu estará ao vivo no EugenioShow nesta quarta-feira 20h27 Semana universitária do ASA orienta estudantes do ensino médio na escolha de profissão 20h25 Ex-prefeito que sofreu acidente na BR-135 criticou sobre obra em vídeo 20h23 Técnicos da Secretaria de Agricultura visitam unidade de produção familiar em José de Freitas 20h17 Secretaria de saúde de Pimenteiras realiza mutirão com crianças 20h14 Prefeito Márcio Alencar tem prestações de contas aprovadas pelo TCE 20h14 Prefeito e secretária trazem aula de balé para Santa Cruz do Piauí 20h08 Prefeito Roger Linhares participa de evento em homenagem aos pais em José de Freitas 20h08 Cajazeiras: Dentistas realizam ações e entrega de kits para alunos

Aux. Administrativo UFMA
Tire sua CNH com a Autoescola Gallantys
Matemática Básica
Assist Administrativo UFMA

Mais Lidas


    Enquete

    Você acredita que Michel Temer vai...

    Total de Votos: 290

    Válida de 2017-05-29 15:46:00.0 a 2017-06-05

    Ajude!
    Assist. Administrativo UFMA
    Podium - Professor Atualidades

    180graus no Instagramno Instagram

    Aux. Administrativo UFMA