Eleições do Conselho · 08/10/2017 - 10h59

Dia 31 de outubro tem eleição para o Conselho de Arquitetura e Urbanismo


Compartilhar Tweet 1



O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) e os Conselhos de Arquitetura e Urbanismo das Unidades da Federação (CAU/UF) foram criados pela Lei 12.378, de 31 de dezembro de 2010, que regula o exercício da profissão no país, e fundados em 15 de dezembro de 2011. Eles têm a missão de “orientar, disciplinar e fiscalizar o exercício da profissão de arquitetura e urbanismo, zelar pela fiel observância dos princípios de ética e disciplina da classe em todo o território nacional, bem como pugnar pelo aperfeiçoamento do exercício da Arquitetura e Urbanismo”.

São autarquias federais com autonomia administrativa e financeira e estrutura federativa e têm objetivo principal de regular o exercício da profissão de arquiteto e urbanista no Brasil. Faz isso principalmente por meio da edição de normas, como o Código de Ética para Arquitetos e Urbanistas; emissão de registros profissionais, registros de responsabilidade técnica, certidões e outros; fiscalização das atividades de Arquitetura e Urbanismo; e ações de promoção da Arquitetura e Urbanismo. Anteriormente arquitetos e urbanistas eram vinculados ao Conselho de Engenharia e Arquitetura.

Agora, no próximo dia 31, vai acontecer eleição para o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Piauí. Duas chapas concorrem ao pleito. A Chapa 2 encabeçada por Wellington Camarço e a Chapa 3 traz como titular o atual presidente, Emanuel Castelo Branco.

Algumas propostas das Chapas

Chapa 2

1) Fiscalização educativa e de orientação. Maior interação entre o Conselho, profissionais e as necessidades da sociedade

2) Exigir do setor público a atuação direta dos Arquitetos e Urbanistas no planejamento e execução das obras públicas

3) Promover treinamentos sobre acessibilidade e mobilidade urbana é um compromisso

4) Realização de eventos, cursos e palestras, onde serão apresentadas ações de capacitação e valorização do profissional arquiteto e urbanista

5) Maior presença da CAU no interior do estado apoiando os arquitetos e urbanistas Estruturar modelos de negócio para escritórios populares, promovendo o acesso da sociedade a profissionais credenciados.

 

Chapa 3

1) Estimular e apoiar parcerias institucionais a fim de promover a qualificação dos arquitetos e urbanistas, através de convênios ou de forma direta, visando o aprimoramento dos profissionais;

2) Disponibilizar um espaço, onde os arquitetos poderão atender, gratuitamente, seu cliente, com a infraestrutura de um escritório (Coworking);

3) Promover diálogos entre os profissionais e as prefeituras permitindo a participação dos arquitetos e urbanistas na discussão das cidades;

4) Atuar junto às assessorias técnicas das câmaras municipais a fim de intervir nos projetos de lei que envolvam o trabalho do arquiteto e urbanista;

5) Fiscalizar e incentivar a implantação dos instrumentos do Estatuto da Cidade nos municípios piauienses;6. Apoiar e promover o cumprimento da Lei de Assistência Técnica;

7) Fomentar discussões e atuar junto aos órgãos municipais, estaduais e federais em defesa do meio ambiente, do patrimônio e da paisagem urbana, da participação social e do planejamento urbano; e

8) Fomentar parcerias com as escolas de arquitetura e urbanismo, promovendo a integração entre estudantes e o CAU.

Comentários