180graus

Propina de 800mil Euros - 14/10/2013 às 11h10

Suíça pega propina de 800 mil Euros no caso Alston

Recursos foram depositados na conta de um ex-diretor da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos

Dr. Igor Martins





Autoridades da Suíça comprovaram por documentos ao Ministério Público que um ex-diretor da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) recebeu 800 mil euros como propina da Alstom em conta.

Segundo furo de reportagem do jornalista Fausto Macedo, do Estadão (leia aqui), o dinheiro foi depositado entre 1997 e 1998 - durante o primeiro mandato de Mário Covas.

Os investigadores suíços se dizem convencidos de que trata-se de verba do esquema de corrupção montado pela multinacional francesa para favorecer cartel em um contrato de reforma de trens da companhia.

O caso do propinoduto teria sido mantido nas gestões tucanas de José Serra e Geraldo Alckmin, de acordo com denúncia da Siemens, multinacional alemã, que fechou acordo de leniência com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

Acordo Milionário

Na Suíça, a Alstom pagou à Justiça US$ 43,5 milhões para suspender o processo no qual era acusada de corrupção e lavagem de dinheiro no Brasil. No decorrer do processo, executivos confessaram ter distribuído propinas de US$ 6,5 milhões a gente da administração estadual de São Paulo, em troca de um contrato de US$ 45 milhões para a expansão do metro, entre 1998 e 2001.

Nos Estados Unidos, em abril deste ano, um executivo da Alstom foi condenado à prisão por corromper funcionários públicos. Na Zâmbia, a multi teve de devolver US$ 9,5 milhões e ser punida com três anos de exclusão de licitações do Banco Mundial.

No Brasil? Nenhuma punição até agora. Na ocasião do fato narrado, o ex-primeiro-genro David Zilberstjan, darling no governo Fernando Henrique, foi secretário de Energia entre 1995 e 1998, no governo Mario Covas. Sucedeu-o, ainda em 1998, o atual vereador Andrea Matarazzo, braço direito do ex-governador José Serra. O secretário de Transportes era Mauro Arce, homem de confiança dos tucanos, que permaneceu no cargo por três governos seguidos.

Uma intermediação teria sido feita, segundo acusações formais da Alstom na Suíça, pelo sociólogo e empresário Claudio Luiz Petrechen Mendes, ex-secretario-adjunto de Robson Marinho, por sua vez ex-presidente da Assembleia, ex-conselheiro do TCU e atual deputado federal. Fundador do PSDB e covista de carteirinha. O governo da Suíça declarou que Marinho guardara US$ 3 milhões em seus bancos, sob suspeita de ter praticado lavagem de dinheiro.

Quebra de sigilo dos réus

A justiça de SP eterminou a quebra do sigilo bancário e fiscal de 11 pessoas, incluindo do vereador Andrea Matarazzo, que participou da arrecadação do caixa dois da campanha à reeleição do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em 1998, e ajudou a levantar cerca de US$ 20 milhões junto à Alstom.

A quebra do sigilo autorizada pela Justiça abrange o período entre 1997 a 2000. O furo de reportagem é do jornalista Fausto Macedo, do Estado de S. Paulo. As pessoas atingidas pela decisão judicial são: Andrea Matarazzo (atual vereador do PSDB e ex-secretário de energia), Eduardo José Bernini, Henrique Fingerman, Jean Marie Marcel Jackie Lannelongue, Jean Pierre Charles Antoine Coulardon, Jonio Kahan Foigel, José Geraldo Villas Boas, Romeu Pinto Júnior, Sabino Indelicato, Thierry Charles Lopez de Arias e Jorge Fagali Neto, (ex-presidente do Metrô).

Em 6 de agosto deste ano, o 247 publicou a informação de que Matarazzo já havia sido indiciado pela Polícia Federal (leia aqui). No dia 13 de agosto, outra reportagem apontou que R$ 3 milhões levantados junto à Alstom foram direcionados para o caixa dois da campanha à reeleição do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso – o que, à época, chegou até a ser denunciado por Folha e Veja (leia aqui).

No entanto, apesar de todos os indícios, Matarazzo e o comando do PSDB em São Paulo vinham sendo poupados. Com a determinação de quebra do sigilo bancário e fiscal dos envolvidos, rompe-se o cerco, muito embora ainda exista certa cautela. O G1, por exemplo, noticia a quebra do sigilo de 11 pessoas. O que importa, no entanto, é a presença de Andrea Matarazzo no time. Lá, ele não é apenas um entre onze.

Fonte: Com informações de brasil247

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


Dr. Igor Martins
UNIMED - DIGA 33
Últimas Notícias
22h44 Governador W. Dias recebe homenagem e entrega autorização de obras 21h03 Caminha encerra Semana Municipal de Conscientização de prevenção ao uso de Drogas 20h47 Projeto: Prevenção sobre drogas na Escola Dom Avelar 20h36 Igreja Assembleia de Deus Missão promoveu um culto sobre as drogas 20h27 Prefeitura inaugura diversas obras pelo município 20h26 Combate às drogas através de palestras de conscientização na Escola Idália de Brito 20h17 Missa do sétimo dia do Sr. Crispim é marcada por muita emoção 19h01 Escolas de Educação Infantil realizam festa junina 18h57 Treinador do River estuda alterações para enfrentar o Confiança no Albertão 18h50 Colisão entre caminhão tanque e motocicleta deixa mulher ferida na PI-113 18h42 Elmano faz 'elogios' à senadora Gleisi após o marido dela ser preso pela PF 18h35 Repasse da União para a Eletrobras PI pode até ser pago pelos consumidores 18h05 Lysia Bucar terá que pagar custas judicias referentes a R$ 23 millhões 17h15 Novos emojis do seu celular tem 'cara de mentiroso', 'tirando selfie' e bacon 17h01 Cervejada da Urufolia foi paga com dinheiro da Educação 16h42 Caçador morre após tiro acidental no interior do Piauí 16h38 Carga de cerveja avaliada em R$ 192 mil é apreendida sem 'notas fiscais' 16h36 Mulher é baleada dentro de casa, seu marido é o principal suspeito 16h28 7º Congresso Internacional de Odontologia é lançado em Teresina 16h27 Pacientes do CAPS de Batalha participaram de festa junina 16h24 Festival Junino de Altos terá shows de Avine Vinny, Waldonys e Amauri Jucá 16h18 Arraiá de S.M do Tapuio recebe grupos juninos de cidades do Piauí e Ceará 16h17 Secretaria Municipal de Saúde realiza arraial para pacientes do CAPS AD III 16h07 Folha de Dirceu Arcoverde consome mais de R$ 4 milhões ao ano. Veja lista 16h04 Confira os 8 erros que estragam o sexo imediatamente

Contratamos designer gráfico

Mais Lidas


    Enquete

    Escândalos de corrupção têm sido cada vez mais frequentes no noticiário. Pagamentos de propina à nível nacional envolvem até políticos do Piauí. Você acha que ainda tem jeito pro Brasil?

    Total de Votos: 241

    Válida de 16/06/2016 a 23/06/2016

    180graus no Instagramno Instagram

    sunset