180graus

Propina de 800mil Euros - 14/10/2013 às 11h10

Suíça pega propina de 800 mil Euros no caso Alston

Recursos foram depositados na conta de um ex-diretor da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos

Kangaco
Casa do Cartucho
180 NOVALOGO
LB Fitness

Autoridades da Suíça comprovaram por documentos ao Ministério Público que um ex-diretor da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) recebeu 800 mil euros como propina da Alstom em conta.

Segundo furo de reportagem do jornalista Fausto Macedo, do Estadão (leia aqui), o dinheiro foi depositado entre 1997 e 1998 - durante o primeiro mandato de Mário Covas.

Os investigadores suíços se dizem convencidos de que trata-se de verba do esquema de corrupção montado pela multinacional francesa para favorecer cartel em um contrato de reforma de trens da companhia.

O caso do propinoduto teria sido mantido nas gestões tucanas de José Serra e Geraldo Alckmin, de acordo com denúncia da Siemens, multinacional alemã, que fechou acordo de leniência com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

Acordo Milionário

Na Suíça, a Alstom pagou à Justiça US$ 43,5 milhões para suspender o processo no qual era acusada de corrupção e lavagem de dinheiro no Brasil. No decorrer do processo, executivos confessaram ter distribuído propinas de US$ 6,5 milhões a gente da administração estadual de São Paulo, em troca de um contrato de US$ 45 milhões para a expansão do metro, entre 1998 e 2001.

Nos Estados Unidos, em abril deste ano, um executivo da Alstom foi condenado à prisão por corromper funcionários públicos. Na Zâmbia, a multi teve de devolver US$ 9,5 milhões e ser punida com três anos de exclusão de licitações do Banco Mundial.

No Brasil? Nenhuma punição até agora. Na ocasião do fato narrado, o ex-primeiro-genro David Zilberstjan, darling no governo Fernando Henrique, foi secretário de Energia entre 1995 e 1998, no governo Mario Covas. Sucedeu-o, ainda em 1998, o atual vereador Andrea Matarazzo, braço direito do ex-governador José Serra. O secretário de Transportes era Mauro Arce, homem de confiança dos tucanos, que permaneceu no cargo por três governos seguidos.

Uma intermediação teria sido feita, segundo acusações formais da Alstom na Suíça, pelo sociólogo e empresário Claudio Luiz Petrechen Mendes, ex-secretario-adjunto de Robson Marinho, por sua vez ex-presidente da Assembleia, ex-conselheiro do TCU e atual deputado federal. Fundador do PSDB e covista de carteirinha. O governo da Suíça declarou que Marinho guardara US$ 3 milhões em seus bancos, sob suspeita de ter praticado lavagem de dinheiro.

Quebra de sigilo dos réus

A justiça de SP eterminou a quebra do sigilo bancário e fiscal de 11 pessoas, incluindo do vereador Andrea Matarazzo, que participou da arrecadação do caixa dois da campanha à reeleição do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em 1998, e ajudou a levantar cerca de US$ 20 milhões junto à Alstom.

A quebra do sigilo autorizada pela Justiça abrange o período entre 1997 a 2000. O furo de reportagem é do jornalista Fausto Macedo, do Estado de S. Paulo. As pessoas atingidas pela decisão judicial são: Andrea Matarazzo (atual vereador do PSDB e ex-secretário de energia), Eduardo José Bernini, Henrique Fingerman, Jean Marie Marcel Jackie Lannelongue, Jean Pierre Charles Antoine Coulardon, Jonio Kahan Foigel, José Geraldo Villas Boas, Romeu Pinto Júnior, Sabino Indelicato, Thierry Charles Lopez de Arias e Jorge Fagali Neto, (ex-presidente do Metrô).

Em 6 de agosto deste ano, o 247 publicou a informação de que Matarazzo já havia sido indiciado pela Polícia Federal (leia aqui). No dia 13 de agosto, outra reportagem apontou que R$ 3 milhões levantados junto à Alstom foram direcionados para o caixa dois da campanha à reeleição do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso – o que, à época, chegou até a ser denunciado por Folha e Veja (leia aqui).

No entanto, apesar de todos os indícios, Matarazzo e o comando do PSDB em São Paulo vinham sendo poupados. Com a determinação de quebra do sigilo bancário e fiscal dos envolvidos, rompe-se o cerco, muito embora ainda exista certa cautela. O G1, por exemplo, noticia a quebra do sigilo de 11 pessoas. O que importa, no entanto, é a presença de Andrea Matarazzo no time. Lá, ele não é apenas um entre onze.

Fonte: Com informações de brasil247

Publicado Por: André Almeida

Últimas Notícias
16h00 Para Lula, Marina seria “muito pior” no 2º turno do que Aécio 15h49 Programa de Mão Santa continuará atacando o sobrinho Zé Filho na TV 15h42 Mulher agredida com cotovelada em rua no interior de SP deixa UTI; veja! 15h29 Alckmin segue internado no Incor neste sábado, presença em debate é incerta 15h02 Ex-morador de rua viciado em crack vira modelo e grava comerciais no DF 14h24 Revoltado diretor do SBT chama Ibope de 'Câncer' em rede social 14h01 Após ser criticada por comentário, Luciana Gimenez pede desculpas na web 14h00 Escolas do município realizam atividades alusivas ao Dia do Folclore 13h35 Prefeito Antônio Parambú inicia Pavimentação Asfáltica nas principais ruas da cidade 13h33 Aécio diz que não vai cooptar, mas aceita receber insatisfeitos do PSB 13h33 SINDSERMJM - Jardim do Mulato - Piauí em reunião ordinária da FESPPI 13h30 Coloque senha em mensageiros e proteja o WhatsApp, Messenger e mais 13h27 Credibilidade/Planície Litorânea para Senador: Wilsão 39% x Elmano 18% 13h20 Desafio do balde já arrecadou quase R$ 200 mil para entidades brasileiras 13h16 Favela em quarentena é símbolo da gravidade do ebola na Libéria 13h08 Brasil atropela Rússia e vai disputar 'final' contra o Japão no Grand Prix 13h08 Nube seleciona para 5.789 vagas de estágio em todo o país 13h06 Projeto para acabar com a farra dos 'DAS' dando o que falar 13h03 Internet pode causar depressão e agressividade nas crianças, revela estudo 13h01 CRECI emite 60 notificações para barrar atuação de falsos corretores no PI 13h01 PLANÍCIE LITORÂNEA:Zé Filho 37, W.Dias 33, Mão Santa 7% 13h00 Prefeitura transfere serviços ambulatoriais do Hospital da Criança 12h32 Barco com 170 africanos a bordo naufraga na costa da Líbia 12h32 Deputada Juliana Moraes participa de reunião nesta sexta (22/08), na casa da prefeita Adriane Prado 12h24 Polícia Civil de Timon incinera 91 kg de droga avaliado em até R$ 800 mil
ControlX

Enquete

Um dos problemas que mais assombra a população de Teresina é a insegurança. Se hoje, você pudesse se mudar para uma zona 'mais segura' da cidade, onde iria morar?

Total de Votos: 267

Válida de 22/08/2014 a 29/08/2014

Mais lidas

    180 NOVALOGO
    TELHAS MAFRENSE

    180graus no Instagramno Instagram