Programa Cidade Olímpica · 13/09/2017 às 12h06

Prefeitura leva estudantes para a segunda fase da Olimpíada Brasileira de Química Júnior


Compartilhar Tweet 1



Os organizadores da Olimpíada Brasileira de Química Júnior (OBQJr) acabam de divulgar a lista de classificados para a segunda fase da competição. Em Teresina, metade do grupo que segue para a próxima etapa vem das escolas públicas municipais, revelando o potencial competitivo dos estudantes em relação a jovens das maiores escolas particulares do Estado.

Os 45 alunos fazem parte do Programa Cidade Olímpica Educacional, desenvolvido pela Prefeitura de Teresina para trabalhar as potencialidades dos estudantes em disciplinas específicas. As aulas de sábado preparam os jovens para olimpíadas de conhecimento regionais, nacionais e até internacionais, resultando em centenas de medalhas conquistadas a cada ano.

Na última edição da Olimpíada, 11 alunos do Cidade Olímpica se destacaram na etapa nacional, trazendo medalha para Teresina. Em 2017, a expectativa é que o desempenho seja ainda melhor. “A turma está mais preparada, classificamos um número bem maior de estudantes. Nosso diferencial são aulas práticas no laboratório, sempre aliadas ao conteúdo de sala de aula e a dedicação desses meninos. Estamos confiantes, temos um histórico de vitórias nesta competição. Teresina sempre em posição de destaque nas olimpíadas de conhecimento”, conta o professor Fábio Júnior.

Se o número de estudantes classificados para a segunda fase das provas é animador, o resultado é ainda mais impressionante quando revelada a porcentagem de alunos do 8º ano aptos para esta fase. Em Teresina, 76% dos alunos classificados são da rede municipal de ensino, contra 24% da rede privada.

A OBQJr tem por objetivo estimular o interesse pelas ciências da natureza, de modo especial a química, além de contribuir na melhoria do ensino e identificar jovens talentos na área. Os estudantes agraciados com medalhas de ouro ou prata passarão para a Fase III, e os cinco melhores receberão troféus com seus nomes gravados.

 

Fonte: Com informações da Ascom / PMT

Comentários