180graus

Comportamento em destaque - 18/07/2010 às 14h57

Pesquisa comprova: homens ligam mais para o prazer delas

Uma pesquisa sobre comportamento sexual masculino sugere que eles mudaram

unimed zika
cev maio
dr Wilson
Profº Márcio Lima - Dia da Mudança
sebrae

Para o empresário paulistano Evandro Gomes dos Santos, de 25 anos, satisfação sexual está ligada mais à qualidade da relação sexual do que à quantidade de parceiras. Para que uma transa seja boa, afirma, é fundamental que a mulher também fique satisfeita. “Não me importava com isso, mas, de tanto ouvir reclamações sobre homens egoístas na cama, percebi que precisava mudar.” O discurso de Evandro está afinado com o da maioria dos 3.026 homens ouvidos em uma pesquisa sobre comportamento sexual masculino realizada no mês passado em cinco capitais brasileiras pela Sociedade Brasileira de Urologia – em parceria com o laboratório Bayer Schering Pharma. Questionados sobre o que consideram mais importante em relação ao sexo, a qualidade da relação sexual e a satisfação da parceira ficaram, respectivamente, em segundo e terceiro lugares de uma lista com seis itens (leia o quadro). Em primeiro lugar, claro, ficou a própria satisfação.

Os especialistas dizem que o resultado desse levantamento aponta mudanças importantes no comportamento masculino. A sexóloga Carla Cecarello, que coordenou a pesquisa, diz que é nova essa preocupação com a satisfação da parceira. Mas que não se trata de altruísmo. “Se ele consegue satisfazer a mulher, isso contribuiu para reafirmar sua virilidade”, diz ela. Trata-se, também, de uma adaptação ao novo mercado sexual. Os especialistas são unânimes em apontar as exigências femininas como o principal motor da mudança na atitude dos homens. O sociólogo Dario Caldas, organizador do livro Homens – Comportamento, identidade, crise, vaidade, lembra que as transformações do papel feminino durante o século XX modificaram a relação das mulheres com seu corpo. Elas passaram a fazer sexo por prazer. E a exigir prazer. A experiência do cirurgião vascular Carlos Araújo, especialista em disfunção erétil, corrobora essa teoria. Ele diz que metade das consultas em seu consultório é marcada pelas parceiras dos pacientes, que acompanham de perto o tratamento. “As mulheres não se contentam mais em satisfazer o companheiro e ficar insatisfeitas”, diz ele.

Outra mudança de comportamento revelada pela pesquisa é a maior disposição masculina em discutir a própria vida sexual. Ao contrário das mulheres, os homens só falavam do assunto para contar vantagens. Agora, mais de 64% dos entrevistados dizem discutir abertamente sua intimidade. “Achei significativo tantos homens se dizerem dispostos a falar desse assunto com liberdade. Isso sinaliza que o tema está deixando de ser tabu”, afirma Dario Caldas. O sociólogo adverte, porém, que nem tudo o que os homens falam sobre sexo deve ser levado ao pé da letra. “Eles fantasiam”, afirma. Em outra palavra, mentem. A mentira mais comum é sobre a frequência das relações sexuais. “Eles dizem aquilo que acham que a sociedade espera deles”, afirma Caldas.

Esse tipo de atitude defensiva se insinua nos resultados da pesquisa: 61,7% dos entrevistados disseram transar de duas a quatro vezes por semana. E 31% acham que “o ideal” é transar mais de cinco vezes na semana. Exagero? Provavelmente. Numa pesquisa nacional realizada no ano passado pelo Instituto Datafolha, 23% dos entrevistados disseram não ter feito sexo entre janeiro e setembro de 2009...

O urologista Archimedes Nardozza Jr., presidente do braço paulista da Sociedade Brasileira de Urologia, descobriu outra informação dúbia. Mais de 81% dos entrevistados disseram nunca ter tido problemas de “disfunção erétil”. Mas os dados nacionais, segundo o médico, sugerem que metade da população masculina já teve dificuldade de ereção alguma vez na vida. “Isso eles não admitem nem para os médicos”, afirma Nardozza Jr.

Por que tamanha negação? É ainda o medo de parecer menos macho. A sexóloga Carla Cecarello diz que, para a maioria dos homens brasileiros, admitir alguma dificuldade relacionada à ereção ainda equivale a assumir que não é “homem o suficiente” – uma obsessão marcante entre os povos latinos. Carla diz que os americanos têm uma visão do prazer na qual homem e mulher são corresponsáveis pela satisfação na cama. Na cultura asiática – por comparação –, a responsabilidade recai sobre a mulher: ela tem a obrigação de satisfazer o parceiro. Para os latinos, porém, o homem é quem tem de se mostrar o tal. O paulistano Evandro concorda: “Temos de ser fortes e infalíveis. Quem sai dessas regras está fora do jogo”. E ele, já saiu alguma vez? “Se eu saísse, não teria problema em admitir.” A pesquisa sugere que a maioria não funciona assim.

Fonte: Com Informações Da Época

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


zika adv6
UNIMED DIA DAS MÃES
Últimas Notícias
13h17 Carreta do Programa Amigos do Peito inicia atendimentos em Altos 13h07 Nota Piauiense divulga lista com ganhadores do 8º sorteio 12h21 Começa venda de ingressos para Aerosmith no Brasil 12h16 Detran realiza 1.200 exames práticos em mutirão no interior do estado 11h49 Apontada por dar fuga a assassino não é localizada pela Justiça no MA 11h36 Record expulsa Geraldo Luís de camarim e estuda rescisão de contrato 11h24 Ferdinan Freitas esclarece real situação econômica de Coivaras 11h22 Garoto de 16 anos pede sexóloga do 'Altas Horas' em namoro e leva 'fora' 11h03 Novo golpe de cartão de crédito tem até 'grampo' em vítimas 10h55 Lojas funcionam até as 18h e tem programação especial na véspera do Dia das Mães 10h55 Teori envia a Moro suspeita de propina de R$10 mi na Petrobrás no governo FHC 10h50 A contra gosto, Temer unifica discurso e deve manter 'pacote de bondades' de Dilma 10h49 Formandos Pratenses participam de solenidade de formatura de cursos técnicos pelo IFPI 10h43 Mais de 1.200 pessoas já foram capacitadas pela FMS para combate ao Aedes 10h42 Dilma diz que crise política não irá abalar Olimpíadas do Rio: 'A melhor do mundo' 10h38 Dr Helder Eugênio recebe no 180 os prefeitos de Curralinhos e Bertolínia 10h27 Após dois meses internada, morre a travesti baleada por amiga no Corso 10h26 Ação da DPE-PI consegue localizar menor piauiense que fugiu para o RS 10h12 Secretaria de Saúde do Município Recebe Ônibus. 09h51 Em três meses, produção industrial acumula retração de 11,7% 09h49 'Carta de princípios' do PSDB a Temer defende combate à corrupção e redução de ministérios 09h44 Rádio Kolping de Porto realiza curso para novos locutores 09h43 Johnson & Johnson é condenada por caso de câncer em mulher 09h42 Teresina Shopping traz exposição de dinossauros em tamanho realista 09h42 'Chama Olímpica' já está no Brasil e revezamento abre festa em Brasília
SUNSET

Mais Lidas


    Enquete

    O Coordenador de Comunicação do Governo do Estado, João Rodrigues, gasta mais com publicidade do que Fábio Abreu gasta com segurança pública. Como você avalia essa situação?

    Total de Votos: 179

    Válida de 27/04/2016 a 04/05/2016

    elite
    ZikaZero
    Profº Márcio Lima - Dia da Mudança

    180graus no Instagramno Instagram

    sunset