180graus

Era Secretário em Brasília - 01/04/2014 às 19h31

Operação Lava Jato prende ex-secretário e policial por lavar dinheiro com doleiro

Júlio Luis Urnau é investigado por suspeita de ser "sócio informal" do doleiro Carlos Habib Chater

ISLAMAR
INOCOOP
VANGUARDA
MELHORES IMOVEIS





Os doleiros investigados na operação Lava Jato também tinham ramificações no governo do Distrito Federal. O ex-secretário adjunto de Transportes do Distrito Federal Júlio Luis Urnau é investigado por suspeita de ser "sócio informal" do doleiro Carlos Habib Chater, na Valortur Câmbio e Turismo, e de ter se beneficiado de operações de lavagem de dinheiro. Não é a primeira vez que ele é alvo de um inquérito policial. Urnau chegou a ser preso em 2011 acusado de receber propina de uma cooperativa de transporte.

Na operação Lava Jato, a Polícia Federal investiga um esquema que movimentou cerca de 10 bilhões de reais em operações de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Há suspeitas de negócios das quadrilhas com a Petrobras e o Ministério da Saúde. Chater é um dos pivôs da investigação, junto com os doleiros Alberto Youssef, Nelma Kodama e Raul Srour. Desde o início do inquérito em meados de 2013, foram detectadas diversas ligações telefônicas que indicam transações financeiras entre Chater e Urnau. O ex-secretário é suspeito de lavagem de dinheiro, mas a Justiça Federal ordenou que seja melhor esclarecida a participação dele no esquema. Urnau foi secretário adjunto de Transportes no governo de José Roberto Arruda.

Outro funcionário do governo do Distrito Federal investigado na Lava Jato é o policial civil Clayton Rinaldi de Oliveira. Ele teve bens bloqueados por ordem da 13ª Vara Federal do Paraná. A polícia constatou que ele obteve dinheiro em espécie com a quadrilha comandada por Chater. Oliveira também fez transações consideradas atípicas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). De acordo com um relatório de inteligência financeira (RIF), o policial civil movimentou 947.267,00 mil reais de março a outubro de 2011 como pessoa física enquanto sua empresa Rinaldi Consultoria Empresarial girou 6,5 milhões de reais. E empresas ligadas a Chater estão na origem desses recursos. O agente da Polícia Civil recebeu cerca de 935.000,00 reais de um posto de gasolina que pertenceu ao doleiro e 344.500,00 reais de outro posto de combustíveis que ainda pertence a Chater.

Os investigadores suspeitam que o policial civil cometeu crime de lavagem de dinheiro, porque julgaram ser discrepante a movimentação financeira de sua empresa e os seus salários de policial civil.

O doleiro Chater motivou o início das investigações da Lava Jato. Ele foi flagrado inicialmente em uma aparente operação de lavagem de dinheiro de recursos do deputado federal José Janene (PP), que morreu em 2010 e foi um dos acusados no processo do mensalão, esquema de compra de apoio político de parlamentares de PP, PL (atual PR), PTB e PMDB pelo governo Luiz Inácio Lula da Silva. No começo do inquérito da operação Lava Jato, foi detectado que Chater aplicou recursos de Janene na Dunel Indústria e Comércio, empresa da qual o deputado era sócio. As transações foram feitas por duas empresas controladas pelo doleiro, sem indicar que os recursos originalmente pertenciam ao político.

Fonte: Com informações da Veja Online

Publicado Por: Manoel José

STARTUP WEEKEND
INOCOOP
VANGUARDA
GUIA DE FESTAS
Últimas Notícias
19h25 'Cinquenta Tons de Cinza' provoca masturbação, brigas e flagras 19h20 Elmano Férrer é eleito coordenador da bancada federal durante reunião 19h14 Bob Esponja 'sai' da Globo e deve estrear no mês de Abril no SBT 19h12 ACUSADO de estupro no PA vivia como pedreiro em THE 19h11 Wilsão consegue se livrar de processo no TRE que poderia torná-lo inelegível 19h10 Juíza cancela visto e determina que União deporte Battisti para México ou França 18h53 Miguel Alves recebe 3 toneladas de sementes para agricultura familiar 18h51 Renan e Eduardo Cunha estariam na lista da Lava-Jato entregue a Janot 18h29 Prefeitura de São Miguel da Baixa Grande convoca médico 18h28 Abertas inscrições para bolsa estágio no Sesc; inscrições até quarta 18h24 Oportunidade de bolsas para pesquisadores em Portugal; saiba quais cursos 18h24 Empossados mais servidores aprovados em concurso público 18h17 Construtora Boa Vista e seu lançamento Brisa Sul Residence 18h14 IPhone está lento? Veja dicas simples para deixar o seu smart 'voando' 18h03 Dólar fecha acima de R$ 2,92 pela primeira vez desde o ano de 2004 18h02 Sefaz flagra crime de descaminho e apreende confecções em um ônibus 17h59 IDEB foi um dos principais temas discutido na Semana Pedagógica 17h58 Limma solicita recursos para construção de pontes entre Porto e Miguel Alves 17h57 Justiça afasta juiz e anula decisões do caso Eike; os bens ficam apreendidos 17h55 Aprenda a preparar um delicioso chips de abobrinha com sal de alecrim 17h49 Roça Agroecológica começa a mostrar os primeiros frutos de 2015 17h48 Prefeitura inicia novas turmas do curso 'Profissionalizar Mulher' em Teresina 17h45 Ciro reafirma que renuncia mandato se comprovada acusação de doleiro 17h37 Defensoria Geral da União está com as vagas abertas para estágio; saiba mais 17h35 Sesapi oferece curso para capacitar agentes básicos de saúde
FESTA FACIL
ISLAMAR
STARTUP WEEKEND
VANGUARDA

Mais Lidas

    Imobiliaria

    Enquete

    De manhã, qual noticiário você prefere assistir?

    Total de Votos: 398

    Válida de 28/02/2015 a 07/03/2015

    GUIA DE FESTAS
    Dantas Imobiliaria

    180graus no Instagramno Instagram

    INOCOOP
    STARTUP WEEKEND