180graus

Era Secretário em Brasília - 01/04/2014 às 19h31

Operação Lava Jato prende ex-secretário e policial por lavar dinheiro com doleiro

Júlio Luis Urnau é investigado por suspeita de ser "sócio informal" do doleiro Carlos Habib Chater

ABC IMOVEIS





Os doleiros investigados na operação Lava Jato também tinham ramificações no governo do Distrito Federal. O ex-secretário adjunto de Transportes do Distrito Federal Júlio Luis Urnau é investigado por suspeita de ser "sócio informal" do doleiro Carlos Habib Chater, na Valortur Câmbio e Turismo, e de ter se beneficiado de operações de lavagem de dinheiro. Não é a primeira vez que ele é alvo de um inquérito policial. Urnau chegou a ser preso em 2011 acusado de receber propina de uma cooperativa de transporte.

Na operação Lava Jato, a Polícia Federal investiga um esquema que movimentou cerca de 10 bilhões de reais em operações de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Há suspeitas de negócios das quadrilhas com a Petrobras e o Ministério da Saúde. Chater é um dos pivôs da investigação, junto com os doleiros Alberto Youssef, Nelma Kodama e Raul Srour. Desde o início do inquérito em meados de 2013, foram detectadas diversas ligações telefônicas que indicam transações financeiras entre Chater e Urnau. O ex-secretário é suspeito de lavagem de dinheiro, mas a Justiça Federal ordenou que seja melhor esclarecida a participação dele no esquema. Urnau foi secretário adjunto de Transportes no governo de José Roberto Arruda.

Outro funcionário do governo do Distrito Federal investigado na Lava Jato é o policial civil Clayton Rinaldi de Oliveira. Ele teve bens bloqueados por ordem da 13ª Vara Federal do Paraná. A polícia constatou que ele obteve dinheiro em espécie com a quadrilha comandada por Chater. Oliveira também fez transações consideradas atípicas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). De acordo com um relatório de inteligência financeira (RIF), o policial civil movimentou 947.267,00 mil reais de março a outubro de 2011 como pessoa física enquanto sua empresa Rinaldi Consultoria Empresarial girou 6,5 milhões de reais. E empresas ligadas a Chater estão na origem desses recursos. O agente da Polícia Civil recebeu cerca de 935.000,00 reais de um posto de gasolina que pertenceu ao doleiro e 344.500,00 reais de outro posto de combustíveis que ainda pertence a Chater.

Os investigadores suspeitam que o policial civil cometeu crime de lavagem de dinheiro, porque julgaram ser discrepante a movimentação financeira de sua empresa e os seus salários de policial civil.

O doleiro Chater motivou o início das investigações da Lava Jato. Ele foi flagrado inicialmente em uma aparente operação de lavagem de dinheiro de recursos do deputado federal José Janene (PP), que morreu em 2010 e foi um dos acusados no processo do mensalão, esquema de compra de apoio político de parlamentares de PP, PL (atual PR), PTB e PMDB pelo governo Luiz Inácio Lula da Silva. No começo do inquérito da operação Lava Jato, foi detectado que Chater aplicou recursos de Janene na Dunel Indústria e Comércio, empresa da qual o deputado era sócio. As transações foram feitas por duas empresas controladas pelo doleiro, sem indicar que os recursos originalmente pertenciam ao político.

Fonte: Com informações da Veja Online

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


Terno e Cia
Marquinhos do Pará
Últimas Notícias
12h42 Com 57 km de extensão, maior túnel do mundo entrará em operação na Suíça 12h29 O Nasf e a ESF promoveram no Morro dos Cavalos atividades em alusão ao Novembro Azul, 12h27 Município de Miguel Alves da continuidade ao grande projeto de abastecimento de água 12h17 Prefeitura de Vila Nova divulga programação completa do 21º aniversário do município; Veja 12h13 OAB oferece mais de 150 livros de direito gratuítamente 12h10 Centro Integrado de Reabilitação terá programação especial natalina 12h09 Justiça do Piauí implanta sistema para acessar o Serasa de forma mais rápida 12h05 Taxa de juros do cheque especial tem leve alta e chega a 13,6% ao mês 12h03 Procuradores-gerais assinam Declaração contra 'crimes de abuso do poder' 12h01 Folha de José de Freitas chega a R$ 33 milhões/ano. Veja nomes e salários 11h58 O Prefeito de S. Mendes Dr Heli e a Sec. de Saúde Dra Céo visitam obra de UBS no Povoado Peador 11h57 SPFC no campeonato Sub-20 passa dos 200 gols na temporada de 2016 11h51 Corinthians Tem 14 atletas no Mundial de Piscina Curta que acontece no Canadá 11h48 'Listinha' de de compras da filha de Cunha tem 'blusinhas' de R$ 1,2 mil 11h47 Filme piauiense Retratos da Eficiência será lançado nesta quarta-feira(07/12) 11h43 Robinho crê em virada decisiva na final da Copa do Brasil 11h43 Centro de Convivência de Idosos realiza jantar de confraternização 11h40 Brinquedoteca de Pimenteiras encerra atividades 11h37 Primeiro campeonato de videogame da CBF terá final nesta quarta-feira (07/12) 11h37 Índice de Vendas de consórcio caem 6,7% no período de 10 meses 11h34 Maior projeto de abastecimento de água do Piauí será realizado em Miguel Alves 11h25 THE: homem é morto a facadas e companheira é suspeita 11h23 Custo da 'Cesta Básica' de Teresina sofre queda; a 19ª mais cara do país 11h23 Junior Bill marca presença em seminário para novos gestores na APPM 11h20 Betim encontra prefeitos em seminário para novos gestores de 2017/2020

Islamar - A melhor hospedagem em Luís Correia
Terno e Cia
Laurice - Projetos

Mais Lidas

    CLIQUE AQUI

    Enquete

    O STF foi correto ao proibir Vaquejadas no Brasil?

    Total de Votos: 734

    Válida de 2016-10-17 18:46:00.0 a 2016-10-31

    Casa do cartucho
    CLIQUE AQUI

    180graus no Instagramno Instagram

    ABC IMOVEIS
    sunset