180graus

Era Secretário em Brasília - 01/04/2014 às 19h31

Operação Lava Jato prende ex-secretário e policial por lavar dinheiro com doleiro

Júlio Luis Urnau é investigado por suspeita de ser "sócio informal" do doleiro Carlos Habib Chater

Casa do Cartucho
GUANABARA
Kangaco
180 NOVALOGO
LB Fitness

Os doleiros investigados na operação Lava Jato também tinham ramificações no governo do Distrito Federal. O ex-secretário adjunto de Transportes do Distrito Federal Júlio Luis Urnau é investigado por suspeita de ser "sócio informal" do doleiro Carlos Habib Chater, na Valortur Câmbio e Turismo, e de ter se beneficiado de operações de lavagem de dinheiro. Não é a primeira vez que ele é alvo de um inquérito policial. Urnau chegou a ser preso em 2011 acusado de receber propina de uma cooperativa de transporte.

Na operação Lava Jato, a Polícia Federal investiga um esquema que movimentou cerca de 10 bilhões de reais em operações de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Há suspeitas de negócios das quadrilhas com a Petrobras e o Ministério da Saúde. Chater é um dos pivôs da investigação, junto com os doleiros Alberto Youssef, Nelma Kodama e Raul Srour. Desde o início do inquérito em meados de 2013, foram detectadas diversas ligações telefônicas que indicam transações financeiras entre Chater e Urnau. O ex-secretário é suspeito de lavagem de dinheiro, mas a Justiça Federal ordenou que seja melhor esclarecida a participação dele no esquema. Urnau foi secretário adjunto de Transportes no governo de José Roberto Arruda.

Outro funcionário do governo do Distrito Federal investigado na Lava Jato é o policial civil Clayton Rinaldi de Oliveira. Ele teve bens bloqueados por ordem da 13ª Vara Federal do Paraná. A polícia constatou que ele obteve dinheiro em espécie com a quadrilha comandada por Chater. Oliveira também fez transações consideradas atípicas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). De acordo com um relatório de inteligência financeira (RIF), o policial civil movimentou 947.267,00 mil reais de março a outubro de 2011 como pessoa física enquanto sua empresa Rinaldi Consultoria Empresarial girou 6,5 milhões de reais. E empresas ligadas a Chater estão na origem desses recursos. O agente da Polícia Civil recebeu cerca de 935.000,00 reais de um posto de gasolina que pertenceu ao doleiro e 344.500,00 reais de outro posto de combustíveis que ainda pertence a Chater.

Os investigadores suspeitam que o policial civil cometeu crime de lavagem de dinheiro, porque julgaram ser discrepante a movimentação financeira de sua empresa e os seus salários de policial civil.

O doleiro Chater motivou o início das investigações da Lava Jato. Ele foi flagrado inicialmente em uma aparente operação de lavagem de dinheiro de recursos do deputado federal José Janene (PP), que morreu em 2010 e foi um dos acusados no processo do mensalão, esquema de compra de apoio político de parlamentares de PP, PL (atual PR), PTB e PMDB pelo governo Luiz Inácio Lula da Silva. No começo do inquérito da operação Lava Jato, foi detectado que Chater aplicou recursos de Janene na Dunel Indústria e Comércio, empresa da qual o deputado era sócio. As transações foram feitas por duas empresas controladas pelo doleiro, sem indicar que os recursos originalmente pertenciam ao político.

Fonte: Com informações da Veja Online

Publicado Por: Manoel José

Últimas Notícias
22h55 Seir coordena ações para povos indígenas em Arame 22h38 Com Fred em campo Fluminense, só tem rendimento pela metade 22h35 MPMA e MPT firmam parceria para defesa dos trabalhadores 22h15 Lei de Incentivo ao Esporte garante reforma do ginásio da Apae 22h10 Adolescente de 14 anos cria software para reduzir ciberbullying 22h08 Multidão recepciona o prefeito de NSR Tintin 22h05 Parque Empresarial de Timon recebe pavimentação 22h03 Moto Club derrota o Boa Vontade em jogo amistoso no Nhozinho Santos 21h59 Justiça Desportiva/PI estuda intervenção no Esporte Clube Flamengo 21h55 Coordenador de Campos deixa campanha de Marina Silva 21h55 Prefeitura vistoria andamento das obras do Mercado do Anil 21h52 BC pode intervir nos atrasos de pagamentos do Tesouro à Caixa 21h41 Foi lançada a Clínica Doutor Hérnia; primeira franquia especializada no PI 21h39 Confira imagens da visita do governador Zé Filho e demais lideranças politicas à Coivaras 21h36 Povoado serrinha realiza sua XIV festa dos vaqueiros com sucesso 21h35 Prefeitura promove reunião com voluntários do PBA 21h23 Governador Zé Filho e Wilsão fazem grande carreata no município de Alto Longá 21h19 Mulheres presas acusada de tráfico são liberadas pela justiça 20h50 No rádio, PSB lembra Campos, mas apresenta candidata: 'Agora é você, Marina' 20h50 Alunos das Escolas da Rede Municipal de Ensino realiza IV Sarau Literário 20h48 Em retaliação aos EUA, Rússia fecha quatro unidades do McDonald's 20h20 Justiça proibiu Paulo Guimarães de sair do país;de SP ele iria para Miami 20h06 Homem é executado com 4 tiros na cabeça no Barbosa 20h01 Miss Bumbum:Candidata foi expulsa da igreja por 'desconcentra' homens 19h46 GTA recebe visita de escolas em alusão ao dia do soldado
ControlX

Enquete

O acidente com o presidenciável Eduardo Campos ainda permanece um mistério para os investigadores. Para você, a queda do avião que deixou sete mortos em Santos-SP, foi...

Total de Votos: 882

Válida de 17/08/2014 a 24/08/2014

Mais lidas

    TELHAS MAFRENSE
    180 NOVALOGO

    180graus no Instagramno Instagram