180graus

Era Secretário em Brasília - 01/04/2014 às 19h31

Operação Lava Jato prende ex-secretário e policial por lavar dinheiro com doleiro

Júlio Luis Urnau é investigado por suspeita de ser "sócio informal" do doleiro Carlos Habib Chater

Kangaco
Casa do Cartucho

Os doleiros investigados na operação Lava Jato também tinham ramificações no governo do Distrito Federal. O ex-secretário adjunto de Transportes do Distrito Federal Júlio Luis Urnau é investigado por suspeita de ser "sócio informal" do doleiro Carlos Habib Chater, na Valortur Câmbio e Turismo, e de ter se beneficiado de operações de lavagem de dinheiro. Não é a primeira vez que ele é alvo de um inquérito policial. Urnau chegou a ser preso em 2011 acusado de receber propina de uma cooperativa de transporte.

Na operação Lava Jato, a Polícia Federal investiga um esquema que movimentou cerca de 10 bilhões de reais em operações de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Há suspeitas de negócios das quadrilhas com a Petrobras e o Ministério da Saúde. Chater é um dos pivôs da investigação, junto com os doleiros Alberto Youssef, Nelma Kodama e Raul Srour. Desde o início do inquérito em meados de 2013, foram detectadas diversas ligações telefônicas que indicam transações financeiras entre Chater e Urnau. O ex-secretário é suspeito de lavagem de dinheiro, mas a Justiça Federal ordenou que seja melhor esclarecida a participação dele no esquema. Urnau foi secretário adjunto de Transportes no governo de José Roberto Arruda.

Outro funcionário do governo do Distrito Federal investigado na Lava Jato é o policial civil Clayton Rinaldi de Oliveira. Ele teve bens bloqueados por ordem da 13ª Vara Federal do Paraná. A polícia constatou que ele obteve dinheiro em espécie com a quadrilha comandada por Chater. Oliveira também fez transações consideradas atípicas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). De acordo com um relatório de inteligência financeira (RIF), o policial civil movimentou 947.267,00 mil reais de março a outubro de 2011 como pessoa física enquanto sua empresa Rinaldi Consultoria Empresarial girou 6,5 milhões de reais. E empresas ligadas a Chater estão na origem desses recursos. O agente da Polícia Civil recebeu cerca de 935.000,00 reais de um posto de gasolina que pertenceu ao doleiro e 344.500,00 reais de outro posto de combustíveis que ainda pertence a Chater.

Os investigadores suspeitam que o policial civil cometeu crime de lavagem de dinheiro, porque julgaram ser discrepante a movimentação financeira de sua empresa e os seus salários de policial civil.

O doleiro Chater motivou o início das investigações da Lava Jato. Ele foi flagrado inicialmente em uma aparente operação de lavagem de dinheiro de recursos do deputado federal José Janene (PP), que morreu em 2010 e foi um dos acusados no processo do mensalão, esquema de compra de apoio político de parlamentares de PP, PL (atual PR), PTB e PMDB pelo governo Luiz Inácio Lula da Silva. No começo do inquérito da operação Lava Jato, foi detectado que Chater aplicou recursos de Janene na Dunel Indústria e Comércio, empresa da qual o deputado era sócio. As transações foram feitas por duas empresas controladas pelo doleiro, sem indicar que os recursos originalmente pertenciam ao político.

Fonte: Com informações da Veja Online

Publicado Por: Manoel José

Últimas Notícias
19h40 Saiba o que comer antes e depois da academia 19h21 FINAL de semana registra mortes por afogamento no Piauí 19h08 Pesquisa DataFolha: Dilma tem 52% dos votos válidos e Aécio tem 48% 19h05 Ex-apresentadora mirim queridinha de Silvio Santos revela mágoa do SBT 18h59 Maior feira de ciência e tecnologia da América do Sul terá pesquisadores do PI 18h47 Em Floriano é realizado o 1º RAID do 3º BPM 18h47 Talentos de Bom Jesus 18h46 Floriano: Procissão marca o encerramento dos festejos de São Pedro de Alcântara 18h43 Eleições 2014: Maranhão não aderiu ao horário de verão 18h40 'Quem nunca namorou no carro?', diz Viviane mais tranquila sobre polêmica de vídeo 18h37 Ultima noite de festejos de Nossa Senhora de Nazaré 18h37 METEORO É AVISTADO POR POPULARES EM MURICI DOS PORTELAS 18h28 Colisão entre duas motos deixa mulher ferida em Campo Maior 18h08 Dia do Piauí é comemorado em Parnaíba com missa e desfile cívico 18h06 Dirceu pede ao STF autorização para cumprir restante da pena em casa 18h05 No RJ, Dilma faz terrorismo contra Aécio: 'Digam não à perda de direitos' 18h04 PM prende homem acusado de matar companheiro enforcado no Sul do PI 18h03 Em 'Império', Maria Clara trai os irmãos e conta ao pai pacto com Maria Marta 18h02 Operação da Regional de São João dos Patos desarticula quadrilha de estelionatários 18h01 Após declaração de ex-BBB Francine, namorada de Thammy dispara: 'Ela é minha' 18h00 Pão mais caro do mundo leva champanhe e ouro na receita; quase R$ 300 17h47 'Minha Casa Minha Vida': Prefeitura convoca os sorteados; veja detalhes 17h46 Morador equipa casa com bomba sapo para amenizar a falta d'água nas caixas 17h45 Presa acusada de mandar matar mulher a tiros 17h39 Neymar sobre polêmica envolvendo contrato com o Barcelona: 'Agora tudo certo'
TRE

Enquete

O que você acha sobre o horário de verão?

Total de Votos: 172

Válida de 18/10/2014 a 26/10/2014

Mais lidas

    180graus no Instagramno Instagram