180graus

Era Secretário em Brasília - 01/04/2014 às 19h31

Operação Lava Jato prende ex-secretário e policial por lavar dinheiro com doleiro

Júlio Luis Urnau é investigado por suspeita de ser "sócio informal" do doleiro Carlos Habib Chater

Você no controle do Processo
comserv
Maria Brasileira - Limpeza e cuidados





Os doleiros investigados na operação Lava Jato também tinham ramificações no governo do Distrito Federal. O ex-secretário adjunto de Transportes do Distrito Federal Júlio Luis Urnau é investigado por suspeita de ser "sócio informal" do doleiro Carlos Habib Chater, na Valortur Câmbio e Turismo, e de ter se beneficiado de operações de lavagem de dinheiro. Não é a primeira vez que ele é alvo de um inquérito policial. Urnau chegou a ser preso em 2011 acusado de receber propina de uma cooperativa de transporte.

Na operação Lava Jato, a Polícia Federal investiga um esquema que movimentou cerca de 10 bilhões de reais em operações de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Há suspeitas de negócios das quadrilhas com a Petrobras e o Ministério da Saúde. Chater é um dos pivôs da investigação, junto com os doleiros Alberto Youssef, Nelma Kodama e Raul Srour. Desde o início do inquérito em meados de 2013, foram detectadas diversas ligações telefônicas que indicam transações financeiras entre Chater e Urnau. O ex-secretário é suspeito de lavagem de dinheiro, mas a Justiça Federal ordenou que seja melhor esclarecida a participação dele no esquema. Urnau foi secretário adjunto de Transportes no governo de José Roberto Arruda.

Outro funcionário do governo do Distrito Federal investigado na Lava Jato é o policial civil Clayton Rinaldi de Oliveira. Ele teve bens bloqueados por ordem da 13ª Vara Federal do Paraná. A polícia constatou que ele obteve dinheiro em espécie com a quadrilha comandada por Chater. Oliveira também fez transações consideradas atípicas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). De acordo com um relatório de inteligência financeira (RIF), o policial civil movimentou 947.267,00 mil reais de março a outubro de 2011 como pessoa física enquanto sua empresa Rinaldi Consultoria Empresarial girou 6,5 milhões de reais. E empresas ligadas a Chater estão na origem desses recursos. O agente da Polícia Civil recebeu cerca de 935.000,00 reais de um posto de gasolina que pertenceu ao doleiro e 344.500,00 reais de outro posto de combustíveis que ainda pertence a Chater.

Os investigadores suspeitam que o policial civil cometeu crime de lavagem de dinheiro, porque julgaram ser discrepante a movimentação financeira de sua empresa e os seus salários de policial civil.

O doleiro Chater motivou o início das investigações da Lava Jato. Ele foi flagrado inicialmente em uma aparente operação de lavagem de dinheiro de recursos do deputado federal José Janene (PP), que morreu em 2010 e foi um dos acusados no processo do mensalão, esquema de compra de apoio político de parlamentares de PP, PL (atual PR), PTB e PMDB pelo governo Luiz Inácio Lula da Silva. No começo do inquérito da operação Lava Jato, foi detectado que Chater aplicou recursos de Janene na Dunel Indústria e Comércio, empresa da qual o deputado era sócio. As transações foram feitas por duas empresas controladas pelo doleiro, sem indicar que os recursos originalmente pertenciam ao político.

Fonte: Com informações da Veja Online

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


Matemática Básica
Quer mudar de vida?
Informática p/ concursos
Matemática e Raciocínio Lógico no Podium
Agente PRF
Agente PF
Casa do Cartucho
Informática Cespe/UNB
Aulão beneficente para carreira administrativa
Últimas Notícias
21h28 Assistência Social de Água Branca reinicia atividades do Projeto Nascer Saudável 21h03 "Firmino Filho coloca a Câmara de joelhos, se Doria receber o título será uma imposição do prefeito" 20h48 Estado Islâmico assume autoria de ataque que deixou feridos na Rússia 20h19 'Radar' diz que Dilma foi convidada para concorrer ao Senado pelo Piauí 20h14 Caçadores suspeitos de matar vigia de parque são detidos 20h02 Orquestra Sinfônica fará apresentação no 'Parque da Cidadania' domingo, 20 20h01 Guarda Municipal de Teresina encontra menor de idade desaparecida; detalhes 19h39 Serra da Capivara: Ministro divulga nota de pesar por morte de vigilante 19h31 Incêndio atinge residência e destrói carro que estava na garagem; fotos 19h31 TJ-PI deve realizar cerca de 500 audiências durante esforço concentrado 19h18 Simone Castro participa do Criança Esperança direto do Rio de Janeiro 19h05 Prefeitura de Pedro Laurentino divulga as atrações do festejo do Bom Jesus 18h54 Gilmar Mendes derruba decisão de juiz e manda soltar Jacob Barata 18h13 Ex-prefeito no PI é condenado e fica sem direitos políticos por cinco anos 18h09 Lei no Piauí proíbe corte de água e energia antes de feriado e final de semana 18h00 Começou ontem o Sétimo festival da Melancia em Alto Longá. 17h58 MP alerta para porte indiscriminado de armas brancas na cidade de Parnaíba 17h26 Advogadas lançam livro no TJ-PI sobre inquietações do universo feminino 17h05 Monalysa disputa hoje o Miss Brasil 2017 e pode fazer história pelo Piauí 16h50 Jovem é executado dentro de casa na zona Leste de THE 15h21 Curiosidade: Saiba qual é a frequência sexual média para cada idade 15h19 Henrique e Juliano levam susto com pane em avião: 'Encheu de fumaça' 15h03 Plenário do Senado votará mudança no registro de nascimentos 14h48 Justiça suspende novamente aumento de impostos sobre combustíveis 14h47 Comissão vai discutir se ricos devem pagar por universidades públicas

Carreira administrativa
Informática p/ concursos
Matemática Básica

Mais Lidas


    Enquete

    Você acredita que Michel Temer vai...

    Total de Votos: 290

    Válida de 2017-05-29 15:46:00.0 a 2017-06-05

    Raciocício Lógico
    Cespe/UNB
    Vem pro Podium!
    Podium - Professor Atualidades
    Cespe/UNB

    180graus no Instagramno Instagram