180graus

Era Secretário em Brasília - 01/04/2014 às 19h31

Operação Lava Jato prende ex-secretário e policial por lavar dinheiro com doleiro

Júlio Luis Urnau é investigado por suspeita de ser "sócio informal" do doleiro Carlos Habib Chater

Islamar-Semana Santa
Terrazzo Poti
comserv
Tintas e Tonners compatíveis com várias marcas
Hotel Delta - Semana Santa





Os doleiros investigados na operação Lava Jato também tinham ramificações no governo do Distrito Federal. O ex-secretário adjunto de Transportes do Distrito Federal Júlio Luis Urnau é investigado por suspeita de ser "sócio informal" do doleiro Carlos Habib Chater, na Valortur Câmbio e Turismo, e de ter se beneficiado de operações de lavagem de dinheiro. Não é a primeira vez que ele é alvo de um inquérito policial. Urnau chegou a ser preso em 2011 acusado de receber propina de uma cooperativa de transporte.

Na operação Lava Jato, a Polícia Federal investiga um esquema que movimentou cerca de 10 bilhões de reais em operações de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Há suspeitas de negócios das quadrilhas com a Petrobras e o Ministério da Saúde. Chater é um dos pivôs da investigação, junto com os doleiros Alberto Youssef, Nelma Kodama e Raul Srour. Desde o início do inquérito em meados de 2013, foram detectadas diversas ligações telefônicas que indicam transações financeiras entre Chater e Urnau. O ex-secretário é suspeito de lavagem de dinheiro, mas a Justiça Federal ordenou que seja melhor esclarecida a participação dele no esquema. Urnau foi secretário adjunto de Transportes no governo de José Roberto Arruda.

Outro funcionário do governo do Distrito Federal investigado na Lava Jato é o policial civil Clayton Rinaldi de Oliveira. Ele teve bens bloqueados por ordem da 13ª Vara Federal do Paraná. A polícia constatou que ele obteve dinheiro em espécie com a quadrilha comandada por Chater. Oliveira também fez transações consideradas atípicas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). De acordo com um relatório de inteligência financeira (RIF), o policial civil movimentou 947.267,00 mil reais de março a outubro de 2011 como pessoa física enquanto sua empresa Rinaldi Consultoria Empresarial girou 6,5 milhões de reais. E empresas ligadas a Chater estão na origem desses recursos. O agente da Polícia Civil recebeu cerca de 935.000,00 reais de um posto de gasolina que pertenceu ao doleiro e 344.500,00 reais de outro posto de combustíveis que ainda pertence a Chater.

Os investigadores suspeitam que o policial civil cometeu crime de lavagem de dinheiro, porque julgaram ser discrepante a movimentação financeira de sua empresa e os seus salários de policial civil.

O doleiro Chater motivou o início das investigações da Lava Jato. Ele foi flagrado inicialmente em uma aparente operação de lavagem de dinheiro de recursos do deputado federal José Janene (PP), que morreu em 2010 e foi um dos acusados no processo do mensalão, esquema de compra de apoio político de parlamentares de PP, PL (atual PR), PTB e PMDB pelo governo Luiz Inácio Lula da Silva. No começo do inquérito da operação Lava Jato, foi detectado que Chater aplicou recursos de Janene na Dunel Indústria e Comércio, empresa da qual o deputado era sócio. As transações foram feitas por duas empresas controladas pelo doleiro, sem indicar que os recursos originalmente pertenciam ao político.

Fonte: Com informações da Veja Online

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


Preratório PM-PI
Terrazzo Poti
Antônio das Neves - Peritos Associados
Últimas Notícias
08h56 Prefeitura de Cocal realiza prestação de serviços e aconselhamento sobre tuberculose 08h51 Mais de 30% dos 'moradores de rua' convivem com dependência química 08h45 Balanço: Recalls cresceram 200% no Brasil nos últimos dez anos 08h44 Eliminatórias da Copa: vitória em cima do Uruguai faz Brasil permanecer líder 08h30 Seduc encerra nesta sexta inscrições para Processo Seletivo; acesse edital 08h22 Supremo cassa decisões do TRT22 que bloquearam valores do Estado do Piauí 08h16 PRF-PI apreende menor suspeito de assalto a ônibus;comparsas fugiram 08h16 Prefeitura e secretaria de saúde de Floriano promovem palestras para discutir tuberculose 08h13 Jovem é morto na frente da mãe na Zona Leste de Teresina 08h12 Deputados visitam e fazem vistoria em terminal rodoviário de Floriano 08h07 Prefeito Joel Rodrigues reúne-se com representantes do SINTE em Floriano 08h02 Polícia apreende moto após condutor tentar fugir de abordagem 07h52 Vacinação antirrábica no município de Picos acontecerá no fim do mês 07h46 Campo Maior receberá Fotógrafo Cego que fará palestra motivacional na cidade 07h33 Prefeitura do município de Jaicós faz recuperação de avenida na cidade 23h45 Tabela da segunda fase da Copa do Nordeste será divulgada hoje pela CBF 20h42 EugenioShow apresenta a família Batista, conhecida como 'Caburé' 19h25 Procissão e missa de encerramento dos Festejos de São José na cidade de Paes Landim 18h05 Gerente é rendido e agência dos Correios é alvo de assalto 17h58 Rapaz que sofreu acidente de moto está a 3 meses no hospital de S. Mendes e pede ajuda 17h44 Homem compra carro e veículo pega fogo no caminho de casa 17h43 Concurso para Corpo de Bombeiros no PI é anulado após investigações 17h32 Estudo: contágio de dengue ocorre a até 200 metros de casa 17h32 Prefeito Ribinha empossará nesta sexta-feira novos secretários e superintendentes 17h31 Obra da Prefeitura de Teresina demora tanto que milharal cresce em canteiro

Elegante é ter você em nossa companhia!
Antônio das Neves - Peritos Associados
Tintas e Tonners compatíveis com várias marcas

Mais Lidas


    Enquete

    Qual foi o melhor carnaval do Piauí em 2017?

    Total de Votos: 1244

    Válida de 2017-03-02 09:43:00.0 a 2017-03-23

    comserv

    180graus no Instagramno Instagram