180graus

Era Secretário em Brasília - 01/04/2014 às 19h31

Operação Lava Jato prende ex-secretário e policial por lavar dinheiro com doleiro

Júlio Luis Urnau é investigado por suspeita de ser "sócio informal" do doleiro Carlos Habib Chater

Casa do Cartucho
Kangaco
Kangaço
Vestibular

Os doleiros investigados na operação Lava Jato também tinham ramificações no governo do Distrito Federal. O ex-secretário adjunto de Transportes do Distrito Federal Júlio Luis Urnau é investigado por suspeita de ser "sócio informal" do doleiro Carlos Habib Chater, na Valortur Câmbio e Turismo, e de ter se beneficiado de operações de lavagem de dinheiro. Não é a primeira vez que ele é alvo de um inquérito policial. Urnau chegou a ser preso em 2011 acusado de receber propina de uma cooperativa de transporte.

Na operação Lava Jato, a Polícia Federal investiga um esquema que movimentou cerca de 10 bilhões de reais em operações de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Há suspeitas de negócios das quadrilhas com a Petrobras e o Ministério da Saúde. Chater é um dos pivôs da investigação, junto com os doleiros Alberto Youssef, Nelma Kodama e Raul Srour. Desde o início do inquérito em meados de 2013, foram detectadas diversas ligações telefônicas que indicam transações financeiras entre Chater e Urnau. O ex-secretário é suspeito de lavagem de dinheiro, mas a Justiça Federal ordenou que seja melhor esclarecida a participação dele no esquema. Urnau foi secretário adjunto de Transportes no governo de José Roberto Arruda.

Outro funcionário do governo do Distrito Federal investigado na Lava Jato é o policial civil Clayton Rinaldi de Oliveira. Ele teve bens bloqueados por ordem da 13ª Vara Federal do Paraná. A polícia constatou que ele obteve dinheiro em espécie com a quadrilha comandada por Chater. Oliveira também fez transações consideradas atípicas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). De acordo com um relatório de inteligência financeira (RIF), o policial civil movimentou 947.267,00 mil reais de março a outubro de 2011 como pessoa física enquanto sua empresa Rinaldi Consultoria Empresarial girou 6,5 milhões de reais. E empresas ligadas a Chater estão na origem desses recursos. O agente da Polícia Civil recebeu cerca de 935.000,00 reais de um posto de gasolina que pertenceu ao doleiro e 344.500,00 reais de outro posto de combustíveis que ainda pertence a Chater.

Os investigadores suspeitam que o policial civil cometeu crime de lavagem de dinheiro, porque julgaram ser discrepante a movimentação financeira de sua empresa e os seus salários de policial civil.

O doleiro Chater motivou o início das investigações da Lava Jato. Ele foi flagrado inicialmente em uma aparente operação de lavagem de dinheiro de recursos do deputado federal José Janene (PP), que morreu em 2010 e foi um dos acusados no processo do mensalão, esquema de compra de apoio político de parlamentares de PP, PL (atual PR), PTB e PMDB pelo governo Luiz Inácio Lula da Silva. No começo do inquérito da operação Lava Jato, foi detectado que Chater aplicou recursos de Janene na Dunel Indústria e Comércio, empresa da qual o deputado era sócio. As transações foram feitas por duas empresas controladas pelo doleiro, sem indicar que os recursos originalmente pertenciam ao político.

Fonte: Com informações da Veja Online

Publicado Por: Manoel José

Últimas Notícias
12h56 Justiça Eleitoral verifica sistemas de totalização para o 2º turno da eleição 12h53 Planejamento autoriza seleção para o Ministério do Desenvolvimento Social 12h49 PC 'de bolso' roda Windows 8.1 e conta com processador Intel x64 12h46 Polícia de José de Freitas prende homem e recupera motocicleta roubada 12h29 Serviço Social de Pimenteiras receberá prêmio nacional por boas praticas 12h28 Continuação 12h26 Continuação 12h25 Prefeita Edimê realiza inauguração e solenidade para oficializar a entrega de mais uma grande obra 12h20 Titulares de Real e Barça valem mais do que jogadores da final da Copa 12h19 Prefeitura inaugura escola na comunidade Canto Alegre de Coivaras 12h17 Semana do Bebê em Pimenteiras será de 28 a 31 de outubro 12h06 Horário da votação no Piauí não muda com o horário de verão, diz TRE 11h57 Revoltados com 'Veja', militantes do PT protestam na editora Abril em SP 11h55 Mega-Sena acumulada pode pagar R$ 60 milhões neste sábado 11h23 Autoridades politicas municipais marcam presença nos Festejos de São Mateus 11h19 IPhone 6 custará a partir de R$ 3.199 no Brasil; veja mais valores 11h14 CNT/MDA: Aécio aparece com 50% e Dilma com 49%, em empate técnico 11h00 Núcleo Sinproesemma de Nova Olinda define novas ações da categoria. 10h55 Encerrada capacitação dos professores que trabalharão com o Jepp em Nova Olinda. 10h54 Kate mostra primeiros sinais de gravidez em noite de gala 10h50 Festejos do São Mateus movimenta o final de semana em Canavieira 10h33 JOVEM sem capacete morre ao bater a cabeça na calçada 10h32 Jô tranquiliza pai e diz que não repetirá Adriano: 'não dá para comparar 10h10 Após 5 casos de superbactéria, hospital suspende cirurgias 09h59 'Degrau' em acostamento na BR-135 faz carreta tombar, gerando prejuízo
TRE

Mais lidas

    Enquete

    Na sua opinião, dos novos deputados estaduais eleitos, qual realizará o melhor trabalho?

    Total de Votos: 1,426

    Válida de 21/10/2014 a 28/10/2014

    180graus no Instagramno Instagram