180graus

Era Secretário em Brasília - 01/04/2014 às 19h31

Operação Lava Jato prende ex-secretário e policial por lavar dinheiro com doleiro

Júlio Luis Urnau é investigado por suspeita de ser "sócio informal" do doleiro Carlos Habib Chater

Galaxy
Kangaço
CASA DE PRAIA
ARTE CONSTRUÇÕES

Os doleiros investigados na operação Lava Jato também tinham ramificações no governo do Distrito Federal. O ex-secretário adjunto de Transportes do Distrito Federal Júlio Luis Urnau é investigado por suspeita de ser "sócio informal" do doleiro Carlos Habib Chater, na Valortur Câmbio e Turismo, e de ter se beneficiado de operações de lavagem de dinheiro. Não é a primeira vez que ele é alvo de um inquérito policial. Urnau chegou a ser preso em 2011 acusado de receber propina de uma cooperativa de transporte.

Na operação Lava Jato, a Polícia Federal investiga um esquema que movimentou cerca de 10 bilhões de reais em operações de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Há suspeitas de negócios das quadrilhas com a Petrobras e o Ministério da Saúde. Chater é um dos pivôs da investigação, junto com os doleiros Alberto Youssef, Nelma Kodama e Raul Srour. Desde o início do inquérito em meados de 2013, foram detectadas diversas ligações telefônicas que indicam transações financeiras entre Chater e Urnau. O ex-secretário é suspeito de lavagem de dinheiro, mas a Justiça Federal ordenou que seja melhor esclarecida a participação dele no esquema. Urnau foi secretário adjunto de Transportes no governo de José Roberto Arruda.

Outro funcionário do governo do Distrito Federal investigado na Lava Jato é o policial civil Clayton Rinaldi de Oliveira. Ele teve bens bloqueados por ordem da 13ª Vara Federal do Paraná. A polícia constatou que ele obteve dinheiro em espécie com a quadrilha comandada por Chater. Oliveira também fez transações consideradas atípicas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). De acordo com um relatório de inteligência financeira (RIF), o policial civil movimentou 947.267,00 mil reais de março a outubro de 2011 como pessoa física enquanto sua empresa Rinaldi Consultoria Empresarial girou 6,5 milhões de reais. E empresas ligadas a Chater estão na origem desses recursos. O agente da Polícia Civil recebeu cerca de 935.000,00 reais de um posto de gasolina que pertenceu ao doleiro e 344.500,00 reais de outro posto de combustíveis que ainda pertence a Chater.

Os investigadores suspeitam que o policial civil cometeu crime de lavagem de dinheiro, porque julgaram ser discrepante a movimentação financeira de sua empresa e os seus salários de policial civil.

O doleiro Chater motivou o início das investigações da Lava Jato. Ele foi flagrado inicialmente em uma aparente operação de lavagem de dinheiro de recursos do deputado federal José Janene (PP), que morreu em 2010 e foi um dos acusados no processo do mensalão, esquema de compra de apoio político de parlamentares de PP, PL (atual PR), PTB e PMDB pelo governo Luiz Inácio Lula da Silva. No começo do inquérito da operação Lava Jato, foi detectado que Chater aplicou recursos de Janene na Dunel Indústria e Comércio, empresa da qual o deputado era sócio. As transações foram feitas por duas empresas controladas pelo doleiro, sem indicar que os recursos originalmente pertenciam ao político.

Fonte: Com informações da Veja Online

Publicado Por: Manoel José

Últimas Notícias
03h25 Datena relembra polêmica de Rachel Sheherazade e defende a jornalista do SBT 03h03 Rafinha Bastos volta a comandar o 'CQC' em 2015 02h51 Marília Gabriela procurou hospital por causa de dor no ombro, diz assessoria 02h42 Atleta do Wolverhampton usará chuteiras com cristais em jogo festivo 02h11 A Paróquia Nossa Senhora da Conceição Parabeniza o Casal pela dom do Matrimônio ( Comunidade Baixão 02h02 Viviane Araújo, da novela 'Império', ganha anel de R$ 50 mil do noivo 01h49 Encantu’s está confirmada no aniversário de Monsenhor Gil 01h45 Sandra Annenberg sobre recuperação de acidente:'Inchada, mas maquiagem disfarça' 01h29 Adriana Esteves começa a gravar novela 'Rio Babilônia' em Dubai 01h11 Educadores entregam ao MEC publicação com demandas para o setor 00h47 Futebol de Altos no Piauiense 2015, com o apoio da prefeita Patrícia Leal 00h46 Cientistas comemoram resultados de testes de vacina contra o ebola 00h42 Brasileiro é condenado à prisão após cabeçada em jogador do PSG 00h13 'Ter as veias dilatadas é motivo de orgulho', diz Gracyanne sobre corpo 23h59 Município de Piripiri receberá R$ 993.088,15 do repasse do FPM 23h46 Padres que pregavam 'amor livre' para praticar pedofilia chocam a igreja 23h35 Pelé não responde aos antibióticos e o quadro é delicado; segue na UTI 23h25 Palmeiras viaja sem Valdivia e zaga titular para enfrentar o Inter 23h20 CNM divulga valor do repasse de 1% do FPM a Piracuruca 23h09 'Gosto de começar o ano transando', revela sertanejo Luciano 23h07 Missa de 7º dia da morte do advogado A. Tito Filho acontece nesta sexta(28) 22h58 Alterações foram feitas no Sistema Nacional de Passaporte 22h40 Pio IX: CNM divulga valor do repasse de 1% do FPM 22h35 CFM repudia campanha do governo que é contra o racismo 22h16 É validado artigo que confirma descanso de 15 minutos para trabalhadoras antes de jornada extra
CNH

Mais Lidas

    Enquete

    Você confia nas promoções de Black Friday?

    Total de Votos: 185

    Válida de 26/11/2014 a 03/12/2014

    ARTE CONSTRUÇÕES
    SERCOMPREV

    180graus no Instagramno Instagram

    Galaxy
    MAFRENSE MÁQUINAS