180graus

Era Secretário em Brasília - 01/04/2014 às 19h31

Operação Lava Jato prende ex-secretário e policial por lavar dinheiro com doleiro

Júlio Luis Urnau é investigado por suspeita de ser "sócio informal" do doleiro Carlos Habib Chater

CASA DE PRAIA
IBIZA DRINKS
GUIA DOS PARLAMENTARES II
COLEGIO CEV
CND_VAGA
Casa do Cartucho





Os doleiros investigados na operação Lava Jato também tinham ramificações no governo do Distrito Federal. O ex-secretário adjunto de Transportes do Distrito Federal Júlio Luis Urnau é investigado por suspeita de ser "sócio informal" do doleiro Carlos Habib Chater, na Valortur Câmbio e Turismo, e de ter se beneficiado de operações de lavagem de dinheiro. Não é a primeira vez que ele é alvo de um inquérito policial. Urnau chegou a ser preso em 2011 acusado de receber propina de uma cooperativa de transporte.

Na operação Lava Jato, a Polícia Federal investiga um esquema que movimentou cerca de 10 bilhões de reais em operações de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Há suspeitas de negócios das quadrilhas com a Petrobras e o Ministério da Saúde. Chater é um dos pivôs da investigação, junto com os doleiros Alberto Youssef, Nelma Kodama e Raul Srour. Desde o início do inquérito em meados de 2013, foram detectadas diversas ligações telefônicas que indicam transações financeiras entre Chater e Urnau. O ex-secretário é suspeito de lavagem de dinheiro, mas a Justiça Federal ordenou que seja melhor esclarecida a participação dele no esquema. Urnau foi secretário adjunto de Transportes no governo de José Roberto Arruda.

Outro funcionário do governo do Distrito Federal investigado na Lava Jato é o policial civil Clayton Rinaldi de Oliveira. Ele teve bens bloqueados por ordem da 13ª Vara Federal do Paraná. A polícia constatou que ele obteve dinheiro em espécie com a quadrilha comandada por Chater. Oliveira também fez transações consideradas atípicas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). De acordo com um relatório de inteligência financeira (RIF), o policial civil movimentou 947.267,00 mil reais de março a outubro de 2011 como pessoa física enquanto sua empresa Rinaldi Consultoria Empresarial girou 6,5 milhões de reais. E empresas ligadas a Chater estão na origem desses recursos. O agente da Polícia Civil recebeu cerca de 935.000,00 reais de um posto de gasolina que pertenceu ao doleiro e 344.500,00 reais de outro posto de combustíveis que ainda pertence a Chater.

Os investigadores suspeitam que o policial civil cometeu crime de lavagem de dinheiro, porque julgaram ser discrepante a movimentação financeira de sua empresa e os seus salários de policial civil.

O doleiro Chater motivou o início das investigações da Lava Jato. Ele foi flagrado inicialmente em uma aparente operação de lavagem de dinheiro de recursos do deputado federal José Janene (PP), que morreu em 2010 e foi um dos acusados no processo do mensalão, esquema de compra de apoio político de parlamentares de PP, PL (atual PR), PTB e PMDB pelo governo Luiz Inácio Lula da Silva. No começo do inquérito da operação Lava Jato, foi detectado que Chater aplicou recursos de Janene na Dunel Indústria e Comércio, empresa da qual o deputado era sócio. As transações foram feitas por duas empresas controladas pelo doleiro, sem indicar que os recursos originalmente pertenciam ao político.

Fonte: Com informações da Veja Online

Publicado Por: Manoel José

Últimas Notícias
13h28 Bancada do PMDB no Senado dará ultimato a senador Renan Calheiros 13h18 Ministério Público entra com 9 ações contra Agnelo Queiroz por nepotismo 13h05 MP-PI ingressa com ação para garantir funcionamento de hospitais regionais 13h02 'Eu não tenho vergonha de ser político' diz Rodrigo ao deixar a Câmara de THE 13h02 O que muda no surfe brasileiro após o título mundial de Medina? 12h43 Jovem é encontrado morto com tiro na cabeça; seria usuário de drogas 12h39 Cerimonial de Formatura da Educação Infantil 12h10 Prefeitura de Prata do Piauí realiza confraternização para os funcionários 11h58 Dois homens praticam vários assaltos em Altos, aterrorizando a população 11h50 Madonna antecipa seis músicas de seu novo álbum 'Rebel Heart' 11h43 51 anos de emancipação política de São João da Serra 11h39 PROMOTOR: dúvidas no assassinato de pai de jornalista 11h29 Polícia captura foragido da justiça do Ceará em cidade do norte do PI 11h11 Foi lançada a campanha de prevenção e combate aos acidentes de trânsito 11h05 'Papais Noéis' nus protestam contra o abuso de animais 11h03 Líder do PSDB reage à fala de Toffoli de que não haverá ‘3º turno’ na Justiça 11h01 Equipe do PSF Batista de Amorim realiza confraternização em churrascaria 10h56 Chegou o que faltava Duettos Grill o melhor para seu paladar!!! 10h51 Comissão tentará aprovar Orçamento 2015 na última reunião do ano; saiba 10h44 Juízes do país devem emitir sentenças por ordem cronológica com novo CPC 10h42 Está na dúvida de como presentear amiga? Confira 10 ótimas dicas 10h40 Sem ajuda de parceiro, Santos busca empréstimo para quitar salários 10h36 Presidente Dilma nomeia senador Vital do Rêgo para vaga no TCU já em 2015 10h35 Dani Sperle mostra demais em sessão de bronzeamento artificial; veja fotos 10h32 Jô Soares faz desabafo em seu último programa de 2014: 'Ano não foi fácil'
GUIA DOS PARLAMENTARES II
CNH

Mais Lidas

    Enquete

    O piauiense Luis Henrique foi o terceiro colocado no 1º MasterChef Brasil. Você concorda com a vitória de Elisa?

    Total de Votos: 189

    Válida de 17/12/2014 a 24/12/2014

    180graus no Instagramno Instagram