180graus

macro-objetivos - 08/02/2009 às 06h54

Jackson Lago lança 12 macro-objetivos priorizando

As ações da Agenda 2010 têm os Macro-objetivos do Governo como seus sustentáculos

Podium PC-MA
Podium - Aulas Exclusivas
Você no controle do Processo

Priorizar as ações governamentais com vistas a preparar as condições necessárias para que se tenha prosperidade em todas as regiões do Estado, mediante o desenvolvimento regional sustentável. Este é o principal objetivo do Governo do Estado ao lançar a Agenda 2010 – Maranhão Democrático e Solidário, instrumento auxiliar do planejamento, que reúne 12 ações que priorizam os investimentos públicos para os próximos dois anos.


“Temos os próximos dois anos para corrigirmos falhas e para incrementar ações que foram pouco desenvolvidas na primeira etapa do governo”, declarou Jackson Lago. O governador convocou todos os secretários estaduais e apresentou cada uma das 12 ações previstas dentro da Agenda 2010, um trabalho que será coordenado pela Secretaria de Estado de Planejamento e Orçamento em articulação com 12 Comitês Gestores que serão criados para articular e acompanhar a execução das metas estabelecidas.


As ações da Agenda 2010 têm os Macro-objetivos do Governo como seus sustentáculos, interagindo de forma transversal. A meta é levar o Maranhão a um futuro de sustentabilidade econômico-social, pautado nas diretrizes do Plano Estratégico Governamental. A cada um corresponde uma série de ações.
“Esse trabalho foi desenvolvido pela sociedade civil organizada, membros do governo, empresários e lideranças comunitárias das 32 regiões do Estado que em conjunto estabeleceram as prioridades para os próximos dois anos”, revelou o secretário de Estado de Planejamento e Orçamento, Aziz Santos. Ele disse que as ações envolvem áreas essenciais como a educação, a sustentabilidade da economia e a democratização do Estado.

1 - Descentralização da gestão pública
Aproximar o governo do cidadão, mediante a criação de uma
nova estrutura de governança composta por Conselhos Regionais de Desenvolvimento e Escritórios de Planejamento e Administração Regional, coordenados por uma Agência Estadual de Desenvolvimento Regional.
As metas estabelecem a instalação de 32 Conselhos Regionais de Desenvolvimento (CRD´s); implantação de 32 Escritórios de Planejamento e Administração Regional; e a criação de uma Agência Estadual de Desenvolvimento Regional.

2 - Redução do analfabetismo
Garantir aos maranhenses não alfabetizados a oportunidade de inclusão social mediante o acesso à educação, além de garantir uma educação básica e superior de qualidade. Entre as metas, alfabetizar 619 mil jovens, adultos e idosos, formar 22 mil educadores e contribuir para a elaboração de 217 planos municipais.
“Temos que desenvolver ações concretas e objetivas”, ressaltou o secretário de Estado de Educação, Lourenço Vieira da Silva. “Para este ano estão previstas várias ações, a instalação de 19 Centros Regionais de Formação de Educadores, o início da construção de 81 escolas para o ensino médio, realizar a conciliação de 12 escolas de ensino médio com o ensino profissional, implantação de 40 bibliotecas para o ensino médio, reforma de 169 escolas, além da construção de 40 escolas indígenas e quilombolas”, anunciou.

3 - Aumento da capacitação e qualificação profissional
Dotar o Maranhão de infra-estrutura suficiente para preparar mão-de- obra local, visando ocupar os postos de trabalho que serão gerados no processo de implantação de investimentos articulados pelo Governo.
Entre as metas, contribuir com o Governo Federal para a implantação de 11 unidades do Instituto Federal de Educação Tecnológica (Ifet); implantar 22 pólos tecnológicos; construção de cinco Centros de Apoio ao Ensino a Distância (Caed/Uema) e 100 escolas profissionalizantes.

4 - Geração de trabalho, ocupação e renda
Estimular o desenvolvimento das diversas economias municipais, no âmbito das 32 regiões de planejamento, potencializando as vocações locais. Serão desenvolvidas economias voltadas para inclusão social, mediante a especialização produtiva, garantida pela presença do governo no processo de articulação, interação e cooperação, promovendo o aprendizado dos atores locais.
Entre as metas, implantar 21 arranjos produtivos locais compreendendo cinco setores: Pecuária, Turismo, Indústria, Agroindústria e Agricultura.

5 - Aumento da expectativa de vida
Executar ações integradas de saúde e saneamento, dando prioridade à atenção básica e ações voltadas para a saúde das gestantes e crianças, além da qualificação técnica dos profissionais envolvidos; disponibilizar redes de abastecimento de água, de esgotamento sanitário e de drenagem urbana, e do tratamento e destinação final dos resíduos, visando aumentar a expectativa de vida do maranhense.
“A nossa meta é a acabar com a procissão das pessoas em busca de atendimento hospitalar”, declarou o secretário de Estado da Saúde, Edmundo Gomes. Ele revelou que no mês de março será inaugurado o primeiro Socorrão, em Presidente Dutra, uma unidade de alta complexidade que vai atender as necessidades da população dessa região do Estado. “Mantemos convênios com vários hospitais em diversos municípios, mas a nossa expectativa é de construir outros Socorrões que serão implantados em Pinheiro, Balsas e Imperatriz”, anunciou.


6 - Universalização da cobertura de energia elétrica
Garantir o acesso a todo cidadão residente na zona rural dos 217 municípios do Estado, aos benefícios da energia elétrica, mediante a expansão da rede de distribuição e ampliação da potência da rede existente. O propósito é promover a inclusão social do cidadão maranhense, integrando-o ao processo produtivo e permitir a utilização de bens de consumo durável, visando melhorar sua qualidade de vida. A meta é efetuar 125 mil ligações de energia elétrica em domicílios rurais.

7 - Redução do déficit habitacional
Reduzir o déficit qualitativo de 540 mil unidades habitacionais, propiciando o acesso facilitado à aquisição e melhoria da casa própria, pela população mais carente. Os entes federativos - governo federal, estadual e municipal - se articularão, através de suas instituições, para oferecer condições efetivas de acesso democrático à moradia cidadã.
Entre as metas já definidas estão a construção, por meio do Projeto Rio Anil, de 3,5 mil apartamentos e a melhoria de 10 mil habitações;
3,2 km de avenida interligando os bairros Camboa e Alemanha.
Além da construção de cinco mil unidades habitacionais em áreas de assentamento, em parceria com o Incra; 8 mil unidades habitacionais na zona urbana dos municípios; e 4 mil unidades habitacionais na zona rural dos municípios. Além de promover 8 mil melhorias habitacionais na zona rural dos municípios e de 5 mil melhorias habitacionais na zona urbana dos municípios.

8 - Revitalização das bacias hidrográficas
Desenvolver ações de recuperação e preservação dos recursos hídricos do Maranhão, mediante adoção de medidas de caráter institucional e realização de investimentos, em parceria com o governo federal, municipal e a sociedade civil, destinados a promover a revitalização de bacias, destancando-se entre elas: Itapecuru, Munim e Parnaíba. O gerenciamento dos recursos hídricos possibilitará a implantação da política e da gestão de águas superficiais e subterrâneas.
Entre as metas, implantar dez abatedouros em municípios da bacia do Itapecuru; seis sistemas de esgotamento sanitário em municípios da bacia do Munim; dez sistemas de esgotamento sanitário em municípios da bacia do Itapecuru. Elaborar o Plano Diretor e criar o Comitê da Bacia do Itapecuru; e colaborar com os municípios e a sociedade civil para instalar, na Bacia do Munim 23 Secretarias Municipais de Meio Ambiente e o Comitê da Bacia.

9 - Promoção do desenvolvimento científico e tecnológico
Ampliar a competitividade do Estado, mediante a inserção da ciência e da inovação tecnológica na produção de conhecimento, de bens e de serviços. Neste processo de desenvolvimento socioeconômico e sustentável, serão ofertadas novas soluções para superar as dificuldades que impedem o desempenho do eixo tecnológico: fortalecer as cadeias produtivas, formar massa crítica e reduzir o elevado índice de exclusão digital dos maranhenses.
Entre as metas, implantar um Parque Tecnológico em São Luís, com os seguintes eixos temáticos: centro de referência em energias renováveis e tecnologia aeroespacial; pólo digital e de biotecnologia; incubadora de empresas; e, hospital virtual; e 45 telecentros comunitários. Integrar 30 municípios ao projeto Infovia - Maranhão; alfabetizar digitalmente 120 mil pessoas; viabilizar a implantação da unidade da EMBRAPA em São Luís; e formar mil tecnólogos e 200 especialistas em gestão de recursos hídricos e meio ambiente.

10 - Revitalização do patrimônio cultural
Fortalecer a política de recuperação e garantir a preservação do patrimônio cultural material - bens móveis e imóveis - e, imateriais - saberes, tradições, danças, música, culinária etc. A ação articuladora do governo estadual envolverá a União, os municípios e a sociedade civil, no resguardo do patrimônio histórico, arquitetônico, artístico e cultural maranhense, e assegurado mediante sua defesa, conservação e valorização.
Entre as metas, o mapeamento cultural dos 217 municípios do Estado. “A cultura é geradora de trabalho e renda”, defende o secretário de Estado da Cultura, Joãozinho Ribeiro. “Colocar a cultura na agenda de desenvolvimento do estado é importante, pois temos um grande ativo, sendo a cultura um produtor de renda, fundamental nesse momento de crise mundial, especialmente para os maranhenses”.

11 - Garantia da segurança pública e cidadania
Garantir a segurança pública e os direitos do cidadão, mediante a redução efetiva do número de delitos praticados na sociedade maranhense, contribuindo para diminuir a sensação de insegurança da população. Serão criadas estruturas e incorporadas novas parcerias na busca de garantir maior efetividade no combate à criminalidade, a partir de uma abordagem denominada Segurança Cidadã, na qual está assegurada a participação ativa da sociedade civil organizada e a integração das políticas públicas.
Entre as metas estão construção de penitenciárias, de delegacias regionais e de modernização das delegacias. Além da nomeação de 80 delegados de Polícia Civil e 460 policiais civis: agente de polícia; médico legista; perito criminal e, escrivão.

12 - Ampliação dos investimentos em obras públicas
Restaurar e ampliar a infraestrutura econômica e de serviços públicos, favorecendo a logística do escoamento da produção e o transporte de passageiros. Com essa orientação, serão executadas obras de construção e/ou reforma de equipamentos urbanos, de logística e transportes, com prioridade para conclusão dos projetos estruturantes.
Entre as metas, a pavimentação de estradas federais e estaduais, ampliação e modernização de aeroportos municipais e ampliação do Porto do Itaqui. Todos os 12 itens que compõe a Agenda 2010 podem ser acompanhados pelo site www.agenda2010.ma.gov.br
 

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


Terrazzo Poti
Podium PC-MA
Podium PMPI
Últimas Notícias
11h23 Viatura da PRF perde o controle em curva e cai em barranco na BR-343 11h18 Gilmar Mendes solta o empresário Eike Batista mas ficará em prisão domiciliar 11h15 Conheça o melhor hotel da região de Fartura do Piauí, Hotel da Teresa 11h08 Nintendo cancelou a produção do console ‘NES Classic Edition’ 11h00 THE: PT define neste domingo 2º turno da eleição para presidente de diretório 10h56 Zac Efron e Dwayne Johnson participarão do filme ‘Baywatch’ 10h54 Ladrões arrombam e fazem limpa em igreja evangélica de município do PI 10h51 Pousada Casa Nova em União trás muito mais conforto e qualidade para seus clientes 10h47 Capcom promete lançar 'grande game' até março de 2018; veja os prováveis 10h41 Prefeitura vai gastar mais de R$800 mil com pneus e serviços de 'alinhamento' 10h28 Tornados em estado do Texas deixam cinco pessoas mortas e várias feridas 10h27 Nota de Pesar da Prefeitura Municipal de Pimenteiras 10h24 Poder Legislativo Municipal: Nota de Pesar 10h21 Chefe da Agespisa de Pimenteiras morre em acidente 10h15 Wellington Dias inaugura em município no interior do PI, escola padrão 'FNDE' 10h04 Prefeitura de Cocal compra mais R$ 100 mil em medicamentos para atender população A Prefeitura de 09h58 Justiça reverte liminar que impede cobrança de bagagens aéreas 09h53 Lula lidera e Bolsonaro chega ao 2º lugar, diz Datafolha; veja números 09h46 Milhares de manifestantes 'marcham pelo clima' e o contra Trump nos EUA 09h42 Após brigar com casal, homem é morto a facadas em bar 09h30 Carnaúbas da Avenida Marechal serão replantadas e compensadas após TAC 09h30 Santa Cruz vence e sai na frente do Sport na semi da Copa Nordeste 09h30 7 jeitos sensacionais de acariciar os testículos do gato 09h30 Copa do Nordeste: em clássico, Bahia e Vitória se enfrentam por vaga na final 09h30 3 posições sexuais quentíssimas para tentar (e gozar) ao ar livre

Podium - Aulas exclusivas

Mais Lidas


    Enquete

    Você aprova a decisão da CCJ do Senado em diminuir as vagas para deputados piauienses?

    Total de Votos: 909

    Válida de 2017-04-06 17:08:00.0 a 2017-04-30

    180graus no Instagramno Instagram