180graus

Pode durar até sexta-feira (8) - 04/03/2013 às 08h09

Goleiro Bruno começa a ser julgado hoje; ex também vai a júri. Siga aqui

Quinze pessoas serão testemunhas neste júri. Cinco pela Promotoria, e dez pelas defesa

Maria Brasileira - Limpeza e cuidados
Você no controle do Processo





Acusado de ter ordenado o sequestro e morte da modelo Eliza Samudio e de ter ocultado o cadáver da vítima, o goleiro Bruno Fernandes irá a júri popular a partir desta segunda-feira (3), no fórum Doutor Pedro Aleixo, em Contagem (região metropolitana de Belo Horizonte), quase três anos após o crime. Dayanne Souza, ex-mulher do atleta, também será julgada por supostamente ter ajudado no sequestro de Bruninho Samudio, filho Eliza e Bruno.

O julgamento de Bruno ocorre quatro meses depois do júri que condenou Luiz Henrique Romão, o Macarrão, a 15 anos pelo sequestro das duas vítimas e por participação na morte de Eliza. Bruno só não foi julgado com Macarrão porque, no meio do júri, dispensou o advogado Rui Pimenta, com o argumento de que não se sentia seguro com o defensor.

O goleiro nomeou Lúcio Adolfo da Silva para o lugar de Pimenta, mas pediu que seu julgamento fosse adiado para que o novo defensor pudesse tomar conhecimento dos autos. A manobra do goleiro provocou também o desmembramento do júri de Dayanne, cujo advogado, Francisco Simim, também compunha a defesa de Bruno.

juga.jpg

O júri de novembro passado foi marcado por uma grande reviravolta: Macarrão, que sempre jurou amizade eterna a Bruno, confessou participação nos crimes e acusou o goleiro de ter mandado matar a modelo.

Macarrão, que silenciou durante o inquérito e a fase de instrução, disse em seu depoimento no júri que tentou demover Bruno da ideia de matar Eliza.

Diante da recusa do amigo, Macarrão afirmou que só aceitou levar Eliza para o que "pressentia" ser a sua morte por ser subordinado a Bruno. Pela confissão, Romão teve a pena reduzida em oito anos --caso contrário seria condenado a 23 anos.

bruno1.jpg

Na avaliação de advogados criminalistas, o depoimento de Macarrão complicou a situação do goleiro. "A tese de Bruno como mandante foi admitida no julgamento anterior, que teve a participação da mesma juíza e do mesmo promotor. É uma prova forte. A tendência é que o novo corpo de jurados admita isso também", afirma o jurista Luiz Flávio Gomes, ex-promotor e ex-juiz.

"A situação fica muito difícil quando se tem um réu confesso delatando [Bruno] e um conjunto probatório tão grande. A confissão do Macarrão, que coloca Bruno como autor, vai ter uma influência grande", opina Fernando José da Costa, presidente da Comissão de Direito Criminal da OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil em São Paulo).

Além da delação de Macarrão, pesa contra Bruno o fato de que, após a condenação do ex-amigo e de Fernanda Gomes de Castro, a morte de Eliza foi legalmente reconhecida.

ESTRATÉGIAS
Diante do cenário adverso, a estratégia que restou à defesa de Bruno será a de desqualificar o depoimento de Macarrão e tentar convencer os jurados de que a morte foi decidida pelo delator do goleiro.

Já a acusação tem certeza que o goleiro será condenado e promete apresentar uma testemunha que "sabe de tudo", conforme disse o advogado-assistente da acusação José Arteiro de Almeida, que auxiliará o promotor Henry Wagner de Castro.

Bruno está preso desde julho de 2010 na penitenciária de segurança máxima Nelson Hungria, em Contagem, assim como Luiz Henrique Romão, o Macarrão, e Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, também acusado pela morte de Eliza. O goleiro, que recentemente passou a coordenar a faxina do presídio, está preocupado com "fatores externos" ao julgamento, segundo sua defesa.

Dayanne chegou a ficar presa por mais de cinco meses, entre julho e dezembro de 2010. Desde então, aguarda o julgamento em liberdade.

DELATOR DO CRIME SERÁ TESTEMUNHA
No total, 15 testemunhas foram arroladas pela acusação e defesa. Um dos depoimentos mais aguardados no julgamento será de Jorge Luís Rosa, 19, primo de Bruno que admitiu ter participado do sequestro e da morte de Samudio. Menor à época do sumiço da moça, Rosa foi o delator e principal testemunha dos crimes. Ele foi arrolado como testemunha tanto pela acusação como pela defesa do goleiro.

Ao longo do processo, Rosa por diversas vezes mudou a sua versão para o crime, entrando em contradição mais de uma vez. No último domingo (24), em entrevista ao "Fantástico", da "TV Globo", acusou Macarrão de ter planejado a morte de Eliza. Inicialmente, na entrevista, disse que Bruno não sabia da intenção de matar a modelo. Minutos depois, voltou atrás e afirmou que era impossível que o goleiro não soubesse do plano para matá-la.

Além de Bruno, Dayanne, Fernanda e Macarrão, irão a júri, em maio próximo, Elenílson Vítor da Silva, caseiro do sítio em Esmeraldas, acusado de ajudar a manter Eliza e o bebê em cárcere; e Wemerson Marques dos Santos, o Coxinha, ex-motorista de Bruno que responde pelos crimes de sequestro e cárcere privado de ambos.

Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, acusado de ser o autor da morte de Eliza, também deveria ter sido julgado em novembro passado, mas seu júri foi adiado para abril deste ano após Ercio Quaresma, seu advogado, ter abandonado o julgamento.

Fonte: Com informações do G1

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


Terrazzo Poti
Podium PM-MA
Podium PMPI
Últimas Notícias
10h23 Prefeitura resgata tradição do Boi de Amarante 10h21 Piauiense será o novo presidente da Academia de Letras de Aracaju; veja 10h21 Confira a programação completa do aniversário de Jacobina do Piauí 10h20 Prefeito Diego Teixeira vistoria obras de infraestrutura e abastecimento na zona rural 10h14 Jogo criado no IFPI é o finalista em torneio de tecnologia da 'Microsoft' 10h13 Acusado de chacina é procurado após escapar da prisão pela 2ª vez no ano 10h09 Caminhão afunda em buraco e deixa região sem água após cano romper 09h58 Quatro requerimentos importantes foram votados para Jacobina 09h56 IBGE: concurso para 24,9 mil vagas temporárias abre inscrições; edital! 09h53 Acidente de moto deixa vítima em estado grave na zona rural de Pio IX 09h53 Com 10% de inadimplência, Eletrobras sugere usar FGTS para saldar débitos 09h45 Mercado financeiro espera que inflação deste ano feche em 4,04% 09h45 Jovem de 21 anos é encontrado morto dentro de poço em Pedro II 09h41 Conselho tutelar em novo espaço e melhor estruturado para trabalhar. 09h39 Certificado de produtos orgânicos será entregue a 2 campos agrícolas em THE 09h38 W.Dias vai a evento do PT que debate sobre avanço das políticas neoliberais 09h33 Provida: Teresina tem centro gratuito de prevenção ao suicídio 09h32 Super Bomberman R recebe DLCs de Gradius, Silent Hill e Castlevania 09h26 Governo define com a Receita ações para efetivar Porto Seco de Teresina 09h25 Briga entre amigos termina com uma pessoa morta a facadas em Fronteiras 09h20 Sep vence e dá passo importante para se manter na primeira divisão 09h17 'Claro' não cobrará por ligações dos novos clientes pós-pago; saiba mais 09h15 Iracema comemora aprovação de projeto que beneficia catadoras de mariscos 09h15 Temer receberá no Palácio do Planalto o primeiro-ministro da Espanha Rajoy 09h10 Mais uma tentativa de homicídio é registrada em Picos

Mais Lidas


    Enquete

    Você aprova a decisão da CCJ do Senado em diminuir as vagas para deputados piauienses?

    Total de Votos: 728

    Válida de 2017-04-06 17:08:00.0 a 2017-04-30

    180graus no Instagramno Instagram