180graus

Cabo responderá por pederastia - 17/04/2013 às 08h01

Fotos polêmicas de orgia no quartel são divulgadas; veja algumas

Cabo foi punido com 30 dias de prisão disciplinar, e o sargento,que deu cobertura à ação,com 20 dias

TECNIQUIMICA
CELTA CONSTRUTORA
Kangaço
LB Fitness

Com um metro e setenta e três de altura e no auge da virilidade, aos 34 anos, um cabo militar usava o codinome "Bombeiro Dotado", em conversas na internet.

O apelido sugestivo permitiu o encontro virtual com casal vidrado em fetiches sexuais com honras militares. Como a coluna "Justiça e Cidadania" publicou nesta terça-feira com exclusividade, o trio fez sexo no 4º Grupamento do Corpo de Bombeiros, na Posse, em Nova Iguaçu, às 23h do dia 22 de junho do ano passado. A orgia foi fotografada e colocada no blog do casal.

O cabo e um sargento que permitiu a festinha, com direito a fotos na escada magirus e a estripulias do trio em uma viatura, foram denunciados pelo crime de pederastia no Código Militar, com pena de seis meses a um ano de detenção. A ousadia do casal e dos militares foi divulgada.

Em conversa na internet, o casal, batizado de ksal fetiche, ironiza: “Chegamos na portaria e avisamos que vamos dar umazinha com vc aih dentro kkkk”. E ainda completa: “Então, vamos entrar e sair sem os 23 perceberem”, referindo-se à tropa de plantão na unidade.

"Segurança" na garagem

Além das fotos expostas no blog, o casal detalhou que marcou para chegar ao quartel às 21h. Eles ficaram perto do grupamento quando foram resgatados pelo cabo às 23h e entraram.

O trio foi direto para a garagem onde estavam as viaturas, com a escada magirus. O cabo e o casal mantinham relações sexuais, enquanto o sargento ficava de prontidão para avisar se chegasse alguém.

O caso veio à tona em agosto, quando as fotos foram postadas no blog do casal, gerando burburinhos.

A tropa foi formada até que uma testemunha apontou o cabo como o responsável pelas estripulias e o sargento, sentinela que controlava a entrada e saída de pessoas no quartel. Em depoimento, no processo disciplinar, o cabo, lotado há quatro anos na unidade, pediu desculpas.

Sindicância apontou desprezo pelo uniforme

O Corpo de Bombeiros, em sindicância, concluiu que houve crime militar e menosprezo ao uniforme — a mulher chegou a usar uma camisa, como acessório do fetiche.

Em nota oficial, a corporação informou que foi aberto um inquérito policial-militar depois que a Corregedoria tomou conhecimento do material erótico postado no blog do casal.

O cabo foi punido com 30 dias de prisão disciplinar, e o sargento, que deu cobertura à ação, com 20 dias; e o assunto foi encerrado no Corpo de Bombeiros.

“Disciplinarmente, caberia expulsão da corporação pela conduta dos militares. Porém, pela pena, que chega no máximo a um ano de detenção, não há exclusão”, explicou o promotor Paulo Roberto Mello Cunha, que denunciou os militares à Auditoria de Justiça Militar.

Nesta terça-feira o juiz Marcius da Costa Ferreira, em exercício na Auditoria de Justiça, aceitou a denúncia do Ministério Público e agora os militares passaram a responder ao processo.

VEJA ALGUMAS FOTOS

quartel.jpg

quartel1.jpg

 

Fonte: Com informações do O Dia/IG

Publicado Por: Francy Teixeira

Últimas Notícias
15h29 Secretaria de Assistência Social amplia o programa “Vida Ativa na Terceira Idade” 15h26 Imagens mostram ventania que deixou 13 pessoas feridas 15h24 TRE nega recurso e mantém no cargo prefeito do Norte do Piauí 15h22 Corpo é encontrado próximo á sede da Polícia Federal em Teresina 15h14 Baiano que nasceu com a cabeça para trás hoje dá palestras: 'Fui diferente' 15h14 Unidade Básica de Saúde é construída para aumentar atendimento médico em Caracol 15h10 Queda de helicóptero deixa cinco feridos no Paraná 15h07 Funcionários da VLI realizam uma ação comunitária no Dia Nacional do Voluntário 14h55 Após ter sido arrastado 1 km por animal, adolescente morre asfixiado no interior 14h43 Na TV, Zé Filho diz que é candidato sem rabo preso; veja os programas 14h28 Recomendação da DPE/MA poderá beneficiar 14 milhões de famílias em todo o Brasil 14h28 Cai previsão do mercado para crescimento da economia 14h22 Câmara legislativa de Corrente irá promover audiência pública sobre atendimento bancário 14h16 Justiça Eleitoral do Piauí absorve prefeito acusado de compra de voto 14h05 Vasco treina com presença de torcida, que pedem encontro com jogadores 14h01 Morre terceira vítima da queda de avião em Curitiba 13h52 Secretaria de Saúde de Paes Landim convida meninas para tomarem a 2ª Dose da Vacina contra o HPV 13h45 Fotos de Jennifer Lawrence podem ter vazado por falha no Find my iPhone 13h39 Semel divulga resultados da Taça Teresina SUB-13 13h36 Obras do Ginásio Poliesportivo da Região das Vilas estão a todo vapor 13h24 Vereadores promovem sessão "trasnsparência" na Câmara Municiapal de Ribeiro Gonçalves 13h13 Kolping de Esperantina abre inscrições para cursos profissionalizantes 13h10 UESPI de Esperantina abre inscrições para novos cursos 13h09 ACUSADO de matar taxista confessa ser o autor do crime 13h08 Xperia Z2 ou Moto X: confira o comparativo dos celulares e veja o melhor
Mesário Voluntário

Enquete

A morte de um taxista gerou um clima de revolta em Teresina. Um dos suspeitos já presos tinha várias passagens pela polícia, mas estava solto. Com um número cada vez maior de criminosos à solta, de quem você acredita que seja a culpa?

Total de Votos: 902

Válida de 29/08/2014 a 05/09/2014

Mais lidas

    180graus no Instagramno Instagram