180graus

Ampliando os direitos - 06/06/2013 às 17h14

Comissão aprova a regulamentação da Lei das Domésticas

Texto ainda precisa ser analisado pelos plenários do Senado e da Câmara

Vidraco
kangaço
Alencar Ximenes
Infatec
Habitar
Multcont
Ideal Box
FSA
Gerente Eficiente
Sercomprev
CEV

A comissão especial do Congresso Nacional que discute a regulamentação da emenda constitucional que amplia os direitos de empregados domésticos aprovou nesta quinta-feira (6) o relatório que regulamenta os sete itens do texto que ficaram em aberto após a promulgação. Para virar lei, o projeto de regulamentação ainda precisa passar pelos plenários do Senado e da Câmara, antes da sanção da presidente Dilma Rousseff.

A aprovação ocorreu mais de dois meses após a promulgação pelo Congresso da emenda que ficou conhecida como PEC das Domésticas. Depois de mais de uma hora do início da sessão, a votação foi anunciada e realizada de forma simbólica (sem contagem dos votos) em menos de um minuto, depois de deputados e senadores apresentarem críticas ao texto do relator da proposta, senador Romero Jucá (PMDB-RR).

O relatório estabelece que empregadores deverão pagar mensalmente contribuição com o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) de 11,2% do total do salário do empregado. Desse valor, 3,2% deverão ser depositados numa conta separada, de modo a garantir que, em caso de demissão sem justa causa, o trabalhador possa ser indenizado com o recebimento de 40% de seu saldo do FGTS.

Os 8% restantes equivalem ao mesmo que é pago pelos empregadores das demais categorias . Também ficou definido 0,8% de contribuição para o seguro por acidente de trabalho e outros 8% para INSS.

A regulamentação define como empregado doméstico aquele que presta serviços de forma contínua, por mais de dois dias na semana, no âmbito residencial e com finalidade não lucrativa. O trabalho fica restrito a maiores de 18 anos, e a carga horário fixada em no máximo 8 horas por dia ou 44 horas semanais.

Também fica estabelecida a possibilidade de regime de 12 horas de trabalho por 36 de descanso, desde que expressa em contrato. Os horários de entrada e saída devem ser, obrigatoriamente, registrados por meio manual ou eletrônico.

Hora-extra
Pelo texto apresentado, fica definido que a hora-extra deverá ser paga com valor no mínimo 50% maior que a hora normal. As horas-extras poderão ser compensadas com folgas ou descontos na jornada diária, mas, caso ao final do mês a empregada acumule mais de 40 horas sem compensação, elas obrigatoriamente deverão ser pagas.
O restante será somado num banco de horas válido por um ano. No projeto, o banco é chamado de "sistema de compensação de horas”.

Férias
A regulamentação também cria a possibilidade de divisão das férias de trabalhadores da categoria em apenas dois períodos. Inicialmente, o texto de Jucá previa que as férias dos domésticos fossem divididas em até três períodos.

A mudança foi solicitada pelos sindicatos e equipara as férias de domésticos ao das demais categorias de trabalhadores urbanos e rurais. Um dos períodos de férias deve ter no mínimo 14 dias. Atualmente, não há regra específica para a divisão das férias que, segundo o Ministério do Trabalho, é fixada a critério do empregador.

Fonte: Com informações do G1

Publicado Por: Fábio Carvalho

Últimas Notícias
23h26 Aconteceu hoje na Câmara Municipal de Agricolândia,uma apresentação do PROGRAMA ÁGUA PARA TODOS 23h20 Município de Riacho Frio é convidado para evento na APPM 23h15 Estudantes de Direito da UFMA conhecem sobre o funcionamento da Justiça estadual 23h13 Segunda etapa do Pronatec será criada até fim do ano 23h08 Unidade de Saúde do bairro Fripisa começa a ser construída pela Prefeitura 23h08 Rua que interliga cidade tem pavimentação concluída 23h05 Terminal da integração de passageiros necessita de reforma, diz vereador 22h54 Municípios maranhenses não conseguirão cumprir Plano Nacional de Resíduos Sólidos 22h40 Prefeito Gilmar Martins é convidado para evento na APPM 22h35 Último dia para inscrições do 4º Maranhão de Vídeo de Bolso 22h29 Anitta veta perguntas sobre plástica, mas apresentadores ignoram 22h19 Sem saber de gravidez, adolescente dá à luz em vaso sanitário 22h15 Biblioteca do TJMA passará por reforma e ampliação 22h13 Wilsão se reúne com os deputados da base, pela 1º vez, após renunciar 22h09 8 passos para fazer uma demissão virar uma boa notícia para os planos de carreira 22h05 Gestores escolares conhecem plataforma de aprendizagem de conteúdo do Enem 22h05 Sete erros mais comuns que toda mulher comete na hora da maquiagem 22h04 Carla Perez luta para apagar o passado no Tchan e virar a nova rainha das crianças 22h02 O que o seu cocô diz sobre você? Guia de cores revela as pistas de saúde nas fezes 22h00 Caixa realiza seminário soluções e oportunidades e convida prefeito Esdras 21h52 Dr. Pádua: Madeira realiza o maior programa de regularização fundiária do Maranhão 21h45 Produtor agredido por Dado fala sobre a demissão: 'Agora ele vai aprender' 21h35 Operação da Polícia Civil apreende maconha e prende três pessoas envolvidas com o tráfico em Codó 21h32 Banco do Brasil inaugura agência especializada em micro e pequena empresa 21h20 Prefeitura de Bertolínia é solicitada para aderir programa Saúde na Escola
Gerente Eficiente
Gerente Eficiente

Enquete

Você teme que, com o Marco Civil da Internet, passem a controlar mais as pessoas pelo que elas publicam, por exemplo, nas redes sociais?

Total de Votos: 96

Válida de 24/04/2014 a 01/05/2014

Mais lidas

    Galaxy
    BlueShark
    Babylandia
    Coelho Fortes Dourado

    180graus no Instagramno Instagram

    Gerente Eficiente