180graus

Ampliando os direitos - 06/06/2013 às 17h14

Comissão aprova a regulamentação da Lei das Domésticas

Texto ainda precisa ser analisado pelos plenários do Senado e da Câmara

Profº Márcio Lima - Dia da Mudança
cev maio
dr Wilson
UNIMED
unimed zika
sebrae





A comissão especial do Congresso Nacional que discute a regulamentação da emenda constitucional que amplia os direitos de empregados domésticos aprovou nesta quinta-feira (6) o relatório que regulamenta os sete itens do texto que ficaram em aberto após a promulgação. Para virar lei, o projeto de regulamentação ainda precisa passar pelos plenários do Senado e da Câmara, antes da sanção da presidente Dilma Rousseff.

A aprovação ocorreu mais de dois meses após a promulgação pelo Congresso da emenda que ficou conhecida como PEC das Domésticas. Depois de mais de uma hora do início da sessão, a votação foi anunciada e realizada de forma simbólica (sem contagem dos votos) em menos de um minuto, depois de deputados e senadores apresentarem críticas ao texto do relator da proposta, senador Romero Jucá (PMDB-RR).

O relatório estabelece que empregadores deverão pagar mensalmente contribuição com o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) de 11,2% do total do salário do empregado. Desse valor, 3,2% deverão ser depositados numa conta separada, de modo a garantir que, em caso de demissão sem justa causa, o trabalhador possa ser indenizado com o recebimento de 40% de seu saldo do FGTS.

Os 8% restantes equivalem ao mesmo que é pago pelos empregadores das demais categorias . Também ficou definido 0,8% de contribuição para o seguro por acidente de trabalho e outros 8% para INSS.

A regulamentação define como empregado doméstico aquele que presta serviços de forma contínua, por mais de dois dias na semana, no âmbito residencial e com finalidade não lucrativa. O trabalho fica restrito a maiores de 18 anos, e a carga horário fixada em no máximo 8 horas por dia ou 44 horas semanais.

Também fica estabelecida a possibilidade de regime de 12 horas de trabalho por 36 de descanso, desde que expressa em contrato. Os horários de entrada e saída devem ser, obrigatoriamente, registrados por meio manual ou eletrônico.

Hora-extra
Pelo texto apresentado, fica definido que a hora-extra deverá ser paga com valor no mínimo 50% maior que a hora normal. As horas-extras poderão ser compensadas com folgas ou descontos na jornada diária, mas, caso ao final do mês a empregada acumule mais de 40 horas sem compensação, elas obrigatoriamente deverão ser pagas.
O restante será somado num banco de horas válido por um ano. No projeto, o banco é chamado de "sistema de compensação de horas”.

Férias
A regulamentação também cria a possibilidade de divisão das férias de trabalhadores da categoria em apenas dois períodos. Inicialmente, o texto de Jucá previa que as férias dos domésticos fossem divididas em até três períodos.

A mudança foi solicitada pelos sindicatos e equipara as férias de domésticos ao das demais categorias de trabalhadores urbanos e rurais. Um dos períodos de férias deve ter no mínimo 14 dias. Atualmente, não há regra específica para a divisão das férias que, segundo o Ministério do Trabalho, é fixada a critério do empregador.

Fonte: Com informações do G1

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


zika adv6
UNIMED DIA DAS MÃES
Últimas Notícias
00h03 Vendas de ingressos para semifinal somente no Albertão 00h01 BrVox/Wall Ferraz: Dr.Danilo Martins tem 53,33% na pesquisa espontânea 23h56 Piauiense: Galo treina e está pronto para a semifinal contra o Parnahyba 23h24 STJ nega a vereadores de Lagoa do PI pedido para não pagar previdência 22h29 Piauí fica de fora da presidência dos mais de 20 colegiados da Câmara 21h33 CCOM nunca respondeu a pedido de informação do 180 18h42 Iracema é membro titular da Comissão de Defesa do Consumidor 18h21 I seminário sobre o MATOPIBA. 18h16 Secretaria alerta beneficiários do Bolsa Família para que procurem seus agentes 18h10 13 ruas concluídas no povoado Buriti do Castelo 18h01 Tocha Olímpica chega a Teresina dia 10 de junho e revezamento terá 20km 18h00 Regina se 'vinga' de Delcídio e após tentar 'livrá-lo', quer agora cassação 17h56 Folha do Estado tinha conta coletiva que recebia por diversos servidores 17h56 Matizes cobra MPE sobre proibição de capelas em órgãos públicos no estado 17h51 Convite Secretaria de Saúde 17h50 João Kleber diz que Boni tirou dele lugar que hoje é de Faustão 17h39 Projeto de lei quer proibir motorista de dirigir com bêbado ao seu lado 17h35 Pedido de prisão de Lula chega à vara da Lava Jato 17h24 Armazém Paraiba de Beneditinos Preparou Muitas Novidades Pra você Presentear sua Mãe,veja 17h23 Band perde o futebol e não vai transmitir o Campeonado Brasileiro 17h19 Emma Watson usa look feito de garrafas plásticas no baile do MET 17h15 Eletrobras-PI realiza campanha para quem está com as contas atrasadas 17h08 Justiça manda prender donos da Cervejaria Malta por dívida de R$ 2 bi 17h06 Band abre as inscrições para o reality musical 'X Factor' 17h00 Deputado quer CPI para investigar pagamentos da CCOM
SUNSET

Mais Lidas


    Enquete

    O Coordenador de Comunicação do Governo do Estado, João Rodrigues, gasta mais com publicidade do que Fábio Abreu gasta com segurança pública. Como você avalia essa situação?

    Total de Votos: 204

    Válida de 27/04/2016 a 04/05/2016

    elite
    ZikaZero
    Profº Márcio Lima - Dia da Mudança

    180graus no Instagramno Instagram

    sunset