180graus

Ampliando os direitos - 06/06/2013 às 17h14

Comissão aprova a regulamentação da Lei das Domésticas

Texto ainda precisa ser analisado pelos plenários do Senado e da Câmara

Vestibular
Kangaco
Kangaço

A comissão especial do Congresso Nacional que discute a regulamentação da emenda constitucional que amplia os direitos de empregados domésticos aprovou nesta quinta-feira (6) o relatório que regulamenta os sete itens do texto que ficaram em aberto após a promulgação. Para virar lei, o projeto de regulamentação ainda precisa passar pelos plenários do Senado e da Câmara, antes da sanção da presidente Dilma Rousseff.

A aprovação ocorreu mais de dois meses após a promulgação pelo Congresso da emenda que ficou conhecida como PEC das Domésticas. Depois de mais de uma hora do início da sessão, a votação foi anunciada e realizada de forma simbólica (sem contagem dos votos) em menos de um minuto, depois de deputados e senadores apresentarem críticas ao texto do relator da proposta, senador Romero Jucá (PMDB-RR).

O relatório estabelece que empregadores deverão pagar mensalmente contribuição com o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) de 11,2% do total do salário do empregado. Desse valor, 3,2% deverão ser depositados numa conta separada, de modo a garantir que, em caso de demissão sem justa causa, o trabalhador possa ser indenizado com o recebimento de 40% de seu saldo do FGTS.

Os 8% restantes equivalem ao mesmo que é pago pelos empregadores das demais categorias . Também ficou definido 0,8% de contribuição para o seguro por acidente de trabalho e outros 8% para INSS.

A regulamentação define como empregado doméstico aquele que presta serviços de forma contínua, por mais de dois dias na semana, no âmbito residencial e com finalidade não lucrativa. O trabalho fica restrito a maiores de 18 anos, e a carga horário fixada em no máximo 8 horas por dia ou 44 horas semanais.

Também fica estabelecida a possibilidade de regime de 12 horas de trabalho por 36 de descanso, desde que expressa em contrato. Os horários de entrada e saída devem ser, obrigatoriamente, registrados por meio manual ou eletrônico.

Hora-extra
Pelo texto apresentado, fica definido que a hora-extra deverá ser paga com valor no mínimo 50% maior que a hora normal. As horas-extras poderão ser compensadas com folgas ou descontos na jornada diária, mas, caso ao final do mês a empregada acumule mais de 40 horas sem compensação, elas obrigatoriamente deverão ser pagas.
O restante será somado num banco de horas válido por um ano. No projeto, o banco é chamado de "sistema de compensação de horas”.

Férias
A regulamentação também cria a possibilidade de divisão das férias de trabalhadores da categoria em apenas dois períodos. Inicialmente, o texto de Jucá previa que as férias dos domésticos fossem divididas em até três períodos.

A mudança foi solicitada pelos sindicatos e equipara as férias de domésticos ao das demais categorias de trabalhadores urbanos e rurais. Um dos períodos de férias deve ter no mínimo 14 dias. Atualmente, não há regra específica para a divisão das férias que, segundo o Ministério do Trabalho, é fixada a critério do empregador.

Fonte: Com informações do G1

Publicado Por: Fábio Carvalho

Últimas Notícias
00h55 Polícia de Oeiras prende dois homens com arma e droga 00h48 Cursos de capacitação geraram emprego e renda em Oeiras 00h31 Formação do PENAIC 00h17 Katt Williams, ator de 'Eu, a Patroa e as Crianças', é preso acusado de roubo 00h13 Democratização da CBF divide clubes e jogadores. Governo fica neutro; comente 23h56 SEMTCAS realiza mutirão de cadastramento e atualização do CadÚnico 23h55 2ª Vara da Infância e da Juventude aplicará práticas restaurativas 23h45 Servidores recebem décimo terceiro integral em Pedro II 23h35 IEL entrega 4 toneladas de donativos a 11 entidade filantrópicas de São Luís 23h32 HUT realiza curso sobre Núcleo de Segurança do Paciente em Teresina 23h15 Empréstimo realizado de forma fraudulenta gera indenização 23h05 Ouro Verde pode ganhar creche 23h03 Fórum da MPE realiza palestra sobre o Simples em Teresina 22h56 Câmara Municipal realiza sessão solene pelo Dia da Consciência Evangélica 22h55 2ª Vara da Infância e da Juventude aplicará práticas restaurativas 22h35 Zona livre de aftosa com vacinação, Maranhão imuniza rebanho de 7,5 mi a partir de sábado (1º) 22h32 Ao completar 20 anos, ONG já formou mais de 90 mil professores 22h15 SPCC prende suspeita de repassar ordens de presidiários para facção criminosa 22h09 Maioria dos servidores do Poder Judiciário tem orgulho de seu trabalho 22h05 Juíza Patrícia Marques toma posse na 4ª Vara Criminal de São Luís 21h59 Bira do Pindaré é confirmado no comando da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior 21h55 Justiça nos Bairros leva cidadania à comunidade de Imperatriz 21h35 MPT-MA processa Caixa por jornada excessiva de trabalho 21h15 SSP e Detran apresentam investimentos e ações à imprensa no Café com Informação 21h14 Bira do Pindaré será o Secretario de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Mais lidas

    Enquete

    Qual o maior desafio que a presidente Dilma Rousseff terá em seu novo mandato?

    Total de Votos: 823

    Válida de 27/10/2014 a 03/11/2014

    DR ANTONIO CARLOS

    180graus no Instagramno Instagram