180graus

Ampliando os direitos - 06/06/2013 às 17h14

Comissão aprova a regulamentação da Lei das Domésticas

Texto ainda precisa ser analisado pelos plenários do Senado e da Câmara

Dr. Igor Martins





A comissão especial do Congresso Nacional que discute a regulamentação da emenda constitucional que amplia os direitos de empregados domésticos aprovou nesta quinta-feira (6) o relatório que regulamenta os sete itens do texto que ficaram em aberto após a promulgação. Para virar lei, o projeto de regulamentação ainda precisa passar pelos plenários do Senado e da Câmara, antes da sanção da presidente Dilma Rousseff.

A aprovação ocorreu mais de dois meses após a promulgação pelo Congresso da emenda que ficou conhecida como PEC das Domésticas. Depois de mais de uma hora do início da sessão, a votação foi anunciada e realizada de forma simbólica (sem contagem dos votos) em menos de um minuto, depois de deputados e senadores apresentarem críticas ao texto do relator da proposta, senador Romero Jucá (PMDB-RR).

O relatório estabelece que empregadores deverão pagar mensalmente contribuição com o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) de 11,2% do total do salário do empregado. Desse valor, 3,2% deverão ser depositados numa conta separada, de modo a garantir que, em caso de demissão sem justa causa, o trabalhador possa ser indenizado com o recebimento de 40% de seu saldo do FGTS.

Os 8% restantes equivalem ao mesmo que é pago pelos empregadores das demais categorias . Também ficou definido 0,8% de contribuição para o seguro por acidente de trabalho e outros 8% para INSS.

A regulamentação define como empregado doméstico aquele que presta serviços de forma contínua, por mais de dois dias na semana, no âmbito residencial e com finalidade não lucrativa. O trabalho fica restrito a maiores de 18 anos, e a carga horário fixada em no máximo 8 horas por dia ou 44 horas semanais.

Também fica estabelecida a possibilidade de regime de 12 horas de trabalho por 36 de descanso, desde que expressa em contrato. Os horários de entrada e saída devem ser, obrigatoriamente, registrados por meio manual ou eletrônico.

Hora-extra
Pelo texto apresentado, fica definido que a hora-extra deverá ser paga com valor no mínimo 50% maior que a hora normal. As horas-extras poderão ser compensadas com folgas ou descontos na jornada diária, mas, caso ao final do mês a empregada acumule mais de 40 horas sem compensação, elas obrigatoriamente deverão ser pagas.
O restante será somado num banco de horas válido por um ano. No projeto, o banco é chamado de "sistema de compensação de horas”.

Férias
A regulamentação também cria a possibilidade de divisão das férias de trabalhadores da categoria em apenas dois períodos. Inicialmente, o texto de Jucá previa que as férias dos domésticos fossem divididas em até três períodos.

A mudança foi solicitada pelos sindicatos e equipara as férias de domésticos ao das demais categorias de trabalhadores urbanos e rurais. Um dos períodos de férias deve ter no mínimo 14 dias. Atualmente, não há regra específica para a divisão das férias que, segundo o Ministério do Trabalho, é fixada a critério do empregador.

Fonte: Com informações do G1

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


Dr. Igor Martins
UNIMED - DIGA 33
Últimas Notícias
22h44 Governador W. Dias recebe homenagem e entrega autorização de obras 21h03 Caminha encerra Semana Municipal de Conscientização de prevenção ao uso de Drogas 20h47 Projeto: Prevenção sobre drogas na Escola Dom Avelar 20h36 Igreja Assembleia de Deus Missão promoveu um culto sobre as drogas 20h27 Prefeitura inaugura diversas obras pelo município 20h26 Combate às drogas através de palestras de conscientização na Escola Idália de Brito 20h17 Missa do sétimo dia do Sr. Crispim é marcada por muita emoção 19h01 Escolas de Educação Infantil realizam festa junina 18h57 Treinador do River estuda alterações para enfrentar o Confiança no Albertão 18h50 Colisão entre caminhão tanque e motocicleta deixa mulher ferida na PI-113 18h42 Elmano faz 'elogios' à senadora Gleisi após o marido dela ser preso pela PF 18h35 Repasse da União para a Eletrobras PI pode até ser pago pelos consumidores 18h05 Lysia Bucar terá que pagar custas judicias referentes a R$ 23 millhões 17h15 Novos emojis do seu celular tem 'cara de mentiroso', 'tirando selfie' e bacon 17h01 Cervejada da Urufolia foi paga com dinheiro da Educação 16h42 Caçador morre após tiro acidental no interior do Piauí 16h38 Carga de cerveja avaliada em R$ 192 mil é apreendida sem 'notas fiscais' 16h36 Mulher é baleada dentro de casa, seu marido é o principal suspeito 16h28 7º Congresso Internacional de Odontologia é lançado em Teresina 16h27 Pacientes do CAPS de Batalha participaram de festa junina 16h24 Festival Junino de Altos terá shows de Avine Vinny, Waldonys e Amauri Jucá 16h18 Arraiá de S.M do Tapuio recebe grupos juninos de cidades do Piauí e Ceará 16h17 Secretaria Municipal de Saúde realiza arraial para pacientes do CAPS AD III 16h07 Folha de Dirceu Arcoverde consome mais de R$ 4 milhões ao ano. Veja lista 16h04 Confira os 8 erros que estragam o sexo imediatamente

Contratamos designer gráfico

Mais Lidas


    Enquete

    Escândalos de corrupção têm sido cada vez mais frequentes no noticiário. Pagamentos de propina à nível nacional envolvem até políticos do Piauí. Você acha que ainda tem jeito pro Brasil?

    Total de Votos: 241

    Válida de 16/06/2016 a 23/06/2016

    180graus no Instagramno Instagram

    sunset