180graus

Ampliando os direitos - 06/06/2013 às 17h14

Comissão aprova a regulamentação da Lei das Domésticas

Texto ainda precisa ser analisado pelos plenários do Senado e da Câmara

COELHO FORTE E DOURADO
Laurice - Projetos
DR GERMANO
COMSERV
Unimed





A comissão especial do Congresso Nacional que discute a regulamentação da emenda constitucional que amplia os direitos de empregados domésticos aprovou nesta quinta-feira (6) o relatório que regulamenta os sete itens do texto que ficaram em aberto após a promulgação. Para virar lei, o projeto de regulamentação ainda precisa passar pelos plenários do Senado e da Câmara, antes da sanção da presidente Dilma Rousseff.

A aprovação ocorreu mais de dois meses após a promulgação pelo Congresso da emenda que ficou conhecida como PEC das Domésticas. Depois de mais de uma hora do início da sessão, a votação foi anunciada e realizada de forma simbólica (sem contagem dos votos) em menos de um minuto, depois de deputados e senadores apresentarem críticas ao texto do relator da proposta, senador Romero Jucá (PMDB-RR).

O relatório estabelece que empregadores deverão pagar mensalmente contribuição com o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) de 11,2% do total do salário do empregado. Desse valor, 3,2% deverão ser depositados numa conta separada, de modo a garantir que, em caso de demissão sem justa causa, o trabalhador possa ser indenizado com o recebimento de 40% de seu saldo do FGTS.

Os 8% restantes equivalem ao mesmo que é pago pelos empregadores das demais categorias . Também ficou definido 0,8% de contribuição para o seguro por acidente de trabalho e outros 8% para INSS.

A regulamentação define como empregado doméstico aquele que presta serviços de forma contínua, por mais de dois dias na semana, no âmbito residencial e com finalidade não lucrativa. O trabalho fica restrito a maiores de 18 anos, e a carga horário fixada em no máximo 8 horas por dia ou 44 horas semanais.

Também fica estabelecida a possibilidade de regime de 12 horas de trabalho por 36 de descanso, desde que expressa em contrato. Os horários de entrada e saída devem ser, obrigatoriamente, registrados por meio manual ou eletrônico.

Hora-extra
Pelo texto apresentado, fica definido que a hora-extra deverá ser paga com valor no mínimo 50% maior que a hora normal. As horas-extras poderão ser compensadas com folgas ou descontos na jornada diária, mas, caso ao final do mês a empregada acumule mais de 40 horas sem compensação, elas obrigatoriamente deverão ser pagas.
O restante será somado num banco de horas válido por um ano. No projeto, o banco é chamado de "sistema de compensação de horas”.

Férias
A regulamentação também cria a possibilidade de divisão das férias de trabalhadores da categoria em apenas dois períodos. Inicialmente, o texto de Jucá previa que as férias dos domésticos fossem divididas em até três períodos.

A mudança foi solicitada pelos sindicatos e equipara as férias de domésticos ao das demais categorias de trabalhadores urbanos e rurais. Um dos períodos de férias deve ter no mínimo 14 dias. Atualmente, não há regra específica para a divisão das férias que, segundo o Ministério do Trabalho, é fixada a critério do empregador.

Fonte: Com informações do G1

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


Terno e Cia
Phocus Galerie
Unimed
Dr. Wilson Gondim
Unimed
Últimas Notícias
18h52 Contaminantes ambientais presentes no nosso dia-a-dia (parte I) 18h14 Teresina contará com loja oficial da Apple a partir do mês de dezembro 18h02 Jornalista da 'Clube' e Lourdes Melo brigam feio durante entrevista;vídeo 17h37 Presidente Temer reconduz José Wilson ao cargo de Juiz Titular do TRE-PI 17h35 Governador, Rejane Dias e Sarah Menezes inauguram Centro de Artes Marciais 17h35 Campo Maior:pesquisas têm números exatamente opostos 17h30 Cola de papel, manifestação silenciosa e levar celular para cabina: isso pode? 17h30 Tite convoca Wendell e Rafael Carioca para a seleção brasileira 17h15 Fugitivos de presídio são recapturados em Esperantina e polícia segue buscas 17h14 Presidente da Portela e candidato a vereador é assassinado no Rio 17h08 Candidato a vice-prefeito tem bens e conta indisponibilizados pela justiça 17h07 Saúde: rótulos de cosméticos poderão ter aviso sobre risco de alergia; confira 16h55 Teresina Hall recebe show de 'Dilma Ducheff' nesta sexta-feira, dia 30/09 16h13 Governo reajusta salários do Mais Médicos a partir de janeiro de 2017 15h42 Juiz Sérgio Moro determinou bloqueio de R$128 milhões de Antonio Palocci 15h29 Centro Sarah Menezes é inaugurado e atenderá 500 alunos; veja detalhes 15h28 Lei considera inelegíveis pessoas demitidas do serviço público 15h17 Ministro da Justiça diz que investigações continuam mesmo com as eleições 15h04 Rejane Dias participa de evento com candidato Ariano em Cristalândia do Piauí 15h01 Candidato a prefeito sofre acidente após veículo capotar diversas vezes 14h51 Neymar senta no colo de Mascherano antes de foto oficial do Barcelona 14h46 Diego Hypolito volta ao Faustão para explicar veto ao programa 14h40 Depressão: um simples exame de sangue indica o melhor tratamento 14h30 Adolescente é perseguido e morto a tiros no litoral;polícia investiga caso 14h29 Último filme de Domingos Montagner é premiado em festival nos EUA

Laurice - Projetos
Terno e Cia
Phocus Galerie
Dr. Wilson Gondim

Mais Lidas

    DR GERMANO ADV
    SUNSET

    Enquete

    Você acha que a Miss Piauí Lara Lobo tem chance de ganhar o Miss Brasil?

    Total de Votos: 347

    Válida de 15/09/2016 a 30/09/2016

    Silva, Guedes & Barroso
    Casa do cartucho
    Dr. Diogo Caldas(Escritório de advocacia)
    Dr. Wilson Gondim

    180graus no Instagramno Instagram

    Panificadora Canindé
    Dr. Wilson Gondim