180graus

Ampliando os direitos - 06/06/2013 às 17h14

Comissão aprova a regulamentação da Lei das Domésticas

Texto ainda precisa ser analisado pelos plenários do Senado e da Câmara

Maria Brasileira - Limpeza e cuidados
Venha para o Hotel Delta em Parnaíba
Você no controle do Processo





A comissão especial do Congresso Nacional que discute a regulamentação da emenda constitucional que amplia os direitos de empregados domésticos aprovou nesta quinta-feira (6) o relatório que regulamenta os sete itens do texto que ficaram em aberto após a promulgação. Para virar lei, o projeto de regulamentação ainda precisa passar pelos plenários do Senado e da Câmara, antes da sanção da presidente Dilma Rousseff.

A aprovação ocorreu mais de dois meses após a promulgação pelo Congresso da emenda que ficou conhecida como PEC das Domésticas. Depois de mais de uma hora do início da sessão, a votação foi anunciada e realizada de forma simbólica (sem contagem dos votos) em menos de um minuto, depois de deputados e senadores apresentarem críticas ao texto do relator da proposta, senador Romero Jucá (PMDB-RR).

O relatório estabelece que empregadores deverão pagar mensalmente contribuição com o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) de 11,2% do total do salário do empregado. Desse valor, 3,2% deverão ser depositados numa conta separada, de modo a garantir que, em caso de demissão sem justa causa, o trabalhador possa ser indenizado com o recebimento de 40% de seu saldo do FGTS.

Os 8% restantes equivalem ao mesmo que é pago pelos empregadores das demais categorias . Também ficou definido 0,8% de contribuição para o seguro por acidente de trabalho e outros 8% para INSS.

A regulamentação define como empregado doméstico aquele que presta serviços de forma contínua, por mais de dois dias na semana, no âmbito residencial e com finalidade não lucrativa. O trabalho fica restrito a maiores de 18 anos, e a carga horário fixada em no máximo 8 horas por dia ou 44 horas semanais.

Também fica estabelecida a possibilidade de regime de 12 horas de trabalho por 36 de descanso, desde que expressa em contrato. Os horários de entrada e saída devem ser, obrigatoriamente, registrados por meio manual ou eletrônico.

Hora-extra
Pelo texto apresentado, fica definido que a hora-extra deverá ser paga com valor no mínimo 50% maior que a hora normal. As horas-extras poderão ser compensadas com folgas ou descontos na jornada diária, mas, caso ao final do mês a empregada acumule mais de 40 horas sem compensação, elas obrigatoriamente deverão ser pagas.
O restante será somado num banco de horas válido por um ano. No projeto, o banco é chamado de "sistema de compensação de horas”.

Férias
A regulamentação também cria a possibilidade de divisão das férias de trabalhadores da categoria em apenas dois períodos. Inicialmente, o texto de Jucá previa que as férias dos domésticos fossem divididas em até três períodos.

A mudança foi solicitada pelos sindicatos e equipara as férias de domésticos ao das demais categorias de trabalhadores urbanos e rurais. Um dos períodos de férias deve ter no mínimo 14 dias. Atualmente, não há regra específica para a divisão das férias que, segundo o Ministério do Trabalho, é fixada a critério do empregador.

Fonte: Com informações do G1

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


CFO - MA - Vem pro Podium!
Mestrado em Políticas Públicas | Vem pro Podium
PM-MA - Vem pro Podium!
Últimas Notícias
15h11 Banco Central está otimista e projeta crescimento de 0,5% em 2017 15h07 Estudantes despertam o interesse por história, após aulas diferenciadas; veja 15h01 Jovem é morto na porta de casa na zona Norte de Teresina 15h00 Senador Ciro Nogueira participa de entrega de obras em Batalha 14h56 Ação contra Paulo Skaf deverá sair da competência de Sérgio Moro para o SP 14h52 Mestrado Profissional em Biologia da Uespi é o mais procurado do país 14h36 Solenidade marca início da obra de pavimentação da BR 222 no Piauí 14h27 Grêmio e Coritiba se enfrentarão na 9ª rodada do brasileirão, nesta quinta (22) 14h21 Teinador do Furacão, Eduardo Baptista dá aula para turma da Licença A; veja 14h15 Corinthians encara o Bahia para manter liderança, quinta-feira (22) 14h10 Conjunto Pedra do Letreiro, em Batalha, recebe pavimentação 14h04 Subiu para 21 o número de mortos em acidente entre ônibus e carreta 13h59 Detran divulga o novo calendário de exames práticos no estado do Piauí 13h51 No último final de semana, foi realizado 1º campeonato amador da cidade 13h39 Decisão de consulta da Appm sobre diário oficial fica adiada após vistas 13h36 Primeira competição de e-Sports do Nordeste promete ‘lotar’ o Teresina Shopping 13h24 Prefeitura de Cajazeira promove 21° edição da Festa dos Vaqueiros com grandes atrações 13h13 Dr Helder Eugênio recebe a visita do presidente da FCMC no 180; confira 13h10 Prefeitura realiza VI Conferência de Assistência Social e elabora propostas 13h08 Acidente envolvendo motocicleta deixa uma pessoa morta em rodovia do Piauí 13h07 Governo autoriza revitalização do Complexo Porto das Barcas 13h04 Senado aprova prioridade especial para quem tem mais de oitenta anos 13h03 Avenida Principal do Dirceu receberá novo semáforo a partir de sábado (24) 13h02 Melhorias: Evangelina Rosa implanta farmácias descentralizadas 13h01 Aproximadamente 5% da população mundial consumiu drogas em 2015, diz ONU

Mestrado em Políticas Públicas | Vem pro Podium
Escola de Sargentos - Vem pro Podium!

Mais Lidas


    Enquete

    Você acredita que Michel Temer vai...

    Total de Votos: 290

    Válida de 2017-05-29 15:46:00.0 a 2017-06-05

    Podium - Professor Atualidades

    180graus no Instagramno Instagram

    Podium - Professores Dir. Constitucional