180graus

Ampliando os direitos - 06/06/2013 às 17h14

Comissão aprova a regulamentação da Lei das Domésticas

Texto ainda precisa ser analisado pelos plenários do Senado e da Câmara

Casa do Cartucho
CELTA CONSTRUTORA
LB Fitness
Kangaço

A comissão especial do Congresso Nacional que discute a regulamentação da emenda constitucional que amplia os direitos de empregados domésticos aprovou nesta quinta-feira (6) o relatório que regulamenta os sete itens do texto que ficaram em aberto após a promulgação. Para virar lei, o projeto de regulamentação ainda precisa passar pelos plenários do Senado e da Câmara, antes da sanção da presidente Dilma Rousseff.

A aprovação ocorreu mais de dois meses após a promulgação pelo Congresso da emenda que ficou conhecida como PEC das Domésticas. Depois de mais de uma hora do início da sessão, a votação foi anunciada e realizada de forma simbólica (sem contagem dos votos) em menos de um minuto, depois de deputados e senadores apresentarem críticas ao texto do relator da proposta, senador Romero Jucá (PMDB-RR).

O relatório estabelece que empregadores deverão pagar mensalmente contribuição com o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) de 11,2% do total do salário do empregado. Desse valor, 3,2% deverão ser depositados numa conta separada, de modo a garantir que, em caso de demissão sem justa causa, o trabalhador possa ser indenizado com o recebimento de 40% de seu saldo do FGTS.

Os 8% restantes equivalem ao mesmo que é pago pelos empregadores das demais categorias . Também ficou definido 0,8% de contribuição para o seguro por acidente de trabalho e outros 8% para INSS.

A regulamentação define como empregado doméstico aquele que presta serviços de forma contínua, por mais de dois dias na semana, no âmbito residencial e com finalidade não lucrativa. O trabalho fica restrito a maiores de 18 anos, e a carga horário fixada em no máximo 8 horas por dia ou 44 horas semanais.

Também fica estabelecida a possibilidade de regime de 12 horas de trabalho por 36 de descanso, desde que expressa em contrato. Os horários de entrada e saída devem ser, obrigatoriamente, registrados por meio manual ou eletrônico.

Hora-extra
Pelo texto apresentado, fica definido que a hora-extra deverá ser paga com valor no mínimo 50% maior que a hora normal. As horas-extras poderão ser compensadas com folgas ou descontos na jornada diária, mas, caso ao final do mês a empregada acumule mais de 40 horas sem compensação, elas obrigatoriamente deverão ser pagas.
O restante será somado num banco de horas válido por um ano. No projeto, o banco é chamado de "sistema de compensação de horas”.

Férias
A regulamentação também cria a possibilidade de divisão das férias de trabalhadores da categoria em apenas dois períodos. Inicialmente, o texto de Jucá previa que as férias dos domésticos fossem divididas em até três períodos.

A mudança foi solicitada pelos sindicatos e equipara as férias de domésticos ao das demais categorias de trabalhadores urbanos e rurais. Um dos períodos de férias deve ter no mínimo 14 dias. Atualmente, não há regra específica para a divisão das férias que, segundo o Ministério do Trabalho, é fixada a critério do empregador.

Fonte: Com informações do G1

Publicado Por: Fábio Carvalho

Últimas Notícias
13h03 José Dirceu detona Dilma e vê vitória de Marina Sila em outubro 13h02 Prefeitura no Piauí inscreve até dia 02 de setembro para nova seleção; edital 13h02 CFOAB divulga resultado da 1ª Fase do XIV Exame de Ordem; confira resultado 13h01 PF investiga abuso de poder, conduta vedada e gasto ilícito de políticos do PI 13h01 Grupos celebram 'Morte do Boi' em Teresina nas ruas da Zona Sul 12h58 TJ-PI aprova 'férias' para advogados após recesso do final de ano; entenda 12h54 Guia de cuidados para o atleta amador 'de fim de semana' 12h53 Cora coloca plano em prática e fica amiga de Magnólia 12h51 Zé Alfredo aceita ter um filho com Isis ao vê-la sofrer: 'Vou gostar muito!' 12h45 Dez alimentos ricos em carboidrato e os benefícios deste nutriente 12h42 TCE completa 115 anos e homenageia autoridades com entrega de Medalhas 12h41 Izabel Goulart posa usando cueca e conta que acordou 'acompanhada' 12h35 Após ensaio nu, Ana Paula Minerato seca 4 quilos com treino funcional 12h31 Município de Miguel Leão recebe homenagem em Teresina 12h30 Audiência pública sobre acesso à Justiça para a juventude negra será realizada em 17 de setembro 12h26 Candidata Lourdes Melo 'faz a festa' no aniversário da rádio Teresina FM 12h13 Acontecerá a XI Exposição Cultural do Caju em Santo Antônio de Lisboa 12h11 Banda Desejo de Menina arrasta multidão nos festejos de Miguel Leão,veja 12h09 Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Lisboa convida a população para a XI Festa do Caju 12h06 OAB-PI realiza tradicional Festa do Advogado neste sábado em THE 12h01 Primeira Igreja Batista do Planalto Uruguai reaiza culto jovem neste sábado 11h58 Advogado do PI participa da posse da nova Corregedora do CNJ 11h53 Aumenta acesso de advogados a processos com segredo de Justiça 11h35 Comercial-PI é goleado pelo Remo-PA e fica fora da final da Copa Norte Sub-20 de Futebol 11h31 CGJ regulamenta plantão judicial com trabalho de servidores de 14h às 18h
ControlX
Mesário Voluntário

Enquete

A morte de um taxista gerou um clima de revolta em Teresina. Um dos suspeitos já presos tinha várias passagens pela polícia, mas estava solto. Com um número cada vez maior de criminosos à solta, de quem você acredita que seja a culpa?

Total de Votos: 376

Válida de 29/08/2014 a 05/09/2014

Mais lidas

    180graus no Instagramno Instagram