180graus

Ampliando os direitos - 06/06/2013 às 17h14

Comissão aprova a regulamentação da Lei das Domésticas

Texto ainda precisa ser analisado pelos plenários do Senado e da Câmara

comserv
Negócios ou lazer em Parnaíba?





A comissão especial do Congresso Nacional que discute a regulamentação da emenda constitucional que amplia os direitos de empregados domésticos aprovou nesta quinta-feira (6) o relatório que regulamenta os sete itens do texto que ficaram em aberto após a promulgação. Para virar lei, o projeto de regulamentação ainda precisa passar pelos plenários do Senado e da Câmara, antes da sanção da presidente Dilma Rousseff.

A aprovação ocorreu mais de dois meses após a promulgação pelo Congresso da emenda que ficou conhecida como PEC das Domésticas. Depois de mais de uma hora do início da sessão, a votação foi anunciada e realizada de forma simbólica (sem contagem dos votos) em menos de um minuto, depois de deputados e senadores apresentarem críticas ao texto do relator da proposta, senador Romero Jucá (PMDB-RR).

O relatório estabelece que empregadores deverão pagar mensalmente contribuição com o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) de 11,2% do total do salário do empregado. Desse valor, 3,2% deverão ser depositados numa conta separada, de modo a garantir que, em caso de demissão sem justa causa, o trabalhador possa ser indenizado com o recebimento de 40% de seu saldo do FGTS.

Os 8% restantes equivalem ao mesmo que é pago pelos empregadores das demais categorias . Também ficou definido 0,8% de contribuição para o seguro por acidente de trabalho e outros 8% para INSS.

A regulamentação define como empregado doméstico aquele que presta serviços de forma contínua, por mais de dois dias na semana, no âmbito residencial e com finalidade não lucrativa. O trabalho fica restrito a maiores de 18 anos, e a carga horário fixada em no máximo 8 horas por dia ou 44 horas semanais.

Também fica estabelecida a possibilidade de regime de 12 horas de trabalho por 36 de descanso, desde que expressa em contrato. Os horários de entrada e saída devem ser, obrigatoriamente, registrados por meio manual ou eletrônico.

Hora-extra
Pelo texto apresentado, fica definido que a hora-extra deverá ser paga com valor no mínimo 50% maior que a hora normal. As horas-extras poderão ser compensadas com folgas ou descontos na jornada diária, mas, caso ao final do mês a empregada acumule mais de 40 horas sem compensação, elas obrigatoriamente deverão ser pagas.
O restante será somado num banco de horas válido por um ano. No projeto, o banco é chamado de "sistema de compensação de horas”.

Férias
A regulamentação também cria a possibilidade de divisão das férias de trabalhadores da categoria em apenas dois períodos. Inicialmente, o texto de Jucá previa que as férias dos domésticos fossem divididas em até três períodos.

A mudança foi solicitada pelos sindicatos e equipara as férias de domésticos ao das demais categorias de trabalhadores urbanos e rurais. Um dos períodos de férias deve ter no mínimo 14 dias. Atualmente, não há regra específica para a divisão das férias que, segundo o Ministério do Trabalho, é fixada a critério do empregador.

Fonte: Com informações do G1

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


podium
MRV está chegando à Teresina
Terno e Cia
Últimas Notícias
15h23 Mariano afirma que um 'flanelinha' o 'esfaqueou' durante assalto em THE 15h15 Neymar é o melhor driblador, e quem mais perde bolas na Espanha 15h15 SEMDES recebe crianças com câncer para inclusão no Cadastro do Governo 15h14 Os Geniais de Amarante estão de volta e já tem data marcada para o show em Elesbão Veloso. Confira! 15h01 Direção do Leitão Folia se reúne com deputado Antônio e ex-prefeito João Félix 14h58 Em estado de calamidade pública, prefeito reinvidica melhorias para cidade 14h57 Secretária realiza primeira reunião com diretores e coordenadores das escolas 14h48 Ônibus de banda atropela e mata homem em cidade do PI 14h35 Governo investiga presos em Alcaçuz queimando corpos em fogueiras 13h59 Escritório da 'Pax União' arrombado pela 4ª vez em cidade no litoral do PI 13h59 Morre Paulo de Tarso, ex-presidente do TJ-PI 13h48 Polícia investiga assassinato de jovem em Timon-MA;foi morto na rua de casa 13h48 Unopar lança o maior vestibular da sua história 13h46 Francisco Santos faz pregão estimado em quase R$1 milhão para combustível 13h44 Senado analisa sugestão de dar fim à imunidade tributária para igrejas;veja 13h43 'Nossa cidade é o deserto do Brasil' diz prefeito de município que encontra-se totalmente sem água 13h40 Governador entrega e autoriza obras e duas quadras poliesportivas em Piracuruca 13h36 Projeto estabelece ajuda financeira para vítimas de enchentes 13h32 Escritor sueco está sendo processado por fazer versões infantis de clássicos 13h25 FUTEBOL: Dois jogos abrem o 14º Torneio Comunitário da Tocaia 13h24 'É o Tchan' lança música que promete bombar no Carnaval 13h21 Em Colônia do Gurguéia, máquinas quebradas são entregues para nova gestão 13h15 Prefeito Caburé participa de evento com governador W. Dias em Piracuruca 13h13 Descubra qual o aplicativo de paquera perfeito para você 13h12 Poderes instalam sede em Oeiras-PI em festa de adesão à independência

Hospede-se no Islamar
Terno e Cia
Laurice - Projetos

Mais Lidas


    Enquete

    Você concorda com a decisão da Prefeitura de Teresina em não bancar os desfiles das escolas de Samba?

    Total de Votos: 290

    Válida de 2017-01-09 14:36:00.0 a 2017-01-16

    Casa do cartucho
    comserv
    Negócios ou lazer em Parnaíba

    180graus no Instagramno Instagram

    Negócios ou lazer em Parnaíba