180graus

Acreditava na recuperação - 15/07/2013 às 09h05

Antes de morrer, MC Daleste pediu para tirar foto para colocar na web

Polícia analisa fotos e vídeos feitos pelo público para tentar encontrar pistas do atirador

UNIMED DIA COOPERAR
180 - Advogados
Dr. Igor Martins





Ao ser baleado no palco durante um show em Campinas, no interior de São Paulo, no último dia 6, o funkeiro Daniel Pellegrine, o MC Daleste, não imaginava a gravidade do ferimento que carregava no corpo. Atingido no abdômen, ele foi levado consciente para o hospital e, durante o trajeto, tentava acalmar as pessoas que o socorriam. Já na porta da unidade de saúde, chegou a pedir que fosse tirada uma foto dele na maca. De acordo com Rodrigo Pellegrine, o irmão da vítima, Daniel queria que a imagem fosse postada em uma rede social.

— Quando a gente chegou na porta do hospital, que ele viu que chegou a salvação dele, que ele falou: "Pô..." Eu falei: "Mano, você já está no hospital, você está a salvo". Aí, ele falou assim: "Tira uma foto pra postar no Instagram, aí. Que isso aqui a gente vai dar risada quando eu me recuperar e ficar bem".

Só que Daleste não resistiu e morreu duas horas e quinze minutos depois de ser baleado. O artista foi ferido menos de dez minutos após o começo do show que fazia em uma quermesse dentro de um conjunto habitacional na periferia de Campinas. Antes do tiro fatal, Daleste chegou a ser baleado de raspão na axila direita. Ao reparar que algo havia o atingido no braço, o funkeiro reclamou com a plateia. Mas, na hora,não desconfiou que fosse um tiro.

Segundo o delegado de Homicídios de Campinas, Rui Pegolo, a primeira bala só deixou um arranhão. Por isso, o MC não entendeu o que estava acontecendo.

— Acreditamos que ele imaginou que fosse uma pedra, já que ele se reporta ao público reclamando daquilo, pois se imaginasse que fosse um tiro, acreditamos que teria parado o show naquele momento.

Depoimentos

Mais de uma semana após a morte de Daleste, o crime ainda é um mistério. Até agora, 15 pessoas foram ouvidas, entre elas, amigos e parentes da vítima. A polícia analisa fotos e vídeos feitos pelo público para tentar encontrar pistas do atirador. Por ora, a certeza é de que a morte do funkeiro foi premeditada e que a pessoa responsável entendia bem de disparo de arma de fogo.

Conforme peritos de Campinas, o criminoso estaria em um local elevado, à esquerda do palco, a uma distância entre 20 e 30 metros. Dificilmente seria alguém da plateia.

A polícia ainda não sabe qual arma foi usada. As cápsulas deflagradas não foram encontradas no local. A bala que atingiu o abdômen do funkeiro atravessou o corpo e saiu pelas costas. Somente um pequeno fragmento dela foi recuperado.

A hipótese mais recente trabalhada durante a investigação do caso é de que a arma usada no assassinato seja de “calibre mais avantajado”.

Linhas de investigação

A polícia trabalha com, pelo menos, três linhas de investigação para tentar chegar ao assassino. Uma delas seria a de crime passional.Testemunhas disseram aos investigadores que o funkeiro teria se envolvido em uma briga em Campinas, um mês antes, por causa de uma moça. A hipótese é negada pela família da vítima. Daleste vivia há quatro anos com Érica Teixeira e, segundo ela, eram felizes e não havia motivos para traição.

Outra hipótese investigada seria uma briga com os organizadores da quermesse em Campinas, o que também é negado pela família do MC.

A terceira dá conta de que o assassino seria um policial. A possibilidade surgiu a partir da acusação de um amigo do cantor. MC Daleste estaria sendo extorquido por policiais militares, mas os parentes do cantor também rebatem a afirmação.

Para Roland Pellegrine, pai do funkeiro, o filho foi executado por alguém que não suportava vê-lo vencer na vida. O jovem fazia uma média de 40 shows por mês e faturava cerca de R$ 200 mil.

Daleste é o sexto funkeiro morto no Estado de São Paulo nos últimos três anos. Até hoje, nenhum caso foi esclarecido.

Fonte: Com informações do R7

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


Dr. Igor Martins
UNIMED DIA COOPERAR
UNIMED DIA COOPERAR
UNIMED - DIGA 33
Últimas Notícias
19h21 Prefeitura divulga grade oficial da 29º Festa do Vaqueiro de São Francisco do Piauí 18h14 Nota Piauiense realizou o 10º sorteio e divulga ganhador de R$ 50 mil e 20 mil 18h10 Delegacia prende acusado de furtos, roubos e até sequestros em Teresina 18h05 Secretário de Fazenda alerta para risco no pagamento do 13º salário no estado 17h58 Rede realiza super saldão de eletro, bazar e têxtil, com descontos de até 70% 17h56 I Encontro Setorial do PTB de Teresina debaterá sobre a Guarda Municipal 17h55 Ricardo Bandeira propõe lei que cria o Programa de Educação no Trânsito 17h53 Em Campo Maior tem Serviço de Proteção a Mulher 17h51 Abaixo-assinado solicita que museu faça homenagem para Júnior Araújo 17h41 'ROLETA RUSSA' é o novo curta-metragem que promete representar o PI 17h18 Dr.Helder Eugênio recebe secretário Ziza e gestores da 'Embrapa' no 180 16h54 Fiéis participam da missa de encerramento dos festejos de São Pedro na localidade saco 16h49 Emoção na formatura do ex-cortador de cana que virou médico 16h44 Justiça bloqueia bens da prefeita de Uruçuí após cervejada 16h21 Depressão atinge mais de 10% dos brasileiros desempregados, diz IBGE 16h10 Prefeitura de Oeiras expande alcance do projeto 'Suco com Atitude' 16h09 Com nova lei de Minas e Energia, Piauí pode ser beneficiado 15h58 CEE/PI concede autorização de funcionamento das escolas da rede municipal de João Costa 15h44 Confira a programação do IV Festival de Quadrilhas Juninas de Coivaras 15h42 CCJ analisará veto parcial do Governo para o 'plano' de cargos do Judiciário 15h39 Prefeitura entrega reforma e ampliação de UBS na zona rural de Miguel Alves 15h38 6 passos para ter orgasmos múltiplos: aprenda 15h36 Esquema lavou mais de R$ 370 mi por meio de empresas de fachada, diz PF 15h35 Parceria entre ATI e SDR vai atender programa de Geração de Emprego e Renda 15h33 O que você precisa saber para bombar nas redes sociais

Contratamos designer gráfico
180 - Advogados

Mais Lidas


    Enquete

    Escândalos de corrupção têm sido cada vez mais frequentes no noticiário. Pagamentos de propina à nível nacional envolvem até políticos do Piauí. Você acha que ainda tem jeito pro Brasil?

    Total de Votos: 241

    Válida de 16/06/2016 a 23/06/2016

    180 - Advogados
    180 - Advogados

    180graus no Instagramno Instagram

    sunset