180graus

Seria um ladrão? - 03/02/2014 às 17h14

Adolescente é espancado e preso nu em poste. Polêmica no Facebook

Internautas afirmam que o adolescente praticaria roubos e furtos na região do Flamengo, no RJ

Kangaco
Casa do Cartucho
Vestibular

Um adolescente foi espancado e preso a um poste por uma trava de bicicleta, nu, na noite da última sexta-feira, na Av. Rui Barbosa, no Flamengo, Zona Sul do Rio. Ele teria sido atacado por um grupo de três homens, a quem chamou de “os justiceiros”, segundo a coordenadora do Projeto Uerê, Yvonne Bezerra de Melo, de 66 anos. A artista plástica foi chamada por vizinhos que flagraram a cena, registrou a situação e compartilhou em sua página no Facebook. Internautas afirmam que o adolescente praticaria roubos e furtos na região do Flamengo.

"Eu não quero saber se ele é bandidinho ou bandidão, você não pode amarrar uma pessoa no meio da rua. Aquela área do Flamengo teve um aumento muito grande de violência e roubos recentemente. Como as coisas não melhoram, um bando de garotões se juntam e começam a fazer justiça pelas próprias mãos. Sei que tem muita marginalidade e a polícia é ineficaz, mas você não pode juntar um grupo e começar a executar pessoas", explica Yvonne, que estima que o rapaz tenha entre 16 e 18 anos. — Eu perguntei a ele quem tinha feito aquilo e ele disse que eram os “justiceiros de moto”. Ele foi espancado, levou uma facada na orelha, arrancaram a roupa dele e prenderam pelo pescoço. E ninguém na rua faz nada para impedir.

AMEAÇAS
Bombeiros do Quartel do Catete atenderam a ocorrência de agressão e soltaram o rapaz. Ele foi levado para o Hospital Municipal Souza Aguiar. Yvonne conta que os bombeiros precisaram usar um maçarico para abrir a trava de bicicleta.

A artista plástica já chegou a receber ameaças por ajudar e defender o rapaz:
— Eu recebo ameaças por defender, mas estamos falando de seres humanos. Recebi no Facebook a seguinte mensagem: “Pra mim essa raça tem que ser exterminada com requintes de crueldade”. De um rapaz jovem, que não deve ter nem 20 anos. Se o Estado não toma providências para resolver o problema da violência, os grupos nazistas, neonazistas se unem e essa mentalidade toma conta.

Fundadora do Projeto Uerê — ONG que oferece educação a crianças e adolescentes com dificuldades de aprendizagem decorrentes de traumas —, Yvonne trabalha com projetos sociais no Brasil desde os anos 1980. Ela conta que, nesta época, esse tipo de ataque era comum.

— Nos anos 80 existiam, na Zona Sul, gangues de rapazes que saiam à noite para bater em mendigos e em meninos de rua. Depois, isso parou porque houve certa redução da criminalidade. Se ele rouba, que prendam, mas não pode torturar no meio da rua — conclui. — Esse tipo de crime tem muito racismo, muito preconceito. Se fosse o contrário, ia ser um Deus nos acuda. “O branquinho amarrado no poste, coitadinho!”. O que está acontecendo é que a violência está criando o ódio da população. Eu entendo, ninguém quer ser esfaqueado andando no Aterro (do Flamengo), mas você tem leis, tem uma polícia. Não pode fazer justiça com as próprias mãos.

Fonte: Com informações Globo.com

Publicado Por: Lídia Brito

Últimas Notícias
03h08 TRE-PI leva Ação Justiça Eleitoral e Cidadania nesta sexta-feira (24) ao CEUT 01h29 Daniel procura Suzana Alves após ameaça de processo e ex-Tiazinha o ignora 01h07 Prefeitura de Teresina realiza ação educativa nas passagens de nível 00h38 Com vestido curtinho, Fernanda Lacerda lança ensaio nu em São Paulo 00h33 'É complicado, mas dou apoio', diz marido da Miss Bumbum Bahia 23h55 2ª Semana de Formação de Magistrados termina com resultado positivo 23h55 Ceir promove semana de combate ao AVC na cidade de Teresina 23h38 Núcleo do Sinproesemma de Nova Olinda do Maranhão fará Assembleia Geral extraordinária dia 24. 23h35 Liziane pede que CDHM ouça mãe de vigilante que confessou matar advogado 23h33 Outubro é mês de missão nas universidades da arquidiocese de Teresina 23h33 Assaltante morre em troca de tiros após assaltar Caixa Aqui em Zé Doca. 23h29 Babão: Lourival, ex-atacante do Interporto, revela que jogadores receberam "bicho" do River-PI 23h16 Banco do Nordeste vai investir R$ 3 milhões em projetos que combatem a desertificação 23h15 Comunicação eletrônica é novidade na 2ª Vara de Porto Franco 23h05 Encerrado o festejo do Divino Espírito Santo de Paço do Lumiar 22h56 Ruas do bairro Tancredo Neves na cidade de Teresina serão asfaltadas este ano 22h55 Judiciário lança projeto para combater a violência doméstica e familiar 22h35 Juristas de renome nacional parabenizam indicação de Secretário da Transparência 22h31 Com alto calor, varejistas registram aumento de 100% nas vendas de ventiladores 22h15 Deputada contesta matéria da TV Band sobre irregularidades em maternidade 22h13 Prefeito de Avelino Lopes encontra-se com governador eleito 22h11 Começando 22h06 Caixa Econômica Federal participará da Semana Nacional de Conciliação 22h05 Título de Cidadão Imperatrizense concedido a Damião Benício foi anulado pela Câmara Municipal 21h56 Em THE: Empresários e estudantes participam da 1ª semana do 'Google'
TRE

Enquete

Na sua opinião, dos novos deputados estaduais eleitos, qual realizará o melhor trabalho?

Total de Votos: 236

Válida de 21/10/2014 a 28/10/2014

Mais lidas

    180graus no Instagramno Instagram