180graus

Seria um ladrão? - 03/02/2014 às 17h14

Adolescente é espancado e preso nu em poste. Polêmica no Facebook

Internautas afirmam que o adolescente praticaria roubos e furtos na região do Flamengo, no RJ

Negócios ou lazer em Parnaíba?
comserv





Um adolescente foi espancado e preso a um poste por uma trava de bicicleta, nu, na noite da última sexta-feira, na Av. Rui Barbosa, no Flamengo, Zona Sul do Rio. Ele teria sido atacado por um grupo de três homens, a quem chamou de “os justiceiros”, segundo a coordenadora do Projeto Uerê, Yvonne Bezerra de Melo, de 66 anos. A artista plástica foi chamada por vizinhos que flagraram a cena, registrou a situação e compartilhou em sua página no Facebook. Internautas afirmam que o adolescente praticaria roubos e furtos na região do Flamengo.

"Eu não quero saber se ele é bandidinho ou bandidão, você não pode amarrar uma pessoa no meio da rua. Aquela área do Flamengo teve um aumento muito grande de violência e roubos recentemente. Como as coisas não melhoram, um bando de garotões se juntam e começam a fazer justiça pelas próprias mãos. Sei que tem muita marginalidade e a polícia é ineficaz, mas você não pode juntar um grupo e começar a executar pessoas", explica Yvonne, que estima que o rapaz tenha entre 16 e 18 anos. — Eu perguntei a ele quem tinha feito aquilo e ele disse que eram os “justiceiros de moto”. Ele foi espancado, levou uma facada na orelha, arrancaram a roupa dele e prenderam pelo pescoço. E ninguém na rua faz nada para impedir.

AMEAÇAS
Bombeiros do Quartel do Catete atenderam a ocorrência de agressão e soltaram o rapaz. Ele foi levado para o Hospital Municipal Souza Aguiar. Yvonne conta que os bombeiros precisaram usar um maçarico para abrir a trava de bicicleta.

A artista plástica já chegou a receber ameaças por ajudar e defender o rapaz:
— Eu recebo ameaças por defender, mas estamos falando de seres humanos. Recebi no Facebook a seguinte mensagem: “Pra mim essa raça tem que ser exterminada com requintes de crueldade”. De um rapaz jovem, que não deve ter nem 20 anos. Se o Estado não toma providências para resolver o problema da violência, os grupos nazistas, neonazistas se unem e essa mentalidade toma conta.

Fundadora do Projeto Uerê — ONG que oferece educação a crianças e adolescentes com dificuldades de aprendizagem decorrentes de traumas —, Yvonne trabalha com projetos sociais no Brasil desde os anos 1980. Ela conta que, nesta época, esse tipo de ataque era comum.

— Nos anos 80 existiam, na Zona Sul, gangues de rapazes que saiam à noite para bater em mendigos e em meninos de rua. Depois, isso parou porque houve certa redução da criminalidade. Se ele rouba, que prendam, mas não pode torturar no meio da rua — conclui. — Esse tipo de crime tem muito racismo, muito preconceito. Se fosse o contrário, ia ser um Deus nos acuda. “O branquinho amarrado no poste, coitadinho!”. O que está acontecendo é que a violência está criando o ódio da população. Eu entendo, ninguém quer ser esfaqueado andando no Aterro (do Flamengo), mas você tem leis, tem uma polícia. Não pode fazer justiça com as próprias mãos.

Fonte: Com informações Globo.com

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


podium
Últimas Notícias
23h45 Piauiense prossegue com Piauí x Flamengo no Lindolfo Monteiro 22h48 Chateado com W.Dias, Ciro se reúne com líderes da oposição ao governo 20h03 #Corso: Confira os cliques postados pela turma do Instagram e Facebook 19h26 SEMED: Semana Pedagógica em Campo Maior deixa professores motivados 19h20 Firmino libera paredão e afirma que a proibição 'não foi ideia muito feliz' 18h39 Paroquia de São José em Campo Largo rá realizar Festival do Senhor nos dias 26 e 27 de Fevereiro 18h09 Pep Guardiola afirma que não voltará a ser treinador do Barcelona 18h01 Caminhoneiro é rendido no Piauí e tem R$ 5 mil roubados 17h58 Hoje tem Cine Gospel 17h52 Previdência respondeu por 97% do déficit nas contas públicas em 2016 17h52 Corso: Fantasias do Muro de Trump e Transformers são sensação; fotos 17h35 Hoje tem Carnamix 17h27 Loteamento Vale do Amanhecer 17h11 Eugênio Show descobre paradeiro de Leny Chaplin e o bota frente a frente a ex-misses 17h08 Noite das Rainhas Lerietes no Las Vegas 16h56 Prévia do Bloco Cajá Folia 2017 16h47 Construsonhos Imobiliária 16h40 Realizado Reunião com os Colaboradores do Carnaval 2017 16h20 Prefeitura faz campanha para o folião não contrair DST/AIDS no carnaval 15h43 Vigilância encontra batata estragada e gelo em sacos de ração no 'Corso' 15h31 Polícia apreende oito quilos de crack e prende dois suspeitos de tráfico no PI 15h21 STF dá dez dias para que Temer e deputados expliquem reforma da previdência 15h16 Dilma diz que pode disputar eleição para senadora ou deputada; confira 15h12 MP realiza campanha sobre a violência contra as mulheres durante o Carnaval 15h06 Vinícola do filho de Trump busca estrangeiros para postos de trabalho

Hospede-se no Islamar
Terno & Cia

Mais Lidas


    Enquete

    Você concorda com a decisão da Prefeitura de Teresina em não bancar os desfiles das escolas de Samba?

    Total de Votos: 290

    Válida de 2017-01-09 14:36:00.0 a 2017-01-16

    comserv
    Casa do cartucho
    Negócios ou lazer em Parnaíba

    180graus no Instagramno Instagram

    Negócios ou lazer em Parnaíba