180graus

Cartel e fraudes em licitações - 20/04/2017 às 09h05

MPF encaminha nova denúncia sobre ex-governador Cabral à justiça;confira






comserv

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal Federal, aceitou, nesta quarta-feira (19/04), nova denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-governador Sergio Cabral e mais 19 pessoas. Eles são acusados por cartel e fraudes em licitações, na reforma do Estádio Maracanã e do conjunto de obras conhecido como PAC das Favelas.

“Trata-se de nova denúncia decorrente do aprofundamento de investigações realizadas pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal, com o apoio da Receita Federal, que revelaram a existência de um gigantesco esquema de corrupção e fraudes, envolvendo funcionários públicos de alto escalão, grandes empreiteiras, pessoas físicas e jurídicas especializadas na lavagem de dinheiro, além de ex-agentes políticos”, escreveu o magistrado em sua decisão.

Segundo Bretas, foi levado em conta as informações decorrentes das delações premiadas de executivos das empreiteiras Andrade Gutierrez e Carioca Engenharia à Procuradoria-Geral da República. “As declarações dos colaboradores mencionaram expressamente as obras de reforma do estádio do Maracanã para a Copa do Mundo de 2014, além de outras grandes obras públicas de construção civil, dentre as quais, a construção do Arco Metropolitano e a urbanização de grandes comunidades carentes na cidade do Rio de Janeiro - PAC Favelas, todos custeados com recursos federais”, disse o magistrado.

Bretas ressaltou também que o MPF apontou o ex-governador como participante de uma organização criminosa voltada à corrupção e outros delitos. “O órgão de acusação afirma que o aprofundamento das investigações revelou que a atuação de Sergio Cabral não se restringiu aos fatos antecedentes dos crimes de lavagem de dinheiro objeto da Operação Saqueador, tendo identificado a existência de uma organização criminosa dedicada também à prática de crimes de corrupção, fraude a licitações, cartel e lavagem de dinheiro na execução de obras públicas financiadas ou custeadas com recursos federais, o que resultou na deflagração da Operação Calicute.”

De acordo com a denúncia do MPF, houve sobrepreço milionário nas obras citadas. No Maracanã, por exemplo, o orçamento inicial era R$ 705 milhões e o custo final ficou em R$ 1,2 bilhão, após 16 aditivos ao contrato. Segundo os procuradores, Cabral receberia 5% do valor orçado inicial.

“Por outro lado, também está claro que em pelo menos 5% do total do contrato de reforma do Maracanã houve sobrepreço, uma vez que essa quantia foi a acordada antes da licitação para o pagamento da propina exigida por Sergio Cabral. Ou seja, dos R$ 705 milhões da proposta vencedora, pelo menos R$ 35,25 milhões foram superfaturados para custear os valores escusos pagos a pretexto da regra de propina estabelecida pelo ex-governador”, escreveram os procuradores, na denúncia.

Além de Cabral, o juiz aceitou denúncia contra Wilson Carlos, Ícaro Moreno Júnior, Hudson Braga, Louzival Mascarenhas Júnior, Marcos Antônio Borghi, Marcelo Duarte Ribeiro, Fernando Cavendish, Paulo Meriade Duarte, Benedicto Júnior, Eduardo Soares Martins, Irineu Berardi Meireles, Marcos Vidigal do Amaral, Karine Karaoglan Khoury Ribeiro, Juarez Miranda Júnior, Maurício Rizzo, Gustavo Souza, Paulo Cesar Almeida Cabral, José Gilmar Francisco de Santana e Ricardo Pernambuco.

Fonte: Com informações da Agência Brasil

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


Podium PMPI
Terrazzo Poti
Teresina Participativa
Últimas Notícias
19h11 THE: Homem morre afogado no Parque 'Lagoas do Norte' 18h38 Homem é preso pela 2º vez ao se masturbar em rua de cidade do Piauí 18h23 Projeto de combate ao mosquito da dengue em Água Branca é destaque em Brasília 18h12 Em Campo Maior, ônibus com estudantes desce aterro em estrada vicinal 18h07 Em Alegrete, segundo dia de festividades é iniciado com o I Torneio Municipal de Sinuca 18h00 Taty Girl convida a todos para participar de show em Madeiro, dia 01/05 17h58 Prefeito está entre os 20 apostadores que ganharam R$ 101 milhões na Mega Sena 17h38 Prefeito de Campinas do Piauí prestigia evento na APPM, em Teresina 17h38 Dr. Heli participa de seminário sobre previdência, na APPM, em Teresina 17h36 Ashley Graham diz que 'as mulheres não devem temer as celulites' : veja 17h35 Regina Sousa diz que reforma permite agora a escravidão legalizada no país 17h27 Prefeito Alcione Barbosa prestigia evento em Teresina 17h26 Loja do Armazém Paraíba é assaltada em Corrente 17h21 Novo medicamento para pacientes com HIV será testado em Manaus 17h20 Em boa fase,Fred não é descartado por Tite na Seleção do Brasil, diz o auxiliar 17h15 Prefeita Ceiça Dias prestigia evento sobre Previdência na APPM 17h15 Em Teresina, prefeito Ângelo Pereira participa de seminário sobre o regime próprio de previdência 17h12 Adolescente posta vídeo esquentando porquinho-da-índia em microondas e revolta internautas 17h11 Agenilson Teixeira participa de seminário sobre o regime próprio de previdência, em Teresina 17h05 Prefeito de Joca Marques participa de seminário em Teresina 17h05 Seminário na APPM conta com a presença do prefeito Junior Carvalho 17h03 Secult divulga as bandas selecionadas para o projeto Boca da Noite na capital 17h02 Prefeito de Aroeira do Itaim participa de seminário em Teresina 16h58 Recuperar título de Cidade Verde vai devolver a autoestima, diz professor 16h50 Teresina investe mais de R$ 1,8 milhão em asfalto na zona Leste; veja as vias

Teresina Participativa

Mais Lidas


    Enquete

    Você aprova a decisão da CCJ do Senado em diminuir as vagas para deputados piauienses?

    Total de Votos: 854

    Válida de 2017-04-06 17:08:00.0 a 2017-04-30

    Teresina Participativa
    Teresina Participativa

    180graus no Instagramno Instagram